21 de abril de 2017

A FORÇA DAS NOSSAS RAÍZES


       
                           - Tais Luso
Tantas são as notícias de falcatruas bilionárias que saqueiam nosso país, que não tem como viver cem por cento em paz. Esperanças se esvaem. Talvez o sonho fique para outras gerações. Como esquecer desse pesadelo se chegam a nós centenas de notícias das mais estapafúrdias? Buscamos certezas, mas não existem certezas. Queremos continuar a morar na nossa terra onde plantamos nossas raízes.
Nos meus 19 anos (já vai muito tempo), fui para Alemanha fazer um curso e lá fiquei dois meses, março/abril. Conheci um país muito desenvolvido. Aquele povo exalava amor pelo trabalho, exalava honestidade pelos poros. Fiquei fascinada pelo que vi, pelo que compreendia naquela época. Não havia cobrador nos bondes, nas bancas de jornais, não havia desconfiança. Ao colocar o pé fora da calçada, os carros paravam para que eu atravessasse. Pensei: que gente educada! Ao chegar no Brasil, fui fazer o mesmo, poderia haver a mesma conscientização no meu país...E por pouco não fui atropelada ao querer atravessar a rua; o taxista botou a goela para fora do vidro e soltou um fdp – educadíssimo!  Melhoramos em alguns quesitos e pioramos noutros. 
Contudo, confesso que quase morri de saudades do Brasil. Lembro da minha felicidade ao retornar e entrar no espaço aéreo brasileiro. Havia pensado algo macabro... 'Se esse avião cair, morro feliz, morro no meu país!'
Essa é a força das raízes! E nunca esqueci o tanto que meu pensamento foi verdadeiro. A saudade explodiu no peito, o patriotismo exacerbou. E lágrimas escaparam.
Como falei no começo, nosso país foi saqueado, humilhado, o único material que temos disponível chama-se esperança em algumas de nossas Instituições, na temida Lava Jato, e nos homens honestos. E um dia, quem sabe, teremos um outro amanhecer.
Espero por um país mais íntegro, mais justo, mais humano. Que tenha corretivos. Que tenhamos leis fortes, que desapareça a impunidade. Não quero pensar, um dia, que o crime compensou.


_______________________________





52 comentários:

  1. Boa noite Taís
    É esta esperança que nos forças para levantar todas as manhãs porque acreditamos que um dia o nosso país será visto por todos com orgulho.
    Nós, os filhos dessa Pátria amada, sentimos orgulho apesar das falcatruas e peripécias que os "seres" que se dizem da lei e da ordem e agem usando o direito lhes outorgamos através do nosso voto. Mas esta realidade vai mudar um dia, temos que ter fé
    Um beijo grande querida amiga

    ResponderExcluir
  2. Muito bem, estimada Taís!
    O nosso país pode não ser o melhor - nem sequer exemplar - mas é o nosso e chegar ao aeroporto, é como regressar ao nosso lar, ainda que agridoce...
    O Brasil saiu vitorioso de grandes lutas sérias que apaixonaram a opinião nacional e também vai sair vitorioso desta, tenho a certeza.
    Na minha opinião, é preciso haver anualmente uma avaliação séria do desempenho dos governos, só assim se pode minimizar a corrupção e nobilitar o serviço público.
    Grande abraço, querida amiga brasileira.
    ~~~ Beijo ~~~

    ResponderExcluir
  3. El sueño de dar vida a la esperanza de vivir en paz y libre de pesadillas del que pasará en el mañana ...
    Abrazo Tais

    ResponderExcluir
  4. Taís, escreveste tantas verdades aqui! Todos gostamos do nosso país, mas estão estragando tudo aqui e a imagem dele por lá fora. Pena isso! Temos que ter esperanças e me agarro que ele ainda é bem novinho em comparação aos demais. Tomara, mas acho que não será pra geração de meus netos ou bisnetos. Será melhor talvez pra bem mais tarde, beeeem mais! Agora temos que nos livrar dessa corja toda. limpar, arrumar a "casa e os estragos feitos" nas finanças, imagem... bjs e lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  5. Querida Amiga as poucas viagens que fiz ao exterior, fui dopada com calmante na ida por ser claustrofóbica, dormindo dopada na volta, e acordando felicíssima na chegada, quase fazendo como o ex-papa beijando o chão. A tristeza por ver tanta corrupção, já acabou com minhas esperanças de um futuro honrado para este país, mas está no sangue, na alma, na raiz, como você bem o diz, quero morrer neste pobre Brasil.
    beijinho

    ResponderExcluir
  6. Não, eu não escapei dessas perguntas que vão, subliminarmente, em teu texto enxutíssimo, belíssimo (és uma grande escritora, excelente cronista!): 1. O Brasil é pior que outros países? Penso que não. Seria longo o seminário sobre isto, mas nem a colonização portuguesa, nem o tempo de história menor, nem a miscigenação... Nada nos inferioriza tanto que não haja virtudes nisto mesmo que não compensem. Não sofro de complexo de vira-latas. Mas, precisamos de uma motivação para descobrir nossos valores. O ponto essencial é motivação. 2. O Brasil tem jeito? Tem. O que o Brasil não tem é caminho, propósito, direção; atira-se para todos os lados para consertar-se tudo de uma vez. O Japão consertou a Educação, e isto consertou todo o resto. Pode-se pensar. Eu amo este País. Precisamos lutar por ele, com Motivação e propósito ajustados. Um abraço
    Luc

    ResponderExcluir
  7. Taisinha nós dois temos conversado muito sobre essa vergonha que domina o nosso país. A Empreiteira Odebrecht vem governando o Brasil há muitos anos. Foi esse o depoimento dado ao Juiz Sérgio Moro pelo presidente da empresa. Políticos (homens e mulheres) tiraram dinheiro das escolas, da saúde, da segurança e daí por diante. Tamos 5 (cinco) ex-presidentes investigados pela Lava Jato. Políticos corruptos aparecem como praga a toda hora, como ratos de esgotos. Quem sabe, Taisinha, amanhã o nosso país possa melhorar um pouquinho, como dizes em outras palavras nessa bela crônica.
    Um beijinho daqui do escritório

    ResponderExcluir
  8. As raízes são muito importantes!
    É como um regressar a casa!
    Gostaríamos que fosse perfeito mas há sempre quem falhe e não cumpra!
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Já passei dois meses fora do país e infelizmente a diferença é nítida. Sim, apenas o que nos sobrou foi a esperança, muitas coisas já melhoraram, mas falta muito para alcançar o topo.
    Abraço e bom final de semana

    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eis a lição de civismo,
    De patriotismo e de amor
    Expressa à luz do pavor
    Real, como sinto e sismo

    Ser fruto de um catecismo
    Esquálido a impor terror
    Pelo assalto explorador
    De um clã a fazer turismo

    No poder. Eram uns gaiatos
    Amadores. Vejam os fatos:
    A maioria está presa.

    Vejam os perfis e retratos
    Dos responsáveis baratos.
    Venceremos, com certeza!

    Tais, Tais!.. juro que me emocionastes e fez pensar. Com todo respeito que tenho ao povo alemão ao qual tenho um ligação umbilical por ser esse povo que educou meu filho, hoje professor de Literatura Alemã aos doutorandos da USP, sei que esse povo além de trabalhador, dá demonstração de ser trabalhador mesmo estando de folga. A ele o grande predicado é ser trabalhador e o grande defeito seria a preguiça. Diz-se que um alemão sai do dulce far niente e chega no trabalhos esbaforido e às pressas como se estivesse trabalhado até então. Já o brasileiro acaba de descarregar um caminhão de cimento, se joga no mar ou rio para não engessar o pobre corpo e ao encontrar um amigo diz que esteve na praia tomando uma gelada com uma gata mansa. São povos e melindres. Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  11. NO SÓLO EN BRASIL, EN SUR AMÉRICA FALTA MUCHA EDUCACIÓN Y CONCIENTIZACIÓN.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  12. Taís todos nós precisamos acreditar que o nosso Brasil ainda possa sair dessa corrupção que infelizmente acabou com ele.
    Mesmo com tudo isso eu me orgulho em ser brasileira,de amar a minha pátria e da cor verde,amarelo,azul e branco da minha(nossa) Bandeirado Brasil.
    Linda crônica.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir

  13. Aqui no Patropi

    Neste Brasil, um paraíso de quem rapa
    Lugar que, vale muito aquele que tem mais
    Ladrões de alto coturno se acham os tais
    Cada velhaco, da justiça sempre escapa.

    Marginal não precisa viver a socapa
    Então pode ser até famoso demais
    Curtir seus dias nas colunas sociais
    Quando quiser recebe benção do papa.

    Mas como pode existir um país assim
    Em que muito se rouba e fica numa boa
    Enquanto os miseráveis só comem capim?

    Este um Patropi que meliante ri a toa
    Todo político, mesmo ladrão chinfrim
    Na sociedade, é uma figura de proa.

    ResponderExcluir
  14. Bernardo18:52

    Cara Tais

    Seu texto é uma afirmação de amor a terra em que nasceu, independente de todos os problemas e deficiências que ela tem.O engraçado é que tem gente de destaque na imprensa e que fala com grande desgosto ou desdém do pais em que vive. Mas não é isso que gostaria de comentar. Ao ler seu texto me veio a mente o lugar em que nasci e vivi os meus primeiros 25 anos. Hoje quando lá retorno sinto uma angústia imensa
    pois nada restou daquele lugar simples em que eu brincava, sinto que não é mais meu lugar,agora com prédios, transito, não restaram raízes, nada, e não vejo a hora de ir embora.Escrevi uma reflexão sobre isso no meu Blog Momentos sob o título "Memorias da Infância" É curioso essa sensação de perda. Como se você voltasse em busca de suas raízes e descobrisse que elas não mais existem, foram demolidas pela modernidade.

    ResponderExcluir
  15. Oi Taís
    Se eu soubesse teria feito a prova toda errada. Ganhei uma bolsa para Franca, já era casada com o meu 1º. Uma vez lá, a trabalho. amarguei uma saudade de 2 anos. Que fiz com a língua francesa? Nada. Mudei de profissão.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  16. Emudeci diante do que fizeram com o nosso querido BRASIL! A desfaçatez com que depõem e assistimos em vídeo, como atitude normal, é qualquer coisa de inconcebível. O Brasil dá um curso à distância, nível Ph.D. com senhores engravatados, com direito a certificado de conclusão de curso e tudo mais. Situação sofrível!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  17. Horrible todo esto de la corrupción, Tais.
    Esperemos que la gente reacciones y que no se sigan permitiendo.
    Tolerancia O.

    Pero que lindas me resultan
    dos palabras en portugués que desconocía, me encanta como suenan:
    falcatruas que en español se dice engaños, desfalcos.
    y estapafúrdias: absurdas.

    Beijos e abraços


    ResponderExcluir
  18. Te comprendo, yo viví muchos años en Suecia,
    estando casada con un sueco. Mi hija nació en Estocolmo.
    Y tengo incluso ciudadanía sueca.
    Y si, hay una diferencia abismal entre Alemania,
    Suecia y Brasil, Argentina.

    ResponderExcluir
  19. O que seríamos nós, sem as nossas raízes... a nossa identidade... por muito mau que seja o nosso país?...
    Resta-nos a esperança, por dias melhores... e alguma vontade de agir... para que as mudanças aconteçam... e por estes dias... conforme tenho visto em noticiários... a paciência de um povo, está-se esgotando... e na Venezuela, por exemplo... os protestos sucedem-se, ininterruptos, ansiando por mudanças...
    É assim, em qualquer parte do mundo...
    A Alemanha, também teve que se reorganizar e repensar, depois da Segunda Guerra... e depois dos macabros acontecimentos que proporcionou ao mundo... só se poderia redimir pela força da sua organização, e do seu exemplo, nas décadas seguintes... mas para o conseguir... teve que bater no fundo... e levar meio mundo ao fundo também... numa Guerra... mais concretamente, em duas...
    Acontece com um país... o mesmo que acontece, com as pessoas... precisam cair... para se levantarem... e começarem a ver com atenção no que, e em quem pisam... para caminharem... de uma forma mais sustentada, dali para a frente...
    Aí como aqui... aguarde-se com esperança, que dias melhores cheguem... acompanhados de bom senso da classe política... e empresários... para o barco não ir ao fundo... mais ainda...
    Mais uma crónica brilhante e super pertinente, que tanto nos oferece sobre o que pensar!...
    Beijos, Tais! Feliz domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  20. A pesar de los defectos que uno pueda encontrar cuando se ama ni se ven ni se sienten, sigue amando a tu país y seras feliz en él.
    Feliz domingo.

    ResponderExcluir
  21. Vivi seis anos longe do meu país. De tudo tinha saudade.
    Pena que haja tanta corrupção, tanta miséria que obrigue as pessoas a emigrar.
    Ninguém devia ser forçado a deixar o eu país, para poder sobreviver.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  22. Amiga, Taís Luso !
    E eu, aqui da minha trincheira da esperança,
    digo Amém a tudo isto que almejas...
    Um caloroso abraço e uma ótima semana, querida !
    Sinval.

    ResponderExcluir
  23. Boa noite querida Tais.
    Em todo país há seus problemas. Meu irmão veio da Alemanha passar o Natal e aqui ficou. A força da rais falou mas alto. O triste é que um escândalo como esse que ocorre no Brasil,onde a corrupção foi a pior existente deixa todos desanimados. Enfim não podemos mudar o mundo,mas podemos mudar as nossaa reação a tudo isso. Uma feliz semana para você,Pedro e família. Abraços.

    ResponderExcluir
  24. No puedo estar más de acuerdo con usted.
    Quiere a su país, pero no deja de admitir la falta de valores de algunos gobernantes donde está la raíz de todos los problemas. Y sabe que hay otros políticos decentes que podrían hacerlo muy bien, pero no logran acceder al poder. Lo que usted ve, lo ve. Aún así, no deja de quererlo a muerte y cuando está fuera y compara, frente a sus defectos valora las muchas cosas buenas que tiene su tierra.
    Viajamos en el mismo barco, Tais.

    ResponderExcluir
  25. Minha Amiga, Taís, não há nada que chegue ao nosso chão, mesmo que imperfeito...
    Sinto que tudo irá melhorar e um dia destes só lembrarão este período como um susto. Continue a ter esperança...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  26. Olá, Taís
    Depois de uns dias de ausência, primeiro por umas mini férias, depois por doença, estou regressando, devagar...

    É bem verdade o que diz na sua crónica. A nossa terra (país, cidade, aldeia...) é sempre onde nos sentimos bem.
    Quando visitamos outros países, logicamente apreciamos muitas coisas que existem melhores do que no nosso - são mais evoluídos, povo mais culto e mais educado...
    Tudo isso é bom para ir de férias, mas na hora do regresso há aquela alegria!...
    Dificuldades, corrupção, injustiça... há em toda a parte. Não podemos perder a esperança em dias melhores.

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  27. É muito bom viajar e conhecer novas culturas e novos modos de vida, mas não há nada como o nosso cantinho. Que o digam os emigrantes. As saudades do local de nascimento está sempre presente.
    Tenhamos esperança que , com a evoluçao das mentalidades, a justiça e a honestidade prevaleçam.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  28. Pois é, cara amiga Tais, parece que o país está dentro de um "inferno zodiacal", pior que, segundo a "norma horoscopista" tal evento é passageiro, já a crise brasilis, ninguém sabe quando vai acabar. Estamos vivenciando uma crise moral sem precedentes. Um abração. Muita paz.

    ResponderExcluir
  29. Olá, Taís!

    Antes de mais deixe que a parabenize pelos dois belíssimos blogues.
    Gostei imenso da forma como exprime, clara, concisa e pertinente, o que lhe vai na alma. A saudade que sentiu do seu país, a alegria do regresso e a decepção e mágoa por todo o mal que vem acontecendo a nível político e social.
    O vosso país é lindo, mas deixou de ser aquele sonho de país tropical, abençoado por Deus, o que é uma pena.
    Certo é que a corrupção tomou dimensões incomensuráveis em todo o mundo. O que é preciso é não baixar os braços nem perder a esperança num mundo melhor e mais justo.

    Um grande beijinho e o meu desejo de muita saúde e paz.

    ResponderExcluir
  30. Esse avião! Gosto de tudo aquilo que voa, e muito.
    Un texto que convida à reflexão.
    Que bom que seria, querida amiga. Estamos num mundo de corruptos, por aqui também existem.
    A esperança nunca se perde mas o ser humano está em crisis, lamentavelmente.
    Um grande abraço, querida amiga.

    ResponderExcluir
  31. Querida Thais, cheguei aqui e saciei a vontade de ler teus textos, li os últimos e fui me lembrando que você foi uma das primeiras pessoas que visitei quando coloquei meus blogs, não sei por que sempre perdemos o caminho uma da outra, mas sei que gosto muito de estar aqui, vi seu comentário no Dilmar e pensei ACHEI vou agora lá, este teu último texto como os outros que li, prende-nos a cada linha, é como seria bom acreditar que o amanhã do Brasil será diferente, eu não acredito, não por agora, haveremos ainda de amargar estes tempos difíceis que passarão, mas não consigo prever quando. beijos mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom você aqui, Luconi!! É verdade, a gente se perde, mas o bom é que muitos caminhos achamos de volta. Fiquei feliz e vou visitá-la, retomaremos! Os bons filhos à casa retornam, e eu também retornarei! rs
      Beijo grande, muito obrigada!

      Excluir
  32. he pasado un rato muy agradable leyendo tu vividencial relato Tais . gracias por compartirlo desde mi blog de horas rotas saludos cordiales. j.r.

    ResponderExcluir
  33. Comprendo tu legítima frustración, amiga Tais. En mi país también hay motivos para avergonzarnos, como un ultramillonario escándalo de corrupción y delitos económicos en... ¡la policía uniformada!

    Un beso.

    ResponderExcluir
  34. Querida Taís, o imenso amor pelo nosso país não pode desculpar quem dele se aproveita para benefício próprio à custa dos outros.
    A esperança de ver um dia justiça não pode morrer mesmo que já tinham morrido as ilusões sobre o ser humano.

    Um beijinho
    O Toque do coração

    ResponderExcluir
  35. Olá Taís,
    concordo com você que melhorou em alguns quesitos; também acho que a lava Jato vai abalar o mundo político - nunca mais se roubará com a mesma tranquilidade. Acredito num futuro melhor!
    Um grande abraço, Loyde manda beijos

    ResponderExcluir
  36. Te comprendo perfectamente, Taís.
    Aquí en España pasa algo parecido, los niveles de corrupción son tremendos.
    Supongo que siempre ha habido corrupción, pero la sensación de impunidad y de que todo está sumergido en la desvergüenza es constante.
    ¡Malditos políticos!
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  37. Olá Tais,

    As raízes têm mesmo força, principalmente quando amamos o nosso País, apesar de todos os pesares. Tenho um sentimento profundo de pesar por aqueles que estão fugindo de seus países em razão das guerras, conflitos e em nome da sobrevivência. Ninguém merece!
    A situação do mundo está desoladora, é verdade, mas nada dói mais do que o desconsolo de ver sua própria Pátria lesada por aqueles a quem caberia resguardá-la, lutando pelos interesses do povo. No Brasil, infelizmente, as instituições estão fragilizadas, passando-nos insegurança. Na atual conjuntura, não temos em quem confiar, pois até os que legislam estão tentando fazê-lo em interesse próprio. Até quando o povo se curvará? Urge que algo aconteça para fortalecer nossa esperança. Aguardo, ansiosamente, por esse novo amanhecer.
    Ótima crônica, amiga!
    Belos dias!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  38. Compreendo bem a sua afirmação " a força das nossas raízes".
    Eu tenho a m/família(a parte mais nova) na Irlanda e querem
    que eu e o meu marido vamos para lá, para ficar, transferindo
    as n/reformas.Mas só de imaginar que podemos morrer lá, não
    temos aceite a sugestão deles.
    Lamento muito que o seu país tenha chegado a essa situação,
    parece já não se saber quem é honesto, não é? É uma situação
    horrível.
    Em Portugal também tem havido muita corrupção e estamos à
    esperade uma acusação a um ex-primeiro-ministro que já
    esteve preso quase um ano, sem acusação. Parece que vai
    ser feita brevemente.E depois irão ser anos e anos nos
    Tribunais.
    O que diz da Alemanha "é um sonho" tanto para aí, como
    para Portugal.O respeito está fugindo...e as passadeiras
    são um cemitério.
    Bjs. amiga e pensemos que possam vir dias melhores e que
    os mais jovens possam viver com uma outra realidade.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  39. Puxa que texto lindo!
    Realmente Taís
    o nosso País é tatuado no coração
    como nossos filhos.
    E há uma dorzinha de tristeza
    ao presenciar tantas coisas incertas.
    No entanto como citou a " esperança "
    é em verde -amarelo o tempo inteiro.
    Então Fe, força, e coragem
    porque sem isso entramos em depressão aff!

    Obrigada pelo passeio no Aleatoriamente
    e Gente Miúda
    Amei você por lá

    Beijokas😘

    ResponderExcluir
  40. Taís

    nosso País é o nosso mesmo que tenha as suas imperfeições nós o amamos porque é o nosso,e é onde temos raízes, só que temos de ter sempre a esperança (Aquela)que fala na sua cronica pois sem ela que seria de nós e do mundo?!.

    gostei da crónica.

    beijinhos

    :)

    ResponderExcluir
  41. O Brasil é um grande país. Tem que acertar o passo, mas sabemos que não é nada fácil. O teu amor pelo Brasil ficou bem patente neste texto, Taís.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  42. Tais: no âmbito do projeto "Comenius" (intercâmbio estudantil para jovens não universitários) estive, com alunos, em França e na Dinamarca, por período de apenas uma semana; mas como passávamos a maior parte do tempo nas escolas, deu bem para ver o funcionamento da escola e o comportamento dos alunos, que era, este, bem melhor que o dos portugueses (era, na altura, diretora de uma escola com cerca de 800 alunos); tive, portanto, uma reação idêntica à tua, bem queria que os meus alunos respeitassem mais as regras e não fossem tão barulhentos. Mas, é como dizes; não há nada melhor do que regressar às nossas raízes e à nossa idiossincrasia cultural e civilizacional.
    Vou acompanhando a situação no Brasil e desejo muito que a situação melhore; por cá, também há muito a melhorar.
    Parabéns pela crónica.
    Bjinho :)

    ResponderExcluir
  43. OI TAIS!
    TALVEZ, COMO BEM O DIZES, AS PRÓXIMAS GERAÇÕES POSSAM NÃO SE ENVERGONHAR, NÃO DIGO DE SEREM BRASILEIROS, PORQUE ESTA CAMBADA QUE ESTÁ AÍ, NÃO NOS REPRESENTA, MAS, DE OS HAVEREM COLOCADO NO PODER E FICAR, COMO AGORA ESTAMOS, BOQUIABERTOS COM O TANTO DE SACANAS QUE SÃO EM SUA MAIORIA.
    SOMOS UMA GERAÇÃO QUE AMA SEU PAÍS E QUE TEM ORGULHO DE SER BRASILEIRO E SINCERAMENTE, ESPERO QUE O QUE ESTÁ ACONTECENDO AGORA NA LAVA JATO, SIRVA PARA "LIMPAR" A POLÍTICA, SEI QUE É UMA ESPERANÇA QUASE INOCENTE MAS, AMIGA, PREFIRO PENSAR ASSIM, MESMO SABENDO QUE PARA ISSO ACONTECER E SE ACONTECER, SERÁ A LONGO PRAZO.
    ADOREI TAÍS, COM TEXTOS ASSIM COMO O TEU, VAMOS DEMONSTRANDO NOSSO DESCONTENTAMENTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  44. Amamos o nosso país, a terra onde nascemos, mas infelizmente muito tem que ser feito para que o povo viva feliz. Não podemos perder as esperança.
    Um abraço.
    Élys.

    ResponderExcluir
  45. Odebrecht, eis a que mandou aqui por tantos anos e só agora está tudo vindo à tona, nossos representantes venderam o País, que pena, só a lamentar, mas somos brasileiros, por mais que sintamos essa tristeza imensa, ainda há que se ter esperança, o crime não compensa, não compensará, são anos a fio e só agora poderemos dizer que "quem sabe algo poderá mudar", quem sabe?
    Abraços linda amiga Tais, como sempre, um bom texto, vamos refletindo!

    ResponderExcluir

  46. TAÍS,

    primeiro queria lhe comunicar que atendendo ao seu pedido coloquei mais fotos no texto do Humor em texto.

    Você manda!!! kkk

    E agora queria dizer que, seu texto resumiu de forma inteligente,patriótica e com muita sensibilidade este tsunami de roubalheira , verdadeira circo dos horrores da ética politica nacional.

    E quando você compara sua ida a Alemanha e a experiencia que teve por lá, e a que teve aqui no Brasil ao retornar, chega a ser cômico, não fosse trágico.

    Concorda?

    Porém , depois da sua justa e verdadeira critica e indgnação vem a sua verdadeira essência de sentimentos pátrios pelos quais todos nós sentimos por este país que irá superar, não tenho dúvida, esta terrível realidade de hoje.

    E quando finalmente, li a a palavra SAUDADE no seu texto,aí mesmo não tive a menor dúvida que nos passou um conteúdo espetacular de sentimentos nobres a esta terra a qual amamos e se Deus quiser, iremos superar os atuais grandes problemas.

    Tenho fé!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  47. Eu não. Onde trabalho com o publico, tou vendo muita gente é indo embora para Alemanha, Argentina, Portugal, states... Digo, certo, volte aqui só nas férias. Mudar de pais é como mudar de bairro onde nasceu e foi criado, estranhasse no começo, talvez, mas logo se acostuma. Em todo lugar tem gente igual a gente de carne e osso, não iremos mudar de planeta. O que tem aqui pra nos orgulharmos? Dessa vez nem o futebol nos salva. Estou revoltado com esse estado de coisas, com esse ciclo vicioso, que não acaba, só fazendo outro pais pelo jeito. E tem gente que ainda acha engraçado tudo isso, corriqueiro, nunca foram na Alemanha como você, só conhecem isso aqui, estão acostumados, ou desinformados. Isso aqui tá uma África melhorada, reparou que lá também é tudo rindo, dançando, apesar de... Sou um cidadão do mundo. Revoltado. Beijos!

    ResponderExcluir
  48. Pois é Taís......É e será sempre o nosso País, nem que seja na
    miserável Coreia do Norte......Eles são felizes....acredito.
    Esses laços que nos prendem...??

    (Aquela aplicação não é dourado....é uma tinta de efeito aplicada ao grés.)
    Beijo

    ResponderExcluir
  49. É Taís eu compartilho deste grito pela honestidade e justiça incondicional.É nojenta esta justiça aplicada aos pobres e favelados e negligente com os ladroes da coisa publica e os ditos de colarinhos brancos. A cada semana uma noticia politica para enojar e criar uma raiva desta justiça cheia de saidinhas para uns e ferrolho para outros. Em 2009 estive pela Alemanha num treinamento junto a ABB no periodo da Primavera e esta coisa do transito muito me chamou a atenção ao ver um carro parado numa rua de passagem unica e o outro condutor esperar pacientemente sem buzinar. Pensei no Brasil na sinfonia que os motoristas fariam.
    Precisamos sim crescer muito ainda que o sistema não favoreça.
    E como dizia Chico numa canção somos Pedros pedreiros a esperar tudo e a criar filhos para esperarem também e depois de 40 anos nada mudou.
    Boa cronica amiga com sua bela lucidez.
    Ainda veremos um grande país sério e justo com todos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  50. Pois é assim mesmo, nossas raízes nos fincam, e, mesmo com este país totalmente inseguro, não tenho vontade de morar em outro. Adoro viajar e conhecer novas culturas e, como você, fico embevecida com as diferenças

    ResponderExcluir
  51. Olá, querida Taís!
    Também já morei fora e sei do que fala, forma 4 anos de muita saudade e sofrimento mesmo estando bem...
    Mas que por aqui as coisas estão feias demais, sinto na pele a veracidade disso pois sou professora aposentada...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso