1 de dezembro de 2017

ENJOOS NO CARRO, AVIÃO, NAVIO... É CINETOSE !


Você é do tipo que enjoa ao andar de carro, avião, navio, ônibus? Então preste atenção, é pra você!
Há muitos anos, ao falar para os médicos nesses meus enjoos, eu saía frustrada, não obtinha nenhum diagnóstico, eu não tinha ideia do que era isso, e por quê. Mas um dia, depois de décadas, já bastante espertinha, resolvi pesquisar na Internet, perguntar de várias maneiras ao Google, e obter o nome certo dessa série de sintomas. Já com o nome anotado, pude descobrir o que era Cinetose.
Cinetose quer dizer ‘doença do movimento’. Causa náuseas, a pressão baixa, vem a fadiga, vômitos e sensação de desmaio quando se anda em carro, avião, ônibus, trem e tudo que se move, levando os que sofrem desse mal a uma situação terrível. 
Esse mal do movimento é um conflito entre a visão, o tato e o labirinto. Fora de um carro a vida é perfeita, ótima, normal. Mas poucos sabem alguma coisa relacionada a isso, e o que é viver com essa tralha por anos, ou para todo o sempre. Caso chova, os sintomas dentro de um carro triplicam, é o pior dos mundos! Não sei a razão.
Ontem, eu e Pedro chamamos um táxi, estávamos já na rua. O cidadão parava várias vezes nas subidas mais íngremes; parava e arrancava aos trancos. E conversava; quanto mais falava, mais eu enjoava! Quem tem Cinetose não pode sentar no banco detrás e com o motorista falando – é fatal!! Tem de ficar quieto, calado. Foi uma situação desastrosa.
Pedro já tinha notado que eu estava branca, mas a criatura não parava de falar. Acho que sofria de solidão. Ao chegar no shopping, à duras penas, pedi uma coca cola (funciona), e melhorei. Mas tomei um remédio para voltar.
Conto isso tudo com o intuito de ajudar alguém que tenha esses sintomas.  Não cometam a imprudência de ir para um parque de diversões com seus filhos ou netos, andar na roda-gigante, na montanha-russa, no carrossel. Essas sensações são incapacitantes.
Se você tem alguns sintomas desses, deixo umas dicas que podem ajudar:
    Tome remédio (para enjoo) uma hora antes de sair de casa - No carro, olhe firme para o horizonte - Não leia nem mexa no celular - Sente no banco da frente - Não coma muito antes da locomoção - Não beba nada com álcool - Não converse dentro do carro - Não escute futebol, esqueça que o Galvão Bueno existe! Cinetose pode dar nos homens, também.  Boa sorte!

___________________________________






56 comentários:

  1. Quadra

    Ao deslocar-se numa viagem
    Parece que tomou uma dose?
    Deixa prá lá, muita coragem!
    Você sofre da tal de cinetose.

    ResponderExcluir
  2. Putz, essa sensação é terrível. Enjoos no carro, avião são uma coisa chata mesmo! Até hoje, como tu, não gosto de sentar no banco traseiro...E depende do papo do condutor, piora mesmo mais ainda! Aff... Ontem peguei um taxista que não sabia calar a tramela...Haja... beijos, lindo fds sem enjoos,rs chica

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. Um tento /"informativo" que gostei de ler. Ler quando vou de viagem provoca-me enjoos é uma verdade

    Hoje, um mini conto { Saudade, da nossa dança... }
    Bjos
    Um Sábado muito feliz.

    ResponderExcluir
  4. Engraçado eu sempre como bem antes de viajar, e as únicas vezes que enjoei, não tinha comido ou comido muito pouco. Tanto assim que sempre que posso viajo depois de almoço.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  5. Taís:Mais uma vez apreciei a sua oportunidade em tudo o que escreve. Obrigada e beijos

    ResponderExcluir
  6. A minha filha tem esse problema, eu felizmente não. Gostei muito deste texto

    Beijo. Votos de um Sábado feliz.

    ResponderExcluir
  7. Taís já sofri muito com isso,principalmente quando criança e depois adulta em viagens de automóvel em estradas com muitas curvas.
    Hoje já não acontece mais,mas um remédio para enjoo é bom tomar.rs
    Bela crônica.
    Bjs,obrigada pela visita e um lindo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  8. Boas dicas, Taís! Também passei os meus martírios. Afinal é fácil: comprimido para enjoo para viajar em terra ( se for no banco de trás) e analgésico (1 h antes de aterrar) em viagens de avião.
    De taxi não preciso. São sempre pequenas corridas. Não dá tempo para conversas.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  9. Há muito anos vejo o que tu passas com esses enjoos, quando andas de carro. O primeiro deles foi quando ainda éramos namorados, no carro dos teus pais, no primeiro passeio que demos com eles; teu pai, que cuidava tanto de seus carros... mas tudo terminou com muita brincadeira. Sobre esses enjoos no carro eu poderia escrever muitas histórias, umas meio engraçadas, outras preocupantes. Mas aos médicos que fomos não tivemos solução. Mas já faz alguns anos que, pelo menos, saímos da escuridão...
    O ótimo é que já sabe como lidar com esses enjoos.

    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir

  10. nem sempre foi assim, mas, hoje em dia, enjoo eu tolero!
    grave mesmo é quando a coisa rever-te em náusea! então aí é o fim da linha . sai tudo cá para fora - ninguém me cala! rss

    gostei muito.

    beijo, Tais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "reverte", assim se escreve, gralha feia! rss

      Excluir
  11. Querida Taisamiga

    Não que desgostarte mas... não "uso" cinetose. Uso normalmente lenços de papel e cotão nas algibeiras; penso que este ultimo é verdadeiro :-))))))))

    Qjs do teu amigo

    Henrique, o Leãozão (que também usa boxeres...)

    Má informação: o meu irmão continua a piorar.

    ResponderExcluir
  12. Graça a Deus que eu não enjoo. Nem em barco em mar agitado
    Gostei muito de ler. Aprende-se sempre
    .
    ( https://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/ )
    .
    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Cuando era una jovencita yo también me mareaba en los viajes largos y lo que a mi me iba muy bien era cerrar los ojos durante todo el trayecto. Afortunadamente, hoy no me causa ninguna molestia. Lo que sí recuerdo es que a mis hijos les mareaba el viaje en coche cuando eran pequeños pero también lo superaron. Siento lo que le ocurre porque es muy desagradable.

    Aunque es un poco pronto, aalgunas personas han comenzado ya a manifestar sus mejores deseos en estas Navidades y Año Nuevo 2018. Yo alzo mi copa con un solo ruego que se solucionen sus problemas.

    Un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
  14. Retiro espiritual e físico é a que me submeto com minhas queridas labirintites... Aproximam-se muito desses sintomas... Saúde e conforto para nós!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  15. Hoje a tarde por coincidência , tava comentando com um popular sobre isso. Dizia eu que quando minha filha era pequena costumava ter esses enjoo sempre nas viagens de ônibus. Ai eu pensei ter uma ideia genial, invenção minha, outro dia eu vi que fazem isso nas viagens de avião, pegava os sacos de acondicionar os produtos do supermercado e pedia que a minha esposa levasse na bolsa, ai na hora que a menina tava branca punha na bola, certinho, até as alças encaixava nas orelhas, e aparava o vomito para evitar que sujasse o ônibus, muito desagradável. Porém um dia eu e ela ia pra uma festinha de um tio meu de aniversário, no meio do caminho, no ônibus, começou a dar os tais sintomas, eu muito do prevenido, saquei os tais saquinhos de supermercados do bolso traseiro e pus as alças nas orelhas, que trazia no bolso traseiro, quando viu ela vomitou. Só que o que eu não contava com um inesperado elemento suprema, o saco tava rasgado no fundo, melou ela toda de vomito, inclusive, o pior, a calça da moça que tava do lado dela na cadeira. Ih, vai desabar uma tempestade... Esperei. Mas que nada, a moça até que foi mega, super, ultra, compreensiva e disse que isso acontece. Uma santa! Beijos, Tais!

    ResponderExcluir
  16. Olá Taís!
    Obrigada amiga, se não lesse a tua crónica nunca saberia que sofro de “cinetose”.
    Jamais interroguei os médicos, jamais procurei na net, sempre me limitei a evitar determinações situações:
    - Estradas com muitas curvas (há tantas em zonas lindíssimas do Portugal profundo), é certo e sabido que o maridão tem de para muitas vezes para eu… Já experimentei tudo: passar para o volante, passar para o banco de trás, mas nada resulta. Ler mapas de estradas, nunca, jamais!
    - Barcos, basta atravessar o Tejo num barquinho para a dita “cinetose” estragar a curta viagem. Gostava de fazer um cruzeiro, mas como se já não bastasse a certeza de que teria de andar todo o dia com colete salva-vidas vestido, ainda tinha de levar com a exasperante “cinetose”.
    - Avião, por enquanto comigo a tal “cinetose” não viaja, não. Haja Deus!
    - No taxi também não, mas conversa da treta de motorista tem quase o mesmo efeito - náusea.
    - Comboio, tenho de ir bem direitinha na cadeira, olhando sempre em frente. Ler está fora de causa; a enfadonha “cinetose”, não quer nada com letras.
    - Olhar as minhas netas andarem de baloiço é o caos; a irritante “cinetose “ não permite que me delicie com os sorrisos das garotas.
    - De carrossel, roda-gigante, montanha-russa, tenho tanto medo que não me aproximo sequer para olhar os outros andar. Como não ando nem olho, a incomodativa “cinetose” não se safa e zarpa dali.
    Amiga Tais, “cinetose “ é dose! Obrigada pelas dicas. Depois te conto qual resultou comigo.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Querida Taís.
    Uma informação muito útil para quem sofrer de enjoos em qualquer dos meios de transporte citados, ou seja, todos eles! :)
    Felizmente, em condições normais, eu não costumo sofrer desse mal, mas lembro-me de uma ocasião em que dei boleia (carona) a uma pessoa conhecida e ela vinha no banco de trás, super conversadora, eu, seguindo ao lado do condutor, educadamente quis dar-lhe atenção, pelo que tinha de me voltar para trás constantemente. Bem, quando a senhora saiu, eu dei graças a Deus, pois já não aguentava de tão agoniada. Ler, também me provoca enjoo, sim, pelo que nunca leio quando viajo.

    Beijinhos, boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
  18. Um incómodo para muita gente!
    Eu ... de barco ... enjoo!
    Um belo de um DOMINGO!!!

    ResponderExcluir
  19. Oi Taís,
    Eu não consegui viajar a primeira vez, depois foi tranquilo.
    Saí de Santo André de carro com minha prima, ela queria subir de bondinho no Rio.
    Naquele tempo as pistas ficavam lotadas, ela morria de medo, chegando lá fomos para a casa da sua irmã e fomos subir de bondinho.
    Ela pensou que fosse pequenino, quando viu o tamanho e gente entrando quase desmaiou, agarrou em mim.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  20. Cinetose, então. A sua informação é excelente e as dicas também, embora eu só quando era miúda é que enjoava. Agora só se for de barco... Guardo os seus conselhos.
    Uma boa semana, minha Amiga Tais.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  21. Muito boa essa informação, principalmente para quem dela precisar, que não é o meu caso.
    Quando eu era jovem, com 16/17 anos, bastava entrar no carro que começava logo a ficar mal disposta. Se era necessário meter gasolina... aí era o fim. Com aquele cheiro vomitava mesmo. Depois enjoei horrores na gravidez do meu primeiro filho. Então, com 8 meses de gestação, fui de avião para Angola. Adeus enjoos! Quando voltávamos, de barco, de Moçambique, eu e meu marido, ao atravessar o Cabo (na África do Sul) só nós os dois íamos à mesa. Estava.
    tudo fechado nos camarotes, enjoado!
    Mas aprendi uma palavra nova, que desconhecia, completamente - cinetose!

    Imagino o horror que deve ter sido essa sua viagem no táxi do motorista falador... :) Pobrezita!
    Oxalá melhore, minha querida amiga.

    Votos de um Domingo feliz
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  22. Oi Taís
    Eu não padeço desses males mas fiquei muito interessada pelas suas excelentes informações e dicas. Guardo com carinho seus bons ensinamentos minha amiga
    Beijos e uma feliz semana

    ResponderExcluir

  23. OLÁ TAÍS,

    vomito é quando vejo o Temer dando jantares de cooptação de apoiadores corruptos iguais a ele com o dinheiro que deveria ir para a saúde , educação, etc...

    Nojo!!!

    Quer que e minta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,isso não é CINETOSE, tem outro nome.
      Entre as duas náuseas prefiro esse táxi que andei, ou um navio em alto mar com tempestade; pelo menos saberia que um dia a tempestade acaba.
      bj

      Excluir
  24. Taís,

    Sobre esta questão de doutor Google, tenho médicos na família,
    que reclamam que os pacientes chegam ao consultório, com aquele
    "canudo" na mão (alguns médicos são tão rápidas as consultas, que tem
    que entrar logo com exames ou "canudo" na mão...) de 5 a 10 páginas de
    informações do doutor Google...rss E eu sempre digo para eles: nós,
    do outro lado, pacientes, adoramos o doutor Google no socorro
    generoso!...rss
    Maravilhoso este seu texto generoso de informações sobre a
    Cinetose, vou indicar algumas pessoas para a leitura aqui, viu?!...
    Votos de dias felizes e sem Cinetose, vamos combinar...rss
    Beijo.

    Ps: Grata de coração pelo seu belo cometário (me emocionou...),
    concordo contigo, nós mulheres somos pura emoção e ainda bem,
    este mundo tá um bocado árido e frio de gestos...

    ResponderExcluir
  25. Já fui um bocado assim.
    Mas foi passando até desaparecer.
    Bjs, boa semana

    ResponderExcluir
  26. ¡Ohhhhh pobre, qué desagradable! Menos mal que eso
    no me pasa a mí, que viajo tanto y justo ahora acabo de llegar de un viaje de dos meses.

    Pero si sufro de vértigo, por épocas. Y esto es también relacionado con el oído: resulta que de tanto en tanto se me juntan todas las partículas de calcio (encargadas del equilibrio) en un solo conducto, en lugar de estar repartidas parejo en los tres conductos. me lo curo con unas sacudidas que me acomodan las partículas, hasta el próximo ataque. En general no puedo subir a cerros altos, o escaleras muy empinadas hacia un techo que va estrechándose.

    Muchos beijos, me voy a saludar a Pedro.

    ResponderExcluir
  27. Cara e generosa amiga Tais, direi que este post é um tratado de utilidade pública. Muito bom! Pois minha mãe sofreu durante toda a existência deste desconforto. Bastava entrar dentro de uma condução e lá vinha o tal de enjoo.
    Ela tentava minimizar o problema, através de vários artifícios, os quais nunca funcionaram. Lembro-me de que em uma determinada época, ela mascou palitos de fósforos na esperança de passar menos mal nas viagens, mas sem resultados favoráveis. Um abração. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  28. Não padeço desse problema, mas sei quem e vou divulgar os resultados da tua experiência.
    Só uma vez, num voo acrobático, e por estar demasiado compenetrado nos movimentos, senti esse tipo de situação..
    Beijinhos, querida amiga.

    ResponderExcluir
  29. Esse post é muito útil para todos nós, eu mesma não sabia destas informações finais que você forneceu, ajudou bastante!
    Tenha uma excelente semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei de ótima
      qualidade. A dona da pensão
      sabe de que manga tirar as
      cartas.

      Beijos, Vanessa. Beijos, Taís.



      .

      Excluir
  30. Eu moro na serra e quando
    descia de carro minha filha
    pequena passava mal. Eu achava
    que fosse por causa das curvas,
    por isso menti que jamais voltaria
    a passar por ali. Continuo fazendo
    o mesmo percurso, mas depois da
    minha promessa a pequena deixou de
    enjoar.

    Agora estamos tentando com a minha
    sobrinha, prima dela, mas depois de
    sua postagem...

    Tais, beijo.


    .

    ResponderExcluir
  31. Oi amiga quando era pequena enjoava só de olhar para o ônibus, agora não mais.
    Tudo fica bem só não posso ler dentro de veículo em movimento, aí fico meio tonta, mas não chego aos finalmente. Como sou geralmente eu quem está dirigindo, não dá nem posso enjoar.
    beijinhos, amei a crônica.
    Léah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Léah, geralmente quem dirige não sente enjoo. A Cinetose pega os caronas, os co-pilotos! Aí o cérebro também age normalmente, não há conflito. É interessante isso, acontece comigo também.
      Beijinho, amiga.

      Excluir
    2. Léah, já pensou se o piloto
      de caça enjoasse? Acho que
      é questão de treinamento,
      mas não descarto as informação
      que Tais nos deu.
      Desculpe entrar na sua aldeia
      sem ter sido convidado.

      Beijos para vocês.



      .

      Excluir
  32. ....não disse o remédio mais importante e infalível...
    Vá a pé e aproveita para cuidar do corpo e fazer a caminhada
    do dia, que o seu médico recomendou...Juro que não
    enjoa...; se cair para o lado, tem de procurar outra causa...
    Xau Tais...Beijo

    ResponderExcluir
  33. Só não consigo ler em transportes... e vejo tanta gente, fazendo isso sem problema... de resto... até não costumo enjoar... mas se me inclinar para começar a ler algo, ou consultar o telemóvel mais demoradamente... aí sim... reconheço os sintomas...
    Desconhecia o nome deste distúrbio tão incomodativo... um post super útil, Tais!
    Beijinhos! Continuação de uma excelente semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  34. Tais Luso
    De repente, recordei que no primeiro carro, mandei acoplar um dispositivo que, fixado no carro, era arrastado junto ao piso. Era então pressuposto evitaria e enjoo. A utilidade seria de ordem psicológica, Depois deixei isso e agora penso que já nem há tal peça.
    Viajar de barco, é há muita gente a enjoar em barcos de pesca. Como tenho sempre um história, vivida, para contar: Nas viagens de ida e volta, para Angola, em ambas houve borrasca. Logo à partida de Lisboa, o mar estava bem agitado, e dos cerca de 2.400 homens, uma elevada percentagem faltou ao "rancho". No regresso, já perto de Lisboa, navio de maior calado, mais homens portanto. Durante dois dias, só comparecem dois homens às refeições. Um era eu. Tudo foi documentado no meu Diário. A que se devem os créditos do meu livro: AMOR NA GUERRA.
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Olá Taís,
    Lamento por quem sofre desse incômodo, graças a Deus nunca passei por tal desconforto, tenho uma sobrinha que sim, só viaja com um limão e vai perfurando com palito até o fim da viagem, que eu saiba oi melhor remédio pra Cinetose é o Dramin. Ja ganhei uma peruca de macarrão dentro de um ônibus, foi a pior coisa que me aconteceu na vida, por Deus foi uma criança, mas me deu uma raiva!! Muito desagradável para portadores de tal desconforto!

    Noite de Paz Taís!

    Bjss!

    ResponderExcluir
  36. Querida Tais, não conhecia o nome deste problema, talvezvpor nunca ter sofrido desse mal. Lembro-me sempre de uma irmã da minha cunhada que era muito engraçada e que, infelizmente, ainda nova teve Allzeimer e acabou por falecer dessa doença, quando se falava em enjoo ela sempre dizia " eu só enjoo a pé " Sou como ela amiga, não tenho tenho problema nem de carro, à frente ou atrás, nem de barco, de navio e muito menos de avião. Estou melhor um pouco do que a irmã da minha cunhada pois nem a pé enjoo. Um beijinho, Tais e, como sempre, uma crónica excelente e útil. Aprendi o que é Cinetose, não foi bom? Até...

    ResponderExcluir
  37. Quando menina dava trabalho a quem me levava a passear e, principalmente, de ônibus ou avião. Hoje, estes movimentos não me fazem mal, mas tenho disfunção no labirinto e, por vezes, tudo gira ou se movimenta mesmo eu estando parada e às vezes dá enjoo.

    ResponderExcluir
  38. Muy interesante, Tais. Acabas de informarme de que toda mi vida he sufrido Cinetosis.
    He viajado bastante, de mareo en mareo. Lo más grave lo viví durante un viaje a Cuba. Como la Compañía no podía cruzar el espacio de EEUU tuvimos que ir hasta Canadá a repostar y luego bajar hasta La Habana. Al descender en Canadá mi estómago estaba en tal estado que no me quedó una pieza de ropa ni zapatos aprovechables. Al llegar, las azafatas me acompañaron a su servicio privado para una ducha mientras mi marido fue a comprar algo para ponerme. En mi situación no podíamos esperar a que saliera el equipaje.
    Gracias a Dios he mejorado, porque no sólo se pasa mal por una misma, en casos extremos también se sufre por los que te rodean.

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde Taís
    O Dramin é meu companheiro nas viagens desde pequena.
    Aprendi muito aqui hoje.
    Obrigada por compartilhar.
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  40. Querida vizinha/Escritora, Taís Luso, boa noite !
    Sofri deste mal, até poucos anos.
    É uma sensação de morte.
    Terrível. De repente, passou... não
    sinto mais.
    Parabéns pelo texto, tão importante !
    Uma boa semana e um fraterno abraço.
    Sinval.


    ResponderExcluir
  41. É muito chato enjoar, eu enjoo mas nem sempre, é principalmente quando os carros estão continuamente fazendo travagens e arranques e em viagens de barcos. Quando vou de carro já utilizo duas das suas preciosas dicas, não posso ler, nem ver o telemóvel senão fico logo mal disposta.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  42. Esos mareos son fatales....todo da vuelta y vuelta, horrible...Personalmente sufro del oído medio, de la noche a la mañana empiezo con ese horrible padecimiento que puede durar semanas, me ayudo con medicamentos recetados para tal fin y aliviar en parte este malestar, hasta que pase. Afortunadamente no me sucede con el movimiento , conduzco mi auto sin problemas de mareo .
    Gracias Tais
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  43. Boa noite. E assim se aprende coisas novas. Desconhecia a palavra na Constança dos seus efeitos
    .
    Deixando um abraço

    ResponderExcluir
  44. OI TAÍS!
    JÁ OUVI MUITO RELATO DE PESSOAS COM ESTE PROBLEMA MAS, DAÍ A SABER QUE ERA UMA DOENÇA E COM NOME E TUDO.
    DEVE SER MUITO RUIM MESMO AINDA MAIS QUANDO O TRAJETO FOR LONGO, UM SUPLÍCIO.
    AINDA BEM QUE DESCOBRISTE TUDO A RESPEITO, ASSIM PODES TE PREPARAR E SOFRER MENOS.
    ABRÇS AMIGA
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  45. Meu problema é com elevadores, meu Deus. Sempre uso escadas, beijos

    ResponderExcluir
  46. Embora nunca tenha sofrido desse mal, saber que esquecer o Galvão Bueno existe, cura, já me deixa curado do mal que nunca tive. Agora, definitivamente, minha memória fica esquecida que o Galvão Bueno existe. Deliciosa receita. Fora Galvão, fora cinetose, fora Temer também! Adeus náuseas! Não é a mesma coisa, mas não custa aproveitar o embalo!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, querida amiga, Tais,
    que nome sofisticado para falar de enjoo, rsssssss
    Cinetose dá para fazer uma letra de música, de tão charmosa, pois eu tive muito enjoo, quando eu viajava para o interior para lecionar, em estradas de chão, enjoava sempre, até em carros, hoje penso que a idade levou o enjoo para fora de mim. Minha filha não consegue viajar nem de carro, nem de ônibus, a não ser que esteja dirigindo, aí tudo bem, mesmo tomando medicamentos, sofre muito. Excelente a sua dica para os que enjoam. Obrigada! Grande beijo!

    ResponderExcluir
  48. Que situação desconfortável, querida amiga!
    Não seria caso para dizer ao motorista para se calar, pois estava passando mal?
    Que tudo lhe corra da melhor maneira.
    Gostei de saber desse mau-estar, porque pode acontecer precisar de ajudar ou socorrer alguém.
    ~~~ Beijos amigos ~~~

    ResponderExcluir
  49. Taís:
    también me ha pasado en alguna ocasión y se pasa muy mal.
    Obrigado.
    Beijos e abraços.

    ResponderExcluir
  50. Uma boa pesquisa e partilha Taís, desconhecia o nome.
    Ja vi pessoas com estes sintomas em minhas viagens. Principalmente me viagens com aeronaves pequenas aqui pelo interior a trabalho. Uma coisa muito chata.
    Valeu a dica que como formiguinha farei minha parte.
    Abraços.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  51. .

    Taís, minha amiga,
    a saga continua, tá?
    Segunda-feira darei
    continuidade aos contos
    da vida privada. Contos
    que elas não teriam coragem
    de comentar e eles muito
    menos.

    Venha conferir e tomará comigo
    um gelado refresco de pitanga
    com bolinhos de chuva. Degustação
    para finos lábios.

    Um beijo,

    silvioafonso



    .

    ResponderExcluir

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso