10 de fevereiro de 2010

DO ESPARTILHO ÀS PASSARELAS DE HOJE




- tais luso de carvalho


O espartilho surgiu por volta do século XVI - ou talvez um pouco antes - para valorizar as formas do corpo e sustentar o busto feminino, já que não existia o sutiã. Peça desconfortável, estruturada por barbatanas metálicas, longas e fortes amarrações nas costas.


Há mais de 100 anos, formou-se em Paris, a 'Liga das Mães de Família' destinada a 'bater duro' em prol da beleza da mulher, mas contra a mutilação do corpo pelo espartilho. Essa liga que já contava com numerosas adesões partia do seguinte princípio:


- O espartilho comprimia o corpo da mulher e deformava-lhe o tórax;
- Impedia-lhe de respirar normalmente;
- Deslocava os órgãos e provocava o seu mau funcionamento;
- Impedia a coluna de executar várias flexões;
- Atrofiava os músculos que ficavam imobilizados.


A mulher 'espartilhada' vivia num constante estado de asfixia. Dizia um médico, Dr. Porak, que o espartilho era o precursor do túmulo da mulher. Nossa, que coisa de louco; é aquela coisa 'a beleza em primeiro lugar...'


Hoje, as mulheres estão lutando contra outra ditadura: a ditadura das passarelas que serve como exemplo para milhões de mulheres. Durante o São Paulo Fashion Week, desfilaram meninas caquéticas e com cara de doentes. Parece que fugiram do hospital. Falta comida, gente!
Magras, sem curvas, tudo para poderem levar as roupas com caimento perfeito, como se estivessem em cabides. Naturalmente li na mídia, que tal desfile não agradou aos que assistiram e nem aos estilistas que precisaram ajustar as roupas.


Segundo algumas meninas, elas são chamadas para desfilarem em outros países justamente pelo seu peso. Deve ser difícil de trabalhar: lá fora querem uma coisa, aqui o padrão está mudando, já há uma conscientização: beleza deve estar ligada à saúde. Isso graças a muitos movimentos e críticas que sai na mídia. Mas colocar o negócio em prática...


Muitas mulheres se espelham em modelos nacionais e internacionais e buscam o emagrecimento de uma forma descontrolada, passam da conta. Particularmente não aprecio desfiles porque antes da roupa vejo a pessoa; meu olho bate e não consigo desviar meu olhar de meninas emburradas, com cara de famintas e sem alegria alguma. E com um caminhar meio esquisito que até hoje não entendo. Como vou prestar atenção na roupa?


Alô, meninas... Arroz, feijão, carne, salada, verduras, sucos... Um 'pouquinho' de cada coisa.
Vocês não sabem o que estão perdendo...


14 comentários:

  1. Lindona!
    Haja cintura!!! rs
    Um pouco acinturada fica bonito, mas demais fica sem naturalidade!
    Bjkas!!!

    ResponderExcluir
  2. =E isso aí, essa magreza toda é muito feia.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Tais.

    E queimaram os sutiãs e agora trazem de volta um instrumento de tortura, espartilho me soa como um suspiro, falta de ar e uma costela fraturada (risos), me poupe, nada contra mas, não vejo utilidade além de querer ter uma cintura que infelizmente alguém nasceu sem.

    Beijo Adoro teu espaço.

    Renata

    ResponderExcluir
  4. Continuação do post anterior, interessante, mas o problemas que os nossos valores estão meio (vulgo totalmente) perdidos...

    Pois nunca deveriamos ter parametros algo que coloque risco a pessoas.

    Fique com Deus, menina Tais Luso.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. "Alô, meninas... Arroz, feijão, carne, salada, verduras, sucos... Um 'pouquinho' de cada coisa.
    Vocês não sabem o que estão perdendo..."

    Fantástic.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. As retas (porque curvas não possuem mesmo) que a mídia mostram são realmente um escandalo. Sem contar, que geralmente quando você vai a uma agência de modelos, eles geralmente pedem pra você emagrecer, não importa se você é um palito, você TEM que emagrecer. É uma verdadeira ditadura!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto:Arroz, feijão, salada, verduras... Um 'pouquinho' de cada..
    É o que ando fazendo,mas segundo meu clínico era preciso.O metabolismo resolveu fazer greve ....cansou e estava lento demais!!Mas ainda bem que a moda dos espartilhos fica para as mais afoitas e escravas da beleza...Tenho a cabeça no lugar e os pés bem fincados no chão.rsrs
    Boa Noite e um ótimo Carnaval!!Emília

    ResponderExcluir
  8. Tais Luso, minha querida amiga.

    Inicialmente, gostaria muito de agradecer sua visita nas "Entrelinhas".
    Não hesitei em vir visitá-la e francamente, achei seu blog maravilhoso. É o que costumo chamar de espaço dos sonhos para quem aprecia uma boa leitura.
    Minha querida, você possui tudo de melhor a oferecer, e eu não poderia deixar de agora, começar a acompanhar seus passos.
    Sua última postagem é um informativo importantíssimo, um alerta quanto aos malefícios dos antigos espartilhos, verdadeiros objetos de tortura, e que hoje, nas passarelas, foi substituído por ossos ambulantes, cabides de roupas, em sua maioria.
    É muito triste saber que coisas deste tipo continuem a acontecer, a olhos vistos, sem que nenhuma providência efetiva seja tomada, sabendo todos que a saúde não tem preço.
    No mais, a parabenizo pelo excelente trabalho, e terei imenso prazer em vir aqui, me deleitar com o melhor da leitura, e ainda, apreciar belas artes.
    Obrigada pelo presente.

    Um excelente feriado de paz e amor.

    Beijos no coração

    Regina Goulart

    ResponderExcluir
  9. Excelente post, um alerta a essas modelos que quase morrem de fome e anemia por fazerem parte da ditadura da moda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Tais, querida

    Como de costume um texto inteligente, atual e de utilidade pública.

    Gostei da chamada no último parágrafo.

    Comer é uma coisa, alimentar-se é outra, né?

    arroz, feijão e todo o resto é tudo muito bom. Basta saber balancear.

    Parabéns linda, por mais essa blogada.

    super megabeijo

    Lu C.

    ResponderExcluir
  11. Gostei do que vi e li no seu blog.Obrigada por seguir meu blog.

    ResponderExcluir
  12. PARABÉNS PELO BLOG, ACHEI MUITO INTERESSANTE E MUITO CRIATIVO. SHOW! BJOS!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. E un día mas de recorrer blogs interesantes, hoy paso por el tuyo que esta lindo...!!!
    Ya me agradaría a mí que, si pasas por el mío, también te suceda lo mismo...!!!
    Pero cualquiera que sea la impresión... siempre habrá una bienvenida para tí!!!

    Sergio

    ResponderExcluir
  14. Bem certo. Elas não sabem que estão perdendo a saúde. Excelente crónica esta, como já é habitual quando paramos por aqui.
    Um beijinho,
    Maria Emília

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso