12 de maio de 2018

ASSIM SÃO AS MULHERES


              - Tais Luso


Hoje trago o lado hilário das mulheres.
Começo essa crônica com o item campeão das encrencas: Discutir a Relação!! Mulher volta e meia inventa de discutir a relação e escolhe os momentos mais inadequados, os motivos mais banais para armar uma barraquinha e começar com a interminável discussão, a mais improdutiva e insana das discussões. Nota-se que as mulheres têm muita facilidade para falar, um tal de desembaraço nato. Não será um dom, gente? Mas às vezes exageram, lembram uma metralhadora.
Os maridos que se aposentam conhecem uma nova realidade: a dona da casa é ela! Portanto eles não terão as asas domésticas que sonharam! Percebem?
As mulheres adoram brilho - do verbo brilhar. Chegam nos lugares com cara de cotidiano, mas amam brilhar! Se não brilharem pela beleza física, brilharão pelas suas ideias, nem que sejam meio estapafúrdias. Mas o brilho faz parte da existência feminina. Igual a uma roupa. Todas as vendedoras sabem o que quer dizer:

Quero uma roupa “cheguei”!

As mulheres  na direção de um carro são um caso à parte; respeitam os semáforos, mas assim que troca o sinal não esperam 20 segundos para as pessoas alcançarem a calçada, pois para elas  lei é lei se o semáforo mudou, não tem gentileza!  Eu já vi e ouvi coisa bem meiga, aos gritos:

Olha o sinal, infeliz!!
É a tua mãe!

É assim, tem lá suas exceções, sim, mas nesse quesito os homens são mais gentis com as mulheres.
Triste, também, é a Mulher Relatório, aquela que segue, que gruda no seu companheiro através do celular:

Onde estás, bem? Onde vais agora? E depois?

Também existem as mulheres carentes, é triste! A cor do esmalte precisa ser notada, o corte do cabelo elogiado.
Terrível é o fato da mulher idealizar um tipo de companheiro e casar com a intenção de mudá-lo, de torná-lo um cordeiro.  Não!!  Ele não mudará, querida!!! E nem nós!  O bom é ambos baixarem as bolas.
Também há um tipo de mulher que ao perguntarmos como ela está, ouviremos todas as suas dores, suas cirurgias, as dores da família, as dores do mundo! Essas mulheres existem, a gente sai do encontro com depressão!
Também tem aquele tipo de mulher sem noção de tempo: alguém a convida para dar uma volta no shopping, e a criatura entra no banho, vai lavar os cabelos, secar os cabelos, fazer uma escova… Impossível de aguentar!
Outra característica da mulher é a fobia por baratas, fazem um escândalo que mais parece briga de família, mas não;  é só uma conversa entre uma mulher e uma barata... Um mega escândalo.
A mulher, ao ver uma vizinha na rua, rapidamente vai ao seu encontro para saber das últimas novidades do condomínio. Depois, passa  adiante, a dizer que soube de tudo pela fofoqueira do prédio. Adoro isso!
Mas assim são as mulheres, encantadoras, inteligentes, corajosas, guerreiras, esforçadas, capacitadas, mas também sabem ser um pé no saco!
Mesmo assim, sempre estão em alta!
Aliás, estamosestou incluída por aí... Os meus defeitos são de estimação!



_____________________________

Esse texto contém apenas o lado hilário feminino, nossas virtudes estão em várias postagens desse blog! 😊 No índice!

55 comentários:

  1. rssssssssssssss... ADOREI e quem não se inclui pelo menos em UM desses quesitos? Muito bom e divertido! Valeu! Feliz dia pra ti amanhã! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Quanto ao brilho, há homens (menos) que não ficam atrás...
    Esqueceste as que passam horas penduradas no celular fofocando ou comentando telenovelas...
    Está uma crónica divertida, com a fina ironia a que nos habituaste.
    Terno abraço, mamãe.
    ~~~

    ResponderExcluir
  3. Ha cambiado mucho la vida de la mujer, desde los tiempos de nuestros bisabuelos. Hoy la mujer va a la Universidad y está más preparada para ocupar cargos en nuestra sociedad. La capacidad de la mujer la está demostrando en su nivel laboral.

    Besos

    ResponderExcluir
  4. Bom dia,os homens são uns sofredores das mulheres, encantadoras, inteligentes, corajosas, guerreiras, esforçadas, e também, aquelas que não são, eu por exemplo, chego a casa, tenho o trabalho de escolher o lugar no sofá onde vou sentar, depois faço o esforço de pegar no comando da televisão, já cansado, procuro um canal para ver, já com a língua de fora causado pelo cansaço, chega a minha mulher e diz-me, "és um preguiçoso" depois de ficar cansado para me sentar e ligar a televisão, é uma injustiça ouvir chamar-me de preguiçoso, sou uma vitima, os homens são vitimas das mulheres, necessitam de ajuda.
    Feliz domingo e semana,
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo o ser humano pode ser a vítima, como também o algoz! Quando não são os homens as vítimas, são as mulheres!
      Mas esse é outro caso!
      Beijo, Antonio.

      Excluir
  5. Também me incluo em muita coisa que diz nesta crónica cheia de humor e lucidez, Tais. Adorei.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. E como não estar incluída em algumas coisas ditas nessa crônica. Afinal somos MULHERES
    Para você que assumiu de Deus o dom da criação,
    da doação e do amor incondicional
    os meus "Parabéns"
    Feliz Dias das mães, Taís

    ResponderExcluir
  7. Eu como varão, não me atrevo a dizer como as mulheres são. Mas acredito que você colocou o dedo na ferida. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Hay mucho que es cierto y otro tanto pura ficción en el articulo. Algún hombre entraríamos en muchos apartados que se atribuyen a las mujeres.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  9. Seu post sobre "nós"... hilário! Comédia pura e verdadeira, Tais! Que bom que temos várias facetas... Assim não dá para enjoar, não é mesmo?
    Feliz "Dia de Mãe-Mulher".
    Abraço.

    ResponderExcluir

  10. Minha visita hoje é para deixar uma singela homenagem as mães.
    Ser mãe
    É reconduzir à vida aqueles
    que nos combateram no pretérito mais que perfeito.
    E depois da rápida jornada redentora,
    resgatar à Luz Divina os filhos mais adorados,
    elevando a Deus uma prece de agradecimento,
    pela oportunidade de muito ter amado
    e de ter podido ser... MÃE!
    Com amor e carinho..
    . Parabéns a Todas Mamães! E se você for mãe, parabéns, seja feliz e abençoada sempre!
    Mãe, que a beleza das flores, a doçura do mel e o brilho das estrelas envolvam você e que você continue irradiando este amor e esta alegria que você sempre ofereceu.
    feliz dia das mães!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá Taís, um lindo domingo para vocês e em especial a voce pelo dia de comemorar o Dia das mães pelo Brasil e sou do tipo que dia é todo dia, o resto é marketing do consumismo. Muito boa sua cronica nestas belas e incríveis definições e ri muito da mulher brilhante e esta bravata com as baratas. Mas no fundo suas definições carregam verdades e o fechamento perfeito, só faltou dizer que acima de tudo elas, as mulheres, tem a arte de serem mães.
    Meu abraço com carinho amiga mãe e que as lembranças de nossas mães que já são estrelas não ofusquem a alegria dos que querem homenagear, mas sei como dói esta saudade.
    Beijo de paz Taís.
    Uma nova semana de renovar esperanças.

    ResponderExcluir
  12. Assim somos, não há como não haver alguma identificação, rs,rs,. Feliz dia para você.

    ResponderExcluir
  13. Olá Taís, aí está um texto repleto de energia, a energia das mulheres que estão em todo o lado, trabalhando, fofocando, cuidando da casa, dando filhos ao mundo, trocando de vestido e de sapatos varias vezes até acharem que poderão brilhar!
    a mulher tipo "varinha mágica" que por vezes dá volta à cabeça dos homens com tanto movimento à sua volta !
    beijinho, feliz dia da mãe por aí !
    Angela

    ResponderExcluir
  14. Sensacional sua postagem, Taís... Confesso que mesmo já tendo vivido um bom tempo, descobri detalhes do comportamento feminino dentro de seu texto, o que não percebi em longos períodos de dois casamentos que, talvez por falta destes detalhes, tiveram seus dias contados rsrsrs. Longos dias rsrsrs.
    Brincadeiras à parte parabéns. Teu texto tem tudo de verdade e é super saboroso de se ler.
    Parabéns...

    ResponderExcluir
  15. Tiveste coragem de falar das mulheres no dia da mãe? Hoje elas são o centro das atenções até dos maridinhos que costumam achá-las umas chatas que não os deixam em paz. E aqui, Tais, apreveito para te deixar um beijinho muito especial por seres mãe e também por, de vez em quando teres de ouvir o Pedro adizer " olha o que o teu filho/ a fez? Tu és a culpada... dá-lhe muito mimo... " Dizem sempre que o filho é nosso quando faz asneiras! Quanto a discutir relação, nem me fales...deixei-me disso, pois era briga de meia noite; agora fico como ele, caladinha e , também como ele digo " amanha passa ". Com o tempo vamos aprendendo! Eles não mudam e nós também não, por isso o melhor é tentarmos uma adaptação. Fobia de baratas não tenho, fico calma e mato-a ; roupas " cheguei " não são o meu forte, mas de " tagarelar " gosto bastante, especialmente sobre os maridos; é muito engraçado ver um grupo de mulheres a falarem dos maridos e eles do outro lado, caladinhos, sem assunto; mulher tem sempre assunto, mas eles, se faltar o futebol, o assunto acaba. Amiga, obrigada pela crónica, como sempre, engraçada; por um motivo, tenho que te dar os parabéns, foste sincera e não tentaste aqui falar só das coisas boas das mulheres e disso, os nossos homens amigos, não se podem queixar. Beijinhos
    Emilia

    ResponderExcluir
  16. Como assim você minha grande amiga revelando nossos defeitos, rsrsrsrs!!! Só que não estou incluída em nenhum, tá?
    Amei a cronica.
    Feliz dia das mães, com muitos abraços, beijinhos e presentes (claro).
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  17. Que momento bom aqui, dei umas boas gargalhadas!...rss

    Menina, tu és uma danada...rss Adorei a crônica, agora
    tive uns pequenos lapsos de memória, tu entendes e isso
    impossibilitou de checar o meu espelho nos meus detalhes
    deste universo feminino que eu faço parte.
    Quanto ao falatório feminino é algo que impressiona, até eu
    que sou adepta ao silêncio, quando encontro minha irmã e primas,
    parece que encontro o DNA do "falar pelos cotovelos" e toma
    conversa. Percebo que a nossa conversa de mulher chega até ser
    quase bipolar, pois percorremos assuntos que vamos ao choro e
    depois para o riso, no final abraços quase coletivos. Conversa de
    mulher tem realmente efeito terapêutico, já os homens conversam
    por organização de interesses e assuntos e chorar somente
    no efeito do álcool e o abraço entre eles é quase
    uma quebra de costelas,com a força nas costas.
    Adorei a imagem escolhida, perfeita para a crônica!

    Agora como a cronista disse que toda mulher gosta de "brilhar",
    eu concordo e mostro a prova cabal, a Taís Luso brilhou
    nesta crônica, aliás, amiga, tu és a nossa cronista brilhante
    da blogosfera.

    Um resto de domingo feliz e sem falatório, sei que tu és
    adepta do silêncio também e com certeza somente quando
    encontra o DNA feminino (outra mulheres...) é
    que fazemos barulho...rss

    Grata por este momento aqui, Taís!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. ……….
    Boa noite. Visitando e como sempre, ficando fascinado com a sua publicação. Simplesmente brilhante.
    .
    * Mulher = Ventre de Vida...( Poetizando) *

    ResponderExcluir
  19. Uma crónica bem curiosa!
    Gostei de ler ... bj

    ResponderExcluir
  20. Adorei a crónica, Tais... e tenho algumas amigas, e pessoas conhecidas, que se encaixam em muitas das suas categorias impecavelmente... que nem uma luva...
    Eu acho que pertenço aquela categoria... por vezes sem noção do tempo, em determinadas circunstâncias... e o meu pânico por insectos... não me deixa falar com baratas... leva-me a gritar... e a fugir delas... em modo bem sonoro!... :-))
    Deixo um beijinho, e os meus votos de uma feliz semana, esperando que tenha passado o Dia das Mães, de uma forma muito feliz!...
    Tudo de bom, por aí, Tais!
    Ana

    ResponderExcluir
  21. Belíssimo artigo!!

    Beijo. Boa noite.

    ResponderExcluir
  22. Tais,

    perante tema tão "explosivo" não arrisco e fico-me pelo "politicamente correcto": mulher não tem defeito! até os seus defeitos (alguns) são qualidades... rss

    e, sobretudo, enquanto os homens mergulham em noites de insónia e profundíssimas dores metafísicas para colherem "um grão da Verdade" (pequeno que seja) as mulheres têm um critério infalível para distinguir a verdade da mentira - a VERDADE é aquilo que elas dizem, ponto final. rss - adoráveis, as mulheres!

    gostei muito, Tais

    beijo, amiga


    ResponderExcluir
  23. Brincando se vão dizendo algumas verdades. E rir faz mesmo bem.

    Adorei a crónica, Taís.

    Beijinhos.

    Beijinho, Taís.

    ResponderExcluir
  24. Gostei de ler, também me revejo em alguns pontos, mas não na conversa.
    Gosto muito mais de ouvir do que de falar.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  25. Cara amiga Tais, estás a nos presentear com mais uma cronica brilhante. Um abraço neste dias das mães. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  26. Vivo no meio de mulheres.
    Em casa e no local de trabalho.
    E acho-me um sortudo.
    Bjs, boa semana

    ResponderExcluir
  27. Amiga, mais uma excelente crónica!!
    Beijo e boa semana.

    ResponderExcluir
  28. Todo ser humano tem virtudes e defeitos, mas costumo dizer que a mulher é a obra prima de Deus.
    Tenha uma boa semana.
    Élys.

    ResponderExcluir
  29. Tais

    uma crónica desempoeirada e que adorei ler.

    boa semana.

    beijinhos

    :)

    ResponderExcluir
  30. Oh Tais, se fosse um homem que escrevesse isso apanharia até no céu da boca! Dizer o que a gente nota em mulher, custa caro e a cara pra bater. Maravilhosas observações mencionadas, "ditas com o humor que Bilac não teve com a velhice." Bem colocadas com bastante graça. Belíssima crônica! Grato pelo afeto em meu espaço. Sandra manda beijos. Abraços a ti e ao amigo Pedro! Laerte.

    ResponderExcluir
  31. Aqui em segredo, ninguém nos ouve, tampouco nos lê. Você apenas os aflorou, não foi? Pura camaradagem, corporativismo. Calma, calma! É brincadeira porque gostamos de vocês assim mesmo, como são. Esses pequenos defeitos são relevados com fleugma por todos nós. Com elegância, sem rancor! Depois a sua verve faz a gente sorrir, e pensar: a Taís exagerou só para brincar com a classe. Não é bem assim...
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  32. Hoje amiga só venho lhe deixar um enorme abraço bem apertado . Obrigada pelo carinho, especialmente a minha filha. Volto com calma assim que possível . Lembrança ao Pedro

    ResponderExcluir
  33. Adorei, principalmente
    a conclusão. Quanto ao
    desenvolvimento só faltou
    dizer em que situação o
    encontro se dá. Tem vez
    que até fecham a calçada
    como se não fosse pública,
    mas, uma sala de estar.
    (a gente também faz isso).
    (Risos)

    Beijos e como eu disse;
    adorei.

    .

    ResponderExcluir
  34. Minha querida amiga
    Uma perfeita delícia, esta sua crónica! :)))
    Sorri do princípio ao fim, como não podia deixar de ser - e como estamos necessitados de algo que nos faça sorrir!
    Mulher é assim mesmo! Tudo que você diz está certo, mas... você foi muito meiguinha :))) Suavizou bastante os defeitos (características???)
    Mas... temos que dizer a verdade: a par de todas essas... excentricidades, a Mulher é um ser aparte!
    Com algumas excepções (felizmente poucas) a Mulher é digna de todos os louvores! - e isto não invalida NADA do que você escreveu! :))))))))))

    Até sempre, minha querida.

    Votos de uma boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  35. Minha estimada Vizinha/Escritora, Tais Luso !
    Quem sou eu para meter a colher de pau nesta fogueira ?
    Adoro as mulheres, exatamente, por tudo que acabas de
    relatar. O "antônimo" de tudo isto, chama-se "homem".
    Parabéns e uma ótima semana.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  36. Uma crônica com a tua marca: o bom humor. Sempre gostei de crônicas como essa, nas quais o assunto sério e necessário do cotidiano vem com a embalagem da graça, da gozação. Aprendi a gostar desse tipo de crônica lendo Luís Fernando Veríssimo, Sérgio Porto, Woody Allen, entre outros. Quanto ao tema da crônica, os defeitos da mulher, vejo-os com a graça da cronista, uma alfinetada nela própria e nas mulheres em geral, mas como penso ser impossível viver sem elas, prefiro olhar nas tantas qualidades positivas que elas tem, pois um defeitinho aqui e outro ali a gente nem vê. Parabéns pela excelente crônica.Também gostei muito da pintura de Victor Hugo Porto.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  37. Olá, querida amiga Taís!
    De uma coisa sou salva desta imensa relação,com sinceridade e firmeza: de roupa cheguei... passei anos a fio a usar cores discretas... tons neutros e matizes de terra (amo)... o azul era minha válvula de escape, sabia que, quando estava feliz, era o azul a botar... era mais certo do que dois e dois igual a quatro, rs...
    Agora, atrevo-me no colorido, no mais forte mas contanto que não fira em termos de agressividade... colocar um vermelho só mesmo no Natal.... rs...
    Agora, discutir a relação, pode ser sinal de muita inteligência... o faço por isso (desculpe-me a falta de modéstia total) sei que é um ítem complicado mas deixar que o relacionamento vá por água baixo é horrível!
    Assi penso eu... luto pelo amor, pelo carinho, pela cumplicidade e outros importntes numa relação amorosa (entre as pessoas de um modo em geral).... falo com carinho, com doçura, com delizadeza... e tenho bons resultados sempre...
    Com realção à lista anterior do seu post... homens são mesmo diferentes... tenho comprovado isto.... rs...
    Mas, em tudo somos mais do que vencedoreas, graças ao Amor Gigante que temos em nosso peito... a ponto de respirar fundo e recomeçar com o mesmo ânimo e generosidade... amando e perdoando quando necessário... ele merece... rs... e nós também, rs...
    Muito bom ler seus posts e notável é o seu talento como escritora, amiga (não precisaria que o dissesse, claro! Sei que sabe bem...).
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm faterno de paz e bem
    P.S. Quer rir? A da barata sou eu... com todas as letras: b-a-r-a-t-a...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltei pra reler e vi a quantidade de erros pois digitei no celular... perdoe-me:
      *assim
      *importantes
      *relação
      *vencedoras
      Os que detectei... Bjm carinhoso e fraternal

      Excluir
  38. P.S.S. Não frisei tudo de mim para não ter congestão após o almoçço, rs... Bjm carinhoso e fraternal

    ResponderExcluir
  39. Minha querida amiga Tais, uma crOnica saborosa de devorar, leve, engraçada, como bem define dr Pedro Luso..vivemos num mundo de homens e mulheres, embora existam derivados rss. Rimos ao ler-te, pois ou nos identificamos ou vemos alguém, geralmente próximo. Naõ tenho dúvida que o mundo é das mulheres, elas só precisam chegar perto dos teus escritos rss. Sempre muito bom estar por aqui, nesta roda de conversa, me sinto muito bem, me sinto incluído no mundo de alguma forma.
    pa, Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, amigo Jair, essa roda de blogueiros amigos é maravilhosa, passa a ser real!
      Estou percebendo sua volta à blogosfera e aos comentários, é sempre muito bom recebê-lo aqui como aos demais amigos!
      Volte sempre, sim.
      Grande abraço.

      Excluir
  40. Afortunadamente, amiga Tais, hay múltiples tipos de mujer...como también infinidad de tipos de hombre. En caso contrario, ¡qué aburrida sería la vida!
    Te felicito por el humorístico post...no exento de verdad.

    ResponderExcluir
  41. Ufa! Bom saber que não somos tão assim sozinhos! rsrsrs Tais, sabe como ninguém tirar radiografia do cotidiano, seja de homem ou mulher. Estou adorando suas postagens. Essa recente e a anterior me fez mergulhar num clima bem gostoso de leitura. Aqui me vejo rindo e muito a vontade. Grande beijo. Obrigado por estar presente no blog! Feliz semana!

    ResponderExcluir
  42. Uauuuuu! Que beleza de analogia, corretíssima. Eu tb me encaixo em algum ítem. Parabéns, sua cr`^onica não deixa de ser uma homenagem!
    Bjss!
    Diná

    ResponderExcluir
  43. Amiga, vim agradecer sua visita e mais uma vez apreciar sua maravilhosa crônica sobre as mulheres. Abraços

    ResponderExcluir
  44. Defeitos de estimação, pois claro... rsrsrs...
    Adorei o texto, parabéns pela clarividência...
    Continuação de boa semana, amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  45. TÁIS,

    concordo com muitas coisas que sob a forma de humor você teceu, como uma expertise bordadeira de bilros ,uma excepcional renda multicolorida de facílima digestibilidade de leitura.
    Mas posso lhe pedir um favor? Se você conhecer umas dez ou mais mulheres com todas estes "defeitos" mande para mim,POR FAVOR !!!! KKKKKKKKKK

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  46. Muito engraçado, Tais.
    Estava a ler e a ver rostos que conferem com a descrição.
    Obviamente tambem me revi nalgumas ;))

    ResponderExcluir
  47. El sentido del humos también lo tienen implícito muchas mujeres. La risa es la mejor terapia contra la depresión.
    Que tengas un buen fin de semana.

    Besos

    ResponderExcluir
  48. Boa tarde, querida Tais, como prometeu cá estamos nós em sua deliciosa crônica.
    Li vagarosamente, pois gosto de remoer as palavras, e fiquei pensando em quantas destas eu me enquadro, misericórdia, (risos).Você tem um dom de escrever as verdades, hein?
    E quando conto das minhas dores, vesti a carapuça rssssssssssssss.
    Nota máxima para a sua escrita. A foto da tela, maravilhosa, nos representa bem. Beijo e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  49. Adorei Tais, uma crónica cheia de humor e de realidades.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  50. Bom dia querida Taís
    Muito bom ler as suas crônicas com toque de humor. Eu me identifiquei com a que faz escândalo por uma barata rsrs. Uma feliz semana estendido ao Pedro. Abraços.

    ResponderExcluir
  51. Olá Taís passando para procurar mais uma de suas belas cronicas.
    Então uma feliz semana para vocês.
    Abraços para vocês.
    Bjs amiga

    ResponderExcluir
  52. Ahahaha ri muito com todo este teu humor. Fazer DR é a coisinha mais chata e não resolve.
    E aquelas que cuidam do marido como se fosse um filhinho fofo e incapaz?

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muito obrigada por sua participação nos comentários.
Comentários anônimos não são postados. Identifique-se.
Abraços a todos
Taís