13 de julho de 2011

DO POETA MARIO QUINTANA...




O PRIMEIRO LIVRO

'As Minas de prata, de José de Alencar. Só o primeiro volume, o outro eu não o tinha na mão. Essa insatisfação inicial do meu primeiro contato com a literatura deu uma feição curiosa à minha maneira de ser nessa matéria, fato, todavia, que não interessa ao público em geral e por isso deixa de ser aqui explanado.'

FICÇÃO E CONFISSÃO

'A minha biografia está implícita nos meus poemas. Toda confissão não transfigurada pela arte é uma falta de linha, uma presunção. O que é que os outros têm a ver com isso?'

FARDA, FARDÃO, CAMISOLA DE DORMIR

'Entrar para uma Academia de Letras tem algo de hipocrisia, pois o cara é logo obrigado a pronunciar, no seu discurso de recepção, o elogio do seu antecessor. E o pior é quando ele é honesto e sente-se na obrigação de ler de fio a pavio as obras completas do falecido.

Além disso o acadêmico comete um meio suicídio, dedicando metade da vida a solenidades e rapapés, quando poderia empregá-la toda no silêncio e no recolhimento da criação literária.'

'Todas as Academias são uma espécie de sociedades recreativas e funerárias'.

CELIBATO

'Tive umas namoradas como todo mundo. Mas elas foram muito compreensivas porque acabaram casando com outros para preservar minha independência. O que eu gosto mais que tudo, é da minha independência.'

PRESENTE E FUTURO

'O presente é a coisa mais inapreensível que existe porque é uma espécie de sanduiche de nada entre o passado e o futuro.'

TRADUÇÃO E JORNALISMO

'Poeta é condição, não é profissão. Minha profissão é jornalista. É assim que está escrito na minha carteira profissional. Foi como jornalista que ganhei, na maior parte da minha vida, - o meu sustento - e a redação do jornal foi sempre o lugar onde eu me senti melhor, em toda a minha existência.'

DO MAL DA VELHICE 

Chega a velhice um dia... E a gente ainda pensa
Que vive... E adora ainda mais a vida!
Como o enfermo que em vez de dar combate à doença
Busca torná-la ainda mais comprida...

Casa de Cultura Mario Quintana / POA

 fonte: 
Caderno de Literatura Brasileira / Mario Quintana
 

16 comentários:

  1. Adorei o post, amiga!
    Beijinhos meus!

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga! Adoro Mario Quintana.Imbatível!Ele sempre me surpreende com suas reflexões e suas poesias.Um genio que se esconde através da simplicidade.
    Amei o Post.Um forte abraço Eloah

    ResponderExcluir
  3. Que maravilha; que saudades da casa de cultura. não tive o privilégio de conhecer Mário Quintana; mas admiro seus textos e gosto de ficar observando quando há exposições sobre ele.

    Obrigada por dividir conosco estas frases que parecem versos.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Anônimo23:29

    Sempre admirável Quintana, que na singeleza de palavras, dizia coisas grandes e profundas.
    Amei o post Tais. Obrigada por partilhar Quintana conosco.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
  5. Anônimo05:14

    Já lhe disse que sou apaixonado por Quintana? E inexplicável a conexão que tenho com seus escritos... Como sempre adorei o post. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Gostei de ler todos os dados que nos oferece...Adorei o conhecimento, bem como a casa 'cor de rosa'..
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela aula, amiga
    Ótima postagem!
    Tenha uma bela e abençoada tarde
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  8. Belas reflexões de Mario quintana. Um gênio...
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Taís te parabenizo pela homenagem ao Mario Quintana - maior poeta brasileiro. O Quintana - pensador extraordinário - é que torna possível o poeta maior. Um beijo do atelier

    ResponderExcluir
  10. Tais, eu não sou de tietagem , mas tem como não me encantar com um sujeito desses? É o máximo de integridade humana.

    Tem um diálogo atribuido a ele que eu adoro:
    Dizem que um vizinho o via fumando e pensando, sentado à porta de casa de vez e quando e perguntava: - aí, seu Mário, descansando? E ele: - não, trabalhando.
    Depois quando o via com uma pá ou enxada cuidando do jardim, dizia: - agora o sr está trabalhando né? e ele: não, agora estou relaxando. rsrs

    abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  11. Ter em nosso presente essas escapadas líricas do querido Quintana, me força a contradizê-lo em um pequeno aparte:
    nosso presente é um sanduíche recheado por tuas sempre apreciadas palavras,poeta!
    Que ele me desculpe a ousadia, Taís, mas frente a essa feliz postagem,não me contive.
    Sou fãzoca de vcs!!!
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  12. Tais

    Esplêndidas, muito sinceras e surpreendentes essas ponderações do Quintana! Adorei!

    Em especial a referente à ABL.

    ótimo post!

    bjo
    Cesar

    ResponderExcluir
  13. Taís, outro dia estive na casa de cultura Mario Quintana, fiquei admirando o quarto do poeta, as fotos na parede, o rádio, o café preto no copo e todas as outras coisas que faziam parte do cotidiano dele. Uma vida simples e bela. Grande Mário Quintana. Bjs

    ResponderExcluir
  14. Taís, tudo bem guria?
    Que coincidência, estou com um post por lá sobre Porto Alegre e Mário Quintana, faço questão que tu apareças por lá, como portoalegrense e dê sua impressão, por favor!

    Sobre seu post, maravilhoso! Quintana, em minha opinião, o melhor poeta brasileiro de todos os tempos. "Amar é mudar a alma de casa!"
    Precisa mais?
    Beijos!

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Querida Taís,
    Mário Quintana para mim é uma referência muito especial dentro da poesia. Ele soube, como poucos, definir tantas coisas puras do dia a dia dos porto-alegrenses. Mário sempre foi e continua sendo um encantador das palavras.
    Um ótimo fim de semana e um beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  16. Seleção esplêndida, minha moça!
    Gostei especialmente da declaração sobre as academias. O que se pensa ser uma nobre conquista, pode muito ser um estorvo à produção literária e mesmo ao socego.

    Abraços, querida!

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muitos blogueiros não estão mais recebendo as notificações de comentários em seus e-mails. Os comentários entram direto para as configurações do blog. Todos ficam apenas lá. E de lá são publicados.

Muito obrigada por sua participação nos comentários.
Comentários anônimos não são postados. Identifique-se.
Abraços a todos
Taís