14 de março de 2015

UM CASO DIFÍCIL


      - Tais Luso

A vida é feita de histórias. Umas hilárias, outras tristes, esdrúxulas, trágicas e outras... Outras não sei como classificar. É só pensarmos em alguém e lá tem uma história de vida. E essa que contarei é uma história de uma conhecida; das tantas que encontro na minha rua quando passeio com meu cachorro. Todos somos vizinhos de quarteirão. Uma hora em que os cachorreiros se encontram e contam as novidades. E desgraças.

Essa minha conhecida tem um filho: o anjinho tem 35 anos e uma namorada, cujo relacionamento já tem 2 anos. Porém, ele adora uma sala de Chat, até que deu de cara com uma moça da Hungria. É, lá do outro lado... Mas na Internet tudo fica perto.

Ficaram muito amigos, contou-me a conhecida. Todos os dias se comunicam pelo Face, ele mostra o Brasil, ela mostra a Hungria. E a amizade foi crescendo… E virou outra coisa, que minha conhecida temia.

Bem, já faz 6 meses e a garota quer vir ao Brasil para conhecer o tal moço e por aqui morar algum tempo, e talvez com ele! Mas o caso é que a sua namorada daqui, está montando apartamento para morarem juntos. E está grávida!

O que está neurotizando essa minha conhecida, é que a moça da Hungria já está com a passagem na mão! Claro, o rapaz não bate bem das bielas, e não fica em emprego nenhum. Está desempregado. E resolveu enlouquecer a mãe. Não sabe o que fazer a não ser entrar em crises.

- E agora Zé? - disse a minha conhecida olhando pra mim.

Dizer o quê? Esconda a namorada numa toca ou  pegue uma mala e fuja? Cruzes.

O rapaz está passando por descompromissado, pois a moça da Hungria não sabe que o anjinho em breve vai ser papai!

Minha conhecida também está em crise: está pensando em mudar-se e deixar a bomba explodir no front. Enquanto o trio se vira, ela some.

Está pensando em pegar todas as suas roupas e tralhas pessoais e se mudar para um apart-hotel, longe da zona de conflito... afinal, a coitada é cardíaca. 

Aliás, acho que eu faria a mesma coisa, afinal, o mimoso tem 35 anos,  fez um filho que ainda não nasceu e não aceita conselhos!

Espero que a gente se encontre por esses dias; quero saber o rumo das coisas. Toda história tem um final, e essa minha curiosidade também faz parte da vida. 
Normal.






49 comentários:

  1. Ai amiga, estou rindo do que escrevestes no final, pois é, a curiosidade faz parte da vida, mesmo porque quem te contou o fez porque quis.
    Mas que é uma situação difícil ah é, o "anjinho" tem 35 anos, portanto a mãe dele está certa, ele que se entenda com as encrenca que está porvir!
    Mas acho que ela diz isso da boca pra fora, filhos quando se encrencam levam mãe, pai, enfim... todos juntos, nesse caso até uma criança que vai nascer, cruzes!!!
    Minha linda amiga, tens um senso de humor muito bom, gostei de ler,rsrs, mas é assim a vida né mesmo?
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, querida Ivone, já cheguei a uma triste conclusão: eu sou um perigo! Guardo tudo que me contam, e claro, conto o milagre mas não revelo o santo, jamais! A ética faz parte das histórias. Eu conheço o anjinho, já vi algumas vezes. Amiga, com ele eu nunca falei, corro como o diabo da cruz! Obrigada por tuas palavras tão simpáticas! Um lindo domingo!
      Beijo!

      Excluir
  2. Soneto-acróstico
    À Cronista da vida

    Arguta cronista do cotidiano a Taís
    Vê por trás de cada evento, história
    Infere nuance cromática, cada matiz
    Deslinda, drama, derrota e até glória.

    Assim, a passo com seu cão na rua
    Histórias vêm ao seu colo de graça
    Inclusive, algumas de inocência crua
    Se as ouve e gosta, à crônica passa.

    Tanta argúcia, sensibilidade e talento
    Ótima percepção conjugada à verve
    Realmente não deverá ficar ao vento.

    Instada a ouvir, qualquer tema serve
    A ela lhe inspira apenas o momento
    É nosso desejo que assim se conserve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!! Será que mereço esse acróstico, Jair? É pra ficar toda boba, toda prosa. Mas é muito bom quando escrevemos e sabemos que os amigos gostam, algumas vezes se divertem, outras ficam indignados como eu. É sempre um incentivo.
      Muito obrigada por suas palavras, e pelos simpáticos elogios. Um lindo domingo!
      Grande abraço!

      Excluir
  3. Quando pensamos que temos problemas é só olhar os dos outros para ver que vivemos num paraíso.
    Notícias do INSS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Catarino, bem-vindo ao blog! Você tem razão, sim, como eu disse, são tantas histórias, tantas vidas em conflitos piores...
      Muito obrigada pela sua presença!
      Abços

      Excluir
  4. Taisinha,
    Que loucura foi essa do filho dessa tua conhecida, trazer uma moça da Hungria? A casa dessa pobre mãe iria virar um hospício, e, ao mesmo tempo, uma Torre de Babel (deduzo que a moça não fala português e que o rapaz não fala húngaro).
    Que barbaridade!
    Beijinho (aqui da sal ao lado)..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, que honra!!
      É verdade, essas são as salas de Chat! Sim, te falei que o anjinho queria hospedar a moça, no início, na casa da mãe! Que loucura. Não, não iria virar um hospício, já virou, pois o filho só consegue entrar em crises, das mais variadas. Eles se comunicam na base do espanhol, a 'conhecida' (que já sabes que é) falou.
      Beijinho, até já. rss

      Excluir
  5. Nossa! Que situação horrível! Tenho pena é da mãe que deve estar com os nervos à flor da pele, ainda por cima sendo cardíaca. Uma situação de difícil solução, pois se a mãe resolve fugir para um outro lugar, é claro que o problema de querer ajudar o filho, mesmo com toda a irresponsabilidade dele, a acompanhará.
    Uma história que deixou a todos nós curiosos pelo desfecho. Por favor, Taís, o mais rápido possível peque o seu cachorrinho e vai passear com ele, e procure encontrar essa tua conhecida para saber o que está acontecendo. Casos assim mexem com a nossa imaginação e ficamos a torcer, eu pelo menos, para que essa mãe encontre a paz necessária para enfrentar o que me parece inevitável no triângulo amoroso que se formou.
    Um domingo de sorrisos e estrelas no teu caminhar,
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helena, rsss, curiosa também? . Acho que eu faria o mesmo, não sei certo, (mãe é sempre boba). Pra fazer o filho ele não foi bobo e soube o caminho do Chat! Penso eu que agora ela tem de cuidar dela. Se ela 'bater as botas' o cara vai continuar aprontando e vai se virar...
      Beijos, meu carinho, Uma linda semana pra você!

      Excluir
  6. Taís, sou pós graduada nesse quesito de filhos aprontando. Imagino a situação dela muito bem. E o pio: ela vai ficar com o bebê da namorada, ajudar a criar, etc e de repente, ele terá um filho com a outra, que chega de longe.Vais ver. E ainda: como tudo fica louco, ela ,tua amiga, ainda ficará babando pela criancinha, cada uma que chegar! rs...bjs, lindo domingo! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsssss, que imaginação fértil, Chica!!!
      Que loucura, to rindo aqui de você!!
      Ainda vai babar e cuidar da criança? rsssss
      Beijo grande!!!

      Excluir
  7. Taís... acho que o "anjinho" tá pensando em contratar uma babá importada para a educação do seu primogênito!! kkkk... Desmamar o de 35 para dar lugar ao que vem chegando, não acha? Olhe seria cômico se não fosse trágico! Como se brinca com vidas, hein?
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rssssss babá importada!! Imagino o trio!
      Isso tá ficando pior do que história de mordomo! A culpa vai ser do mordomo! rs
      Beijo, uma ótima semana, vamos ver como vai ficar a 'mordomia' nesse Brasil...

      Excluir
  8. Tais, coitadas das duas mulheres. Um homem desses é pedra no sapato para qualquer uma. A moça de fora não o conhece e é crédula demais. A namorada, pelo tempo de convivência, já deveria ter percebido a enrascada em que se meteu. Tenho pena é da mãe dele porque, certamente, a bomba vai estourar e ela ainda terá que limpar a sujeira. Homens que, nessa idade, ainda estão sob as asas das mães, merecem atenta avaliação por parte das mulheres (rssss).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estou com pena da mãe. O filho meteu a coitada numa fria, afinal a casa é dela e o cara resolve ter suas crises em casa, com ela! O trio que se vire: uma não viu nada; a outra é louca - vem de longe conhecendo o 'anjo' há 6 meses; e o filho é piradão. É muito loucura junto, eu não teria resistência psíquica para aguentar o tirão.
      Beijos!

      Excluir
    2. é provável que a namorada seja mais uma neste planeta que irá aceitar qualquer condição para ter um homem ao lado...triste, sarcástico?!
      não sei, conheço algumas que relevam as traições sexuais do maridão em nome de segurança...mas convenhamos: este cara ai precisa de porrada!

      Excluir
    3. Bah, você tem toda a razão! Tem muita mulher que aceita certas coisas. O Furtado aí em baixo também acha que baixar a lenha seria um bom negócio... Mas eu também acho!!! rss

      Excluir
  9. Oi Taís,
    Meu filho tem 32 anos e é mulherengo, não casa com ninguém. Trabalha, mas tem uma mania: esta na terceira faculdade.
    Ele me conta tanta barbárie do face que se ele arrumar filho eu sumo.kkk
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que Santa mania tem seu filho!
      Dorli, não faço parte de nenhuma rede, apenas dois blogs está de bom tamanho. Salas de Chat nem sei como entrar e não me interessa saber. Acho tudo uma loucura. Claro que a Internet tem coisas muito boas, mas... tenho lá minhas restrições.
      Beijos, obrigada pela sua presença!!

      Excluir
  10. O anjinho com 35 anos já deve ter levado umas pancadinhas para aprender a ser responsável. Se ainda não aprendeu, necessário se faz levar umas boas porradas para, quem sabe, virar um homem. Não dizem por aí que só se aprende apanhando? Então, porrada nele que é um santo remédio. Que venha a Húngara e, junto com a namorada, deem uma arrumadinha no anjinho. Rsrs. Bela crônica Tais!

    Abraços,

    Furtado.



    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, bem que eu gostaria de ver isso... Os homens, geralmente, dizem que matariam de pau! rssss, não tem perdão nem nhenhenhe... Mulher é muito boba. Temos aquela coisa de 'mãe'.
      Abraços!

      Excluir
  11. Santo Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Taisinha, com esse bom senso que você demonstra ter (é sério rs), fala pra mãe desesperada, contar tudo para a moça da Hungria, antes que ela embarque...em canoa furada.
    Beijos amiga!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem morta eu faço isso, Shirley!! Não sou amiga da mulher e o filho tem problemas! Ela conta isso na rodinha, para desabafar. Tem umas que arriscam um palpite, mas outras 3 - que estavam junto, ficaram quietas. Lidar com um cara que nem sabemos a doença dele é difícil! rsss Só sei que ele é bem agressivo.
      Beijos!!

      Excluir
  12. Olá Taís,

    Fico impressionada com essa geração que não quer nada com nada e ainda apronta, dando mais preocupação aos pais num momento em que eles deveriam ter mais paz para viver.
    Lamento por essa mãe. No lugar dela eu recomendaria ao 'mimoso' contar a verdade à corajosa moça da Hungria). Em caso de recusa, ela deveria mesmo 'se mandar' para bem longe da 'zona de conflito', como você disse. Quem sabe para a Hungria?-rsrs. Ele que resolva sua irresponsabilidade e aprenda com as consequências. Mas, mãe é mãe, né, e aposto que ela ficará por perto tentando apagar o incêndio.

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela já recomendou ele a dizer a verdade, mas o mimoso não tem coragem, a coisa tomou uma proporção grande, e entra em crises! Fica fora da casinha e a mãe é que paga... Veja como as coisas hoje são rapidinhas. Só que ele quer hospedar a moça na casa da mãe rssss Mas perguntei: e a namorada?? E ficou no pois é... A mãe está muito doida, coitada.
      Beijo!

      Excluir
  13. Querida Tais,
    triste para uma mãe, que tem um anjinho tão inocente que nem se preocupa
    com o que pode causar com tantas burrices. Se, eu fosse a mãe do garotão já havia entrado em contato com a moça da Hungria. Porque sempre sobra para os pais o que de ruim fazem os filhos. Com certeza, esta mãe dará um jeito que só as mães sabem, infelizmente. rsssssssssssssss Também sou curiosa, e quero saber o desfecho de tudo. Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, não és a primeira a querer esse contato com a moça lá da Hungria. Mas isso ela já disse que não vai fazer porque o cara incomoda muito, é agressivo. Se eu estivesse no lugar dela, e como ele não tem trabalho, deixaria o apartamento com ele e sairia logo para um lugar que ele não soubesse. Só falaria ao telefone. Ele tem 35 anos, Marli!!! É um homem feito! E futuro papai rsssss. E sabe que está errado!
      Beijo grande!

      Excluir
  14. Muito boa noite querida Tais...
    ai está o problema das facilidades da internet..
    tudo fica perto.. e envolto por mentiras.. uma rede que só cresce.. na internet se fala o que que e se é o que bem entender...
    te falo.. eu era muito feliz sem o computador e pagando gente para digitar minhas obras.. se era..
    tinha meus 20 e poucos anos quando comprei o dito pc de tubo que pesava mais que eu quase rsrs e acredite.. promoção e de tão bom me durou 9 anos .. até que o hd ultrapassado deu pra trás e não aceitava programas novos.. ainda tenho o pc mas não dá mais para conectar a net srrs
    na época entrei em chats tb.. a gente ia com aquela de encontrar amigos ...
    das pessoas que lá conheci.. e muitas vezes entrava para divulgar meu blog.. é muito irreal.. é muito vazio aquele mundo onde aparecem casados, descasados.. um bando tentando matar suas carencias..
    por isso que me nego a ter muitas dessas coisas.. twiterr e tudo mais que inventam.. sou a moda antiga.. sou do email srsr
    e as vezes nem retorno do mesmo recebo srsr
    mas deixa este poeta aqui ir adubar a terra rsrs
    são só 50 kls rsrs
    dai todo mundo vai vir lá chorar na minha tumba rsrs se eu tiver a mesma né srsr
    beijos meus querida amiga.. até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido amigo Samuel,
      Eu também sem pc era feliz, preparava minhas aulas de arte, criava, participava de muitas coisas e me encontrava na real com muita gente que gostava, que queria aprender. O pc trancou muita coisa. Imagine quem vive em redes e chats. Sou bem à moda antiga! Sobre o pc, pra durar tanto só podia ser um XP, não?
      Tumba? Credo, rs...

      Quanto ao rapaz, é lógico que não vai dar certo, já não deu; precisou ir pra chat! Da namorada sim, tenho pena, e da mãe dele. Da moça da Hungria e dele, não. Quem sai na chuva...

      Bjus, uma ótima semana, depois do maravilhoso movimento do dia 15/ Brasil!!

      Excluir
  15. Bah rsrs falei falei e esqueci de falar do rapaz que tu citou aqui srrs
    mas enfim.. muito errado isso.. namorando, prestes a ter um filho, montando apartamento e já traindo.. acho que a pessoa que tá com ele amorada.. merecia coisa melhor.. pq ele não vai mudar.. e a bomba vai explodir mesmo.. coitada da namorada... beijos meus de novo

    ResponderExcluir
  16. Amo, amo, amo Iberê Cmarago, pra mim já valeu a postagem, quanto a história, que história minha querida amiga Tais, e assim é a vida, cheia de histórias, todas envolvendo relacionamentos, incrível, existem pessoas, posso ser uma delas, que não conseguem se entender e nem entender o próximo, para que a vida seja mais harmônica, mas enfim, se souberes o fim dessa história, por favor me conte rs. Sempe muito bom compartilhar com a amiga.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs, também adoro Iberê, Jair, pela força de suas obras. Já fui várias vezes na Fundação. Quando eu souber do desfecho dessa triste historia (que de louco todos nós temos um pouco), certamente postarei aqui nos comentários. No quesito "curiosidade" sou a nº 1. Credo...rs. Esse é o mundo em que vivemos, Jair, cheio de atrapalhadas, maldades... Mas que bom que temos também coisas que orgulham nossa espécie.. Se não fosse assim seria o caos!
      Grande abraço, obrigada pela carinho da visita.

      Excluir
  17. Bem animado e frutíferos esses teus passeios com o cachorro, hein Tais? Agora fiquei curioso também em saber o próximo capitulo, o desenrolar desse rolo, dessa bola de neve. E você habilmente conta esses dramas de uma forma irônica e engraça, rs... Beijos, galega.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é só com o cachorro, não, rss, eu sou uma antena que capta as relações e atitudes boas e ruins. Capto a velhinha que caminha na minha frente, de bengala, toda estuporada, mas na moda - literalmente na moda. Aí fico pensando na 'moda'...rs
      Beijos!

      Excluir
  18. Dizem que a paixão emburrece e o amor enaltece as pessoas.
    Mas a paixão real,se não virar amor, em seis meses,acaba,porque a paixão gera um estresse,que ninguém agüentaria ficar sob essa fobia a vida inteira...
    Acredito que a paixão virtual,seja bem por aí,só que tem um agravante,já vimos muitas histórias parecidas...
    Mesmo porque,paixão de Chat,facebook,leva a pessoa ao limite da loucura,
    Pois,ela mesma desenha o perfil e as características que mais lhe agradam,é uma espécie de narcisismo,onde essa paixão é quase ela mesma,sozinha,endeusada,ou endeusado, em frente uma máquina fria,mas com uma condição,ali está o amor sonhado,o amor idealizado,mas sem cheiro,sem gosto,é muito ingênuo até e complicado...
    Também estou curiosa...kkk
    Adorei como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, mas concordo com tudo que você diz, vou de 0 à 100 nesse seu comentário tão lúcido, nem vou acrescentar nada para não estragar!!! Esse é o perfil verdadeiro dessas redes quando passa dos limites.
      Beijo grande, como foi bom ver você aqui!

      Excluir
  19. A vida e suas histórias... Classificá-las, não é, realmente, nada fácil, principalmente quando são como essa.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um caso muito difícil: envolve a mãe que não tem nada com o problema; uma moça que entrou no conto do vigário; uma namorada que acreditou num maluco; e o próprio que agiu de má fé, e de tão maluco não consegue ver e nem resolver a confusão que causou. Só sabe entrar em crises!!

      Obrigada, Viviani!
      Abraço!

      Excluir
  20. A juventude (???) de hoje é irresponsável pela comodidade que a comodidade e o conforto lhes coloca á disposição. Dizem que é a evolução tecnológica que cria pequenos monstros, egoístas e irresponsáveis. Parece ser este um desses casos.
    A culpa pode ser da Sociedade, mas é, sobretudo dos padrões de educação.
    Leveza de opiniões e simpatias são potenciados pelas amizades criadas nas redes sociais.
    Todos são amigos ... a qualquer preço.
    É sabido que sou MUITO crítico em relação a este meio de se sociabilizar.
    Mas... quem sou eu?
    Parabéns, Tais, pelo alerta para um tema demasiado comum.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sol, penso igual, é chique, gratificante, maravilhoso ter um bando de amigos e conhecer gente estranha e manter amizades estreitas demais. Depois vira uma bomba!!! Isso é, cria-se um monstro e depois não se sabe o que fazer com ele...
      Obrigada, Sol!
      Bjus.

      Excluir
  21. Simplesmente perfeita sua "definição" de algumas coisas ... contar histórias, viver a vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela sua visita e comentário, Chiris!
      Abraços.

      Excluir
  22. Olá, Boa noite,Tais
    é verdade, a vida é feita de histórias e nessas, enquanto uns navegam na internet para , naturalmente, ( de forma natural, normal) conhecer pessoas, fazer descobertas e até para uma amizade sem compromisso. Outros usam para vencer a solidão, até para preencher carências afetivas. Enquanto uns, para fugir da relação que vivem na realidade, outros , usam a sedução , alavancada pelo "anonimato". E de tanto sentirem se próximos , pelo fato de terem se conhecidos pela internet, o próximo passo é marcar um encontro para se conhecerem pessoalmente. E esse é o problema, pois podem ser encontros perigosos ou surpreendentes, pois nunca sabemos de fato quem são as pessoas envolvidas. Por isso, penso que além de ser um grande aliado na aproximação das pessoas. Encurta distancias - Hungria e Brasil - e facilita os contatos, mas é uma faca de dois gumes. Nunca se sabe o caráter da pessoa e sua verdadeira intenção quando se está teclando. E o "anjinho" de 35 anos, agora, tem que ter muito cuidado para não se machucar ou machucar as pessoas, pois um dia, o que é falso e ilusório, cai por terra...conversar com ela e contar toda a verdade!
    Agradeço pelo carinho,belo dias, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felisberto, você disse tudo e tão bem! Acredito eu que Internet é ótima, mas há de se tomar muitos cuidados, não se sabe quem está do outro lado e quais suas intenções. Nesse caso, é claro que o 'anjinho', por mais doente que seja, sabe o que está fazendo, sabe que sua namorada está grávida e sabe que ela está montando apartamento para morarem juntos. Tanto é que não sabe como resolver o caso, deixou o 'leão crescer muito', então entra em crises - o que sobra para sua mãe.
      Obrigada, amigo, bjus!

      Excluir
  23. Quero dizer que gostei muito do seu texto, muito bem escrito e com uma criatividade que tenho inveja (boa) parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Arthur, seja bem-vindo ao blog.
      Muito Obrigada por sua visita e suas palavras.
      Abraços.

      Excluir
  24. Tais,
    Passando para lhe desejar uma linda noite.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida Dorli, e pra você um ótimo fim de semana!
      Beijo!

      Excluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso