12 de junho de 2011

COMO É DIFÍCIL DAR PRESENTE...




Tais Luso de Carvalho

Pois é, que assunto cabreiro! Mas como gosto de escrever sobre o nosso cotidiano, de A a Z, tipo complexo vitamínico, este assunto também está na mira. A gente pode conhecer alguém pelos presentes que ela (pessoa) dá. E não quero dizer que se gaste os olhos da cara para presentear. Bom gosto, observação e imaginação: isso não sai caro.

Todos nós, em algum momento, já recebemos umas coisinhas, e que deu vontade de mandar de volta. Eu já tive este desejo; e várias vezes. Recebi cada coisinha mimosa... Lembro que eu olhei e fiquei com a triste sensação de ter sido tomada por débil mental. Sim, porque eu jamais usaria aquilo; faltou a pessoa ter me estudado um pouquinho.

Existem coisas acessíveis e de bom gosto. Muitas pessoas adoram presentear, gostam de escolher. O que importa não é o gesto de dar, mas de dar a coisa certa! Isso é que importa. Tem gente que compra sabendo que a criatura vai trocar, mas não estão nem aí... O  negócio  é resolver o problema rapidamente.

Sei que é difícil dar presentes: há o perigo de darmos um livro para quem não lê; dar roupa e a criatura achar brega; CD, e não encaixar no gosto... Sei que existem pessoas complicadas, e que nada serve; muitas vezes já tive vontade de enviar uma bomba! Sei deste lado também.

Tenho visto  presentes dados no momento errado e pra pessoa errada, ufff! Já escutei várias vezes a frase Dou e que se vire: se gostar gostou, senão troca. PÔ! Tem carinho sobrando.

Mas, se estudarmos o estilo da pessoa não tem erro:
Ela gosta de MPB? Certo... Não pense em dar Beethoven!
Ela gosta de música clássica? Não pense em dar Chitãonzinho e Xororó.
Mas se ela amar música sertaneja... Dê-lhe o Xororó que ela ficará feliz. É Fácil.

Dar dinheiro é só aceitável entre pais e filhos. Pais sabem quanto podem dar e filhos sabem como está a situação lá no pedaço. Dar dinheiro só servirá para constrangimentos. Será sempre pouco; e logo entrará na banda larga. A família e os amigos dirão sempre que você é mi-se-rá-vel! Então não vale a pena.

Hoje existe o tal vale presente para facilitar as coisas; sei lá... a gente pode colocar mais em cima e está feita a festa para ambas as partes. E acaba a chorumela.

Talvez seja melhor assim antes que você receba a bandeja nº 1000 ou mais um dos tantos porta-retratos - que não temos mais onde socar tanta cara! E ainda temos de ser delicados e falsos para não mostrar o desapontamento:

    - Óhhhhhhhhh!!! Que liiiiiindo, você adivinhou; como estou precisando!
Confesso a vocês que estou na turma dos que preferem não ganhar presentes; o que eu quiser, eu compro. Assim não dou trabalho a ninguém, não vou colocar em gavetas de repasse e não vou perceber que o troço foi comprado rapidinho, na obrigação social.

Nisso, os homens estão à nossa frente: dão flores e bombons! E estão cobertos de razão. Nunca serão mal vistos. São dois presentes delicados e de bom gosto. Antes assim.

Dá para dizer que presentear é questão de investigação. Ôh coisa bem difícil.
Mas na dúvida... MANDE FLORES!


  

38 comentários:

  1. Até porque, "os inimigos, não mandam flores", não é Taís?
    Boa noite, vim visitá-la e encontro um tema um tanto angustiante, para mim. Adoro, dar presente a quem conheço bem e sei que vou agradar, mas quando é alguém não tão "próximo", me angustio. Nem sempre agrada, há que ter bom senso e bom gosto, seja lá pra quem for...Na dúvida, flores e bombons, pra mulher...e para os homens?..rsrsrs..é difícil!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Tais
    Odeio dar presentes. Mesmo conhecendo bem a pessoa sempre fico em dúvida de vai gostar. É claro que quando a gente dá um presente quer que a pessoa goste realmente, assim ambos ficam felizes, mas nem sempre isso acontece.
    Bjux

    ResponderExcluir
  3. Viu....''Solucionado......Um bonito ramo de flores....Grande ou pequeno....
    mais essa.....,depende da beleza do conteúdo .Desde que não seja 'mão de vaca' e tenha bom gosto....decidido.
    Toda a gente gosta.
    E para eles....um bom vinho alentejano,
    pois claro...
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Taís ainda tem aqueles que ao entregar o presente dizem "achei a sua cara!" E quando você abre o presente é algo horrível... Rsrsrs

    Realmente presentear é uma arte e exige uma certa competência pra isso. Mas, é tão bom receber um presente singelo, mas vindo do coração. Como aqueles dos nossos filhos confeccionados na escola, isso é, quando dá pra gente guardar no fundo da gaveta e nao desenhos pra colar nas paredes da sala.
    Adorei seu texto querida, acho que é isso mesmo o que sentimos diante dessa difícil arte.
    Beijos e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  5. LÚCIA, para os homens? O amigo Andradarte respondeu aí embaixo:

    Vinho! Um bom vinho. Ou whisky... a coisa é por aí. Mas o vinho vai ser uma caixinha de surpresa até descobrir se é bom ou não.

    bjs, amiga.

    ResponderExcluir
  6. Taís,
    Realmente presentear é uma arte. Acho que tenho um bom tato para isto, mas mesmo assim posso ter dado alguns furos.
    Mas certa vez ganhei um presente que tive vontade de jogar na cabeça de quem me deu, uma panela!!! Era uma panela cara, daquelas chinesas (wok), estávamos em grupo de cinco amigas comemorando meu aniversário num restaurante elegante, quando uma delas me entrega um embrulho enorme... imagina o alarido que faz um grupo de mulheres - e todo mundo do restaurante acabou cantando parabéns pra mim. Não sei se de gozação ou de solidariedade (rssss). Levei na esportiva, mas...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Tais.. Adorei a sua cronica!
    Eu adoro dar presentes!
    Prefiro dar. Antes dava ceramica, pelos motivos óbvios, mas me caiu a ficha, nem todo mundo gosta.
    Mas procuro dar empre algo original que tem a ver com a pessoa.
    Eu prefiro ganhar flores. Bombons nem pensar!!
    Ah..adoro brincos..quer me deixar feliz, me de brincos!!
    Um beijo..

    Ma

    ResponderExcluir
  8. Olá Taís! Realmente, presentear mulher é mais fácil, pois a situação pode ser resolvida com bombons e flores, mas acho que ainda existem presentes para o homem que, com certeza, nenhum reclamará. Ex: um automóvel mais novo, um iate, um computador novo, um pacote de viagem, etc. Como vês, são presentes razoáveis e de difícil rejeição. Rsrs.

    Bela e verdadeira crônica amiga.

    Beijos e ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  9. Tais, que saudade que eu estava sentindo do teu cantinho! Confesso, estou nesse dilema. Uma amiga faz aniversário nesta quinta e eu ainda estou na dúvida do que comprar. Havia pensado em lhe mandar um buquê, mas ainda estou na dúvida. Olha, o teu texto está incrível, dei umas boas risadas enquanto o lia. Minha querida, tenho que lembrar disso quando for presenteá-la, rsrs.
    Outro dia, segui a dica dada acima: Comprei um bom vinho. Bom pra mim, ao menos. Mas a criatura gostou. Assim que recebeu, disse: "Noooooossa! [...]", depois me falou que era divino. Acertei, então! Me martirizo na hora de dar presentes, fico super preocupada, mas acho que acerto. Os presenteados parecem-me bastante sinceros ao dizer que gostam, rs. Também, com o tempo que dedico a escolher, se fosse diferente, eu ficaria muito decepcionada comigo, rs.
    Enfim! Amei a postagem.

    Beijos mil,
    Débora.

    ResponderExcluir
  10. Querida amiga.
    Estou completamente de acordo contigo. Como é difícil dar prendas. Aprecio a tua honestidade quando dizes que nós neste aspecto das prendas estamos à frente. Mas esqueceu um pormenor. Também oferecemos perfumes, para além das flores e bombons. Aliás, perfume é a minha prenda favorita. E jóias? Pior é entre mulheres, né?
    Para nós, como diz o amigo Andrade, um bom vinho está bem. E que tal um Bourbon ou um Conhaque francês? Calhava bem rsrsrsrsrsrsr...
    Meu beijo e meu carinho de sempre.
    Victor Gil

    ResponderExcluir
  11. Eu particularmente acho mais difícil pagar o presente que escolhê-lo. Mas concordo. Fores sempre é uma boa pedida.

    ResponderExcluir
  12. Tais, taí uma missão espinhosa deveras. Eu agora, quando não conheço os hábitos da pessoa, inda mais nesses tempos de pouco amistosidade, procuro em seu entorno saber algo que lhe agradaria. Um dia resolvi que só daria livros para quem quer que fosse mas foi um desastre em mais da metade dos casos. O que tem feito um sucesso tremendo (em família) são fotos antigas. Tenho um cunhado que possui um acervo de fotografias dos últimos 40 anos que é uma coisa fabulosa. Então sempre que tem algum evento para alguém, vou lá, escolho uma foto bem antiga da pessoa, mando dar um trato, escreveo uma dedicatória, conto uma história da época e pelo menos até agora vai dando certo. rsrs. Na hora em que começar a ficar "manjado", começo a pensar em outras possibilidades. Mas concordo com você que não é fácil. Abração e ótima semana. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  13. Acho que todos temos "aquele" presente que sempre seria bem vindo. Eu adoro receber chocolate tambem hehe

    Beijos

    Roy

    ResponderExcluir
  14. Oi Taís, vejo-me sempre às tontas ao comprar um presente, sou uma negação para isso, analiso bem a pessoa e na dúvida opto por flores, afinal haverá alguém nesse mundo que não goste de recebê-las? já ouvi por aí que flor é um presente fútil que não se pode guardar como lembrança devido a sua pouca duração, então eu lhe digo, é exatamente isso que a torna especial, a sua finitude, afinal somos todos finitos também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Taís,sempre acabo ficando aqui um pouco além para ler suas crônicas.Realmente,é dificílimo presentear alguém,já passei por todos os momentos deste assunto,adoro presentear e gasto muito tempo e com muito carinho analisando o momento,a pessoa,o gosto e estilo,mas quando eu recebo,dificilmente acertam meu gosto,como você escreveu às vezes,pensam que não possuo cerebro ao me presentear com certas coisas...
    O texto seguinte sobre Livros, biblioteca também é um texto riquìssimo de informaçóes .Parabéns ,minha querida,pois tudo aqui está em seu perfeito lugar e os textos são verdadeiros presentes,ricos e fabulosos.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  16. Tais, una entrada interesante. Personalmente me encanta que alguien me dedique su tiempo y me regale "algo"; no tiene que ser caro, creo que el mayor regalo es el tiempo que se dedica a elegir un presente, cosa nada fácil. Ya se ha dicho que a las mujeres flores y chocolate pero ¿Y si no les gusta? Lo mejor es indagar en alguien próximo, si no se las conoce bien. Un pañuelo para el cuello, un perfume ligero puede ser de su agrado.
    Para los hombres, ademas de las bebidas alcohólicas, vino...etc. También una colonia suave o un par de gemelos para los puños de la camisa.
    Nunca he cambiado un regalo, aunque no me guste, pues agradezco mucho el tiempo que se me dedica eligiéndolo. ¡Ah! Y si es algún adorno personal, pañuelo cuello, collar, pulsera, etc. me lo pongo como agradecimiento para que lo vea.
    Perdonar, espero que se comprenda mi opinión, si no, solo hay que aplicar el Traductor.
    Abrazos

    ResponderExcluir
  17. Para AMÉLIA:

    Amélia, é exatamente isso que escrevi: doar um pouco de nosso tempo para dar não um presente qualquer, comprado para se ver livre da obrigação social, mas comprar algo que sirva , que seja de uso da pessoa que recebe.

    Existem adornos e 'adornos'... Concordo com você: se a pessoa estiver disposta, se tiver carinho, se observar a quem vai dar o presente, acredito que pelo tempo gasto, dedicação e observação que dará um presente útil para a tal pessoa.

    Porém, usarmos algo que não 'bata' com nosso gosto, com nossa personalidade só para agradar alguém, aí fica difícil. A responsabilidade é de quem dá o presente. Acho que todos temos um gosto pessoal; o certo é comprar do gosto da pessoa que vai receber.
    Alguém pode não gostar de flores, mas elas não farão 'feio'. Foi isso que eu quis dizer.

    Um beijão, amiga, meu carinho pra você.
    tais

    ResponderExcluir
  18. Olá Tais,
    Adoro dar e receber presentes
    Quer coisa melhor do que receber um belo ramo de flores?
    Uma ótima semana para você
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  19. Taís, as flores são sempre bem recebidas, principalmente quando dadas de coração, com sentimento.
    Confesso que presente é mesmo uma questão de estudar a pssoa, de bom senso e de elegância e sendo assim tem gente que tem... e outras, não!!!
    Um grande beijinho, amiga

    ResponderExcluir
  20. Eu gosto de dar e receber presentes. Claro que tem momentos que o tempo fica curto e não dá para pensar muito ou não se acha o que pensou então o jeito é apelar para o Chocolate, flores, vinho, entradas para o teatro ou qualquer coisa do gênero que a gente sabe que a pessoa aprecia.
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi Tais,
    o perigo maior, na minha opinião, é o presente "original"...como tem gosto pra tudo e gente sem noção, pode vir de um tudo...rsrs

    Presentear, pra mim, é um gesto de carinho - não consigo não sofrer quando o presenteado é difícil de agradar, aí é que me esmero na escolha!! No geral, como adoro dar presentes, tenho acertado, pq procuro por algo especial (muitas vezes específico, "a cara" da pessoa), não tenho preguiça de me largar numa loja longe, se lá sei que encontro o que preciso.
    as pessoas que costumo presentear, merecem esse carinho.

    Quanto aos que recebo...rs...de um tudo, mas é claro que a maioria retribui com o mesmo carinho na busca por alguma coisa que agrada em cheio!

    Gosto de flores, perfumes, livros e acessórios (a campeã nesse item é minha filha, que encontra peças lindas, a cara da mamis...rsrs) e carinhos como música, um poema...mas tudo regado com carinho e um delicioso abraço!!

    Adorei esta crônica!!
    Beijos com afeto!

    ResponderExcluir
  22. Quando tenho que dar um presente escolho, com cuidado. Nunca dou aquilo que não gosto de ganhar,srrs... Pode até combinar com a pessoa, mas não gosto de comprar breguices,...

    E uma coisa boa mesmo são flores, essas só conheço uma pessoa que não gosta: minha mãe.Por preguiça nunca as quis,Pode? É o cúmulo!!!doooooooooose!


    um beijo e tua crônica ficou linda! chica

    ResponderExcluir
  23. Olá, Taís!

    Você abordou um assunto que é mesmo bem interessante. Dar presentes é por demais complicado, pois muita gente realmente não se dá ao trabalho de associar o presente, ao gesto de agradar por ele em si, mas simplesmente pelo atitude de dar.

    Tem aquela conhecida frase "não sei o que dou à fulana(o), ela(e) tem de tudo". Ora, ninguém tem de tudo e mesmo se tivesse, se você se preocupa em conhecer o gosto da pessoa, você poderá acertar, mesmo que lhe dê uma coisa repetida, não é?
    Ótima crônica, amiga.
    Um beijo,
    Celêdian

    ResponderExcluir
  24. Está aí, Taís, uma coisa do mundo que eu gostaria de consrtar. Tudo bem que dar presentes é questão de gentileza, pode ser ato de bondade e demonstração de amor... nada contra isso; mas quando se recebe um presente, a pessoa fica "endividada" com o presenteador e obriga-se a retribuir. Isso é horrível para mim, tanto que até tenho me recusado a submeter meus amigos a esse vexame. Quanto aos não-íntimos, se me presenteiam, ligo muito pouco se vão ou não vão gostar do presente-retribuição. É uma boa maneira de encerrar a troca-troca de presentes.

    Amraços, querida!

    ResponderExcluir
  25. Oi querida, obrigada por me seguir, vou seguir seu blog tb.
    Os librianos adoram a sofisticação, fico feliz que tenha gostado. Bjs Cynthia

    ResponderExcluir
  26. Taís,
    você é uma psicóloga e filósofa do nosso cotidiano! Eu agora tenho presenteado com bombons( finos de preferência ) e tem funcionado muito bem ( presente para mulheres neste caso ).
    Concordo com o " é difícil dar presentes ".
    Para mim vale quase tudo quando estudamos o gosto de quem vai ser presenteado. Só não vale coisa usada, repasse de cacarecos e coisas de loja de 1,99!!!
    Beijos do atelier.

    ResponderExcluir
  27. Oie!! Muito bom o tema. Para mim é angustiante dar presentes.Fico muito apreensiva com medo de errar. Realmente é uma arte e exige competência. Vinho para homens e flores para as mulheres tem maior margem de acerto,mesmo assim ,nem todos gostam rs... Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  28. Como é difícil, Taís... recentemente, me pediram pra mim escolher um presente, qualquer coisa, ela queria retribuir um favor que lhe fiz.

    Pensei, pensei e pensei...mas não conseguia pensar em nada. Ela não sabia o que me dar, um livro do Quintana ou do Pessoa, um cd do Chico ou do Caetano... se livrou do problema, mas eu não.

    Cheguei a conclusão sem conclusão, naquele momento não havia nada que eu queria, por mais que eu pensasse, nada.

    Era uma quinta feira, me sentia onipotente, naquele estado de satisfação plena... por fim ela me dei um livro do Orwell, foi um dos melhores presentes que ganhei.

    Éh, ela me conhecia!

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Em outra oportunidade anterior, ela me deu um whiskey, gostei muito e bebemos juntos. rs

    ResponderExcluir
  30. Que a cada amanhcer seus
    o olhos brilhem de amor.
    Aproveite a cada minuto
    com se fosse o ultimo.
    E a cada amanhecer no silencio
    do seu pensamento fique imaginando apenas
    coisas boas para sua vida.
    Abraçe com todo carinho
    somente a felicidade
    que contagia sua vida.
    Jamais se entregue ao desespero
    a vida nasce a cada manhã.
    beijos com infinita ternura,Evanir..

    ResponderExcluir
  31. Táis, que delícia de leitura!
    Vou te dizer, presentes são mais roubadas que agrado!
    Tinha uma criatura que todo Natal insistia em me colocar na sua lista universal, e me dar até lingerie vermelha ah lá calçadão!
    Meus Deus eu queria morrer.
    O presente melhor que ela me deu foi uma caneta, agradeci de coração naquele ano!
    O que importa nem de longe é o valor, e sim a interpretação dos fatos!
    ;P
    A-dorei!
    Bjoo!

    ResponderExcluir
  32. Anônimo10:32

    RSRSR REALMENTE PRESENTAR É A COISA MAIS DIFICIL NUM ANIVERSÁRIO NOSSA!


    ASS. STHEFFANIA

    ResponderExcluir
  33. Tais...como ja comentei este post..passei só para matar as saudades e te dar um beijinho..otima noite a vc!
    bj
    Ma Ferreira

    ResponderExcluir
  34. Oi, amiga!

    Eu confesso que já tenho pronta uma lista bem enxuta de
    possibilidades que, lógico, será adequada ao que conheço da pessoa a ser presenteada. Não sou muito criativa nesse quesito, não, embora adore presentear.

    Quanto aos presentes indesejáveis, também já recebi muitos. A gente põe aquela meia lua, - minguante -, nos lábios, às vezes até mostra os (tri)dentes, rsrs, - fazer o quê?!... Mas a verdade é que um presente de grego a gente nunca esquece. rsrs

    Bjs, amiga. Melhorei da gripe, mas estou toda enrolada com o trabalho, ainda... Inté!

    ResponderExcluir
  35. Há pessoas muito difíceis de se presentear realmente. São muito críticas, não gostam de nada ou têm de tudo... Enfim, é uma arte acertar!
    Mesmo assim eu amo dar presentes e também amo ganhar. É uma forma de carinho e de atenção.
    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  36. Gosto de dar uma garrafa de vinho para os homens. Para as mulheres um vaso de flores. Claro que isso eu uso quando não sei mesmo o que dar!

    Quanto ao dinheiro, pessoalmente não me importo. Pode pôr na minha conta, não me ofenderei! ahahaha

    bjão

    ResponderExcluir
  37. Bem lembrado esse tema, dar presente, nem sempre é motivo de satisfação. tanto para quem dá e ás vezes também para quem recebe.
    Por isso, acredito eu, que seria bem melhor, presentear alguém com flores como disse,que não deixa de ser extremamente gratificante para quem dá e para quem recebe...Do mais, não deveria ser em data especial e sim, quando o presente tivesse qualquer coisa que lembrasse a pessoa a ser presenteada.
    Dar presente tornou até meio constrangedoras, datas especiais que poderiam ser comemoradas com muito mais amor, e menos coisas supérfluas,aquelas que se tornam obrigações,tanto em dar como receber.
    Sensacional!
    Um Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  38. O Fanzine Episódio Cultural é um jornal bimestral sem fins lucrativos, distribuído gratuitamente no sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Salvador-BA e Rio de Janeiro. Para participar basta enviar um artigo sobre esporte, moda, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, livros, curiosidades, folclore, saúde, Teatro, cinema, revistas, fanzines, música, fotografia, mini contos, poemas, etc.
    Contato: Carlos (editor)
    machadocultural@gmail.com
    http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
    Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
    VEJA O FANZINE EPISÓDIO CULTURAL NA FEIRA DO LIVRO DE POÇOS DE CALDAS 2011
    http://www.feiradolivropocosdecaldas.com.br/

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso