22 de março de 2016

INFÂNCIA / Cecília Meireles




Levaram as grades da varanda
por onde a casa se avistava.
As grades de prata.

Levaram as sombras dos limoeiros
por onde rodavam arcos de música
e formigas ruivas.

Levaram a casa de telhado verde
com suas grutas de conchas
e vidraças de flores foscas.

Levaram a dama e o seu velho piano
que tocava, tocava
a pálida sonata.

Levaram as pálpebras dos antigos sonhos,
deixaram somente a memória
e as lágrimas de agora.


______________________________
Flor de poemas – ed Nova Fronteira / 1972 – pag 157




34 comentários:

  1. Belo poema, de uma fase que não volta mais. Beijos, Tais.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, como a coisa avança?
    Nos levaram tudo o que brilha
    Deixaram apenas lembrança
    Porque lavaram até a Cecília.

    ResponderExcluir
  3. Poema lindo,boa escolha...Podem levar tudo, pode o tempo passar.Mas ficam as lembranças, que ninguém nos tira e a saudade! bjs, lindo dia e tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Tudo que Cecília Meirelles nos deixou são bálsamos para a noss'alma.
    Aqui deixo uma pérola retirada do livro Viagem:
    Epigrama nº11-pag-126

    A ventania misteriosa
    passou na árvore cor-de rosa,
    e sacudiu-a como véu,
    um largo véu,na sua mão.
    Foram-se os pássaros para o céu.
    Mas as flores ficaram no chão.

    Bjs Taís e uma Feliz Páscoa.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Cara amiga Tais, este poema da Cecília desce feito carícias pelos nossos ouvidos.
    Um abração. Tenhas uma ótima páscoa.

    ResponderExcluir
  6. Profundo el poema, del cual que quedó.
    Que tengas una buena Semana Santa.

    ResponderExcluir
  7. Ola amiga o bom do passado são as lembranças que vêm até nosso presente e se arrastam pelo futuro, lembranças que ninguém pode levar de nós, a não quando se acaba nosso futuro.
    Ótima escolha.
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  8. Por um instante penso no quanto que tudo vai embora.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  9. Ah, sou suspeita porque amo Cecília desde pequenininha...

    ResponderExcluir
  10. Oi Taís
    Linda poesia!!!
    Obrigada pelo carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  11. Taisinha,

    O poema “Infância” é um dos importantes poemas da nossa grande Cecília Meirelles. Não é por outro motivo que a poeta venha influenciando, ao longo dos anos, novos poetas brasileiros. Os seus livros devem estar sempre à mão para leituras e releituras.

    Beijinho, daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  12. Querida Taís,

    Amo a poética da Mestra Cecília Meirelles, conheço a sua obra completa e
    adoro a sua Poesia perto de mim...rss
    De todos os livros que tenho dela, tem um que eu tenho um carinho
    especial, pois também era o seu livro predileto e foi premiado,
    o livro: Viagem - Editora global. A ilustração da capa é da
    própria Cecília Meireles.
    Grata pela partilha preciosa e grata também pela sua gentil visita
    e precioso comentário lá...rss
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Cecília Meireles é sempre uma excelente escolha, este poema é lindo.
    Taís, aproveito para lhe desejar uma Páscoa muito Feliz.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  14. Very beautiful poem.

    ResponderExcluir
  15. Gostei do seu bom gosto nas escolhas que fez da foto e do poema. Ambos excelentes e complementares.
    Uma PÁSCOA MUITO FELIZ, querida amiga Tais.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.
    Lindo poema de Cecília Meirelles..
    dEIXO-TE UM BJ DE CARINHO EM SEU CORAÇÃO...

    ResponderExcluir
  17. Olá Taís,

    Que a alegria da ressurreição de Cristo esteja em seu coração hoje e sempre. Feliz Pascoa.

    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderExcluir
  18. Olá Tais! Passando para te cumprimentar e desejar uma feliz Páscoa para ti e para os teus, assim como me deliciar com a leitura deste belo poema da Cecilia Meireles, fruto das tuas mais acertadas escolhas.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Tais.
    Levaram tudo.
    Resta-nos a lembrança.
    Lindo poema de Cecília, bonita foto, belo sua sensibilidade ;)
    Deixo-lhe um bj doce, com gostinho de Páscoa bem doce, para nos permitir esquecer as agruras deste nosso mundo.
    Sempre amiga ;)

    ResponderExcluir
  20. OI TAÍS!
    ASSIM É, SEM NEM NOS DARMOS CONTA TUDO PASSA, SÓ FICAM AS LEMBRANÇAS.
    LINDO POEMA DE CECÍLIA QUE TÃO BEM ESCOLHESTE.
    DESEJO UMA PÁSCOA ABENÇOADA E FELIZ PARA TI E OS TEUS.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. A VECES UNO REGRESA Y NO ENCUENTRA CASI NADA. MUY TRISTE TEMA.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  22. Tais, que riqueza de versos! A grande escritora é uma fonte inesgotável de inspiração. Você fez uma linda escolha. Bjs.

    ResponderExcluir
  23. Thanks for the comment.

    Happy Easter.

    ResponderExcluir
  24. Uma bela escolha!
    Páscoa tranquila junto de quem ama!

    ResponderExcluir
  25. Olá, Taís
    Sou fã de Cecília Meireles, de quem tenho imensos trabalhos guardados e alguns até já publiquei no meu blog dedicado a poesia (que, presentemente, se encontra inactivo).
    Com palavras que compõem um belo poema, a Mestra da poesia retrata-nos o adeus à infância e tudo o que ela representa.
    A imagem é linda, e perfeitamente adequada.

    Obrigada pela presença no meu cantinho. Eu acredito nas "vozes" das plantas. Ao contrário das minhas filhas que vivem em moradias com jardins, eu vivo num apartamento, por isso fiz o meu "jardim suspenso" na marquise, onde cultivo especialmente orquídeas. Todos os dias falo com elas - e com as outras... - e até as acaricio. E elas sorriem para mim, oferecendo-me lindas flores. :)

    Aproveito para desejar uma doce e feliz Páscoa.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  26. Bom dia querida Tais.
    Cecília Meireles é mestra em poesia, este poema é lindo, vim lhe desejar amiga uma maravilhosa Páscoa para você, o Pedro e toda família. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  27. Bom dia, querida Tais, boa escolha para postar, Cecília Meireles a nos falar sobre "Infância", tema que mexe com minha alma. Você sempre faz ótimas escolhas e também com seus textos e poemas. Desejo a você e família uma Páscoa abençoada! Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Olá, Tais Luso

    Te desejo uma Páscoa com Alegrias
    Feliz tudo
    Abraços

    ResponderExcluir
  29. Querida Taís
    este poema é um afago para o coração. Um deleite para a alma e uma alegria que faz brotar um belo sorriso
    Que esta seja uma época de paz, amor, esperança, e que a comemoração de tão significativa data aconteça junto daqueles que você mais ama. Que a sua casa, sua família e seus corações se encham de alegria, o paladar dos mais doces sabores, e a vida das mais extremas felicidades! Feliz Páscoa para você e os seus
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Uma extraordinária partilha, Tais!... Adoro Cecília Meireles! Palavras sempre de grande beleza, sensibilidade e profundidade...
    Podem levar-nos tudo... até os sonhos... mas as recordações e as emoções... serão nossas para sempre!...
    Um beijinho grande! Desejando-lhe um bom fim de semana, e uma Feliz Pascoa, na companhia dos seus, Tais!
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir
  31. Bonito poema.
    Aproveito para desejar uma Páscoa Feliz.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde minha querida amiga.. grandiosa poetisa no qual me inspirei para fazer as minhas duas obras infantis..
    é tão gostoso ler e reler poemas feitos já a um bom tempo mas que ainda permanecem vivos em nós e no nosso cotidiano.. beijos meus e até sempre doce amiga

    ResponderExcluir
  33. Bom dia, querida Taís!
    levem tudo menso a capacidade criativa que nunca pode acabar em nós!
    Bjm muito fraterno e pascal

    ResponderExcluir
  34. Oi Tais!
    Que grande poetisa!
    Sempre nos roubarão...
    Mas a nossa essência, e as nossas boas lembranças, essas ninguém leva!
    Lindo demais!!
    Beijão Tais!
    Mariangela

    ResponderExcluir

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso