6 de outubro de 2008

ZÉ AUGUSTHO MARQUES / Poesia e Prosa


VERSO E INVERSO DA PAIXÃO – pág 22

Que importa ao mundo suas ilusões
Bocas unidas a pregar mil presságios
Se a paixão nos cobra juros e pedágios
Por uma estrada estreita de emoções
.

Paixão de tão louca à revelia
Faz o solitário espantalho
Duvidar da alegria
E enganar a todos os pássaros
Seus repetidos segredos da vã filosofia.

FLORES ARMADAS / Prosa Poética-

(...) pág 74

Vem conosco
aprender a ter vergonha
Do encalhe
de minutas
no congresso.
Vem ver
um batelão
de novos
Naias, Joãos de Deus, Rorizes
e horrorizes
varizes podres
do poder
Várzeas
no asfalto
de Brasília!
E continuam
a chegar com
suas cobiças...
.
Zé Augustho Marques, poeta, crítico de arte, colunista de várias revistas e jornais.
Tem seis livros publicados de Poesia, Contos e teatro.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AOS AMIGOS

Muitos blogueiros não estão mais recebendo as notificações de comentários em seus e-mails. Os comentários entram direto para as configurações do blog. Todos ficam apenas lá. E de lá são publicados.

Muito obrigada por sua participação nos comentários.
Comentários anônimos não são postados. Identifique-se.
Abraços a todos
Taís