6 de abril de 2014

COISAS QUE OS HOMENS NÃO ENTENDEM


- Tais Luso de Carvalho

Nós, mulheres, temos muitas coisas que os homens não entendem, mas o espaço não permite, então falarei apenas de algumas. Uma delas são nossas bolsas, tipo contêiner.


Sem muitas delongas, os homens conseguiram abolir suas pochetes, pastas e bolsas. Hoje carregam uma carteirinha com apenas o cartão de crédito, celular e uns trocados. Espalham esse arsenal num dos dez bolsinhos existentes na roupa e estão prontos para a luta.  E o interessante é que dá certo. Os homens são práticos em alguns quesitos. 

Conosco o negócio já é diferente: precisamos carregar  nossa casa a tiracolo. Não faço parte do time das mulheres grandes e fortes, mas estou à procura da maior bolsa do mundo. Como dá pra ver, tudo é muito proporcional... Os homens não têm a noção do que carregamos, mas não conseguimos ser diferentes. 


Mas seguindo...

Não conheço nenhum homem que tenha o fôlego de uma mulher para caminhar num shopping. Percorremos 400 lojas, pedimos reserva da mercadoria em várias delas e continuamos inteiras. Todos sabem disso, não? Se eles agissem de tal forma, acabariam o dia numa maca. Agonizando. 


Homem nenhum aguenta andar sem objetivo, e muitos compram no primeiro impulso sem ver cor, preço ou pesquisar os similares em outras lojas. Compram no desatino. Mulher pensa em encontrar algo sempre melhor e mais em conta. É uma sina.


Mulher, curti a compra: olha tudo - mesmo o que não vais comprar. Escolher brincos com marido do lado é para pensar em suicídio. Sei que é triste, mas é algo sério, a mulher carrega a sua alma num brinco. E os homens até hoje não descobriram isso. Para eles todos os brincos são iguais. Iguaizinhos. 


Acho que pelo fato de sermos assim, tão minuciosas, nossos sentidos são mais aguçados: ficamos na espreita, à pensar. Por isso que mulher consegue trabalhar fora, cuidar dos filhos, da casa, do marido, dos pais, da cozinha, da empregada, do cachorro e preparar festinhas para festejar chegadas e saídas. E ainda discutir sobre frescuras do condomínio. Mil coisas ao mesmo tempo. Sim, nós podemos!


Homem não: depois de cada atividade, deita e dorme. E ronca. Mas eles não estão errados, apenas são diferentes. São cheios de milongas. São nossas crias!


Supermercado? É gostoso curtir as promoções: salsichão na farofa, sucos, queijos, biscoitinhos Aquela coisa bem descarada: provar e não comprar; fazer onda: ahh, que maravilha! Agir assim, com tamanha desfaçatez é coisa de mulher. 


Homem é diferente, entra num supermercado já sonhando em sair. Se vão comprar água, compram água. Nós saímos com 4 sacolas.

Porém...  

Numa oficina, numa ferragem, numa vinícola se perdem no tempo, parece que vão comprar o estabelecimento. Ficam tempo estudando a rolha da garrafa. Coisa de homem.


Mulher não pede licença para dar conselhos: temos a mania de tentar resolver os afetos das amigas, dar conselhos na cor dos cabelos, na decoração da casa, na educação dos filhos dos outros. Também ficamos horas escolhendo a cor da cama do cachorro - para combinar com o sofá -, e a cor da vela do bolo da avó! É muita paciência. Homem custa a se meter na vida dos outros, é mais prático, mais racional. 


Mulher dá palpite até no cheiro do desodorante do amigo do filho, e ainda receita uns remedinhos pra enxaqueca e problemas na colunapra quem estiver a perigo. Pra quem não pediu. Deu pra entender essa loucura? 


Temos uma ânsia por ajudar, por resolver problemas alheios, mas essa invasão não tardará a virar uma psicose. 


Mas esse lado feminino, multifacetado,  chato, difícil e irritante é que nos faz feliz. Com dois braços abraçamos o mundo. Depois ficamos altamente estressadas, coisas nossas.


Todas essas  particularidades, devem ter lá suas explicações, algum sentido na nossa vida, e um deles é muito fácil de entender: são coisas de mulher,  a
ssim se formou nosso DNA.

Não existe explicação.





34 comentários:

  1. Tais, e por que é tão difícil nos entender ?
    Abraço
    PS: transcrevi essas sábias palavras no meu blog, tá?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu vou saber, Silvia? rs
      Obrigada, querida, beijão!

      Excluir
  2. Miriane Oliveira19:21

    rs rs adorei o texto....mas acho que vim pro mundo com alguns defeitos...tipos não gosto de ir ao super mercado...odeio shopping..em dia de liquidação então piorou...rs rs mas confeço somos diferentes...dos homens que por sua vez são práticos;diretos na sua maioria claro;como ja diziam mulheres são de vênus ja os homens são de marte e viva a diferença!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E assim temos de viver e conviver, com todas as diferenças do mundo!
      Mas sempre tem um jeito novo para aprender a lidar com isso tudo.
      Grande beijo!

      Excluir
  3. Gostei muito,Taís! Temos uma capacidade enorme de fazer muitas coisas e depois caímos duras,rs... Chega uma hora que de tanto inventar e fazer, cansamos, mas quando eles acham que estamos nocaute, dez minutos de repouso já nos colocam firmes e prontas novamente,rs beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem jeito, Chica, jamais iremos mudar, como falei, está no nosso DNA. Mas na próxima vida, quero continuar mulher! Sou teimosa...

      Beijos, boa semana.

      Excluir
  4. Gostei! Identifico-me com algumas coisas, nomeadamente uma bolsa (carteira) carregada de tralha inútil, que só faz falta precisamente no dia em que não se leva lá! Mas também sei andar só com as chaves de casa, do carro, o telemóvel e o cartão ou dinheiro. Normalmente nos fins-de-semana, quando vou às compras de fato-de-treino e sapatilhas.
    Outras coisas não têm nada a ver comigo!
    (Também devo ter vindo com defeito como a Miriane Oliveira...)
    É sempre com gosto que leio as suas crónicas.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabel, quando troco de bolsa, para dar uma aliviada no peso, tentar ser mais prática, vejo que tudo saiu errado, esqueci o que não deveria ter esquecido. Dia perdido!
      Agora resolvi não ser tão prática! Vou seguir meu instinto de anti-prática!
      Beijo, boa semana.

      Excluir
  5. Pois...de facto somos mesmo assim, embora muitos não o assumam, mas que fazer? Somos uns bichos safados!
    Adorei o post e o blogue!
    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jorge, agradeço por sua presença, seja bem-vindo ao blog!
      Boa semana pra você também.

      Excluir
  6. Amiga Tais, realmente somos bem diferentes. Já fui muito chato, cobrando de namoradas e por última da minha esposa - nossa casamento já dura mais de trinta anos -. Hoje compreendo perfeitamente as diferenças comportamentais. A bem da verdade, continuo chato, compro somente por necessidade, entretanto, andava sempre com mochilas grandes ou médias ou aquelas bolsas estilo hippie, que coubesse dois ou três livros, lápis, canetas, blocos, folhas...atualmente, nos dias de trabalho, conduzo comigo pastas e dentro delas, pelo menos um livro, revista de palavras cruzadas, papeis, caneta, lápis...
    Minha mulher brinca, pegando no meu calcanhar de aquiles: pois é Seu Dilmar, tu não gostas de ir a supermercado, loja ou qualquer estabelecimento do gênero, mas se encontras um livraria de porta aberta, entra e não quer sair mais...
    Um abração. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rss, viu, você é um dos protagonistas! Porém eu não quis falar em livrarias nem em Sebos, esses lugares são apaixonantes, o preferido aqui de casa, um lugar que eu e Pedro 'pegamos' igual: entramos e cada um vai para o seu lado... de vez em quando nos encontramos na parte de poesias para trocarmos alguma ideia.
      Também cobro do Pedro a rapidez no supermercado... horrível! Saio estressada...

      Abraços, Dilmar, obrigada!

      Excluir
  7. Pois é minha cara blogueira. Um amigo psicologo me disse que a diferença de comportamento entre homens e mulheres num shoping talvez tenha uma raiz pre historica. Naquela época os homens eram caçadores e as mulheres coletoras de frutas e vegetais. Caçar implica em seguir a presa , abate-la e leva-la para casa. Por isso um homem entra no shoping vai direto ate a loja que quer , compra e sai. A mulher gosta de explorar todo o "territorio" em busca de algo melhor do que aquilo que se pode ver a um primeiro olhar.
    Talvez não seja bem isso... mas que faz algum sentido, la isso faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sig, olha, faz sentido essa teoria uma vez que os homens, por natureza, sempre foram mais práticos. Faziam o trabalho mais pesado, de prover, de caçar, mas depois iam descansar. Os detalhes ficavam para as mulheres. Bem que os detalhes não eram tão pequenos... Enfim, cada um com suas características. É só ter boa vontade em aceitar o diferente no outro.

      Abraços!

      Excluir
  8. É isso mesmo, Taís
    Escolher a cor da cama do cachorro?
    Morri de rir!
    Um beijo, querida
    Linda semana
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Verena, claro, amiga, você sabe que combinar a cama dos
      nossos estimados bichinhos é importante, ainda mais se ficar na sala, onde eles adoram! Bem que o nosso cachorro é o dono da casa, anda por tudo.
      Beijos!

      Excluir
  9. Olá minha querida amiga Tais, que delícia de crônica, aqui estão palavras que busco...adorei o tema, sou fã das mulheres, com suas bolsas gigantes, senão gigantes, mágicas, pois quando se começa atirar coisas, não se pára mais rs...mas sempre falo bem das mulheres, tenho uma profunda admiração, acho que são seres mágicos rs, quem pode dar à luz a uma criança ? senão uma mulher. Isso é pura magia para mim. Mas tem muito mais, como dizes no começo do post, faltará espaço rs...sou exatamente assim, digo, não sou chegado em loja de ferramentas rs, mas quero passar rápido, sempre digo que já sei o que quero, entro numa loja, pego o que quero (rs compro) e finito. Isso não existe no mundo feminino.
    "Homem não: depois de cada atividade, deita e dorme. E ronca. Mas eles não estão errados, apenas são diferentes. São cheios de milongas. São nossas crias!", quando digo que procuro palavras,e aqui encontro, este é um exemplo do que encontrei. Acho isso Tais, somos cria das mulheres, porque somos tão machistas ?, se vocês são as que nos comandam e ensinam os primeiros tudo, pois o pai, geralmente se faz mais necessário num segundo momento, onde já está plantada a semente da mãe. Obrigado querida Tais, é sempre maravilhoso beber em tua fonte.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu amigo Jair, sim esse machismo existe em larga escala e sabe de quem é a culpa? Nossa, das mães. Lembro que nossa educação, e acredito que isso venha lá da Idade da Pedra, dizíamos aos filhos homens que chorar era coisa de mulher, homem tinha de aguentar tudo no osso do peito. Então tiramos boa parte da sensibilidade, da delicadeza que hoje cobramos dos homens. Ainda hoje me emociono muito mais quando vejo um homem chorar - e mulher menos. É como se visse uma fortaleza cair!
      Assim vimos e sentimos a criação que nos foi passada. Desde quando a força está em esconder uma lágrima? Ah, amigo, tantas coisas erradas... Mas creio que agora, com essa nova geração onde precisam ser repartidas as tarefas, a coisa vai ficar mais amena. Mais natural, mais humana. Que Deus me ouça.
      Grande abraço, uma ótima semana!

      Excluir
  10. Boa tarde, querida Tais, sabe a sua postagem cabe direitinho na vida de todas as mulheres. O meu marido sempre diz que em minha bolsa só falta o pinico rsssssssssssss. Levo tudo, mesmo, sei que nem é preciso ,mas quem sabe....
    Os homens sabem ser práticos, por isso, aqui em casa
    é ele quem faz as compras de mercado.Adorei a sua crônica. tenha uma linda semana.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marli!! Mas eu não disse tudo! Naturalmente você também tem alguma bolsa com forro preto, não? Pois então imagine alguém com miopia tentar achar algo lá dentro! Preciso urgente trocar isso. Pedro implica com todas as minhas bolsas, mas quem carrega umas coisinhas dele, sou eu. Isso sim é ser prático...rss
      Beijo, querida!

      Excluir
  11. Gostei de ler este seu texto. Realmente eu ando sempre aflita para encontrar as chaves
    no meio de tantas coisas que a minha bolsa carrega. Sim os homens são muito
    diferentes em muita coisa.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Irene, muito bom ter você aqui, muito obrigada.
      Você falou em chaves? Eu desmonto a bolsa!!
      Volte sempre. Beijos!

      Excluir
  12. Taís, não há, de fato, explicação. E são raros os homens que passeiam em shopping e gostam de ir ao supermercado. Nunca entendem porque nossas bolsam pesam e porque demoramos tanto para escolher uma roupa, um acessório. Ou que prazer encontramos em apenas olhar vitrines se não vamos fazer compra (kkk). Também, na bolsa levo dois tipos de óculos, de grau e de sol. A carteira é muito maior que as masculinas. E quando saímos com eles ainda temos que guardar o que levam. Coisa de louco, mas sempre pedem.
    Tenho um cunhado que nem passa na porta de shopping, mas minha irmã vai lá para comprar o que ele precisa. E tem que fazer, ela mesma, as trocas (kkkkkkk). Diferenças com as quais aprendemos a conviver, para o bem de todos. Amei sua crônica. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhar vitrines? Eles? rss Olhar vitrine é um passeio, até uma terapia, um relaxante.
      Mas também não entendo como podem gostar tanto de futebol, como podem ouvir aquele grito de GOOOOLLLL, que me deixa completamente fora de mim. rs Adoro ir a shopping, de preferência sozinha e com todo o tempo do mundo.

      Beijos!

      Excluir
  13. É por estas e outras que os "HOMENS" não conseguem viver sem "ELAS", as "MULHERES".

    Bela crônica Taís.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rss, obrigada, Furtado... E 'Elas' sem 'Eles' - os homens!
      Grande abraço!

      Excluir
  14. Mulheres são perfumes, estrelas encantadas ...
    Ótimo texto Tais!
    Saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Estela, como está você? Saudades...
      Obrigada por passar aqui!
      Um beijo!

      Excluir
  15. Taís, bem delineadas essas diferenças, que se fazem tão necessários ao convivio dos dois...
    Basta que saiba-se cada um, respeitar seu espaço.
    Adorável e delicioso de se ler...

    Um beijinho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso, Malu, saber conviver com as diferenças, o que não deixa de ser engraçado, uma façanha!
      Obrigada, querida.
      Um beijo!

      Excluir
  16. Anônimo20:41

    Way cool! Some extremely valid points! I appreciate you writing this write-up and also
    the rest of the site is really good.

    My web-site: i love you in many languages

    ResponderExcluir
  17. Desde sempre

    Há, felizmente, grande diferença
    Diria até, uma diferença cavalar
    Que as vezes se torna sentença
    Contra mulher e homem como par.

    Elas, rápidas são multifacetadas
    Homens, antes preferem pensar
    Compra elas mudam em jornadas
    Para eles será bastante só olhar.

    Mas mesmo antípodas como são
    Acabam em juras unidos no altar
    E ainda que haja certa confusão
    Se completam e desejam casar.

    Assim é desdo éden, desde Adão
    Homem e mulher não têm similar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei, rs bem verdade.
      Dizem que os semelhantes é que se atraem, mas como homem e mulher são diferentes! E aí é que está o mistério, as diferenças, quando bem administradas, também atraem. Muitas vezes é bom pegar o que está sobrando no outro!
      Abraços, Jair, obrigada!

      Excluir
  18. Assim é e é bom que seja, pois ataravés destas diferenças é que nos escantamos e não podemos viver afastados.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso