1 de junho de 2016

UMA VISITINHA À CIDADE MAIS FRIA DO MUNDO

                      O rio congelado e a  ponte  de Yakutsk - Rússia / Sibéria                             


- Taís Luso

Cruzes. O frio é uma das sensações mais desagradáveis para quem não está acostumado a ele, para quem não nasceu numa terra fria. Passou a curiosidade, o negócio bom é dar no pé antes que caia o nariz, endureçam as pernas, gangrene os pés e a língua se enrole. Já peguei na Serra Gaúcha temperatura em torno de – 5º C, o que para os nativos da cidade de Yakutsk deve ser alto verão. Não consigo me imaginar num lugar desses, uma vez que aqui no sul do Brasil quando faz zero graus vira assunto regional e quase coisa de segurança pública. Bem que quando enfrentamos 40 graus de calor também não deixamos por menos. O Brasil é 8 ou 80. Tudo meio desequilibrado. Enquanto no nordeste faz 38º C, aqui no sul faz 15º ou 20º C. Tem de tudo para todos os gostos.
Bem, chama-se Yakutsk, capital de Yakutia/Rússia, na Sibéria Oriental, onde vivem 300.000 habitantes. Foi fundada em 1632. Fica ao longo do rio Lena, que por sinal também congela. Para mover os barcos só esperando a primavera chegar, até lá o rio vira estrada. Logicamente a cidade tem passagem subterrânea para os nativos e visitantes circularem a fim de evitarem o frio. Ilusão.
As crianças brincam na rua, mas por um tempo de 10 minutos quando a temperatura despenca, pois o frio intenso danifica os pulmões, congela as sobrancelhas, pestanas e a respiração torna-se difícil. Peixe não precisa de geladeira, congela na rua. 
Com 20 ºC a umidade no nariz congela e vem a tosse; aos 35º C a pele exposta ao ar fica dormente e a necrose é um grande risco; e aos 45º C fica difícil de usar óculos, o metal gruda no rosto e nas orelhas e rasga pedaços da pele quando tentam tirá-los. As pernas não existem para os forasteiros, loucos por uma aventura. O que se aguenta são 13 intermináveis minutos na rua.
No mês de janeiro a média por lá fica em torno de 40º C e a visibilidade na rua em torno de 10 metros. Os nativos dizem que a temperatura em torno dos 45º C não é dos maiores frios.
Quando a temperatura despenca para 52 C, as aulas são suspensas. A menor temperatura em Yakutsk foi de 64º C em 1891. É considerada a cidade mais fria devido à sua média alta.
Logicamente muitas pessoas se perguntam como alguém pode morar num lugar desses. Nada é de graça: abaixo de todo o gelo e de alguma terra, encontram-se tesouros: ouro, diamantes e outros minerais preciosos! O homem de bobo não tem nada.
Outras cidades na Rússia atingiram até72º C, como Verkhoyansk, mas a média é mais baixa. 
Porém, o ponto mais frio do planeta chama-se Ridge A, com temperatura média de 70º C e a 4 mil metros de altitude, mais alto que a cidade de La Paz, na Bolívia e a 600 quilômetros do polo sul. Deve ser lindo, mas ver essa beleza por foto já satisfaz. Ridge A é muito hostil para haver vida - se é que existe alguma por lá -, mas perfeito para a ciência. O céu extremamente limpo, com poucas nuvens e sem água (a umidade relativa do ar é praticamente zero), faz de Ridge A  o lugar perfeito para a instalação de um telescópio. "É o lugar mais próximo do espaço que você pode alcançar sem sair da Terra", afirma o cientista atmosférico Patrick Minnis, da Nasa.
Segundo pesquisas, países de clima frio e com pouca luminosidade geram mais quadros de depressão do que em países de clima quente.

casacos de pele, por baixo roupas térmicas

difícil sair...

mercado de peixe congelado ao ar livre...

veja vídeo



Suporte de dados técnicos:
Casa Vogue, Revista Super Interessante e Slide Share.





29 comentários:

  1. Nooooossa fiquei com frrrrrrrrrrrrrrio até de ler! Mas foi bom pra conhecimentos gerais.Gostei de saber! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Taís
    Como não sou adepta de temperaturas frias e olhe que jamais pensei nesses lugares congelantes, fico felicíssima de ter o privilégio de admirar as belas fotografias e ler o teu soberbo texto minha amiga
    Beijos e um ótimo dia

    ResponderExcluir
  3. Tem o frio congelante
    O calor do verão cheio
    Qual mais importante?
    A virtude está no meio!

    ResponderExcluir
  4. Com um frio deste eu ficaria congelado. Gostei de conhecer e aprender mais um pouco.
    Um abraço, Élys.

    ResponderExcluir
  5. Foi bom saber Tais,eu detesto o frio e não serviria para morar ou passear em um local tão friooooo.
    Adorei o texto.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Cara amiga Tais, um lugar assim para ser visto somente através de vídeo, porque a coisa absurdiosa. Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  7. Amiga muito bem explicado por si. Já tinha lido sobre isso.
    O ser humano habitua-se a tudo(parece)...
    Eu não conseguiria viver num país assim, porque não aguento muito
    frio ou mtº. calor, tem que ser ameno.
    Mas a verdade é que os hibtantes de lá se habituaram e saem à rua,
    e isso eu tenho que admirar.
    Bjs. e votos de que se encontre bem.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  8. Madre de Dio, aqui está 15 graus e já estou querendo morar no Ceará.kkk
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir
  9. O homem, é um animal de hábitos....logo....,não se diga à partida, que eu morria se......
    Eu vivi 27 anos na Covilhã, fiz escalada e sky, praticamente vivi sempre no meio do frio....e era um prazer....
    Se lá vivesse hoje.....seria difícil....., mas aguentava....
    Isto que nos conta.....é realmente uma loucura, para quem esteja fora
    do ambiente....
    O inverso é igual....no que toca a aguentar o calor....
    No vídeo não se vê sofrimento....!!!
    Gostei de ler
    Beijo

    ResponderExcluir
  10. OI TAÍS!
    INTERESSANTÍSSIMO TEU POST. NÃO IMAGINAVA QUE EM ALGUM LUGAR PUDESSE HAVER TEMPERATURAS DE, -50, -60,-70. AMIGA, É LINDO DE SE VER ASSIM, POR VÍDEO OU FOTO, MAS PESSOALMENTE NEM PENSAR, EU NÃO MORARIA ONDE HOUVESSE TAL TEMPERATURA, EU SERIA MUITO INFELIZ, RECLAMO DO NOSSO FRIO, IMAGINA SÓ.
    EU GOSTO MESMO É DE SOL, CALOR E PRAIA.
    ADOREI.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Maravilha de postagem Taís, que me fez pesquisar e saber mais sobre este lugar que nunca vou.Interessante esta crença de que Deus derramou sobre o solo deles todas as riquezas.
    Nem o frio de Minas jã não me acostumo mais depois de 30 anos em Salvador com este clima ótimo, confesso que em Minas sofro quando lá estou no período frio.
    Belo trabalho amiga.
    Um bom e lindo fim de semana para voces.
    Meu carinhoso abraço.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir
  12. Taís querida
    Achei super interessante a sua postagem.
    Morei por muito tempo em Petrópolis e simplesmente odiava o inverno por lá.
    Mudei-me para o RJ e adoro.
    Não conseguiria viver neste lugar que mencionastes...rs
    Tenha uma boa noite e bom descanso.
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  13. Taís querida mana, eu amei o ótimo texto, achei interessante saber desse lugar horrível, pois,Deus me livre detesto frio, prefiro o calor de 40 graus do Rio de Janeiro.
    Entretanto tenho um sonho, mandar para lá todos os políticos e empresários ladrões do Brasil, só tem um problema vai faltar espaço lá, como tem ouro eles vão ficar bem, e nós nos livramos deles.
    O que você acha?
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Negativo! Tenho outra ideia. Mandá-los para a última cidade do texto, a RIDGE A - 70ºC e não é habitada, não é cidade. Poderiam começar uma vida lá, mais tranquilos... Hã? Talvez tenha ouro, diamantes.
      Beijinho.

      Excluir
    2. Complementando sua ótima ideia,nada de avião da FAB, têm de ir à pé.
      beijinho, Léah

      *Vi o filme 'Parente Serpente', são piores que os meus, são assassinos, que horror!

      Excluir
  14. Eu prefiro mil vezes, o frio ao calor...Mas... -50... kkkkk aí não dá...não nasci pinguim... Interessante seu post. Beijos querida

    ResponderExcluir
  15. Olá! Conheço pessoas que viajam a esses lugares pra curtir o frio, já o mesmo não é apreciado por quem não tem blusa rs abração

    ResponderExcluir
  16. As temperaturas extremas são difíceis para os humanos. Já estive a -30ºC e pensei que congelava. Curiosamente foi na Rússia, mais concretamente em St. Petersburg, mas o grande problema era ao entrar no hotel ou num restaurante, onde as temperaturas estavam 50ºC acima, ou seja a +20ºC. O choque térmico é enorme e não há como evitar tirar logo muita roupa...
    Taís, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Tais,boa noite...eu , certamente não suportaria ficar muito tempo nesses lugares, Serra Gaúcha , Yakutsk, Verkhoyansk, Ridge A, mesmo que soubesse que poderia encontrar ouro, diamantes e outros minerais preciosos (abaixo de todo o gelo e de alguma terra). Ou melhor, sem ser contraditório, penso que , para saber se suportaria ou não o deslocamento para um lugar oposto/diferente àquele acostumado, só indo mesmo, pois, creio, fielmente, que nós, seres humanos, relativo e subjetivo, temos uma capacidade enorme de se adaptar a diferentes lugares (temperaturas) e situações. Excelente final de semana,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
  18. Um post super interessante, Tais, com um brilhante suporte informativo!...
    Tou vendo que freezer... ninguém usa... até pinguim, por aí, certamente não sai de perto de uma boa lareira... não tinha nem ideia, de tais temperaturas...
    Adorei seu post! Beijos! Bom fim de semana!... e com temperaturas amenas, de preferência...
    Ana

    ResponderExcluir
  19. Este é o inverno Brasil...
    Um frio de leve vem pra ficar.
    A brisa suave faz a árvore balançar.
    O vento sopra assobiando.
    O céu escuro vai ficando.
    As nuvens passam de mansinho.
    A chuva chega devagarinho.
    As pessoas correm abrindo guarda-chuvas.
    Fico no meu aconchego a observar de longe, por que só de imaginar como possa esta lá fora já me pego a me vestir com tudo que há em minha frente.
    É esse o inverno sorrateiro.
    Vem chegando e nem avisa primeiro.

    Lindo poster... Com seus detalhes infindáveis.
    Como a Ana Freire disse... Até pinguim, por aí, certamente não sai de perto de uma boa lareira... não tinha nem ideia, de tais temperaturas...
    BJ EM SEU CORAÇÃO... Desejo-te um final de muitas paz, a cada um deste lar.

    ResponderExcluir
  20. Muito interessante a descrição que fez da sua viagem à Sibéria. Deve ter sido excepcional. Eu creio que morria de frio...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Graça, você se enganou, eu não viajei para a Sibéria e jamais iria, cruzes! Eu falei que em Gramado (Serra Gaúcha, no Brasil) peguei 5 graus negativos e quase morri. Imagine em Yakutsk - Rússia / Sibéria com 50 graus negativos!!! Houve uma confusão. rs.
      Beijos pra você, e obrigada pela sua visita.

      Excluir
  21. Impressionante, por muito frio que esteja, para quem lá nasceu é habitual e natural, se eu fosse para lá, penso que o meu organismo não ia reagir lá muito bem.
    A fotografia do mercado de peixe é incrível.
    Excelente post.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  22. Já tinha ouvido falar deste lugar. Brrrr!
    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  23. Maravilhoso o seu texto e descrito de forma
    a deixar claro que para mim, eu nunca vou
    colocar os pés lá, quero ainda os meus
    nas botas e o meu nariz no rosto...rss
    Gosto cada vez mais de vir aqui,querida Taís!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Olá, Tais.
    Belíssima postagem, ainda que não seja tema que me agrade: frio! bbrrr
    Embora se diga que "a gente acostuma a tudo" - eu não sou apologista dessa teoria, pois com 30 anos de Portugal (que para os povos do Norte da Europa é país mediterrânico = quase tropical: chegam aqui no Inverno com os braços de fora, que me arrepia só de olhar) ainda não me acostumei com este Inverno e definho literalmente!
    Há uns tempos deu uma grande reportagem acerca dessa zona, onde a maior parte do ano não sobe das temperaturas negativas, onde o povo (imagine ser pobre num país que é uma geladeira!) nem tem aquecimento porque o gás congela nas canalizações, tal como a água. A Rússia tem um enorme problema, pois é um grande consumidor de gás natural para o aquecimento, o que tem gerado questões políticas que não interessa agora.
    Enfim!
    Este ano tivemos quase sete meses de inverno aqui. Eu moro na praia e até granizo enorme caiu, coisa que não é habitual à beira do mar. Claro que, pelo meio, abria um solzinho para nos fazer sorrir, mas foi um suplício para mim, que de nuances de cinza, só gosto na roupa e na maquilhagem de olhos ;)

    *Olhe, fui ver "A complicada 'partilha'" que você indicou. É mesmo como você diz: a estupidez faz com que se sepultem " sentimentos, o respeito, a amizade, a dignidade, o parentesco e a justiça".
    Entre uma morte e outra, o bicho Homem vive a insensatez. É pena. Podíamos ter uma vida bem melhor, se não fosse a atitude certas criaturas à nossa volta.

    bjn mto amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carmem, teu comentário, enriqueceu o texto, não sabia do problema do 'gás'. Realmente deve ser insuportável. São nesses países que o índice de suicídio e depressão mais se destacam.
      Que bom que leu a 'Complicada partilha'.
      Um beijo, querida. Obrigada!

      Excluir
  25. Bom dia Tais.
    De frio intenso quero distância. No ano de 2006 fui com meu marido para São Paulo. A minha sorte foi que deixei a minha filha com minha irmã. Fomos para que eu realiza-se um exame pet scan que na época não era ainda realizado por aqui. Meu marido tinha um apt la com aquecedor. Mas da nada aliviava. Morria de frio. Nem gosto de me lembrar. Quando dei entrada no hospital estava com hipotermia. Um corre corre para me aquecerem rsrs. Foi uma experiência horrível. Ele ainda achou errado a minha filha ter ficado aqui. A deixei com minha irmã porque iria ficar no hospital por dois dias e ele ficaria comigo. Não iria permitir deixá-la com pessoas estranha para ela. Foi a minha sorte. Pois nem quero imaginar ela passando pelo o que eu passei. Ele ja estava acostumado porque vivia viajando para lugares ainda mais frio. Agora depois disso antes de viajar procuro saber como esta o clima rsrs. Por isso eu amo temperatura quente quanto pois o ar condicionado da solução. Para o frio o aquecedor pelo menos para mim só fez amenizar. Chegava a tremer de frio rsrs. Nem imagino ir ao um lugar desse nem se volta-se milionária rsrs. Feliz dia. Beijos.

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso