1 de novembro de 2010

BLOGS, SEGUIDORES E COMENTÁRIOS



  - Tais Luso de Carvalho
O primeiro blog nasceu em 1999 e desde então milhões de blogs já foram criados se espalhando por esse mundo afora, e cada dia com ferramentas mais modernas para uma completa interação entre blogs que apresentam os mais diversos assuntos: Literatura, Direito, Política, Arte, Jornalísmo e tantos outros assuntos. Um fenômeno democratizando a comunicação.

Milhares deles são criados diariamente por gente apaixonada por escrever: fim de textos na gaveta; somos, agora, milhões de editores e distribuidores.

Pessoas escrevem hoje pela mesma razão que sempre escreveram: é apenas uma nova maneira de transmitir a escrita, um meio bem mais democrático. Tudo que um blogueiro almeja é que seu blog tenha credibilidade e tráfego.

No mundo dos blogueiros, todos conhecem as palavras postar, publicar e interagir. Está aqui uma introdução que todos concordam. Agora quero falar de algo meio polêmico, dúvidas e bate-papos que tenho recebido por email.

SEGUIR UM BLOG

NBlogger  há uma ferramenta chamada Seguir - um quadrado cheio de fotos de quem faz parte do Blogger/Google. Esta ferramenta tem como objetivo divulgar nossos blogs, e levar o que escrevemos para outras cidades e países. Serve apenas para divulgação, uma vez que nos primeiros blogs criados, e que funcionavam ainda com tags, a maneira de divulgarmos era mandar e-mail solicitando permuta: o toma lá dá cá. Peguei essa época em 2006. Funcionava assim e era correto. Mas hoje está mais fácil e tornou-se mais chique – dispensa pedidos e evita constrangimentos, pois quando não queremos seguir um blog, não seguimos.

Mas o seguir, além de servir como divulgação - ferramenta oferecida para isso - é gentileza, também. E o convívio na blogosfera deve ser educado.

Penso que divulgar nosso blog é tão necessário quanto um escritor divulga o seu livro através de entrevistas em televisões, rádios, jornais, feiras, escolas... Não havendo divulgação, os livros empacam, nada acontece a não ser um escritor frustrado e morrendo na praia. Não é assim?

Aí vem a pergunta: por que não divulgar os blogs e sites? Qual é o problema? Por que será que algumas pessoas não usam esta ferramenta? Orgulho? A política da blogosfera é permutar links. Não dá pra termos ataques de estrelismos em algo tão democrático. Eu escrevo para compartilhar, se for para manter-me isolada, saio da rede e fundo meu bloco do Eu sozinho.

COMENTÁRIOS

Comentário é deixar uma opinião do que se leu, do que se achou do texto. Tudo o que se quer  é qualidade nos textos e qualidade em comentários. E não quantidade. Na verdade, levamos boas horas do nosso tempo pesquisando, escrevendo e nos dedicando a um texto para apresentar algo de bom. E a melhor maneira de prestigiar um amigo é ler, por inteiro, sua matéria.

Comentários são importantes, nos estimulam a cada dia escrever melhor, todos gostam, mas desde que não vire uma obrigação, que seja algo espontâneo e sincero; que não funcione como dívida e como troca.

O número de comentários não expressa o número de leituras, basta olhar o gráfico de suas visitas por dia. Tenho conversado com gente que tem blog e realmente o caso comentários e seguidores deixa o pessoal um pouco aflito. Leio alguns blogs e muitas vezes não deixo comentário. Não que o texto não mereça, mas porque ninguém dispõe de tanto tempo na Internet. Acredito que isso aconteça com a grande maioria. Mas tento prestigiar minhas visitas, lendo suas matérias ou  seguindo seus blogs.

Alguns confundem SEGUIR UM BLOG com COMENTAR. Nada é obrigatório: comente se quiser; comentário não se troca;  tem de ser algo espontâneo  e verdadeiro. Esta é a  atitude que acho correta.



25 comentários:

  1. Perfeitamente de acordo com todo o texto,Tais...
    Acontece comigo muita vez ir
    visitar Blogs, cujo conteúdo me escapa
    por razões várias e não comento....Outros
    há que não têm que comentar mas se não se comenta??.....Pôs o dedo na ferida e há que ser honesto naquilo que se faz ou então não fazer...Gosto de ter comentários, mas os habituais, me dão
    o alento para ir prosseguindo...pois
    além de 'Hoby'.....é trabalho..
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Interessante o post de hoje, pois ele demonstra a forma que deveriamos ser educados ao visitar o blog do outro, não é toma lá e dá cá, é interagir e acrescentar ao blog do colega...

    Fique com Deus, menina Tais Lusso.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post é sempre bom falar sobre o asunto eu pessoalmente procuro seguir todos aqueles que me seguem ( não gosto da palavra seguir fica parecendo coisa de seita prefiro a palavra acompanhar" pois é assim que eu acredito caminhar junto se alguém gosta do meu trabalho a ponto de me acompanhar alguma coisa devemos ter em comum então nada mais natural que caminhar junto e já ter um atalho para o seu blog claro que com esse raciocinio já cai em algumas armadilhas de quem só queria divulgação. Outra coisa como sou péssimo comentárista muitas vezes meus comentários acabam ficando fora de contexto mas acontece que quando entro no blog dos amigos (as) me sinto mal em sair sem dizer pelo menos um OI por isso acabei descobrindo que esse negócio de comentário é muito mais complexo... Mas já comecei falar demais um abraço e parabens!

    ResponderExcluir
  4. Oi Tais.
    Seu post veio, para mim, num momento muito oportuno, em que um monte de pulgas do que-diabos-estou-fazendo andam me picando.

    Como sou nova nessa coisa de blogar, não entendo muito bem como proceder. Também acho de péssimo tom essa coisa de cavar comentário. Então ficava sempre naquela coisa: será que tem problema eu ler e não comentar? Descobri que a resposta é não. Ainda tenho muuuito o que aprender sobre a tal blogosfera, mas devagarinho vou me situando.

    O que tem sido extremamente gratificante para mim, é a quantidade de coisas novas que andei aprendendo nesse pouco tempo de "bloguisse" (na falta de uma palavra melhor, não me importo com o neologismo rs)

    Obrigada pelo texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Taís.
    Concordo com tudo que você disse.
    Acho que devemos comentar com o coração, com carinho e sinceridade.
    Todos nós gostamos de comentários que nos dizem algo, que nos estimulam.
    Nosso tempo é curto e por isso nem sempre estaremos retribuindo...
    Obrigado por escrever tão bem, isto é de forma tão clara ,simples e objetiva. um abraço

    ResponderExcluir
  6. Pois é, Taís... O assunto é polêmico, controverso e perigoso, perigosíssimo, já que, como disse Willian James na consagrada máxima: "O mais profundo princípio da natureza humana é a ânsia de ser apreciado". Como andar por este terreno minado sem explodir e voar pelos ares? Quase impossível.

    Pois bem, isto dito, e correndooriscode fazer inimizades, vou dar aqui a minha opinião, ou melhor, contar o que serve para mim, o que faço e acho, dentro do meu senso de justiça, como sendo o mais correto:

    1) Só sigo blogs que me interessam. Filosofia pessoal. Não vou seguir se não me interessa, pois me sentirei parte da mentira, alimentando a ilusão do escritor ingênuo que ainda não percebeu que não tem leitores. Vou ler? Não. Então não sigo.
    Consequencias: 1a) Há quem me siga e que não é seguido por mim 2a) Há os que eu sigo e que não me seguem, paciência. Faz parte. Eu gosto do que ele produz, mas a recíproca não é verdadeira. Aprecio a sinceridade bruta e crua desta ação.
    3a) Há os que começam a me seguir e, vendo que não devolvo a cortesia, partem. Tanto melhor, penso, era mesmo apenas parte da ilusão de escrever.

    2) Mesmo entre os que sigo, nem sempre comento e, pior, nem sempre leio, visto que também não acho tempo para isso, infelizmente. 2a) Sendo assim, estou acreditando que minha capacidade de seguir está chegando ao limite. É como ler livros: já aprendi que não consigo ler mais do que 3 ao mesmo tempo.

    A verdade, Taís, é que essa discussão sobre blogues, seguidores e comentários e, a meu ver, apenas parte da problamática maior que se chama: "a solidão do escritor". Tenho tentado divagar sobre isso em crônicas, e purificar esse sofrimento que me oprime em contos, mas ainda estou longe de conseguir... Para piorar, estou lendo Albert Camus, o Mito de Sísifo. Oh, sofrimento existêncial que sinto ao ler tanta verdade dolorida... Agradeço ao Pedro que me recomendou! Abra os olhos, Cesar, é o que Camus me diz por intermédio de suas palavras - é tudo ilusão, tudo parte do absurdo da vida.

    Bjo a vc,
    Cesar

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Taís, esta maneira de definir o... sei la como se diz... "Blogar" foi definitivamente essencial. Como você sabe tenho dois blog... um bastante visitado (Cultura Brasileira) de vez enquanto comentado e o Eddson, um pouco mais pessoal, pouco tráfego e comentários... Mas algo me deixa feliz, é saber que meus visitantes e leitores voltam por que gostam dos textos e quando comentam é o maximo!! Rsrs.

    Acredito que melhor do que ser frequentado e comentado por divida é sê-lo por prazer...

    Um grande beijo.
    Adorei o novo Template. ficou de mais!!

    Até!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tais Luso!

    Tema interessante e pertinente este, e que mora mesmo à nossa porta.
    Falando com abertura e sinceridade, eu acho que o cerne da questão se resume a um ponto:o fazer um comentário, fundamentado, "honesto", dá trabalho, leva tempo. O de interpretar o texto a comentar, e o de construir o comentário a deixar.E nem todas as pessoas que por aqui passam terão essa disponobilidade, estou em crer.No fundo, depende de cada um decidir qual a forma de encarar a sua condição de comentador/seguidor; o seu grau de autenticidade naquilo que quer ou pode fazer.
    E a tudo o que escrevi, e para acabar, só me resta acrescentar que a minha opiniãoo não contêm qualquer juízo de intençao de julgar quem quer que seja - apenas, e só, reflecte o meu ponto de vista.

    Beijinhos.
    vitor

    ResponderExcluir
  9. Eu costumo me comportar tal como me comporto numa relação ao vivo e em cores de peles. rsrs. Retribuo e distribuo gentilezas e faço também as minhas seleções. Não sigo uma pessoa apenas pelo fato dela me seguir. Sgo o que considero literatura interessante. Como gosto de muitos gêneros, minha andança passa por muitos caminhos diferentes, mas sempre em busca daquilo que dá prazer e me alimenta de alguma forma o espírito inquieto. Claro que não vou negar que gosto de ser seguido e lido, seria uma hipocrisia. Também há comentários que vem por puro interesse, parecendo uma sobreposição de carências querendo se aplacar por visitas. Isto também é comum na vida real. Oportuna e muito pertinente a sua colocação, Tais. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  10. Concordo com você, Taís. Acho que seguir é gentileza. Comentar é escolha. E ainda que seja uma escolha, não pode estar atrelado à obrigatoriedade da retribuição. Liberdade é tudo de bom.

    Muitas vezes não posso comentar em todos os blogues que gostaria por falta absoluta de tempo, e nem fico me martirizando por causa disso.

    Entretanto, registre-se, vez em quando temos problemas com o blogger. Certa feita, um rapaz escreveu-me dizendo que havia comentado em meu blogue e eu não havia liberado o comentário. Ora, o tal comentário não apareceu lá. E milagre ainda não sei fazer. rsrs Sempre libero todos os comentários. Só não o faço se forem ofensivos aos meus visitantes.

    Também, há blogues que tento seguir mas não abre a caixa de seguidores ou, quando abre, tem lá uma mensagem pedindo para tentar depois. E aí, dependendo do tempo de que disponho, confesso, acabo não voltando para tentar novamente.

    Blogar, para mim, tem que ser um prazer, e não uma obrigação.

    Como sempre, um ótimo post.

    Bjs, querida amiga. E inté!

    ResponderExcluir
  11. Taís, o texto sobre o funcionamento dos blogs achei excelente. Concordo com vc. Realmente hoje a facilidade em se criar um blog é algo cada vez mais facilitado.

    O que ocorre infelizmente, é que muita gente (blogueiros) que acha que estão escrevendo no msn com um palavreado, na maioria das vezes com a linguagem do internetês, o que é uma pena.

    Acredito que para iniciar um blog, antes de tudo, respeitar a grafia e o idioma em que ele é escrito. Muito pertinente seu texto nesse momento. Parabéns amiga!!

    Bj

    ResponderExcluir
  12. Muito bom teu texto! Eu procuro comentar a todos que me comentam, isso é básico.Não deixo ninguém sem retormo.,E afora isso, quando tenho tempo, sigo a lista dos blogs que sigo e vou vendo os temas que me dizem respeito e comento.

    Faço isso sempre! E não tenho problemas com comentários.Apenas não me agradam os que são apenas pra divulgar algo e nem leem nada do texto.Aí é brabo!

    beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  13. É por isso que vivo por aqui. Sempre tem coisa boa pra ler. Acho cansativo comentários isca, mas nesse caso, faço questão de retribuir, não da mesma maneira, pois não faz parte da mnha personalidade, gosto de ler, e leio tudo, tudo mesmo; eu leio e dou o meu pitaco...

    Muito legal Tais. Observações bem relevantes...

    beijos
    Sempre, tua fã!

    ResponderExcluir
  14. Cara Tais, vou ser obrigado da tecer um comentário isca: "O texto é simplesmente perfeito." (rs) Mas deixando de lado a brincadeira, vc tem toda razão, nossos leitores assíduos é que nos dão inspiração pra escrever, pelo menos é isso que ocorre comigo. No meu caso, por exemplo, comecei a escrever e postar textos para me livrar de um tempo "ocioso", ou seja, aquele tempo "perdido" que eu gastava com coisas inúteis. Mas o pior de tudo é que isso vicia, ainda mais quando os amigos gostam dos textos e os transmitem a outras pessoas, o que, dia após dia faz o blog crescer e repercutir fora do seu convívio social, inclusive o "convívio social virtual". Mas no final é isso mesmo, escrevemos porque gostamos e os seguidores e comentaristas do blog nos dão força para seguir. Parabéns pela abordagem, muito pertinente. Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Liev,
    O comentário ISCA é aquele sem consistência, que não diz respeito ao texto; que é composto apenas de um abraço e do conhecido: 'passe lá e deixe um comentário...'
    São esses os comentários a que me refiro.

    Beijos pra você e estes amigos que estão deixando seu ponto de vista...

    ResponderExcluir
  16. Ixi Taís, sou péssima com comentários. Nunca sei o que escrever.
    Confesso que leio muito mais que comento.

    Haha... nao conheço comentários 'isca'.
    Só tem gente VIP no meu blog.

    Por falar nisso, dê uma passadinha no meu blogue e deixe um comentário.... rs

    Eu hein, as vezes escrevo cada bobagem, q dá ateh medo de receber comentários. A saga dos meus primeiros encontros mesmo, está prontinha. Mas vai que por alguma força sobrenatural algum dos envolvidos lê. São sujeitos barra pesada, talvez eu não sobreviva para escrever mais nada... rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Tais parabéns por eta aula , certamente ela é bem útil a todos nós blogueiros.
    Ja visitei o outro blog das Artes e agora estou aqui e estou adorando.
    Obrigado por compartilhar suas idéias, seu tempo, sua inteligência conosco e no que depender de mim divulgarei seus blogs no meu blog com muito prazer.
    Boa Noite, Felicidades

    ResponderExcluir
  18. Mais do que interessante, o assunto é totalmente oportuno, Taís.
    Como muitos, sou estreante na blogosfera e procurando aprender a ética social deste espaço. Muitas das vezes incorro em procedimentos que me deixam na dúvida da ação correta;como ler e não comentar por falta de tempo ou até mesmo de inspiração, o texto lido.
    Pauto-me em reflexões próprias e daí tiro minha postura, acredito, agora mais, que não estou sendo deveras indelicada.
    Atribuo à esta invenção uma qualidade especial, a de possibilitar que através das palavras possamos expressar toda gama de intencionalidade literária e assim desfrutarmos de cada fração territorial da web sem aprisionamentos.
    È sempre um bom encontro o que travo com teus textos.
    Bjks,
    Calu

    ResponderExcluir
  19. Boa Tarde Tais,

    Acabei vindo parar no seu blog através do amigo Araújo. Então, li e entendi seu ponto de vista, e concordo plenamente, Eu tenho poucos comentários, porque trabalho demais e quase não tenho tempo disponível para um cometário legal.

    Para passar e dizer. BFS bjs. Isso é copiar e colar, não gosto, e até repudiu, porque na verdade isso não demonstra interesse pelo nosso texto.

    Quando leio, sempre deixo um comentário no mínimo considerável, como agora estou aqui neste momento.

    Para voce, abraços!
    Felicitações pela sinceridade.

    ResponderExcluir
  20. Concordo realmente com teu texto, achei super, ultra, interessante ainda mais para mim, que estou começando agora as minhas mal traçadas linhas no mundo dos blogueiros.Existe uma elegância em seu textos adorei!


    Abraços
    E Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  21. Querida Tais, há muito acompanho o seu blog, embora não seja uma seguidora. Posso afirmar sem medo de errar, que já li todos os seus textos. Muito deles partilho da mesma opinião, outros, me fazem pensar, questionar...
    Com relação à esse texto, achei muito apropriado, vc explica com riqueza de detalhes, e ao mesmo tempo de uma forma enxuta, como nós os leitores dos blogs, devemos proceder. Também acho perda de tempo deixar um comentário não fundamentado, ou simplesmente elogiar a crônica, com duas palavras.Publicar um texto, não é simplesmente publicar um texto, demanda tempo para criar, pesquisar, revisar...concordo com vc integralmente.
    Obrigada por nos fornecer informação, humor,questionamentos e tantas outras coisas com as suas belissimas crônicas.
    Sem dúvida nenhuma um excelente post!
    Com carinho,

    Marisa

    ResponderExcluir
  22. MARISA, muito obrigada por suas palavras tão incentivadoras sobre minhas crônicas.
    Comentários são sempre bem-vindos, quando sinceros e quando temos a certeza de que nosso texto foi lido, mesmo muitas vezes discordados. Jamais deixo um comentário num blog sem ler, é o mínimo de consideração que se deve ter às pessoas que levam horas escrevendo sobre algo.

    Deixo aqui um grande abraço e meu carinho a você e a todos os amigos aqui presentes.
    tais

    ResponderExcluir
  23. Olá, Tais. Cheguei aqui através do blog da minha chará (ou xará?). Achei muito apropriado seu comentário porque tenho percebido entre os blogueiros uma grande preocupação com relação a comentários e eu estranho porque realmente não me preocupo muito com isso. Claro que é muito gostoso receber um comentário, mas daí me obrigar a fazer um comentário no blog do outro somente para receber a visita, nem a pau! ...rs. Tudo que é obrigação torna-se enfadonho para mim. Além disso, sofro de falta crônica de tempo e, muitas vezes, faço até comentário retroativo. Outras vezes, leio o post, mas não tenho nada a comentar. Acho que tudo precisa ser espontâneo. Também comento em blogs cujos donos nunca comenta nos meus (e não estou nem aí, também). E viva a liberdade! Apareça no Fenixando. Um abraço!

    ResponderExcluir
  24. Oi Taís,
    Muito pertinentes tuas colocações. Tenho lido vários posts abordando esse assunto. O pessoal anda muito preocupado com isso, dá pra notar. Mas eu, sinceramente não vejo motivos pra tanta preocupação, uma vez que é possível adotar na blogosfera a mesma postura que adotamos na vida real (real aqui está em oposição ao virtual). Pelo menos, de minha parte, comporto-me naturalmente tal como me comportaria numa relação ao vivo e a cores. Seleciono as amizades segundo meus próprios critérios e se não tenho afinidades, afasto-me. Jamais seguirei alguém somente por seguir, tanto que, se percebo que me equivoquei, deixo de seguir. No quesito comentários, adoro-os! Comento as postagens quando quero e posso, e leio sempre todo o post antes de comentar. Não engano ninguém. Por outro lado, adoro quando recebo comentários em meu blog, leio um por um, dou a maior atenção e até hoje não tive problema, mas, se, por alguma razão um dia não gostar de algum, deletarei, simplesmente. É uma das ferramentas do Blogger, portanto, faz parte do jogo e não deve ser considerado como ofensa pessoal. Muito longe disso. No meu modesto entender, blogar é um congrassamento entre as pessoas e, portanto, supõe educação, respeito e honestidade.
    Um beijo grande.
    Marli Borges

    ResponderExcluir
  25. Tais,
    Pertinente demais o seu texto.Sou nova nessa coisa de blogar, como não escrevo, apenas posto alguns textos que gosto de amigos, ou algo que realemnte gosto, também não sou de fazer comentários, mas leio tudo o q ue me chama atenção. Meu blog começou com uma brincadeira da minha filha, e sempre que posso estou lá postando algo e tentando aprender como se faz. Seu texto foi uma completa aula. Obrigada. Fique com Deus.

    ResponderExcluir

QUERIDOS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso