15 de maio de 2011

VOCÊ CONHECE O SEU TEMPERAMENTO?


Ao detectarmos nosso temperamento, podemos ter uma noção de como melhorar o nosso convívio em sociedade, para um convívio mais equilibrado, menos conflitante, menos exigente e mais agradável. É um estudo sério, com participação de psiquiatras da PUCRS. 

Segue abaixo, então, o 'Estudo da Pesquisa Bases Neurobiológicas e Tratamento de Transtornos Neuropsiquiátricos do Programa de Pós - Graduação em Biologia Molecular e Celular da PUCRS' sob a orientação dos psiquiatras Gustavo Ottoni e Diogo Lara. 
(Caderno Vida ZH de 19.2.2011).

Temperamento é a natureza emocional da pessoa que define a qualidade de humor predominante nela ao longo da vida. O temperamento é basicamente definido por herança genética e influências externas, como criação e o ambiente onde se vive. É relativamente estável ao longo do tempo, mas pode variar um pouco com a idade ou experiências marcantes, como traumas, acontecimentos muito positivos, doenças ou uso de drogas.

Segundo os pesquisadores, o temperamento também é um indicador de predisposição a algumas doenças psiquiátricas, como depressão e bipolaridade. Quando os comportamentos extrapolam, passam a ser exagerados e começam a atrapalhar a vida social, nesse sentido, podem se tornar uma patologia.

Nem todos precisam de tratamento, as pessoas em geral se adaptam ao seu jeito de ser ao natural. É preciso tratamento quando se passa para o nível de doença e desequilíbrio. Nesses casos muitos precisam de terapia e medicamentos.

CONHEÇA OS TEMPERAMENTOS


1. EUTÍMICO:
Estável, previsível,equilibrado, com boa disposição e, em geral, sente-se bem consigo mesmo.
2. OBSSESSIVO:
Rígido, organizado, perfeccionista, exigente, lida mal com erros e dúvidas.
3. ANSIOSO:
Preocupado, cuidadoso, inseguro, apreensivo e não se arrisca.
4. CICLOTÍMICO:
Humor imprevisível e instável (altos e baixos), muda rapidamente ou de maneira desproporcional.
5. HIPERTÍMICO:
Sempre de bom humor, confiante, adora novidades, vai atrás do que quer até conquistar e tem forte tendência à liderança.
6. DEPRESSIVO:
Com tendência à tristeza e à melancolia, vê pouca graça nas coisas, tende a se desvalorizar, não gosta de mudanças e prefere ouvir a falar.
7. IRRITÁVEL:
Sincero, direto, irritado, explosivo e desconfiado.
8. EUFÓRICO:
Expansivo, falante,impulsivo, exagerado, intenso, não gosta de regras e rotinas.
9. DESINIBIDO:
Inquieto, espontâneo distraído, deixa as coisas para a última hora.
10. DISFÓRICO:
Tende a ficar tenso, ansioso, irritado e agitado ao mesmo tempo.
11. VOLÁTIL:
Dispersivo, inquieto desligado e desorganizado, precipitado, muda de interesse rapidamente, tem dificuldade em concluir tarefas,
12. APÁTICO:
Lento, desligado, desatento, não conclui o que começa.

HOMENS EUFÓRICOS:

O temperamento eufórico apareceu com mais frequência entre os homens. Pessoas que se enquadram nesse perfil são expansivas, falantes, impulsivas e não gostam de seguir regras ou rotinas. Tendem a infringir mais regras e ter comportamentos irresponsáveis como exceder o limite de velocidade dirigindo – afirma o psiquiatra Gustavo Ottoni.

MULHERES INSTÁVEIS:

Esse perfil ciclotímico ocorre mais em mulheres, segundo o psiquiatra integrante da equipe – Ottoni. Pode ser por causa da variação hormonal, devido ao ciclo menstrual que afeta comportamentos e emoções, porém não há uma resposta exata.

OS MAIS POSITIVOS:

Os perfis mais positivos são o Eutímico e o Hipertímico. As características desses temperamentos são as que menos apresentam riscos de desenvolvimento de patologias psiquiátricas.

Segundo o psiquiatra Diogo Lara, as pessoas que preferem a noite, geralmente se enquadram nos perfis mais instáveis, enquanto os que preferem a manhã tendem a ser mais regrados.

A pesquisa mostrou também que, quanto maior a preferência pela noite, menor é a capacidade de organização, cautela e foco. Isso só é amenizado nas últimas horas do dia, quando a pessoa apresenta maior energia. Essas características também estão associadas a maior criatividade, em geral, enquanto os matutinos são os tipos mais organizados, mais certinhos.

Até os 20 anos, há uma clara preferência pela noite, com baixa energia pela manhã. Essa preferência decai até os 40 anos. A partir dos 50 anos, a tendência é de que a pessoa sinta mais disposição nas primeiras horas do dia. Quanto mais energia se tem pela manhã, mais cedo se acorda. Claro que são dados populacionais, é um movimento de grupo. Alguns indivíduos podem ser noturnos a vida inteira – conclui o psiquiatra.


25 comentários:

  1. Fiquei inseguro...creio que sou ansioso...e volatil...Eu pecador me confesso...
    Mas que 'problemão' aqui arranjei....
    Como sempre...um post cuidado e muito
    interessante...
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante e revelador.
    Beijos e boa semana!
    Carla

    ResponderExcluir
  3. Adorei a materia.
    Mas assim acho que vou precisar imprimir para formar a minha peronalidade, kkkk. São tantos pontos diferentes.

    Xi acho que sou mutante, kkkk.

    Mas o assunto é sério quanto as doenças e devemos ficar bem expertas nisso.

    Transtornos de humores podem não ser só TPM podem ser desencadeados por doenças.

    Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente não estou entre os melhores, me encaixei melhor no desinibido.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Bom texto,irei estudar melhor a matéria.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Taís,

    Este artigo me deixou nervoso e instável, com momentos de extrema melancolia. Logo depois de lê-lo, cai numa gargalhada enlouquecida, os olhos arregalados, então depois me abati e chorei.

    Acho que sou um caso para internação.

    Vou repassar para os meus amigos lá da clínica, rs


    bjo
    Cesar

    ResponderExcluir
  7. Uma interessante postagem, Taís.
    Naturalmente que todos nós estamos impregnados de defeitos, principalmente levando em conta os valores da sociedade contemporânea.
    Muito sério e proveitoso o seu estudo.

    Carinho,
    Jorge

    ResponderExcluir
  8. Ai... Sou ciclotímico. Kenny Rosa

    ResponderExcluir
  9. Oi Taís,
    eu não estou entre os melhores, o que significa que tenho muito pra trabalhar...ai,ai....
    Um bjo!

    ResponderExcluir
  10. Preciso reler esse post uma dezena de vezes, preciso me conhecer, preciso saber porque atraio algumas pessoas ao passo que outras estou a repelir. Muito grat, Taís, por esse post tão instrutivo.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Uau. Sabes que não me achei? Será que existo? Sou um ET? E se não for? Caracas, vou me internar. Rsrsrs.

    Uma aula e tanto, Taís.
    Bjsssssss

    ResponderExcluir
  12. Preciso mostrar isso para o meu psiquiatra, Tais. rsrs.

    Falando sério, acho que sou personagem do Guimarâes Rosa. Já que Minas são muitas, sou um bocado de temperamentos também. Mas na maioria das vezes sou calmo, gosto das coisas certinhas, acordo cedo, durmo cedo, meu humor está mais para o bom do que para o instável e, não sei se pela loucura do mundo , se pelo envelhecimento ou os dois, estou tendendo a uma quietude no meu cantinho cada vez mais frequente.

    Muito bom e revelador esse estudo. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  13. Oi Taís!
    Encontrei vc lá no blogue da minha amiga MA. Adorei chegar aqui, pois seu blogue é dos que não mais quero perder. Quero convidar voçê a ser minha amiga e me seguir em meus espaços. Tenho vários blogues, alguns são sobre politica, coisa que muita gente não gosta de falar e comentar, mas te agradeço se me seguir no "Angola eu te amo" no "Poesia arrancada da alma" mas principalmente no "Transpondo Barreiras".

    Então aproveito para te deixar um beijo bem carinhoso e aguardo que sejamos bons amigos.

    ResponderExcluir
  14. Taís, bom dia. Seu texto já está postado no meu blog. Te pedi permissão mas antes da sua resposta não ressisti , me antecipei e lá está ele.
    Excelente, uma aula fantástica.
    Magnólia

    ResponderExcluir
  15. Taís,

    bom dia!!

    lindo seu blog, agora seguirei você sempre...
    Ótima postagem, eu conheço sim meu temperamento, acredito que me conheço bem, pelo menos procuro...
    Pela sua reportagem me encaixei bem e detalhes de alguns temperamentos, rsrsrs
    Sou uma mistura boa, mas meu ponto marcante é o bom humor, minha determinação entre outros.
    Muitos beijinhos para você.
    Suzana Drummond

    ResponderExcluir
  16. Para MAGNÓLIA MOURA:

    Amiga, sem dúvidas, você pode levar para seu blog, quanto mais esta matéria for lida, mais pessoas se beneficiarão.

    Grande beijo
    Tais

    ResponderExcluir
  17. Aaai Meu Deus! Fiquei foi com medo, rsrs...
    Não sou muito boa em instabilidade, não...
    Bastante interessante esse post Taís, muito bacana!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Cara Tais

    Acho que fiquei flutuando entre o Eutimico e o Ansioso, dependendo da situação e também com umas pitadas de Eufórico. Será que é possível isso?

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  19. "No equilíbrio da vida se esforce para não despencar e atingir o fundo mas se isto acontecer escale novamente as paredes da dificuldade e chegue ao topo com mais força naquilo que o fez cair." (Bob Marley)

    Abraços: Leandro Ruiz

    www.lleandroaugustto.blogspot.com

    www.eu-e-o-tempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. EUTÍMICO: Eu sou... OBSSESSIVO às vezes; altamente ANSIOSO.
    CICLOTÍMICO não; acho que não.
    HIPERTÍMICO talvez; mais ou menos.
    DEPRESSIVO não altamente; mas um pouco de vez em quando.
    IRRITÁVEL sou umpouco!
    EUFÓRICO por que não gosto de regras e rotinas. DESINIBIDO eu me considero!10. DISFÓRICO certamente!
    VOLÁTIL não, pelo menos não me vi na descrição. APÁTICO certamente não!
    Adorei ler esse texto.

    ResponderExcluir
  21. Amiga, eu não conheço meu temperamento, não... rsrs Não
    me atrevo a buscá-lo nessa lista. Acredito que seja mais fácil para os amigos - bem como para os inimigos rsrs - defini-lo. E aí,... não sei, não... Polipolaridade, existe? rsrs

    Bjs, querida. Perdoe a demora. Esta semana o trabalho está fazendo picadinho do meu tempo para a rede. E as visitas estão indo, mas bem devagar; quase parando. Inté!

    ResponderExcluir
  22. Hiper nteressante a materia. Me encaixei em alguns destes perfis...que acredito ter cura! rs
    Os cometarios de seus amigos 'e um complemento perfeito a sua cronica.
    Meus parab'ens pela escolha do tema!!

    Um beijo...e um dia de paz!

    Ma ferreira

    ResponderExcluir
  23. Só sei que funciono bem à noite, e por sinal, não sei em qual dos tipos me enquadro...kkkk...
    São tantas emoções, como diria o Roberto Carlos. Gostei do post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Simplesmente adorei este blog! Adorei a matéria e descobri que me enquadro em todos do 6 até o 12. vish. haha
    Tudo de bom e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  25. Muito boa tarde querida Tais.. tema importante que vai nos moldando.. eu tenho um arquivo perfeito sobre isso, até video no youtube eu vi e explica muito bem tb..
    aqui citaste vários, mas existem 4 que somam-se a todos estes, o melancólico, fleumático, colérico e sanguineo..
    poderia eu faalr muito mas tb posso te mandar o arquivo que tenho.. é bem detalhado..
    eu me encaixava no melancólico, reclamava demais rsrs hj estou mais controlado, aos poucos vamos melhorando, mas que ng aguenta isso é fato, nem eu mesmo me aguentava as vezes rsrs
    tudo tem um propósito e se a gente souber olhar tudo em todos os angulos a nossa vda vai se moldando.. espero que já esteja tri bem por ai.. beijos meus e feliz sempre

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso