26 de agosto de 2010

GERAÇÕES / Luiz Coronel



Pai, vem comigo à praia,
ajuda a prancha levar.
Estou de pé sobre as ondas,
domando as ondas do mar.

Pai, me leva ao Snake.
Em declives de cimento
eu mergulho e venho à tona
bem mais rápido que o vento.

Pai, pega carona na moto
e sente o aroma da vida.
Livre, qual potro ou fera
entre estradas e avenidas.

Pai, vem comigo à montanha,
do topo da claridade
eu me atiro de asa-delta,
voando sobre a cidade.

Pai, se te sentires cansado
de tão pesada excursão
eu te carrego nos braços
enquanto beijo tuas mãos.


14 comentários:

  1. Quem dera que fossemos mais seres humnos para tratar melhore os nossos pais e mães...

    Fique com Deus, menina Tais Luso.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Absolutamente lindo. Original, criativo e moderno. Amei.
    Bjux

    ResponderExcluir
  3. Já li alguns poemas de Luiz Coronel, embora não saiba muito sobre ele, exceto que é natural de Bagé, cidade do segundo marido de minha avó materna, - um avô postiço por quem tinha muito afeto; a pessoa que me conduziu ao gosto pela literatura. O poema que você publica eu não conhecia. É muito bonito e, de algum modo, me remete a esse inesquecível avô.

    Taís, minha querida, muito obrigada por divulgar meu blogue aí no seu Porto. Estou me sentindo muito honrada por ver o Fundo ancorado nesse seu mar de preciosas publicações.

    Bjs, minha amiga. E inté!

    ResponderExcluir
  4. Sabias que és um dos meus amig@s? Venho agradecer-te por existires e seres um del@s...! Se vais ao meu blog saberás a que me refiro... e se queres levas contigo o regalo que, com muito carinho, está pensado para pessoas como tu...!
    Mereces mais..., mas é o melhor que posso dar-te hoje... És um presente para mim... E é o que eu posso oferecer-te, hoje, a ti...

    Um abraço.

    Sergio

    ResponderExcluir
  5. Gostei...,simples...'entendível',se
    calhar de outras eras...
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Belíssimo, Taís! Vou no google pra ver se tem mais sobre esse poeta. Parece ser dos ótimos. Abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  7. Já fui lá, Tais. Tem um site (antonio miranda. com), com uma biografia e vários poemas lindos dele. Abração.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo! Não conhecia esse poeta. Singelo mesmo.

    1 bjo

    ResponderExcluir
  9. Um poema tão amoroso quase uma oração. Lindo e a foto ficou ótima.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. amiga que lindo poema.amei,beijos tere.

    ResponderExcluir
  11. Na doçura dos versos pairam fortes emoções.Pureza e afetividade!Forte beleza, Taís.
    Linda poesia!
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  12. Oi Taís.
    Adorei o texto. Lindo de verdade. Não conhecia!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Não posso falar outra coisa: lindo!

    ResponderExcluir
  14. Lindo o poema amiga Taís. Parabéns!! É muito bom vir aqui.

    Bj

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso