5 de dezembro de 2007

TENTANDO ENTENDER...


- por taís luso


Não faz muitos dias que assisti, via televisão, o tal do futebol americano. Mas não consegui entender nada: continuo na mais completa ignorância. Não compreendo a razão de um monte de homens se amontoarem, protegidos por armaduras dos pés à cabeça, e não conseguirem um deslocamento de dez metros porque o ‘bolo’ se forma novamente. E não entendo por que a bola não é redonda, é bicuda. Só vi rolo. Na cobrança de ‘falta’ - acho que era isso -, mais parecia luta de sumô. O negócio era corpo-a-corpo! Não consegui descobrir para onde aquelas criaturas pretendiam ir e muito menos o que pretendiam fazer com aquela bola. Naquele momento achei estranho, mas quem sabe lá um dia entenderei.

O outro jogo estranho é o Cricket, esporte inventado para divertir o pessoal da corte inglesa. É muito difundido nos países de origem. Pois bem: li e reli as regras, mas confesso: tá difícil de entender a coisa: tem um sujeito que fica atrás do arremessador que não descobri o que o mantém ali: talvez fique na espera de uma taquarada... Mas aqui também acontecem coisas que, na visão deles, deve ser impossível de entender. Querem ver? Dá gosto!

Há pouco tempo fiquei sabendo de algo que me deixou perplexa: em São Leopoldo, no RS, um nobre vereador do PT, apresentou um projeto de lei inédito: o leopoldense que morar longe de sua cidade natal terá de contratar - caso venha a falecer alguém de sua família - os serviços de uma funerária local ou trocar de caixão quando o rabecão cruzar a fronteira da cidade gaúcha. Não acreditei! O cara inventou ‘baldeação’ para defunto! Não há outra explicação que não seja para beneficiar as funerárias. Com isso, vejo que não há mais respeito nem para nossos afetos. E, para completar o ‘quadro’, anda circulando pela web um site que se encarrega de avisar aos amigos e parentes que o falecido ‘foi’. O serviço custa R$ 20,00. Credo...

Outra coisa estranha: existem mais de 30 mil servidores no Congresso Nacional! São 513 deputados e 81 senadores: dá uma média de 50 funcionários para cada parlamentar... Bota trabalho nisso! Mas um estilista – com quase meio milhão de votos – até hoje não sabe o que fazer no Congresso... Bah, deputado, cadê a criatividade? Pára de implicar com as colegas e vai trabalhar!

Do Jornal do Comércio (muito boa essa...).
Após a decolagem de um avião da TAM, que saiu de Curitiba numa 4ª feira ( um pouco após o episódio de Congonhas ) para Porto Alegre, o comandante não conseguiu recolher o trem de pouso, e ficou sobrevoando a capital gaúcha para gastar o combustível, visando minimizar o risco de incêndio, caso houvesse algum probleminha... Todos os passageiros nervosos: alguns choravam, outros rezavam. Pouco antes da aterrissagem, concluída sem maiores problemas, alguém sugeriu que todos se dessem as mãos numa corrente positiva. Porém um deles se recusou dizendo: “se vamos morrer, vamos morrer sem veadagem...”.

Vejam essa: uma loja de moda do meu estado - RS - faz uma promoção natalina: a cada R$ 100,00 em compras, as mulheres passam a concorrer a um sorteio de ‘cirurgia plástica’ até R$ 3.000,00 – é o vale-plástica: fantástico e ético, não?

E, para encerrar, deixo aqui algo que achei muito curioso (Jornal do Comércio - nov. de 2007): “Durante a ‘Belle Époque’ os franceses inventaram o banho de champanhe. Depois vieram os banhos medicinais com barro. Recentemente, um Hotel/Spa, na serra, passou a oferecer banhos de vinho. Agora, no Parque Hidrotermal Caldas de Prata, de Nova Prata, chegou o banho de chimarrão. A erva-mate teria diversos efeitos terapêuticos. Mas o que houve com a velha e boa água e sabonete? Tudo tão estranho...”.
Mas um dia eu juro que entenderei.

2 comentários:

  1. :::

    Olá Taís querida. eu prometi a mim mesmo que até o final do ano, visitarei a todos os meus amigos e amigas blogueiros/as que constam dos meus links amigos.
    Durante o ano acontecem tantas coisas que acabam nos afastando.
    Hoje vim lhe trazer um abraço, desejar que este final de ano seja feliz com muitas comemorações e lembranças agradáveis...
    Bjs do amigo, Zé Carlos

    :::

    ResponderExcluir
  2. Oi Tais,
    Vim convida-la para ir ao meu Blog comer um pedaco de bolo e comemorar o aniversario do Ze Carlos.
    Beijos
    MARY

    ResponderExcluir

QUERIDOS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso