22 de julho de 2007

O AEROPORTO MACABRO


por Tais Luso de Carvalho



Estava assistindo, novamente, a tragédia do Congonhas. O caos está em todo o setor aéreo. Tudo aos pedaços. Muitos pilotos não querem mais aterrissar nesse aeroporto de São Paulo. Sou pelo fechamento desse aeroporto independente do tamanho da aeronave. É risco.

A situação já não estava boa quando o avião da Gol foi atingido por um jato Legacy morrendo nessa tragédia 154 passageiros, no ano passado. Após esse acidente começou a vir à tona, o problema dos controladores de vôo, que são os responsáveis pelas nossas vidas. Vidas que, aos olhos de muitos, nada valem.

Desde o governo FHC o setor aéreo vem despencando. Até 1999 esse setor estava sobre o comando do Ministério da Aeronáutica. Daí em diante, um pedacinho pra Infraero, outro pra Aeronáutica, outro para o DAC... De alguns anos pra cá, os aeroportos dão mais atenção às áreas de shoppings do que às pistas e manutenções. E aproveitando a maré começam as disputas pelo poder: cargos para políticos que nunca passaram de passageiros; nada entendiam do setor. Mas os cargos estão com eles até hoje.

Infelizmente, só sabemos das coisas após as tragédias. A pista do Congonhas, com 1.940 mts - sem ranhuras -, não é adequada para receber aeronaves de grande porte, porém, todos estavam contentes porque Congonhas fica no centro de São Paulo, perto de hotéis, motéis, shoppings, escritórios e postos de gasolina... Tudo muito fácil.

Não entendi, ainda, por que o tal do reversor de uma das turbinas do avião não foi revisto pela TAM? Isso é algo irrelevante?
É o aeroporto, é a pista, é o reversor, a manutenção, o governo colocando políticos em cargos técnicos... E mais os controladores! E nós lá em cima, por um fio, nas mãos dessa gente. Nossa!
Mas o que ficou de tudo isso foram as posturas políticas que vimos em vários setores: o mais marcante foi da nossa ministra pornô que, obviamente não daria para seguir. Seu conselho foi um deboche, foi o estopim para revoltas de norte a sul.

Após esse episódio veio a tragédia do dia 17 de julho e deparamos com a frieza da TAM, em não ter a transparência e a solidariedade na hora em que os familiares precisaram. A TAM tinha o 'check-in' dos passageiros. Em lugar de solidariedade aos familiares, chamou mais policiais ao aeroporto de Porto Alegre, o que causou maior revolta. Trataram de resguardar a imagem da empresa; depois, anunciarar os nomes das vítimas. E fizeram de uma maneira inadequada.
O Brasil inteiro esperou pelo presidente Lula para ouvir sua manifestação de pesar, mas levou três dias pra dizer uma palavrinha... E não convenceu. Tudo muito falso.
E ainda aparece o ‘companheiro’ obsceno! Um homem daquela idade deveria, pelo menos, pensar.

Acho que os ‘companheiros’ - proibidos para menores - estão precisando de uma psicoterapia de grupo, camisa de força ou uma viagem ao Alasca, com passagem só de 'ida'...
Vou esperar para ouvir daquela ‘senhora’ o que devemos fazer: estou sem rumo, ministra, a senhora teria mais alguma sugestão?

Faltou luz: estou voltando da janela do meu apartamento: chove muito e a água rola, lava e leva tudo... Será, Deus, que esses homens, tão pequenos, não vêem que um dia serão, apenas, águas roladas?

Tenham uma boa semana e...Cuidem-se!
.

2 comentários:

  1. Complicadissimo, Tais... Complicadissimo...

    Ah, eu tenho uma teoria em relacao as baratas, by the by... Os filhos tem medo pela reacao das maes, que, quando reagiram escandalosamente perante os filhos ainda bebes, causaram uma sugestao psicologica e associacao. Para as mulheres seria o mesmo processo. Mas, que coisa estranha, so de ver a foto ja me da nojo. Quase tanto nojo quanto o q sinto pela situacao atual do Brasil.

    bjx

    RF

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Amei tua visita ao meu blog e me surpreendi com o teu....parabéns pelo dom da escrita....e já te linkei tb, prometo sempre passar aki.Bjs , Silvinha.

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso