1 de outubro de 2015

A MALDIÇÃO DO BOLO DE CHOCOLATE



           - Tais Luso


Putz… foi na volta para casa que resolvemos entrar numa cafeteria que já conhecemos: ótimos bolos de laranja, de cenoura, de castanha, pães de queijo macios por dentro e crocantes por fora… E outras delícias. Ontem só tinha bolo de chocolate para vender pra fora. Embora eu não goste de bolo de chocolate, resolvi encarar, talvez fosse implicância minha.  Com 200 anos de casada não sabia que meu marido também não curtia bolo de chocolate. Então comíamos sem gostar muito.  E compramos um enorme bolo.

Chegamos em casa, tirei da embalagem em que veio acondicionado. No fundo da sacola havia um recipiente com um furinho, uma coisa anexa, tipo calda. Que calda? Ninguém me avisou e separei para o lixo, desconfiei que poderia ser veneno, imaginei estricnina enfiada naquele buraquinho Sei que ando neurótica, mas pudera, ouvindo tantos assassinatos acho que estou ficando meio louca. Pedro salvou a calda. Ele tinha escutado sobre a calda colocada no fundo da sacola.

Fiz o café. Bolo na mesa. Mas que coisa horrorosa!! Deveria ter 100% de cacau, forte pra caramba. Resolvemos nos desfazer do bolo, só o cheiro já enjoava. Lembrei de ser gentil com a vizinha, tão boazinha

Não! Ela faz  feijão de enlouquecer sabe cozinhar e não vai gostar do bolo. Leva pra outra, a dona Rosa. 
           – Não tenho intimidade com ela pra levar um bolo! 
Dá pra faxineira na segunda-feira.
Não. Ela sabe fazer ótimos bolos.
Então dá pro zelador
Não; tá muito gordo, não precisa de bolo.
Então bota fora.
Calma, fofura, tive uma boa ideia: amanhã vou levar pro mendigo, defronte ao supermercado, aquele da cachorrinha Xuxa!

Confesso que a ideia também não funcionou. Pedro achou que o cara não teria como comer o bolo sem garfo, que faria uma sujeira terrível na frente do supermercado. Mas péra! Mendigo com fome come de qualquer maneira! E a Xuxa amaria o bolo, também! E ficamos discutindo o destino do bolo, sem uma saída, ainda. Mas botar fora, não! Ele serve pra matar fome. Levei fé no mendigo, que festa faria com o bolo! Jamais ele teria essas sutilezas com o chocolate forte, pô...!

Não; vai ser uma sujeira dos infernos! Esse troço esfarela todo. E a calda!? - lembrou Pedro.

Eram 3 horas da madruga, acabou meu sono, era só esse maldito bolo. O cheiro ficou nas narinas.
Ao meio dia fomos almoçar e levamos o bolo para o mendigo. Deus é grande.
Na nossa volta, estava ele lá comendo o bolo (com garfo) e uma coca-cola. O mendigo e a sua Xuxa se lambendo de felicidade
Arre, como foi difícil 'fechar' no mendigo, parecia oposição das forças ocultas.



_______________________________________________


31 comentários:

  1. Pôxa, adoro bolo de chocolate.
    Literalmente, uma deliciosa crônica!

    ResponderExcluir
  2. Acróstico

    Bem, nem tudo é bolo de chocolate
    Ou, ainda melhor que nem tudo o é
    Longe daquele detesta tal disparate
    Opções,: bolo de laranja ou de café.

    Debalde combater o bom combate
    Escolher o bolo no qual não leva fé
    Como se escolha teu apetite retrate
    Haja arrependimento em seguida até.

    O bolo alimentará o mendigo, afinal
    Contente com aquela calda melosa
    Onde o degustar terá gosto de Natal
    Louvada seja aquela coisa gostosa!

    Alguém quer o que nos parece mal
    Tende achar até meleca maravilhosa
    E bolo de chocolate passa a ser o tal.

    ResponderExcluir
  3. Passaram pela minha rua?Aqui acharia destino,rts bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. Amei a cronica, rsrs, nossa, ainda bem que o mendigo não foi bobo nem nada, eu adoro bolo de chocolate e com quase puro cacau melhor ainda!
    Minha linda, abraços apertados!

    ResponderExcluir
  5. Gosto de coisas simples: pão quente com leite espumante, no final da tarde, na companhia de amigos e da família, assistindo televisão, numa conversa descontraída. Não preciso de muito para ser feliz quando se tem a mesa um delicioso bolo deste de chocolate como este!
    Confesso que amei sua cronicas, que vi-me lambuzado com a calda....

    Desejo-te TAIS... Um final de semana de muita paz e amor em seus humildes corações...
    bj de carinho..

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkk Tais, você é ótima! Realmente, é difícil passar para a frente um bolo do qual não se gosta. Costumo perguntar aos meus sobrinhos, se querem (rss). Encontraram alguém que, certamente, se deliciou. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Que onda Taís, fiquei aqui rindo com este bolo invadindo a noite de vocês.
    Não é meu forte tem passagem livre, mas o tal pão de queijo crocante e macio dentro, encheu a boca de água do mineirinho igual aquele lobo da historia infantil,kkkk.
    Bom humor amiga e salve o salvador de bolos. Pensei naquele mendigo que recita versos.
    Um lindo Outubro para voces com meu terno abraço.
    Bju de paz e bom fim de semana com alegria e paz.

    ResponderExcluir
  8. Oi Taís,
    Por que não me mandou o bolo de chocolate pelo telefone?
    Hoje na sorveteria tomei duas bolas de sorvete com muito chocolate, castanha e lambuzado de caramelo. Que delícia! Nem olho para as balanças.kkk
    Beijos
    minicontista

    ResponderExcluir
  9. Olhe, Taís... essas compras por "impulso" que fazemos, sempre há herdeiros que aguardam e ficam felizes com nossos atos! Feliz ideia você teve!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Minha querida amiga Tais, adoro chocolate, adoro doce, adorei a foto da crônica, uma delícia rs...impossível não se envolver nesta discussão tua e do dr Pedro, para descobrir o merecedor deste bolo, que na verdade dá mais uma prova desta união cósmica de vocês dois, até chocolate...este amor estava escrito nas estrelas. Lá pelas tantas quase entrei na crônica e gritar da rua para a janela de vocês, que estava ali, e não precisariam encontrar algum merecedor deste bolo (estaria em um filme do Woody Allen, enfim)...pequeno delírio rs. Os argumentos e contra argumentos de quem mereceria, ficou muito engraçado, mas o bem maior venceu, o verdadeiro merecedor desta comida, o mundo passa fome, então porque colocar fora se podemos doar para alguém e faze-lo satisfeito e feliz e se te um animalzinho, para mim, que acredito ser do bem, seria a alegria completa. Linda cena para se ver o bolo sendo devorado com tanta felicidade. Minha querida Tais sempre me comovendo, me fazendo sorrir, refletir...sempre muito bom estar aqui.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  11. Pois é prezada amiga Tais, também não gosto de bolo de chocolate nem de sorvete de chocolate. Gostei de ler o texto, aliás, vi-me nele, pois, na minha casa já ocorreram episódios análagos relacionados aos candidatos de algo que se queira doar. Importate, aqui, que o enrendo teve um final feliz na prática. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  12. Pois, é, Taisinha, a história do bolo de chocolate foi essa mesma, descrita por ti com arte; arte que sempre se faz presente em todas as tuas crônicas.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  13. Oi Taís! Adorava bolo de chocolate. Só que hoje, me abstenho de comer certas coisas, pois o tempo delas já passou. Quem diria! Parece que o mendigo já esperava pelo presente, e findou conseguindo um garfo. Rsrs.

    Fiquei feliz com a tua visita e o teu comentário com tão belas palavras, quando da passagem do dia do nosso aniversário, meu e dos meus filhos. Muito obrigado de coração.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  14. No puedo decir que no me gusta el pastel de chocolate, pues lo como si voy de visita y me lo ofrecen, pero hay que decir que tan solo verlo como el que nos presentas en la foto, me echo atrás.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  15. Tais, bolo de chocolate e cacau, é dos poucos doces de que gosto. Sendo assim, acho que foi bem empregado calhar ao mendigo, que lhe terá chamado um figo. Quando uns não querem, estão outros estalando. Depois a crónica está mesmo apetitosa.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Olá Taís:
    Gosto de trufas de chocolate, só
    Achei bem engraçada a situação pela qual você passou...
    beijinhos,
    Léah

    ResponderExcluir
  17. kkk. Mês passado tive uma história mais ou menos parecida com essa kkk eu e marido;
    não sabíamos o que fazer com umas coxinhas de galinha empanadas tbm ficamos naquela
    pra quem dar um baldinho cheio... demos a volta no quarteirão com aquele balde...
    Já tem post novo lá na casa
    Bom final de semana
    janicce.

    ResponderExcluir
  18. Oi Taís!
    Puxa quizera ser eu a sortuda pra ganhar este bolo!
    Eu amaria, pois gosto de tudo que vai chocolate.
    Este mendigo é mesmo um sortudo!
    Beijos Taís e um ótimo final de semana!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde querida Tais...
    logo eu que adoro bolo de chocolate rsrs
    bolo branco não rola não..
    outro dia a mãe foi fazer me afoguei de tanto tomar agua foi só embugava rsrs
    mas realmente tens razão;; essas coisas compradas por vezes vem fortes demais..
    ainda mais bolos..
    um mel só rsrs diabetes nas alturas..
    coitado do nosso baço rss
    ainda bem que curto mais salgados...
    menos torta fria claro rsrs
    beijos meus e feliz dia querida

    ResponderExcluir
  20. MUY DIVERTIDO TU POST. A MI ME ENCANTA EL CHOCOLATE.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  21. Taís, você bem sabe, suas crônicas são ótimas.
    O mendigo era o que mais merecia o bolo, mas, fiquei muito preocupada com a Xuxa, cachorro não pode comer doce porque faz mal e porque pode ter dor de dentes...ai, ai ,snif...
    Beijão, menina!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley, eu sei que não se dá doce pra cachorro, mas mendigo não compra ração, eles dão da sua comida pro cachorro, arroz, feijão, o que pintar.!
      Beijo!

      Excluir
  22. Oi Taís
    Depois de idas e vindas com pensares relevantes a melhor decisão... presentear o mendigo
    Um destino acertadíssimo para o renegado bolo minha querida
    Um domingo de paz e alegrias
    Beijos e carinhos perfumados

    ResponderExcluir
  23. Boa noite Tais.
    Amo ler as suas cronicas, como dizem rir afasta os males, você escreve de uma forma que me faz um bem enorme rsrs. Mas confesso nem imaginava rir hoje com algo que fala-se de chocolate acredite por um simples caixa de chocolate entrei em uma fria. Tinha colocado uma funcionaria nova devido ao meu estado de saúde , caso fosse preciso buscar novamente atenção medica, teria mais uma funcionaria para ajudar por aqui, a abençoada saiu comigo e comprei um presente para um amigo meu e entreguei a ela para entregar no trabalho do meu amigo, pois não poderia fazer pessoalmente devido ao curto tempo que tinha, mas também dei a ela um documento importantíssimo para levar ao hospital que tinha tido atendimento, moral da historia ela sumiu com o bendito chocolate e com o documento, liguei para ela varias vezes e nada resolvido, ela não apareceu ,nem entregou o documento por la, em resumo não sei nem como agir, vou ter um prejuízo enorme por causa do maldito chocolate rsrs, agora é só a esperança que ela tenha consciência e entregue pelo menos o documento. Que bom que finalmente resolveram o destino do bolo de chocolate e melhor ainda ver a satisfação que ele foi recebido e digerido, a Xuxa deve ter amado mais ainda, a minha cachorrinha come razão etc,mas adora as vezes um bom pedaço de bolo rsrs. Um lindo domingo para vocês. Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Adoro bolo de chocolate!
    Aqui também seria bem-vindo!

    Um beijinho e desejo-lhe uma boa semana:)

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Tais, estou passando pra lhe desejar uma ótima e abençoada semana....

    ResponderExcluir
  26. Toda una crónica , entretenida, festiva, y una rica torta de chocolate ......que me encanta!!!!
    Fuerte abrazo Tal

    ResponderExcluir
  27. Uma crônica muito agradável e que teve um final bem feliz, pois o mendigo e sua cachorrinha tiveram um dia de festa.
    Um abraço,
    Élys.

    ResponderExcluir
  28. Mais uma beleza de crónica....
    Pena eu aqui tão longe e doido por chocolate.
    Presente novamente
    Beijo

    ResponderExcluir
  29. Bom dia,Taís.
    Fiquei imaginando essa discussão sobre o destino do bolo que adentrou madrugada, rs.
    Como um simples bolo teve tanto poder para influenciar em suas vidas.
    A maneira como foi colocada bem legal, coloquial e simples.
    Quando não gostamos de algo,não tem jeito.
    Ainda bem que o morador de rua e sua cachorra puderam e se fartaram.
    Adorei!
    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/2015/10/o-habitante-by-patricia-pinna-zilda.html?m=0

    http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/2015/10/dialogo-com-chronos.html

    ResponderExcluir
  30. Voltei, Tais devido ao bolo de chocolate e fiquei surpresa quando li que vocês não gostam de desta delícia. Adoro bolo de chocolate, ou melhor sou uma formiga, adoro chocolate. Voltei porque vi a foto do bolo. Poxa, imagine, comendo este bolo e lambendo os dedos lambuzados com a calda que tanto te infernizou rsss. Pena, que não moramos perto, senão eu comeria tudo e bem sozinha. Beijos!

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso