19 de outubro de 2018

TEMPO DE ELEIÇÕES



                     
                    -Taís Luso

Essa crônica não é um texto político-partidário, não é para defender ou acusar partidos, ideias ou pessoas. Não é esse o meu objetivo aqui. 
Percebo que estou com dificuldades - nesse clima de eleições,  em escrever uma crônica que contenha alguma substância. Está difícil de criar um texto. Há momentos que  me levam da emoção à perplexidade!
Vivencio, de certo modo, uma campanha eleitoral muito agressiva, através das televisões, rádios e de todas as redes sociais.  É natural um estresse nessa altura dos acontecimentos,  um dos momentos mais importantes da vida do Brasil. Confesso que para escrever o post anterior a este,  tive de ler muita poesia para voltar à leveza d’alma.
 A campanha pelas Redes Sociais é gigantesca. Impressionante. Somos quase 150 milhões de eleitores. Em segundos tudo é despachado para que as visualizações viajem a todos os cantos  do país  e rompa fronteiras para alcançar os brasileiros que se encontram fora do Brasil.
Na política, uma das piores armas é a palavra; palavra que propicia mentiras corrosivas – com as quais me sensibilizo muito. Daí a minha expectativa pelo dia 28 de outubro, e também a ânsia que tenho pelo dia seguinte.
Espero que após essas eleições, as pessoas reflitam sobre seus atos agressivos, tudo o que ouviram e disseram, movidas pelo rancor e pelo ódio, e que haja reconciliação  e  paz. 
Aguardemos, pois, pelo retorno à educação e à gentileza. Aguardemos pelo bom convívio entre pais e filhos, parentes e amigos.
Haja Deus.



_____________//__________________






56 comentários:

  1. Espero que tudo corra da melhor maneira para o Brasil.
    Só desejo que tenham sempre direito a viver com paz. Que sejam felizes...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. A política como é praticada neste país nos leva a essa perplexidade que você alude nesta excelente crônica. Somos vítimas sistema, simples assim.

    ResponderExcluir
  3. Desejo-vos a melhor sorte do mundo...

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderExcluir
  4. Tens razão...
    Tive que rir quando ouvi dia desses que se as coisas continuarem com tantas brigas, ninguem mais vai precisar participar do chato amigo secreto natalino...😂😂Exageros à parte a cousa anda danada. Bjs chica

    ResponderExcluir
  5. O que eu desejo minha Amiga Tais é que esses 150 milhões de eleitores saibam escolher. E que o Brasil depressa recupere a paz social que tão necessária é.
    Um beijo grande.

    ResponderExcluir
  6. Ola Tais também gosto de poesia para alegrar a alma e que maravilha, oferece-nos paz de espírito :)

    assim deixo aqui o link do poeminha que deixei na participação ao convite da Profª Lourdes, convido a Taís a passar pelo Sol dourado !

    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    obrigada amiga,
    Angela

    ResponderExcluir
  7. Tais, minha amiga
    sinto um nó na garganta que me ata as palavras, pois percebo quanto mágoa perpassa na crónica que nos deixa, sempre contida e inteligente.

    por isso, amparo-me nas suas generosas palavras "aguardemos, pois, pelo retorno à educação e à gentileza" e saio, deixando

    um grande e sentido abraço

    ResponderExcluir
  8. Taís:
    espero que los brasileños elijan la mejor opción, para el bien del país. Brasil se merece lo mejor.
    Beijos e abraços.

    ResponderExcluir
  9. Tais, é mesmo intrigante - mesmo que a gente não se envolva com essas questões, elas nos tomam, nos pesam, chegam, estão por todos os lados.
    Na eleição passada, já houve mobilizações calorosas pela internet, mas acho que esta eleição, superou em muito o quesito ódio, falta de educação, ética, gentileza.
    Poesia traz mesmo leveza ao nosso ser.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  10. Estou como tu, querida amiga! Que o povo brasileiro que também é o meu, escolha em consciencia e com sensatez para que esse grande país volte a ter algum sossego e paz. Acredito que sim, amiga. As redes sociais muitas vezes atrapalham, mas também fazem com que a informação chegue a todos os cantos desse pais/ continente. O povo está muito mais atento e saberá escolher. Um beijinho aos dois e ...aguardemos com a tranquilidade possível.
    Emilia

    ResponderExcluir
  11. Olá Taís é melhor ler poesias a ter que pensar em politica ou politiqueiros. Já estou conformada amiga, há muito que já desisti de ouvir balelas políticas, não discuto com ninguém, nem luto por nenhum deles, mesmo porque a coisa está assim se correr o bicho pega se ficar o bicho come :).
    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. OI TAÍS!
    TE LENDO AGORA, VEJO QUE TAMBÉM EU, NESTE PERÍODO POUCO TENHO CRIADO, SÓ NÃO HAVIA ME DADO CONTA DE QUE ISSO,ERA FRUTO DA ANIMOSIDADE COM QUE ESTAMOS SENDO BOMBARDEADOS PELAS REDES SOCIAIS. TAMBÉM ACHO QUE CADA UM TEM O DIREITO DE PENSAR DIFERENTE DOS DEMAIS MAS, DAÍ A OFENSAS E BRIGAS, É DEMAIS.
    ABRÇS
    https://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, querida amiga Taís!
    Ainda bem que não estou mais ligada nem no face nem insta... Ufa! Ouço dizer tanta coisa e nem abalada estou pois não estou lá vendo mediocridades com a desculpa de ter que se estar antenado (a).
    Estou melhor longe disso tudo...
    Viver no real já nos pontua como vão as coisas em termos políticos e aqui, em minha cidade, tem ânimos acirrados igualmente... não vou usar as rede para me desumanizar... aqui, é para refrescar e dar Amor aos semelhantes, como você faz com suas belas postagens edificantes.
    Desabafo bem compreendido e gostei de vir aqui agora... a vida requer ânimo e generosidade para o Bem Maior.
    Deus a abençoe muito!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  14. Continuo nas redes mas tento ignorar as postagens que não me agradam. Mantenho minhas poesias e temas que não me deixem perder a leveza que desejo para meu cotidiano. É evidente que poucos se atraem pelo que me motiva, mas lanço minhas sementes.

    ResponderExcluir
  15. Olá querida Taís,

    Compreendo e me identifico com a questão de não existir
    uma necessidade de animosidade, agressividade e falta de
    educação na relação de lidar com as diferenças.
    Acredito no caminho do respeito e o uso da palavra como
    veículo de sinceridade, reflexão e partilha.

    Votos de final de semana na paz e harmonia!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  16. desejo tudo de bom para voces todos bjs bfs

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde querida Tais, troquei videos sobre tal assunto pelo chaves srs
    só assim para ficar em paz, rindo e rindo srs
    feliz sempre bjs

    ResponderExcluir
  18. Olhe Tais, é nessa hora que se vê a 'educação', o respeito a individualidade, o saber ouvir e filtrar para só depois, se for o caso, assimilar. Um processo trabalhoso, mas que depois se torna confortável. Não vale a pena estressarmo-nos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Taís!
    Eu não estou aguentando mais tantas agressividades nas redes sociais,não entro em conflitos,não falo sobre política e espero que seja bem escolhido o nosso Presidente e o Governador que ainda não foi em cada Estado,como aqui em São Paulo.
    Não votei no 1º turno,mas votarei no 2º se Deus assim me permitir.
    Bela crônica.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  20. Espero que tus deseos sean reales, la palabra tiene mucha fuerza y no siempre se dice la verdad, tan solo se consigue lo que uno pretende, un feliz domingo.

    ResponderExcluir
  21. Que vença alguém que dê PAZ ao vosso país!!! Bj

    ResponderExcluir
  22. Que essas eleições tragam tudo de bom ao povo Brasileiro.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  23. Acho que nada será como dantes depois de 28 de Outubro.
    E porque há valores que poderão ficar em causa, não sei o que vai acontecer, mas talvez não seja nada de bom para ver...
    Enfim, estou muito pessimista em relação ao vencedor anunciado. Mas oxalá eu me engane totalmente.
    Taís, uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  24. Oi Taís
    O momento político tem sido o palco preferido para as pessoas destilarem o seu ódio
    Quanto ao futuro do nosso país não motivos para que sejamos otimistas
    Mas que vença o menos pior e que ele tenha a hombridade de trabalhar pelo país
    Beijos e uma feliz semana minha amiga

    ResponderExcluir
  25. Infelizmente tudo leva a crer que destas eleições sai um país profundamente dividido.
    Oxalá assim não seja, mas é essa a ideia que fica.
    Beijos, boa semana

    ResponderExcluir
  26. Querida Vizinha/Escritora, Taís Luso !
    Estamos muito longe da educação e do respeito,
    de que tanto reclamas e com razão.
    Na disputa pelo poder, vale tudo, inclusive
    mentir.
    Aguardemos, para ver o final desta "guerra".
    Um carinhoso abraço.
    Sinval.


    ResponderExcluir
  27. Tais Luso, em palavreado é normal as campanhas eleitorais serem de certa agressividade, por políticos. Mas a presente no Brasil, atinge muito as redes sociais, até aqui em Portugal, onde os Brasileiros já têm grande representatividade, bem expressa em manifestações de rua, a propósito destas. beijos

    ResponderExcluir
  28. Tiene toda la razón. así estamos por todas partes. Creo que la ceguera ante sus propias palabras y actos, es lo que puede decir hoy de la mayor parte de los políticos. Esto que es tan evidente se les debe decir: "por favor, dejen de insuoltarse" y muestren su programa de gobierno y su compromiso público de cumplir. Todo partido que no cumpliera al menos, con el 80% de todo lo prometido durante su campaña, debería abandonar el gobierno, en un plazo razonable. Sucede que, además, de prometer cosas que saben no van a poder cumplir también ocultan las consecuencias de determinadas acciones. Este es el panorama, en España pasa más o menos lo mismo.

    Les deseo que elijan al mejor, que sea posible otra vez el respeto al projimo. Que se cumplan las leyes en beneficio de ese maravilloso pueblo y que se recuerde ese período -si fuera posible- como una pesadilla de la que fue posible despertar.

    Un abrazo inmenso para todos los brasileños.

    ResponderExcluir
  29. En época electoral los dirigentes lanzan unas bravatas demasiado peligrosas, creo que sin estar de acuerdo con el oponente el respeto a sus ideas debe ser lo primordial.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  30. Bom dia, Tais!
    Desta vez também eu não sei que te diga…
    Mentiria se dissesse «tem calma, vai tudo correr bem» porque, lamentavelmente, não é isso que eu penso. (Já disse o que não queria dizer, mas faz de conta que eu nada disse.)
    Calma amiga. Nada de stresse. Tanta agressividade, tanta sujeira política desgasta, mas em "tempo de eleições” há que cuidar dos corações.
    Que domingo o dia nasça pleno de paz, amor e alegria. E que o voto dos cerca de 150 milhões de brasileiros seja um laço único, verde e amarelo, de reconciliação nacional.
    Eça de Queirós dizia que “políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, pelo mesmo motivo”, então, BRASIL, está na hora!
    Muita esperança e calma, querida amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  31. De fora, só posso desejar que tudo corra da melhor maneira para o país e para o povo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  32. oi Taís, te entendo bem. Mas apesar do clima tenso que paira no ar, afetando nossa inspiração para criar algo amistoso, sua crônica ficou muito boa. *beijinhos pra ti*

    ResponderExcluir
  33. Ya falta poco, espero apreciada Tais, para que tu querido país vuelva a la paz, la cordura y la unidad. No se merece otra cosa.

    ResponderExcluir
  34. Também tenho essa esperança, ainda que a perplexidade seja maior. Demora, mais a purgação de todos os males que nos aflige, virá um dia. Ainda que saibamos que há uma nova geração de políticos na fornalha, a verdade é que ainda votamos muito mal...
    Beijos, minha amiga Taís!

    ResponderExcluir
  35. Te comprendo muy bien. Cómo acertar con nuestro voto cuando la avasalladora presencia de datos nos agobia, cuando la información deviene en catarata, cuando la concisión superficial impide profundizar en la realidad, en contrastar aquí y allá, como fue siempre el periodismo.
    Tengo la sensación de que para todos en estas circunstancias, acertar en las elecciones es más bien cuestión de suerte.

    Así que os deseo una buena sorpresa y que el Destino os premie con un golpe de suerte.

    ResponderExcluir
  36. Espero Taís, que o povo brasileiro possa viver com mais calma após as eleições de 28 de Outubro. Beijos

    ResponderExcluir
  37. Bom dia, Taís
    E você tem toda razão.
    Eu também não suporto mais tanta troca de ofensas.
    Mais uma vez escrevestes muito bem.
    Agradeço a gentil visitinha.
    Um beijinho carinhoso de
    Verena.

    ResponderExcluir
  38. Não sei não....Acho que ainda não é desta, que fica
    feita uma clarificação...Mais um....,dois....,três anos....!!??
    Muito complicado. Boa sorte para vocês.
    Impossível ficar de fora, com as movimentações que vão por aqui...
    Beijo

    ResponderExcluir
  39. Taís, nestes longos anos de eleitor nunca tinha visto algo tão nojento de campanhas de todos os lados.Não sei se por advento das tecnologias e criação das redes. Sei que criou-se um clima de ódio e intolerância, que levaram às palavras sentimentos estranhos e outros adormecidos aflorarem. Fiquei estarrecido e ainda estou com o nível de agressão pelas redes e as criações mentirosas no sentido de denegrir as imagens e ainda ler sobre temas, que julgávamos enterrados desde 1984 com as diretas já. Muito triste amiga estar em meio à este bombardeio de inconsciência.
    Um bom fim de semana com paz e que Deus ilumine a nação no que vier.
    Meu abraço de paz e luz e tudo de bom para vocês.
    Beijo amiga.

    ResponderExcluir
  40. Sempre me alegra o coração e a alma com tuas visitas lá no bloguinho, na minha vida. Vivemos momentos de "emoção e perplexidade", muito bem dizes tu nesta crônica, sempre muito bem escritas por ti. Tenho, sinto estas dúvidas, o que pode acontecer...quero ser positivo, mas tenho medo, e o pior é que é para os dois lados, aguardemos o melhor para o país. Sempre, sempre muito bom estar neste blog, me sentido incluído em um grupo, um belo grupo de pessoas que por aqui aportam, obrigado.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  41. Boa tarde Thaís,
    Uma excelente crónica.
    Desejo que no próximo domingo, com ânimos serenados, o povo do nosso país irmão, possa escolher em consciência e paz a pessoa que melhor possa servir os destinos do Brasil e do seu querido povo.
    Beijinhos e muita paz
    Ailime

    ResponderExcluir
  42. Oi Taís
    É difícil escrever nessa situação política e, vemos a ganância sucumbindo pessoas não na morte da carne, mas na do espírito.
    Espero que o próximo ano respiremos mais aliviados e que o nosso grandioso Brasil,"lindo por natureza" possamos viver a fartura numa terra em que tudo planta dá.
    Que o homem se conscientize que a morte é para todos e viver feliz e em paz é uma dádiva que Deus nos deu e muitos homens esquecem que são feitos de carne e que ela apodrece e morre e os se deve deixar para os filhos? Valores, que hoje trocados por riquezas nos paraísos fiscais e que não podemos levá-los no caixão.
    Portanto, que seguimos com os bons feitos para ficar pertinho do Senhor.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  43. Tenho a esperança que o povo brasileiro não perde o bom senso
    bjos

    ResponderExcluir
  44. Aguardemos então, Tais Luso... Que Deus proteja o povo e a grande nação brasileira.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querido amigo, assim seja! Aguardemos.
      beijo

      Excluir
  45. Vemos com apreensão o dia de amanhã.
    O Brasil é uma grande nação. Que os novos trilhos sejam de paz e progresso!

    Beijos, Taís.

    ResponderExcluir
  46. Queridos amigos, meus agradecimentos, estamos saindo para votar, que Deus ilumine nosso povo e olhe pelo nosso país.
    Beijos a todos!

    ResponderExcluir
  47. ... Hoje é um novo dia, vamos adiante! Que venham melhoras!...
    Um abraço e boa semana...

    ResponderExcluir
  48. O discurso de vencedor tudo bem, mas não condiz com o passado.
    Falta ver o futuro!!!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardemos, Daniel, é preciso arrumar o caos, com paz e com braço forte.
      beijos.

      Excluir
  49. Bom dia, querida Tais,
    estou meio devagar nas minhas visitas e comentários, mas você sabe que não é má vontade.
    Ainda bem que o dia seguinte chegou, realmente essa campanha eleitoral foi terrível, eu fiquei um pouco afastada da mídia, mas houve certos momentos que senti asco, nojo literalmente. Que Deus nos dê dias melhores, que saibamos junto ao novo governo liderar a necessidade do povo brasileiro. Que as ofensas sejam transmutadas pela amizade, pois muitas se foram. Beijos!

    ResponderExcluir
  50. Então, tais, a maré alta passou, e temos ainda um grande mar para atravessar. Eu me ausentei por alguns dias para pescar. voltei um dia antes das eleições, com a cabeça vazia dessas tantas coisas corrosivas. Povo cobrando minha ausência, mas foi para uma boa causa. rsrs Grande beijo.

    ResponderExcluir
  51. Lá se foi o dia da eleição e a divisão permanece, bem como a agressividade, os mimis cansativos. Infelizmente, vamos a demorar a ter uma unidade brasileira de torcida para que o País saia do buraco e se possa respirar com tempos de mais delicadezas. bjs

    ResponderExcluir
  52. Uma reflexão sobre actos agressivos... algo que o novo Presidente, precisa fazer... até porque deseja armar todo o mundo... pois se as pessoas se balearem entre si... talvez menos pobres necessitem ser castrados... e menos dinheiros públicos, gastos nesse sentido... como deduzi, pelos seus discursos, que aqui passaram nos meios de comunicação...
    Enfim!... Me desculpe, Tais... mas tenho a impressão mais baixa possível, sobre quem foi eleito, aí desse lado do Atlântico, para tal cargo...
    Como já tenho dito... nem sempre corrupção significa anti-democracia... e nestas eleições... no meu entender... parece que um anti-democrata foi eleito... democraticamente... mais um... dos que andam despontando em muitos países... também aqui na Europa, infelizmente!...
    Às vezes, o povo... não consegue pensar no longo prazo... e acaba escolhendo... o pior de dois males... só para cortar, com o sistema prévio... e os ditadores sabem disso... enfim... ainda hoje continua sendo incrível, pensar que Hitler também foi eleito democraticamente...
    Beijos, Tais! Confesso que vou botar mais esperança nas vossas próximas eleições... se continuar havendo chance de que as mesmas se continuem realizando... democraticamente...
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Amiga, se você vivesse no Brasil, como nós brasileiros, se você conhecesse a fundo a história do PT, se você conhecesse a fundo a história do Lula, se você conhecesse a fundo a história do Bolsonaro, talvez outra seria sua ideia a respeito dessa eleição.
      Quanto à Democracia, o PT sempre a usou nos mesmos moldes de Antonio Gramsci, fundador do Partido Comunista Italiano, que ensinou que para esconder um regime de força, contrário a Democracia, diga que estás defendendo a "Democracia". Portanto, Ana, não posso concordar com nada o que você diz a respeito de nossas eleições, embora respeite esta tua posição ideológica de esquerda.
      Um beijo.

      Excluir
  53. Para a supresa geral,apesar de ja esperar algo assim,eu estou admirada e por enquanto satisfeita pela conduta do nosso Presidente. É oro para quê a paz reine e que finalmente o Brasil sai dessa situação lamentável. Beijos.

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muito obrigada por deixar seu comentário, se necessário for, deixarei resposta a alguma pergunta.
Abraços a todos
Taís