25 de agosto de 2012

NOSSAS MANIAS

Medusa / Arnold Böcklin

- Tais Luso de Carvalho

Todos temos manias; umas incomodam os outros; outras não incomodam ninguém; umas chocam por já terem se tornado patológicas, outras são pequenas bobagens, inofensivas e até infantis. Somos cheios de manias e tiques e não admitimos que sejam elas muito debatidas. É que mania, na verdade, pode ser apenas um hábito, uma excentricidade, uma obsessão, ou um distúrbio. Não vou falar aqui de doença, pois não é o meu ramo.

Falo de manias mais leves. Manias que não incomodam ninguém, inofensivas, exóticas e bobas. E o bom é aceitar que cada louco viva com suas manias – até o ponto de não incomodarem.

Ontem éramos em cinco, sentadas numa confeitaria. Lá pelas tantas começou um destrambelhamento no grupo, umas queriam saber das manias das outras, tudo muito curioso e engraçado. Mas apenas diversão, aquela coisa de saber da vida dos outros e que todos gostam. Alguns dizem que não gostam; tá bom... Vá lá, me engane!!

Eu, por exemplo, tenho uma mania, e creio, não afeta ninguém, e ainda não me causou nenhum transtorno. Não durmo sem relógio de pulso! E com mostrador luminoso, pois preciso ver as horas de madrugada.

Ver as horas de madrugada, por quê?! Porque meu cérebro viciou nesta esquisitice. Só isso! E serve pra mostrar que com cérebro não se brinca; cérebro a gente respeita. Nosso cérebro está no comando durante as 24 horas. Certos dias ele me dá uma trégua: acordo apenas uma vez. Outras, acordo duas ou três. Qualquer dia resolvo dormir sem relógio e acabo com a festa. Mas ainda não estou preparada para dormir sem relógio e sem ver as horas.

Quando contei este fato a elas, ficaram me olhando... Não entenderam a tal esquisitice. As pessoas não entendem esse processo do qual não temos gerência – ou temos pouca. Vício a gente respeita, não dá pra dar moleza. E meu cérebro viciou em acordar várias vezes e dormir em seguida. Mas uma delas, não satisfeita, perguntou:

- Mas o que leva você a acordar sempre na mesma hora?
- Meu cérebro...
- Mas por que ver as horas de madrugada, guria?
- Por que gosto, me certifico que tenho mais tempo para dormir...
- Nossa... você é louca!
- Louca, mas feliz! E você... não tem suas manias?
- É...Tenho umazinha: não saio sem  brinco, volto de onde estiver ou tenho de comprar um na primeira loja.
- E por quê?
- Me sinto nua sem brinco.
- Nua? Ué... Será que sua mania não é pior do que a minha?

Tá... ficou lá quietinha.

Tenho outra amiga que cada frase que termina pergunta se eu entendi? Putz, que mania infernal. Sei que isso não tem a mínima importância, mas já entrou na área de saúde pública pelo fato que tenho de dizer 50 vezes que entendi. E estressa, cansa em ter de repetir exaustivamente que entendi.

Outra mania que está na esfera da saúde pública, é no final de cada  frase você ouvir sempre o tal HÃ?   Confesso, nas minhas constatações, que é um dos tantos hábitos que me enlouquece. Desisti de falar com uma vizinha por telefone. Se for pra enlouquecer, prefiro ao vivo e a cores.
Mas enquanto der, vou levando, já que a palavra superação está na moda.

Existem pessoas que começam a ler o jornal de trás para frente, vocês já viram, não? Eu sou uma delas. Por quê? Não sei, nunca parei pra pensar. Mas no final, fica tudo esclarecido: fico sabendo do mesmo jeito quem roubou mais, quem fez alianças esdrúxulas, quem se vendeu ou foi vendido; do coitado que morreu antes da hora; como está a saúde do país, se a Dilma tá bonitinha e poderosa na revista Forbes etc e tal. A ordem da leitura não altera o resultado.

Enquanto minhas manias ficarem num patamar sustentável não me preocupo: se evoluírem é que ficarei preocupada. Na verdade pouca coisa tem peso: pequenos desatinos ou seja lá o que for podem virar brincadeira. É melhor brincarmos com nossas pequenas falhas e nossas bobagens. Pode haver em certas atitudes algo até infantil, mas convenhamos... como é bom quando o espírito não envelhece.

Por certo teremos momentos - mais à frente - onde vamos nos deparar com coisas bem mais sérias. E tanto fará ver as horas de madrugada ou ler o jornal de trás pra frente. A notícia será a mesma e o relógio vai parar de funcionar na hora certa. Mas que leve muito tempo! Enquanto isso vou curtindo minhas madrugadas olhando meus ponteiros darem voltas e voltas...

------//------



26 comentários:

  1. Bom dia, querida amiga.

    Já tive várias, mas todas estavam diretamente ligadas à vaidade.
    Eu não ia na porta da rua, sem o meu batom vermelho. Me sentia nua...
    Não podia me esquecer do anel.

    Além de eu detestar coisas que me escravizam, os artifícios já não fazem muita diferença. Sinto-me mais inteira, hoje.

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Rssss...Gostei das tuas manias bem inofensivas... Eu tenho mania de dormir como radinho de pilha, ( do tempo do EPA) ao lado da cama, pertinho.Se não o encontro, reviro a casa antes de deitar. A dos brincos, também me sinto nua sem, Tenho tantas, mas nada que atrapalhe...Será? rs beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  3. rsrsr muito divertido Taís, meu marido tem a mania do "entendeu?" tbém, kkkkk eu já peguei a mania de responder "Entendi" kkkk, a sua do relógio é bem estranha mesmo, relaxa e dorme mulher rsrs, adorei, a minha é... bem, melhor deixar p lá! Bjinhooossss

    ResponderExcluir
  4. Tais,

    Não vou rir de sua mania (kkkk) porque você está certíssima: com cérebro não se brinca! Olha o que o meu apronta: acordo exatamente 1 minuto antes do despertador tocar! E não importa se um dia acerto o despertador para 6h15, no outro para 7h20m, o danadinho do cérebro marca as horas por mim e me acorda 1 minuto antes do alarme, sem erro!!!

    Também compartilho da sensação de nudez sem os brincos. É engraçado, mas a sensação é exatamente essa! Como se faltasse uma peça básica do vestuário...

    E seguem as esquisitices, cada um tem as suas! São, na maioria, inofensivas, até divertidas. Pra que mudar se não faz mal a ninguém?! Mas, por curiosidade, se algum dia você decidir dormir sem relógio e acabar com a festa, me conte como foi a experiência. Pra eu decidir se vale a pena desafiar minhas manias também... rsrs

    Delícia de crônica, beijo!

    ResponderExcluir
  5. Legal Tais, até aqui não sabia que isto pudesse ser mania, mas compartilhando com a Amapola, esta de só sair de casa de batom eu tenho até hoje, basta a campainha tocar e tenho que correr atras de um batom. Ainda bem que descobri esta mania em outra pessoa.
    Adorei. Um abraço. e um lindo final de semana.Ah! Minha irmã tem a mesma mania que a sua, só dorme de relógio. E ela nem trabalha mais,não precisa acordar com hora marcada.bjs.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Ãn? Hhahahah! Guria...Eu sou a rainha dos T.O.C. e O.M.D. tudo em decorrência de depressão, Bipolaridade e não se espante: psicopatia. O dia que dei um testemunho no: Tempo para duas que é meu outro blog, percebi que muitos colegas não compareceram mais nos blogs. Fazer o que? Eu sou eu, com problemas e o que seja mais. Vivo tentando ser feliz e acredite, às vezes sou!
    Muito senso de humor para um assunto que para muitos acaba parando nos divãs...rss. Muito bom! Eu adorei!
    Um ótimo domingo pra ti guria linda!

    ResponderExcluir
  7. Cada louco com sua mania não é mesmo Tais. Eu não uso relógio de pulso para ver as horas na madrugada, mas coloco o despertador sempre adiantado para dormir mais 15 minutos e creia-me são os melhores momentos do sono, eu consigo capotar de verdade, creio que é pq sei que so tenho aqueles minutos a mais...Claro, tem o segundo momento do despertador, senão dormiria mais duas horas.
    Odeeeeeeio essa história de estar ouvindo alguém e todo final de frase, a pessoa te dá uma cotovelada e pergunta:"vc ta me entendendo?"
    Tenho mania de levar um copo de água pra cabeceira da cama, mas nunca bebo pq nao sinto sede, mas o dia que não levo, sonho bebendo água e acordo com uma sede miserável.
    Quem pode entender essa nossa mente danada? Tantos tiques, tantas manias, tantas neuras...
    Adorei o assunto, sempre bom saber um pouco dos "babados" dos outros.
    beijokas doces e um bom domingo.

    ResponderExcluir
  8. Belo tema..para uma tarde bem passada....
    Para já..estou a entender tudo.....
    Hã?? Pois....
    Eu também durmo com relógio...mas só quando uso o de corda automática...para não estar parado de manhã...hahahaha
    Um bom Domingo
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Taís,
    Pois é, manias todos temos e como você disse, enquanto elas não afetarem nossa qualidade de vida nem incomodarem os outros, vamos curtindo-as. Também tenho várias manias e as vezes fico até um pouco (um pouquinho só) preocupado com elas. Por exemplo, tenho mania de falar sozinho. Outro dia me peguei falando sozinho em voz alta na rua e uma senhora que passava ficou visivelmente intrigada. Quando me dei conta que ela estava escutando fiquei sem jeito e atravesse a rua. Abraços e bom domingo, JAIR.

    ResponderExcluir
  10. durmo todo santo dia com ventilador ligado no máximo...não importa se é inverno!
    aquele som me hipnotiza e deixo de ouvir os barulhos desarmônicos da rua...

    ResponderExcluir
  11. A Marisete sintetizou bem, Tais, as manias quando encaradas com bom humor, são mais...sustentáveis...(o edifício pode ruir se cortarmos algumas raízes, certo?..rsrsrs)

    Sou ritualista, e acho que isso me organiza num aspecto e prejudica em outros, pq algumas manias esbarram em detalhes importantes, e aí demandam jogo de cintura pq tanto resultam em boas gargalhadas como em lágrimas amargas....rsrsrsrrs

    Como sempre, adorei te ler, vc tem "a mania" de falar das coisas da vida com humor espirituoso, e eu gosto muito disso!! (sou tiete!)

    Bjos, querida, bom domingo!

    ResponderExcluir
  12. Manas? Tenho uma ou outra como por exemplo; eu só faço palavras cruzadas de baoxo pra cima... me parece mais logico, sei la... muitas vezes suba dois andares de novo só pra ver se realmente tranquei a porta ao sair.. e por ai vai... mas não incomodo ninguem...

    ResponderExcluir
  13. É bom saber as manias dos outros para avaliarmos as nossas. Gosto de me levantar durante a noite e beber agua, saber que tenho mais aquele tempo para dormir. Leio o jornal a partir da última pagina. Não gosto de ouvir o latir dos cães na hora de dormir. Retiro-me dos locais onde a fumadores. Corro a traz dos ladrões. Também tenho boas manias deixo aqui duas, Não ultrapasso o limite de velocidade; Falo com as pessoas que se sentam ao meu lado ou vice versa.
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Passando para desejar uma semana cheia de alegrias e muita inspiração!
    Um carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  15. Cada um com suas manias. Ótima crônica.

    ResponderExcluir
  16. Oi Taís!
    Essa postagem sua foi ótima!
    Manias...que não as tem?
    Mas essa do brinco e do batom é minha!rsrs
    O Pior é que a mania dos outros é sempre pior...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Taís!
    Ah, eu devo ter um monte de manias! Além da necessidade de brincos e batom (que maravilha!), mordo (como?) as "pelinhas" da parte interna dos lábios com frequência! Minha filha mais velha me vigia! rsssssssssssssssss Há épocas que faço menos, mas é recorrente.
    O mais irônico em tudo isso é que sempre achamos que as nossas são menos chatas ou esquisitas que a dos outros, mas quando lemos ou ouvimos falar de outras, sabemos como encaixar as nossas. Penso, né?
    Bjsssssssssssssssssssss, quérida!

    ResponderExcluir
  18. Olá!Bom dia!
    Tudo bem por aqui?
    Minha amiga Tais
    Engraçado que quando lemos ou ouvimos as dos outros, é muito engraçado, mas, somente nós sabemos os "micos" que passamos com e por causa delas, né não?
    Eu tenho muitas manias: uma é simetria,nada pode ficar "torto" na minha frente...
    outra, é beber SEMPRE três goles de água por vez...
    desligar o rádio ou a tv ou net, cinco minutos antes de um jogo do meu time (Santos) terminar...como se isso fosse mudar o resultado da partida, rsrs
    etc etc....
    dormir de relógio,não!
    Comprar brincos, rsrs,não!
    perguntar se entendeu,de vez em quando!
    É como você disse:temos que levar a vida com leveza, mesmo com tantas manias á solta por aí!
    Obrigado!
    Boa quarta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir

  19. Oi Tais,
    Difícil encontrar alguém que esteja a salvo de manias. Todos temos, em maior ou menor grau. É como você disse, só não pode virar patologia, pois aí fica mais sério.
    Meu pior hábito, que muito me incomoda, é conferir o fogão antes de ir dormir, mesmo que ele já esteja sem uso por algumas horas (e que não haja cheiro de gás ou fumaça no ar-rsrsrs). Mas não o faço repetidamente (apenas uma vez). Também fico incomodada se esquecer o perfume e os brincos. Já comprei brincos por perceber que estava sem eles.

    Deliciosa crônica.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  20. Mas que grande cronista temos aqui!
    Pois é, amiga, como diria minha boa e saudosa avó: "Nem todos os dedos das mãos são iguais".
    Cada um é cada um, e cada mania, desde que não prejudique o próximo, é uma questão íntima de quem a detém, e de mais ninguém.
    Não sei direito das minhas manias, mas meus parentes e amigos já me deram toques que me fizeram aguçar as minhas parabólicas[risos]. Por exemplo, dizem que interrompo muito a conversa dos outros. Deve ser isso mesmo, sou ansiosa e meio impaciente com certos assuntos e pessoas, confesso.
    Quanto ao quesito vestuário e cuidados pessoais, sou também um pouco vaidosa, mas se tiver que sair de chinelos e camiseta velha na rua, nem esquento. Agora, tem um detalhe que não dispenso NUNCA, a higiene, o banho, ou os banhos diários, e uma lavanda bem cheirosinha por todo o corpo.Que delícia!Hahahaha.

    Taís,querida, parabéns pela escolha do tema! Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  21. Emmm, manias, manias... Ver as horas de madrugada, ler o jornal de tras pra frente... ordem, limpeza, lavagem das maos, silencio absoluto na hora de dormir, escuridao total... ejem... continuo? XD
    ¡Sou rainha das manias!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Mania pra mim só tem uma:

    Rita Lee e Roberto de Carvalho em: Mania de você

    ...a gente faz amor
    por telepatia
    no chão, no mar, na lua,
    na melodia
    mania de você
    de tanto a gente
    se beijar
    de tanto imaginar loucuras...

    Estive por aqui com água na boca de mania.

    Abraços mineiros.

    ResponderExcluir
  23. Oi Taís! Saudades de te ler! Confesso que ando meio sumida, além da correria daqui, ando meio sem palpite para dar opinião, mais uma dessas manias estranhas rsrs
    Vixi, manias eu tenho um monte. Caso grave. Leio horóscopo no jornal, e olha que eu nem acredito. Mas por via das dúvidas, melhor olhar para ver o que vai acontecer. Olho dos dois lados para atravessar a rua, mesmo que eu esteja cansada de saber que a rua tem uma mão só.
    Sempre levo um copo de agua e ponho do lado da cama para dormir. Se não fizer isso eu acordo, e enquanto eu não for na cozinha e pegar um copo não sossego. Tá vendo? Gravíssimo!

    Beijos Taís

    ResponderExcluir
  24. Eu vou confessar a minha mania: ler o teu blogue:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
  25. kkkkkkkk
    Taís, tu és o máximo!
    Eu tenho mania de tirar tudo ao chegar em casa: brincos, aliança, relógio etc. Durmo sem nada disso. Me incomoda!
    Cada doidinha com as suas manias. kkkk
    Amei a crônica!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  26. Voltei, pois lembrei de uma mania que tinha quando ainda trabalhava fora: colocar o relógio para despertar antes do horário para poder tirar sonecas (vááárias), pode?
    Beijooooo!

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso