14 de dezembro de 2018

NATAL... SAUDADES




      - Taís Luso
     Na medida em que fui amadurecendo, as ilusões e o encanto foram perdendo  espaço, só pareciam reais na idade da inocência. Mas, ainda consigo sustentar minhas doces lembranças, o que me garante uma noite feliz, embora sem muitas  emoções. 

Na minha infância sempre fui meio invocada com um grande armário fechado que havia na garagem da nossa casa.  Chegou um dia que eu transgredi, tinha de ver o que havia dentro daquele estranho armário de largas portas. Por que o ano inteiro trancado? Peguei uma chave de fenda e, com astúcia de mestre, consegui abrir as portas - isso aconteceu lá pelos meus 8 anos.
Consegui abrir a primeira porta: só cacarecos! Mas minha mãe não trancaria três  portas para esconder cacarecos! Parti para a segunda porta e dei de cara com as bolas, guirlandas, laços, fitas e  penduricalhos de nossa árvore de Natal. Ah, que saudades!!
Mesmo eu sabendo que estava fazendo algo de errado, não parei, fui na terceira porta, e aconteceu o inesperado!! Dei de cara com uma roupa vermelha, longa barba branca, cinto e botas. Estava ali a minha inocência, minha infância, a ilusão mais querida. Um nó na garganta e uma lágrima teimosa se misturaram a uma terrível decepção... Fechei a porta deixando lá dentro todo o meu desencanto. Começou ali minha intimidade com a mentira do mundo em que eu vivia.
Por quê? Foi triste a ideia de arrombar aquele armário que guardava uma imagem de amor, de ternura e de bondade! Com o tempo eu entendi a intenção de meus pais de me pouparem de um mundo de hostilidades, de prolongar minha infância, de me darem lindos sonhos. Foi-se meu Papai Noel. Ali, naquele momento, tive a sensação real de ficar despojada de sonhos. Tive ali uma pequena mostra do mundo que me esperava.  Não gostei da minha descoberta  prematura. Foi tão triste! 
Peguei a roupa vermelha, o cinto, as botas, a barba e deixei tudo em cima da cama de meus pais, com um bilhetinho:
'Mãe, daqui pra frente eu não quero mais  Papai-Noel ! '
Meus pais quiseram  conversar, mas eu não quis ouvir nada; eu acabara de destruir a mais  querida das ilusões! Saí de onde estava e fui para meu quarto chorar. Foi dura aquela descoberta. Depois daquele Natal, passei a sair com minha mãe para comprarmos os presentes da família. Era muito divertido, mas um outro Natal, consciente, comercial.  Nossa dupla funcionou por décadas, até o dia em que eu a perdi... Sinto muito sua falta,   a criança que nela habitava nessa época era muito feliz.
Hoje, eu sei que a magia do Natal é apenas um sonho, um toque no coração, uma vontade enorme de ver a humanidade feliz. Se isso for ilusão, que seja, faz bem ao nosso espírito, ora carente, ora alegre e com  uma vontade enorme de sair pulando para fazer algum bem aos outros. Por isso, os sentimentos mais fortes dos meus Natais  se resumem na palavra saudade

Naquela época parecia que o mundo tinha mais amor, mais solidariedade. Havia a Missa do Galo à meia-noite. Hoje, penso como adulta,  justamente pelo dia seguinte, quando  tudo volta ao normal. Mas quando vou dormir, dou boa noite à criança que ainda mora em mim. E que por anos  pôde sonhar.



Desejo  Boas Festas aos meus queridos amigos, que tenham muitas alegrias e muita  paz. A todos vocês, meu muito obrigada pelo carinho da convivência nesse ano que está chegando ao fim. 
Até breve! 
Beijos 
💚



77 comentários:

  1. A Taís, tinha uns Pais fantásticos....Então arrombou as portas,tirou as roupas do 'PAPAI NOEL' e não teve direito a 'um tautau'!!??
    Que sorte hein.....Bons Papás....
    Bons tempos apesar de tudo, não eram???
    Um Santo Natal para si e Pedro Luso,.Tudo de Bom para vocês.
    Beijo e Abraço

    ResponderExcluir
  2. Excelentes. Encontros e reencontros é o melhor que há!
    Feliz Natal:))

    Do nosso amigo Gil António, com : Teu corpo, meu precipício de embaraços

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderExcluir
  3. Que lindo,Taís e é uma pena quando perdemos a magia do Natal...Passamos uns anos meio que perdidas entre magia e realidade que gostaríamos não conhecer. Mas a vida é assim e temos o verdadeiro Natal com o nascimento do dono da festa... Deixar o Papai Noel pra trás chega a doer... E é tão lindo ver a magia se repetir, renovar com filhos e netos!
    FELIZ NATAL pra ti e todos os teus! beijos, chica

    ResponderExcluir
  4. Belo texto, amiga Taís! Dói perder qualquer encanto, quando é muito forte. E o Natal é um lugar onde fomos felizes. E o prazer que dá transmitir essa herança!

    Beijos e Boas Festas!

    ResponderExcluir
  5. Olá Amiga Taís, lindo texto! No nosso tempo os pais se preocupavam de modo diferente aos de hoje, pelo menos é o que tenho observado na grande maioria que conheço.
    Uma de minhas irmãs, cheia de ciúmes, tratou de acabar com minha doce e ingenua crença em Papai Noel, mas mesmo assim, fiquei acordada enquanto deu no dia de Natal, não querendo acreditar, tomando conta do meu sapato na janela, onde "ele" colocava o meu presente todo ano...É assim mesmo amiga, um dia a ilusão acaba. Bom seria se todas as mentiras fossem tão suaves e doces como essa da existência de um Papai Noel nas nossas vidas.
    Beijinhos, uma boa semana até o Natal chegar. enquanto isso vá se preparando para esse dia que é o mais importante para o Mundo. Que seja um dia muito feliz.

    ResponderExcluir
  6. Generalmente, apreciada Tais, los niños pierden su creencia en el Viejito Pascuero poco a poco. Comprendo que debe ser brutal que suceda de súbito.
    En todo caso, te deseo muchas felicidades a ti y familia.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  7. Tais, desta vez o meu comentário tem uma só palavra: MAGNÍFICO!
    Todas as outras te mandarei depois dos soluços passarem e a dor da saudade acalmar.
    Boas Festas, querida amiga!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teresa, minha amiga 'diária', eu sei, tudo passa, menos a saudade, e com essa temos de conviver. Sabe, Teresa, a saudade é um elo que fica entre nós e eles, é sinal que nos corações saudosos, nossos queridos fizeram morada num cantinho, e ali vivem conosco. Não foram abandonados. Pensa nisso, o sofrimento diminui.
      Beijo, uma feliz noite... vá nessa, a gente consegue.

      Excluir
    2. Tu, e só tu, encontras as palavras certas para acalmar corações desalentados.
      Beijo, querida amiga.

      Excluir
  8. Taís, como sempre adorei a sua crónica. Aquela descoberta no armário, deve ter sido realmente uma grande desilusão, para o seu pequeno e sonhador coraçaozinho de criança.
    Contínuo a adorar o Natal mas agora é diferente, quando somos crianças o Natal tem realmente outro encanto e magia.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  9. Tais Luso confesso que as minhas recordações de Natal são poucos doces, nem mas é mais, depois de casar, passei o o Dia com meus país. Porém é mais, no Dia que mais me assola o realce de todos os males da humanidade. Decididamente o Natal não me diz nada!...
    Beijos e desejos da Bom Natal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, Daniel, o Natal é uma data que age no limite das nossas emoções: ou adora-se ou torna-se muito triste por vários fatores: o apelo comercial, a decoração nas cidades, a linda música que nos acompanha desde a infância, a ausência dos entes queridos etc. A 'ausência' de muita coisa se faz presente. É forte, e deve doer. Vejo, na televisão, o sofrimento dos pais que não têm dinheiro para dar uma bonequinha a sua filha; um caminhãozinho ao filho pequeno... isso pesa.É recordação para o resto da vida.
      Beijo, amigo! Sempre muito bom receber você aqui.
      Boas Festas.

      Excluir
  10. Querida amiga Tais, aqui se lê um conto de Natal, mas com a realidade, pois sonhar é bom, muitos ainda acreditam que há Papai Noel.
    Sua curiosidade natural de criança, te fez ver a triste realidade, doeu né?
    Tanto que marcou pra sempre!
    Minha mãe fazia aniversário dia 23 de dezembro, anti- véspera de Natal, comemorávamos no Natal o aniversário dela também!
    Ela morreu já faz 28 anos, eu ainda gosto de Natal, mas com a alegria de poder reunir parte da família!
    Sempre bom ter uns dias de comemorações e lembranças dos natais passados, com certeza eram bem melhores, mesmo sem ser religiosa eu ia a "missa do galo", hoje nem se pode mais isso, a violência imperou e até isso se cortou!
    Obrigada pelos votos, também desejo um lindo e feliz Natal com boas festas, bom início e caminhar ao longo do novo ano!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir
  11. Amiga como sempre fico feliz por aqui passar mt bonito desejo felizes festas bjs

    ResponderExcluir
  12. Querida Tais, vou usar as palavras da Teresa e sei que ela não se zangará Depos desta nostalgia passar, mandar-te-ei um e-mail para te respoder à pergunta que me fizeste no comentário ao meu post. Sabes que o meu pai faleceu no dia 25 de Dezembro deste ano, sabes que penso muito na tristeza da minha mãe, especialmente nesse dia, sabes, portanto, querida amiga que a tristeza tem andado pelo meu coração, apesar da Beatriz ter vindo para me dar alguma serenidade. Este tua crónica diz tudo o que penso do Natal e a magia dele está nas crianças, embora para muitas só exista sofrimento. Apesar de tudo, querida , Tais, espero que , em todos nós, sobre alguma alegria para distribuir pelos que estiverem presentes na nossa mesa e que tentemos que ela continue por todos os outros dias do ano. Um e-mail voará de Portugal até Portalegre: não levará presentes, mas irá carregadinho de amizade e de agradecimento à vida por te ter conhecido Um beijinho e Boas Festas!
    Emilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Emília, teu pai faleceu no dia 25 de dezembro, isso, amiga, foi dramático demais para toda tua família. Falas da tristeza da tua mãe, eu também vivi isso e hoje penso muito no sofrimento dela no primeiro Natal sem meu pai. Acho que foi naquele ano que também perdi aquela mágica toda. Não tanto pela falta dele, mas por vê-la muito frágil, sem a alegria que lhe era peculiar. Cada ano, mais triste...e não aguentou mais. Querida amiga, te desejo uma noite tranquila, feliz com a netinha e rodeada dos teus queridos. Quando queremos, conseguimos levantar o astral. Também agradeço muito pela tua amizade, tão longe, mas tão pertinho...
      Beijo!

      Excluir
  13. Texto delicioso de ler, despertou boas lembranças, obrigada!. Tenho boas recordações da minha infância no Natal; nunca conseguíamos realizar o sonho de surpreender o Papai Noel colocando os presentes na nossa árvore, meu pai sempre arrumava um jeito de nos colocar fora de casa enquanto minha mãe arrumava os presentes na árvore. Quando voltávamos pra casa, a frustração logo dava lugar para a algazarra, era uma alegria... Não tenho lembrança de quando Papai Noel se foi; acho que fiquei até feliz em descobrir; acho que pelo fato não se achar mais criança bobinha rsrsss...

    ResponderExcluir
  14. De un modo u otro y antes o después, todos los niños acaban enterándose de la verdad. Lo importante es que el engaño se monta con la mejor voluntad por parte de los padres y, en mi opinión, es acertado mantenerlo vivo hasta que el niño supera la edad en la que pierde el pensamiento mágico, momentos inolvidables y que, desgraciadamente, muchos niños no pueden conocer en sus hogares.

    Yo conocí la verdad con cinco años y no recuerdo que me causara sufrimiento. Acababamos de salir de nuestra guerra "incivil" y teníamos suerte de haber salvado la vida y estar sanos. Aquella verdad "desagradable" siempre se la agradecí a mi madre y creo que, durante años, me evitó más de un sufrimiento. He tenido tres hijos y he sostenido la situación porque estaba convencida de que les daba felicidad. Así lo creo. ¡Los Reyes Magos que venían de Oriente!

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  15. Bella historia amiga Tais.
    Mis mejores deseos en estas fiestas familiares para ti y toda tu familia.

    ¡Feliz Navidad!

    Un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
  16. Ei, querida Tais! Eu também tenho esse sentimento de saudade. Como sou de família simplice , não tive essa linda ilusão de dar cara a cara com o papai noel. Sempre cresci sendo criado para ser adulto fora do tempo. bom, e´outra historia. rsrs Faço ideia da decepção infantil, pois a inocência tirada doi demais. Lhe desejo um feliz natal, minha querida. Considero pessoas como você, um lindo presente que recebi esse ano de smareis. Deus abençoe você e toda a sua família! Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Muito lindo este texto, meus parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Votos de um Santo Natal de um Maravilhoso 2019.
    Beijo

    ResponderExcluir
  19. El tiempo de la inocencia es el mejor, es cuando mas ilusión se tiene en recibir los regalos e ir imaginando que te los van a traer, en mi caso los Reyes Magos.
    Mis grandes deseos de felicidad en estas fiestas tan entrañables.
    FELIZ NAVIDAD!

    ResponderExcluir
  20. A criança que ainda mora em si, minha querida Amiga saberá sempre reinventar um Natal… Gostei imenso desta sua crónica tão cheia de sentimento e sinceridade.
    Que tenha um Natal cheio de Amor e que o ano de 2019 lhe traga tudo o que deseja.
    Boas Festas!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  21. Tais, minha amiga,

    encontro aqui uma metáfora de que verdadeiramente gosto!

    assim tantas vezes o conhecimento do Mundo e das pessoas: abrimos portas e portas (ou pelo menos tentamos) seduzidos pelo encantamento ou pelo desejo de conhecer e afinal, no fim da linha ... "silêncio, escuridão e nada mais!..."

    é a vida!

    beijo, amiga

    votos de BOAS FESTAS.

    ResponderExcluir
  22. Que os bons momentos sejam eternos. Feliz Natal!
    AG

    ResponderExcluir
  23. Marilia Escosteguy15:27

    Querida Tais! Texto lindo, adorei.
    Um beijo, com muito carinho,
    Tiazona.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha adorada tia, que surpresa linda esta tua visita ao meu blog! Vivemos alguns Natais juntas, com toda a família reunida, e que maravilhoso foram! Tua casa, querida tia, é o lar mais lindo, mais enfeitado nessa época de Natal, e isso, está muito bem guardado no meu coração!
      Te amo!
      Beijo com carinho.

      Excluir
  24. O encanto de Papai Noel ainda é muito acalentado e faz a felicidade de muitas crianças, porém, quando a farsa é descoberta, a tristeza e decepção vem com força. Magnífico texto, lembrei, também, das minhas ilusões, muitas saudades!
    Beijos e feliz Natal e um ano novo de muita paz, amor, saúde e inspirações!

    ResponderExcluir
  25. Querida Vizinha/Escritora, Taís Luso !
    Ainda nutro a crença no Papai-Noel.
    Ele, realmente, existe porque creio no amor.
    como sendo a força maior que alimenta a vida.
    Não consigo afasta-lo dos meus sentimentos.
    Acho que não cresci...
    Lindo e emocionante o teu texto. Parabéns !
    FELIZ NATAL E UM MARAVILHOSO ANO NOVO, a ti e
    aos teus amores.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  26. Yo recuerdo de pequeño recuerdo cuando un año debió pasar un vecino con alguna caballería por la parte posterior de casa y me dijeron que fueron los reyes.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  27. Com certeza o Natal é uma época mágica e familiar. Na minha família ele tem se diferenciado a cada ano. É, realmente esse ano não foi fácil, mas que bom que superamos.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  28. Um primor a crônica, Taís. Primorosa! É tudo que eu posso dizer. Aliás, a crônica que acabo de ler me trouxe à lembrança um amigo inesperado, já na maturidade, que também se tornou amigo de minha filha, amigo na acepção da palavra. Tinha, na verdade idade para ser o seu avô. E tratava como um avô. E curiosamente trazia traços inesquecíveis do sogro, poupo-lhe a descrição. Editei para ele quatro livros juntamente com a minha filha que criou as capas. No último, ele me disse. "Zé Carlos, estou perdendo todos os meus amigos e estou ficando sozinho e preocupado porque tudo eu choro. As lágrimas afloram naturalmente. Tudo me emociona". Pausa... Não tive o Natal (ou Natais) como você os você teve, aliás não os tive. O Natal foi uma descoberta já na fase adulta. É também outra história... Não a conto... Mas adivinhe se me emocionei com a sua crônica. Mas não me pergunte se chorei... Não vou confessá-lo sequer a mim mesmo. Lágrimas guardadas se multiplicam...
    Um Natal de muita paz para os Lusos, tão brasileiros, como são vocês, e tão solidários. E um Ano Novo de muitas bênçãos.
    Beijos para você, abraços para toda a família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo Zé Carlos, se você se emocionou, eu também me emocionei lendo teu comentário. Foi forte, bateu! Nessa época, podemos gostar ou não de Natal, e eu entendo bem, são vários os motivos e modificam com o passar dos anos. Essa narrativa do teu amigo, que anda preocupado, chora por tudo, principalmente pelas perdas, e tem a sensação de que está ficando só, deixa em nós uma sensação de fragilidade, não física, mas aquela que vai mais fundo. Fiquei emocionada com esse teu comentário. Ultimamente não acho uma data alegre, talvez pelas minhas perdas, também, e pelas músicas natalinas que levam a gente a refletir, a olhar pata trás, um longo tempo, e para frente - já não tão longo...
      Amigo, que esse Natal nos traga a paz que precisamos, saúde e um pouco mais de alegria. Que sua noite seja feliz junto aos seus queridos.
      Beijo.

      Excluir
    2. Só para não passar em branco. Edson O'Dwier, era o nome desse amigo, entrou pela primeira em nosso escritório aos 78 anos. Este ano nos deixou. Aos 86 anos. Nos últimos dois anos já não saía mais. Não atendia os telefonemas, enfim... Foi um dos grandes criminalistas da nossa terra... Também me chamava de filho!
      Beijo,

      Excluir
  29. No fundo, o Natal... são apenas algumas horas, em que se proporciona uma maior confraternização com familiares e amigos...
    Nem lembro mais, quando deixei de acreditar no Pai Natal... no meu caso, foi pacífico... havia muitas outras preocupações na época... os meus Natais em criança, giravam muito em torno da saúde do meu pai, que se deteriorava de ano para ano... e eu sempre achava que o meu melhor presente de Natal, era ainda tê-lo ainda por perto, nesse dia... o período entre os meus 6 e 12 anos, foi vivido, assim... oscilando entre muito sofrimento e muitas alegrias... e apesar de tudo... foi uma época, que mesmo passada em corredores de hospitais, vendo de tudo... me fez um bem danado... porque me abriu a pestana bem cedo, para o que realmente há de mais valioso na vida... a saúde... e a relativizar, tanta coisa, com que hoje, vejo as pessoas se desgastando e descabelando, inutilmente... por nada, de realmente importante!...
    Apesar de tudo... tenho muito boas memórias dos meus Natais... e tanto é que hoje vivo-os com o mesmo entusiasmo... mesmo acumulando mais algumas ausências, com que a vida nos vai brindando...
    Gostei imenso desta crónica, em jeito de confissão...
    Deixo um beijinho, e desde já os meus votos de Festas Felizes, contando contudo, ainda passar por aqui, de novo, antes do Natal!
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário muito bem posicionado, Ana. O começo do teu comentário "apenas algumas horas" é o que mais falamos aqui em casa quando entramos no mês de dezembro. O trabalho exaustivo de preparar a festa, é de deixar qualquer um derrubado, pedindo férias imediatas. Claro, depois do desgaste, a festa brilha, esquecemos de tudo, mas o cansaço fica. É mais um cansaço emocional. Também tenho boas recordações de meus Natais, outros, nem tanto. Mas vi que você, na época, pensou de outra forma, o sentimento de perder estava presente, talvez.
      Obrigada, Ana, uma Feliz Noite pra você junto aos seus!

      Excluir
  30. Ahora de adulto la magia de la Navidad la podemos encontrar en aquellos voluntarios que cooperan en recoger comida para el banco de alimentos y de todas las personas que cuando van al Supermercado apartan en la cesta de la compra víveres para los necesitados.

    Besos

    ResponderExcluir
  31. Boa noite:- O Natal é sempre uma época de amor, fraternidade, solidariedade, mas também, para muitas pessoas, de uma certa nostalgia. Depende de muitos factores, como por exemplo, perda de familiares, ou até amigos/as muito queridos/as.

    Votos de um ...

    FELIZ NATAL
    ..
    *** Desabafo do meu coração vadio ***

    ResponderExcluir
  32. Aproveito para desejar à minha amiga e sua família um Santo e Feliz Natal. 🎄

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  33. Revejo-me na sua história, querida amiga.
    Também foi com essa idade que o meu lindo sonho divino terminou. As coleguinhas com pena da minha ingénua ignorância, desvendaram-me a verdade que o meu âmago recusou terminantemente a aceitar. Agarrei-me à ideia que só podia ser o lado mauzinho do carácter das meninas... Não quis acreditar.
    Como mães que levam tempo a aceitar a partida precoce de filhos, eu só me rendi à realidade no Natal seguinte, em que estive muito atenta a todos os movimentos em casa. Bati à porta do quarto... estava fechada à chave... arrumavam-se compras...
    É difícil explicar a adultos a profunda deceção e a tristeza de tão grande desgosto,
    eu compreendo-a muito bem...
    Querida Taís, desejo-lhe um Natal em paz e harmonia com a memória dos que partiram
    e com o amor e carinho dos presentes.
    Eu consigo esse plácido encantamento de vivenciar, aliando o passado e o presente.
    Que a sua festa de família seja muito feliz.
    Terno abraço.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  34. Grata pelos seus bons votos no meu cantinho, retribuo som carinho, e desejo para si e família, amiga Tais, um harmonioso e Feliz Natal.

    Beijinho com amizade.

    ResponderExcluir
  35. Volto para deixar um grande abraço de Boas Festas, querida amiga Taís, e dizer quão gratificante foi partilharmos caminhos e cumpicidades. Sabemos a importância do "feedback" para quem tem a ousadia e o prazer de escrever.
    Entremos em 2019 com igual ou maior entusiasmo!

    ResponderExcluir
  36. Boa tarde !
    O Natal está próximo e eu não poderia deixar de passar aqui, com um pedido de desculpas pela ausência que muitas vezes se prolonga devido a falta de tempo para navegar em todos os blogs amigos e com os meus votos de um feliz natal!
    Natal é época de felicidade, paz, amor, união, respeito, amizade...
    Neste Natal semeie amor, paz e fraternidade para que no ano novo você colha bons frutos.
    Desejo que nesse Natal seu coração esteja repleto de coisas magicas para que no ano novo ele encha de esperanças e que as alegrias permaneçam em sua vida trazendo realizações, paz e amor para você e toda sua família!
    Boas Festas! Feliz Natal

    ResponderExcluir
  37. Elegantemente nos trouxe uma bela reflexão do verdadeiro Natal e de valores familiares. Amor, saudade e compreensão da vida... Viver, apesar das decepções, perdas e dores, é um presente maravilhoso de Deus!...
    Obrigada pelas visitas por lá em 2018...
    Feliz Natal! Um 2019 abençoadīssimo...
    Abçs

    ResponderExcluir
  38. Emocionante Taís este depoimento em cronica de lembranças e desencantos.
    Eu tenho uma saudade de um Natal que nem em sonhos vejo mais, bate sempre esta saudade das coisas simples deste o presépio com os bichinhos de barro sobre uma areia branca que eu corria para buscar num areal. A arvore apanhada na mata e coberta por bolas de algodão com as bolas coloridas e frágeis. sem luzes. Um pires onde as pessoas colocavam umas moedas para levarmos para a igreja no ultimo dia da novena.
    Que bela viagem me proporcionou com seu texto Taís.
    E assim desejo a você e ao amigo Pedro um Natal de paz, sem fartura, mas de ternura.
    Um bom fim de semana para vocês.
    Beijo de paz amiga.

    ResponderExcluir
  39. Que a estrela principal do Natal, Jesus Cristo, seja uma luz a brilhar sempre na vida daqueles que o buscam. Feliz Natal! Feliz Ano Novo! Bjs.

    ResponderExcluir
  40. Amiga Tais.
    El modo como cuentas el fin de tu ilusión es tan universal, que cualquiera que lo lea se sentirá identificado. Sin embargo, quizá hoy con tu experiencia de la vida, ocultadora tú misma con tus hijos sin más interés que prolongarles la ilusión, no me extrañaría que tu recuerdo haya volado hasta tus padres entendiendo lo que debieron sentir aquel día al ver cómo su pequeña de grandes ojos que todo lo investigaban, recibía su primer desengaño.
    Hoy sabemos que no existe dolor mayor que ver sufrir a un hijo, por lo que sea, aún por lo más insignificante.

    Mis mejores deseos para ti y los tuyos.

    ResponderExcluir
  41. QUERIDA AMIGA
    Hoje venho trazer os meus votos de Boas Festas. Para o efeito faço-me acompanhar das palavras do grande escritor Charles Dickens, que expressam o meu verdadeiro sentir:
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo.
    Honrarei o Natal em meu coração e tentarei conservá-lo todo o ano.
    Eu sempre pensei em Natal como um tempo bom. Um bem, perdão, generosidade, época agradável. Uma época em que os homens e mulheres parecem abrir os corações deles espontaneamente, e assim eu digo, Deus abençoe o Natal!”

    QUE DEUS ABENÇOE O SEU NATAL É O QUE, DO FUNDO DO CORAÇÃO, DESEJO A SI E A TODOS OS SEUS ENTES QUERIDOS.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  42. Hola Tais, vengo a desearte unas felices fiestas, sobre todo un feliz año nuevo.
    Que esta año te colme de felicidad y salud.
    Te mando un gran abrazo amiga.

    ResponderExcluir
  43. É sempre um prazer enorme ouvir o Luciano Pavarotti e aproveito para desejar à minha amiga e sua família um Santo e Feliz Natal. 🎄

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  44. Taís, vim te agradecer os carinhos todos e reavivar meus desejos de um lindo, tri abençoado e feliz NATAL pra ti e todos os teus e que 2019 nos sorria e nos traga saúde, amor, paz e tuuuuuuuuuuuuuudo de bom! beijos, chica

    ResponderExcluir
  45. A administração do blogue - em baixo - deseja que neste Natal caia - ou fortaleça - no coração da administração deste bonito espaço, a LUZ DIVINA, em forma de Saúde, Paz, Amor e ... Poesia.
    .
    "" Tem mensagem de reflexão natalícia no brincando "
    .
    *** Brincando com as palavras ***
    .
    FELIZ NATAL ...EM PAZ E AMOR.

    ResponderExcluir
  46. ⭐ É nestes dias de natividade que surge a necessidade
    de expressar o amor que sentimos e, mais do que nunca,
    a Amizade surge como forma de Amor. 💛💛
    Terno abraço, querida amiga.
    ~~~

    ResponderExcluir
  47. Oi Taís!
    Cada vez que venho aqui, meus sentimentos afloram, já fiquei indignada, desiludida, apreensiva e hoje, triste e saudosa também mas, isto se deve a teu dom inigualável de passar-nos tuas emoções.
    Sabe amiga, eu também tenho o meu momento de
    desilusão, eu acreditava no
    Papai Noel e queria continuar acreditando até o dia em que, sendo véspera de Natal fui bisbilhotar no roupeiro de mnha mãe, onde aliás fora proibida de mexer e dei com brinquedos ainda sem enrolar, fiquei quieta pois estava transgredindo e na noite seguinte os recebi do papai noel, chorei muito, acho que pensaram que era de emoção mas foi frustração e obrigação de ter de crescer.
    Bjs amiga um Natal maravilhoso para ti e família e que no próximo ano estejamos todos por aqui novamente.
    Saúde e muita paz

    ResponderExcluir
  48. Oi Taís,
    Não gosto do Natal: é uma estória muito triste que algum dia lhe mandarei por email.
    Só lhe digo: crianças são anjinhos de Deus e tudo pode perder o sentido com uma única palavra. Sofri ( era uma bonequinha).
    Hoje sou feliz
    Boas Festas a você
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  49. Oi Taís,
    Adoro as suas crônicas é de encanta qualquer leigo. Já rabisquei algumas crônicas, mas não tive coragem de postar.
    Que nunca se desencante da vida!
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  50. Querida Taïs está muito bem representada essa perda da "inocência", que as crianças sentem quando cedo demais, entram pelos cenários dos adultos!
    e isso era muito pouco se compararmos com o que as crianças vêm nos dias de hoje, muito cedo nas suas vidas, filmes violentos, imagens de sexo, notícias duras que mais parecem telenovelas de autores bem reais, imagens de guerra real ou imaginária, um sem fim de "tragédias" que nos levam a perguntar, como estarão aqueles coraçõezinhos tao pequenos ?!
    enfim às vezes dá para chorar ! então que se mantenha o espírito de Natal por muito tempo que como escreve a Taïs queremos que todos sejam felizes nestes dias, e
    sentimos que a maior riqueza do Natal encontramo-la no coração, então os pobres também podem ter acesso a ela :)
    beijinhos,
    Votos de Natal muito feliz,
    Angela

    ResponderExcluir
  51. Querida amiga Taís
    Este ano foi ímpar na minha vida, pois me foi dada a oportunidade de conviver com uma pessoa maravilhosa e especial como você. Estreitar os laços afetivos foi a maior dádiva que eu recebi de Deus. Quero em 2019 intensificar a nossa sólida amizade. Desejo que este natal seja pleno de amor, harmonia e fraternidade para você e sua família. Boas festas! E que o seu natal seja pleno de luz e amor. E o Papai Noel lhe traga lindos presentes.
    Um carinhoso abraço e beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  52. O Natal dos sonhos é aquele que idealizamos no espírito, sentimos no coração e partilhamos na solidariedade! Obrigada pela amizade e carinho nestes meses. Que a magia da noite de Natal transforme os teus sonhos em realidade! FELIZ NATAL <3

    ResponderExcluir
  53. "Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!"

    Boas Festas Natalinas, querida amiga Taís!
    Muito obrigada pelo carinho e convívio o ano todo que me proporcionou tantos momentos de intenso contentamento.
    Seu texto me reportou à minha infância onde eu adorava ver a árvore de galho seco sendo forrada com algodão para imitar bebê.
    O valor afetivo é tão imenso em meu 💙 que dá vontade de fazer uma árvore igualzinha... de "pobre" ...
    Emocionei-me...
    Tenha dias natalinos felizes e abençoados junto aos seus amados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    ⚘🌷🌺🌹🎈🎁

    ResponderExcluir
  54. Olá, bom dia, noite aqui ou vice-versa.
    Passo à pressa, saí do letargo outono invernal, para desejar-lhe uma quadra natalícia cheia de alegria e um ano novo novinho em folha sem atritos e asperezas.

    Hei-de voltar. Palavra.
    Bj de "menino Jesus".

    ResponderExcluir
  55. Boa tarde, querida amiga Tais,
    estamos às portas do Natal, as visitas chegando e a gente vai deixando para visitar os amigos mais tarde, quando vemos o tempo passou. A sua história sobre a sua descoberta dos segredos fechados à chave, no grande armário nos leva a pensar que muitos de nós também perdemos a inocência, a infância, o Papai Noel, e tivemos que aceitar e crescer mais rápido.Atualmente, como você bem disse, o Natal tem a sua emoção, mas com certeza daríamos belos sorrisos se voltássemos no tempo, aquele tempo bom. Ah!!!Saudades!
    Amiga, desejo a você e sua família um santo e abençoado Natal, que 2019 seja repleto de saúde e paz.Grande abraço!

    ResponderExcluir
  56. Boa tarde querida amiga Tais,
    Passei porque gosto muito de você, do Pedro, não poderia de vim desejar um Natal abençoado para vocês e toda família. Quanto ao seu relato imagino a decepção de ver seu sonho de papel noel destruída. Mas tenho certeza que hoje sabes que foi puro amor dos seus queridos pais deixar a magia do Natal com a chegada do Papel Noel. Esse ano está puxado me animar. Não sei porque mais minha família entrou em uma coletiva de tristeza. A situação está tão puxada, que confesso que estou rindo para não chorar também rsrs. Acabo de receber um telefonema, passo minutos tentando falar das coisas belas de vida etc. Desligo e vem outro telefonema ainda pior, se não soubesse que é realmente verdade, começaria achar que era alguma pegadinha. Baixou tristeza geral. Por aqui passei o dia limpando a casa, pelo menos ocupei a minha mente. Acho que por isso emocionante estou bem, em paz. Mas bateu um desanimo em visitar os blogs amigos para desejar um simples feliz NATAL. Mas como disse a minha filha aos pouco vou ver se consigo. Forte abraço meus amigos. Muito feliz por contar com as amizade de vocês, amizade de um casal que admiro muito.

    ResponderExcluir
  57. Agradecendo a sua passagem pelo meu blog, querida Taís. Feliz Natal para você e todos os seus.
    Beijo

    ResponderExcluir
  58. Linda sua crônica, um puro conto natalino. Eu durante muito tempo tive esta ilusão e, creio mesmo, que tentei mantê-la. Tive bons Natais em família e procuro manter no meu coração aquele espírito e transmitir nmeu sentir, mesmo com tempos de tantas diferenças. Para mim o Natal traz magia e renova esperanças.
    Grata por sua companhia no decorrer deste ano, que assim seja 2019.

    ResponderExcluir
  59. O Natal vai mudando à medida que vamos crescendo...
    No meu tempo, era o Menino Jesus que colocava as prendas no sapatinho (necessariamente pequenas, que o dinheiro não abundava...). Mas toda a mística desapareceu quando outra criança me disse na rua que eram os pais que colocavam as coisas nos sapatos. Foi bem pior que no seu caso...
    Taís, bom resto de semana e Feliz Ano Novo.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  60. Bom dia Taís.
    Lendo o seu texto,lembrei também da minha desilusão,quando soube que Papai Noel não existia,no meu caso,foi a minha única irmã mais velha do que eu,que contou.
    A inocência é tudo em uma criança,mas infelizmente nos dias de hoje já não acreditam mais.
    Bjs e um Feliz 2019 a você e a todos os seus.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  61. Cara e competente amiga cronista Tais, eis um relato tocante e comovente. Também comungo da sensação de que à época dos natais antigos ainda havia mais solidariedade e mais amor no coração do homem. Nestes dias em torno do Natal, às vezes, também revisitando algumas vividas àquela época, ainda muito nítidas. Amiga, desejo-te um feliz 2019, repleto de saúde, felicidade e sucesso. Tenhas uma boa vida.

    ResponderExcluir
  62. ⭐ Taís, um Ano Novo especial para si, seus amados

    e para a humanidade. 🍀🍀🍀

    Terno abraço, querida Amiga. 💛💛
    ~~~~~~~~~

    Ps - Ainda que indiretamente, estais novamente 'na ribalta' na minha postagem.
    Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir
  63. Um excelente ano para ti, marido e família, não esquecendo a humanidade.
    Bjs e abraços.

    ResponderExcluir
  64. Bom dia e bom Ano!
    Aqui estou para desejar uma BOA PASSAGEM DE ANO.
    Queria trazer algo especial para o Ano Novo… mas tive um problema:
    Como posso embrulhar toda a minha Amizade, um grande abraço e muitos beijos? Impossível!
    Então… decidi oferecer uma frase do nosso imortal LUIZ DE CAMÕES:
    “Jamais haverá Ano Novo se continuarmos a copiar os erros dos anos velhos”.
    Meditemos nisto e façamos do ano que vai começar UM ANO VERDADEIRAMENTE NOVO.
    FELIZ ANO NOVO! FELIZ 2019!

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  65. Feliz Ano Novo! Feliz 2019!
    AG

    ResponderExcluir
  66. Ei Tais! vim llhe desejar um feliz ano novo repleto de bençãos! Grande beijo. 2019 ai e estamos juntos!

    ResponderExcluir
  67. Taís:
    ese descubrimiento siempre marca un antes y un después en la vida de los niños. ¡Como si el mundo se derrumbara bajo nuestros pies! Después, siempre volvemos a aquellos momentos en los que éramos inocentes.
    Beijos e abraços.

    ResponderExcluir
  68. Uma crônica belíssima, encantadora e fiquei
    emocionada com a leitura...

    Grata pela leitura e parabéns pela arte
    perfeita desta sua Crônica, um primor e
    aciona a nossa emoção raiz da saudade!...

    Grata por este momento de leitura emocionante, Taís.
    Bjos.

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muito obrigada por deixar seu comentário, se necessário for, deixarei resposta a alguma pergunta.
Abraços a todos
Taís