13 de abril de 2019

CECÍLIA MEIRELES – Mulher ao Espelho




                MULHER AO ESPELHO



Hoje que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta.

Já fui loura, já fui morena,
já fui Margarida e Beatriz.
Já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.

Que mal faz, esta cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se tudo é tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?

Por fora serei como queira
a moda, que me vai matando.
Que me levem pele e caveira
ao nada, não me importa quando.

Mas quem viu tão dilacerados,
olhos, braços e sonhos seus,
e morreu pelos seus pecados,
falará com Deus.

Falará, coberta de luzes,
do alto penteado ao rubro artelho.
Porque uns expiram sobre cruzes,
outros, buscando-se no espelho.


_________________________________

Flor de Poemas – 3ª ed / Editora Nova Fronteira 1972 – pag 127


Descendente  de família açoriana de São Miguel,  Cecília nasceu em 1901 no Rio de Janeiro e faleceu em 1964, aos 63 anos.

Seu pai, faleceu 3 meses antes de seu nascimento, aos 26 anos. Aos 3 anos Cecília perdeu sua mãe. A tutela ficou com sua avó.
Seguiu a carreira de professora primária, mas paralelamente desenvolveu intensa atividade literária e jornalística, escrevendo nos principais jornais da imprensa carioca.
Em 1938 lançou 'Viagem', conquistando o prêmio da Academia Brasileira de Letras. Em 1965, pós-mortem, a Academia Brasileira de letras concedeu-lhe o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto da obra. Foram 22 livros escritos. 'Ou Isto ou Aquilo' foi a última obra que Cecília publicou em vida. Porém sua obra conta em torno de 22 livros.
'Eu canto, porque o instante existe e a minha vida está completa.'

_______________________________
Uma feliz Páscoa a todos os amigos! 💙




57 comentários:

  1. Boa noite de serenidade, querida amiga Taís!
    Cecília me encanta em seu mundo de fantasia e sonho, ainda que haja um padecer em sua solidão. O lirismo intimista se vê, notadamente, nesta poesia escolhida por você hoje.

    "Mas quem viu tão dilacerados,
    olhos, braços e sonhos seus,
    e morreu pelos seus pecados,
    falará com Deus."

    Muito linda esta estrofe toda, sem tirar nem pôr, para mim.
    Obrigada por nos mostrar o valor verdadeiro de uma mulher (ou do ser humano de um modo em geral) que ultrapassa espelhos e artificiais detalhes... em muito, claro!
    Bom demais ler um bom aliemnto na noite e poder refletir em valores reais da vida!
    Tenha uma nova semana abençoada e feliz, amiga!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Não podia começar melhor meu dia. Cecília Meireles é uma das poetizas que mais admiro.
    Abraço e bom Domingo de Ramos

    ResponderExcluir
  3. Linda poesia,bela tua escolha! Cecília agrada sempre! Lindo domingo de ramos! beijos, chica

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida amiga!
    Acertaste em todas as escolhas: a poeta, o poema, a imagem.
    Quem sabe sobre o que escreve, acerta sempre! Quem finge saber, perde (e perde-se) sempre!
    "Que mal faz, esta cor fingida
    do meu cabelo, e do meu rosto,
    se tudo é tinta: o mundo, a vida,
    o contentamento, o desgosto?"
    Gosto destes versos... leio-os e revejo-me neles...
    (Sei que não te zangas por eu levar para o "Pétalas" a frase da Cecília.)
    Beijo, bom domingo.

    ResponderExcluir
  5. Gracias Tais por darnos a conocer a quién tanto nos dejó en su corta vida. Esa frase, homenaje a cada instante de nuestras vidas, en que justifica cantar porque su vida "está completa", nos debiera hacer reflexionar acerca de nuestras habituales inconformidades.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Taís!
    Que versos lindos de Cecília Meirelles,ela sempre coloca palavras bem reflexivas.
    Amei ler.
    Parabéns pela escolha.
    Bjs,obrigada pela visita e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Cecília Meireles será sempre o nosso ícone poético, nossa fonte de inspiração e deleite pelo seu apurado aporte literário e poético
    Beijinhos e uma feliz semana querida Taís

    ResponderExcluir
  8. Tais,
    Eu amo Cecília em
    todas sua forma
    de existir.
    Leio e suspiro
    encantada.
    Maravilhosa publicação.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  9. Um belo poema, que diria retratar todas as mulheres: por fora seremos como a moda ditar ou for o nosso gosto, todas iguais à imagem que o espelho no devolve, já por dentro, a nossa essência será sempre inalterável.
    Uma merecida homenagem à excelente poetisa/escritora que muito admiro.

    Beijos e boa semana, amiga Tais

    ResponderExcluir
  10. Uma bela forma de iniciar a semana.
    Beijo, boa semana

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tais, boa noite!!
    Eu conheci a poesia de Cecília aos meus 16 anos, e desde lá a tenho colocado entre os melhores do gênero no Brasil e no mundo - ainda que do mundo tão pouco eu conheça (vamos dizer que seja do 'meu' mundo)! Ninguém restará, dos que leram "Motivo", "Retrato" ou "Lua Adversa", a não penetrar curiosamente, cheio de expectativa, no trabalho dessa mulher! "Mulher ao Espelho" traz esse lirismo libertador, confessional, íntimo, ao que parece nos encaminhar Manuel Bandeira em sua "Poética". A vida e a morte, e o desengano das fantasias da vida, o equívoco do tempo, isto parece mais parte dos poemas de Cecília que qualquer outra coisa... Talvez por ter perdido seus pais até os três anos de idade. Ela é tão doce quanto amarga, tão festiva quanto desiludida - e estas misturas paradoxais nos matam... ou nos atraem, irresistivelmente!
    Um beijo carinhoso
    Ângelo

    ResponderExcluir
  12. Cecília Meireles é uma fonte de inspiração para quem gosta de ler e de escrever poesia. Este poema, tão sentido, tão nostálgico, tão profundo, é muito belo.
    Uma boa Páscoa, minha Amiga Taís.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Tais, gosto muito dos poemas de Cecília Meireles, já fiz um post com poemas dela…
    é extremamente feminina, pureza de mulher, encanto das palavras, e tudo, e tudo, que leva ao sonho e prazer de ler poesia :)
    beijinho, votos de uma boa semana de Páscoa

    Angela

    ResponderExcluir
  14. Ah, a intimista Cecília de tantos poemas carregados de nostalgia. Como, neste, atemporal, em que o sujeito poético diante do espelho descobre as mudanças do seu rosto e as do seu interior. E a melancolia que se lhe escapa em cada verso.
    Cecília para ser lida lida e relida a todo instante!
    Bela partilha! É sempre bom reler Cecília!
    Um semana abençoada e uma Boa Páscoa para toda a família!

    ResponderExcluir
  15. Nao conhecia gostei mt do poema e a foto ela diz mt com o poema obrigada pela partilha bjs tudo de bom

    ResponderExcluir
  16. Olá Taís! Obrigado pela partilha de tão belo poema da grande Cecília Meireles, principalmente a estrofe abaixo:

    Que mal faz, esta cor fingida
    do meu cabelo, e do meu rosto,
    se tudo é tinta: o mundo, a vida,
    o contentamento, o desgosto?

    Beijos e uma ótima Páscoa para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  17. Uma óptima escolha! Adorei de coração. :))


    HOJE, DO NOSSO GIL ANTÓNIO :-Coração rasgado

    Bjos
    Votos de uma óptima noite.

    ResponderExcluir
  18. Este poema revela desprendimento e nostalgia. Já a foto parece dizer: 'Eu canto, porque o instante existe e a minha vida está completa.' Faz-nos bem! Encontrar Cecília Meireles é sempre um instante luminoso.


    Beijo e boa Páscoa, querida Taís.

    ResponderExcluir
  19. Oi Amiga
    Adorei sua postagem
    Gosto muito de Cecília Meireles.
    Uma linda noite
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  20. Hermosa forma de mirarse al espejo, ante él, podemos llegar a nuestra entraña, nada importa lo superficial.
    Gracias por compartir hermosura Tales.
    Un beso

    ResponderExcluir
  21. A escolha é magnífica e é um gosto ler tão belo poema! Bj

    ResponderExcluir
  22. Gracias por compartir y dármela a conocer.
    Feliz Semana Santa

    ResponderExcluir
  23. Cecília, minha prezada Taís. A "Doce Cecília", uma das minhas crônicas no Portal Literal. O site, dirigido por Ligia Fagundes Telles e outros acadêmicos, acabou. Os que postavam não mereciam participar do famoso site, que acabou. É triste isso, Taís. Muito triste!
    Carinhoso beijo,
    Jorge

    ResponderExcluir
  24. Oi Tais, que belo poema nos trouxe!
    Fico imaginando como seria esse poema se ela existisse nos dias de hoje...
    Nesse mundo artificial de valores cada vez mais externos e insensíveis...Quem seria digno de sentar aos pés de Jesus ao morrer?
    Penso que procurariam por espelhos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  25. Si esta poesía es muestra de su obra es una buena muestra. Quizás lo duro que la trato la vida la hizo mejor poeta.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  26. «Não sou alegre nem triste: sou poeta»... Um bom motivo.
    Um poema trespassado pela habitual e singular nostalgia de Cecília, uma marca da sua obra, com exceção da obra dedicada a crianças. Mesmo assim, temos a triste Pombinha da Mata...
    Gostei de reler o poema... a poetisa estava num dos seus dias 'não', mas é expressivo e passa uma boa mensagem.
    Uma boa Páscoa, querida Amiga.
    O meu terno abraço.
    Tudo bom.
    Beijo
    ~~~

    ResponderExcluir
  27. Que escolha maravilhosa Taís!
    Cecília sempre Meireles para nos encantar com seus sentimentos fundos e lindos.
    Bela partilha amiga.
    Na Feliz Semana Santa tenha uma linda Páscoa com reflexão na Ressurreição, na solidariedade.
    Beijo amiga

    ResponderExcluir
  28. Cecilia Mireiles,inimitável
    Os meus votos de Feliz e Santa Páscoa! vindo de Antuérpia
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  29. "Quero apenas parecer bela,
    pois, seja qual for, estou morta"...

    humaníssimo desejo! foi bela e espalhou beleza
    e é imortal!

    excelente escolha, Tais

    Votos de excelente Páscoa, com Família.

    Beijo

    ResponderExcluir
  30. Cecília Meireles é uma poeta formidável querida amiga Tais, gosto de seus versos, a leveza com que tratava as nossas mazelas sentimentais e humanas, bem humanas...belo exemplo este poema, que nos faz revelar o que temos por dentro, por fora, o eu interior ou a persona que nos veem...sejamos. Feliz Páscoa minha amiga, para o dr Pedro também. Obrigado por existirem.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  31. Boa noite!
    Estamos na semana Santa.
    Não poderia deixar de passar aqui, mesmo que seja com um comentário colado, fique na certeza de que os meus votos são verdadeiros.
    Cada Semana Santa é uma oportunidade de revivermos o amor de Deus por nós e para que continuamos no caminho da conversão.
    Na Semana Santa, celebramos a paixão, morte e ressurreição daquele que veio ao mundo para modificá-lo, JESUS, e trazer a boa nova que os homens de boa vontade esperavam para transformar o mundo em lugar mais harmonizado.
    O VERDADEIRO ESPIRITO PÁSCOAL é a RENOVAÇÃO. Renovação de nós como seres humanos em todos os sentidos.
    Desejo que o verdadeiro sentido da Páscoa esteja presente na sua vida com muita paz, muitas alegrias, paz, esperança muito amor e muitas energias renovadas.
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  32. Que bonita foi a sua escolha, Taís!
    Eu não conhecia a poetisa Cecília Meireles (e sendo portuguesa....)muito obrigada por ma "apresentar"!
    Agradeço os seus votos e também eu lhe desejo-lhe uma Santa Páscoa

    ResponderExcluir
  33. Lindo poema escolhido!
    O meu abraço de hoje e o desejo de que tenha Uma Linda Semana Santa, juntamente à família...

    ResponderExcluir
  34. Taís, minha amiga, antes de mais, uma Páscoa tranquila e feliz junto dos que mais ama.
    Cecília Meireles - "Porque uns expiram sobre cruzes,
    outros, buscando-se no espelho." Muito interessante e sempre actual esta belíssima poesia, chamando a atenção de quem a lê, para a inevitabilidade do passamento, já que a vida é sempre uma miragem da outra margem... um olhar especular alter egóico, um perscrutar ansioso.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Obrigado Tais, pois não conhecia à Cecília.
    Infância difícil mas uma mente ágil e criativa.
    De todas formas o mais importante é sentir-se feliz com o o que cada um é, no que diz respeito ao fisico, o resto pode enriquecer-se e modelar-se.
    Beijinhos e um grande abraço para uma Páscoa muito feliz.

    ResponderExcluir
  36. Uma grande escritora.
    Gostei do poema que escolheu.
    Taís, um bom resto de semana e uma Páscoa Feliz.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  37. Boa tarde Tais,
    Que lindo este poema de Cecília Meireles!
    Aproveito para lhe agradecer os seus comentários no meu blogue Ecos e Reflexos e dizer que visitei seu Blogue de Arte e adorei. Suas obras barrocas são maravilhosas. Os meus Parabéns por trabalhos tão belos.
    Desejo-lhe e a sua Família santa e Feliz Páscoa.
    Com um beijinho,
    Ailime

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde amiga. Vim desejar para voces uma abencoada Pascoa. Grande abraco. Lembranca ao Pedro.

    ResponderExcluir
  39. Boa noite, Vizinha/Escritora, Taís Luso !
    Que maravilha, tomar conhecimento destes traços
    da vida de Cecília Meireles !
    Muito obrigado, Feliz Páscoa e um fraternal abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  40. Bom dia Taís,a Cecilia

    Um dos poemas do poemas d Cecilia que mais gosto. Só tenho a agrdecer a maravilhosa partilha.

    Votos de um feliz sábado de Aleluia a vc e seus familiares.

    Bjs e chocolate!

    ResponderExcluir
  41. Que poema!!!
    Depois de tantas identidades o melhor é conhecer-se bem a si mesma.
    Não conhecia a esta mulher do mundo das letras e fiquei fascinado. Um premio à constância.
    Abraços de vida para uma Páscoa imensamente Feliz.

    ResponderExcluir
  42. Mais do que a inteligência, precisamos da afeição e doçura.
    (Charles Chaplin)

    Feliz Páscoa, amiga querida Taís!
    Bjm carinhoso e pascal

    ResponderExcluir
  43. Uma Santa e Feliz Páscoa para si e todos os seus.
    Abraço

    ResponderExcluir
  44. Querida amiga
    Que Deus lhe abençoe nesta páscoa
    e que a luz de Cristo brilhe todos os dias
    para inspirar sua vida. Que a fé e a esperança
    sejam suas parceiras na conquista dos seus sonhos
    Uma feliz e abençoada páscoa para você e os teus
    Beijos da amiga que lhe tem grande estima e admiração
    Gracita

    ResponderExcluir
  45. Mais do que a inteligência, precisamos da afeição e doçura.
    (Charles Chaplin)

    Feliz Páscoa, querida amiga Taís!
    Bjm carinhoso e pascal

    ResponderExcluir
  46. Antes de mais, também desejo uma boa Pascoa Tais, depois fica a minha gratidão pelas boas palavras no meu espaço. Quanto ao poema de Cecilia Meireles, que considero grande pensadora, como poeta da sua grandeza. Este é só mais um grande poema, que nos deixou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Sempre maravilhoso, descobrir um pouco mais da extraordinária obra de Cecília... um daqueles posts, para ficar lendo e relendo!...
    Magnífica partilha, Tais! Adorei!!!
    Deixo um beijinho, e os meus votos de que passe um muito feliz domingo de Páscoa, na companhia dos seus!
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir
  48. Querida Taís
    Há muitos anos que sou fã de Cecília Meireles. Num dos meus blogs publiquei várias "coisas" dela, e tenho muitas outras gravadas.
    Lindíssimo, este poema de Cecília, enfrentando o espelho e com ele desabafando.
    Todas nós, num momento ou outro, falamos com o espelho, não achas? Talvez não seja com esta clarividência... mas fazemo-lo.

    Espero que tenhas tido uma excelente Páscoa.

    Desejo uma semana feliz
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderExcluir
  49. Um poema tão certo, tão verdadeiro e tão a propósito, escolhido por Tais. Da eterna Cecília Meireles! De facto (teimo no C porque gosto da palavra temperada) todos pintamos com cores mais ou menos veementes, convincentes(?) Que interessa? Cada um pinta no/o seu papel.
    Beijo e Paz.

    ResponderExcluir
  50. Oi Taís! Passando para te cumprimentar e desejar uma ótima semana para ti e para os teus.

    Beijos no coração de todos.

    Furtado

    ResponderExcluir
  51. Mientras haya vida hay que mantener la ilusión de salir a la calle y componerse. Si nos quedamos en un rincón de la casa y sin ninguna ilusión estaríamos muertos en vida.

    Besos

    ResponderExcluir
  52. Oi Tais! Em primeiro lugar, muitíssimo obrigado pelo carinho que tem desprendido para com a minha pessoa. Vi suas felicitações e agradeço de coração. ESpero que tenha tido uma pascoa bem feliz. Eu passei uma semana pescando e longe de quaisquer tecnologias. Vez ou outra faço isso. Cecilia Meireles não se cabia dentro de si e se entornou em obras lindíssimas! Parabéns pela belíssima postagem. Poema lindíssimo e por isso : Obrigado Brasil! Ao menos isso...Irei em breve postar em minha pagina. Grande beijo.

    ResponderExcluir
  53. Uma semana linda para vocês Taís.
    Com paz e alegria no coração.
    Beijo amiga.

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muito obrigada por deixar seu comentário, se necessário for, deixarei resposta a alguma pergunta.
Abraços a todos
Taís