3 de dezembro de 2011

MÁRIO QUINTANA - A IMAGEM PERDIDA



          Como essas coisas não valem nada
          E parecem guardadas sem motivo
          Alguma folha seca...uma taça quebrada
          Eu só tenho um valor estimativo...

          Nos olhos que me querem é que eu vivo
          Esta existência efêmera e encantada...
          Um dia hão de extinguir-se e, então, mais nada
          Refletira meu vulto vago e esquivo...

          E cerram-se os olhos da amada,
          O meu nome fugiu e seus lábios vermelhos,
          Nunca mais, de um amigo, o caloroso abraço...

          E, no entretanto, em meio dessa longa viagem,
          Muitas vezes parei... e, nos espelhos
          Procuro em vão, minha perdida imagem!

___________________________________

          Quintana de Bolso – L&PM pg 128






11 comentários:

  1. É muito lindo esse texto do Quintana.Faz pensar!!!beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  2. Eu e Loyde curtimos juntos o texto publicado. Ambos somos fãs do Quintana. Essa foto com sorriso doce estampado na face nos diz da alma iluminada do poeta maior do Rio Grande, quiçá do Brasil!
    Taís, você é uma pessoa presente no atelier, presente com laço!
    Um abraço, Loyde manda beijos.

    ResponderExcluir
  3. Tais,
    Quintana, O Gênio, ele se dá o luxo de pegar um prosaico laço de fita e com ele abraçar a amizade, o afeto e o amor num poema de grande inspiração e cheio de lirismo. Viva o velho e bom Quintana! Que seja envolvido num amplexo emocionado de nossos corações! Abraços, JAIR.

    ResponderExcluir
  4. Belo texto a par de uma foto com um sujeito, diria alguém com ar luminoso, que espalha bondade e paz com o seu sorriso.

    ResponderExcluir
  5. Cara Tais, o Quintana é o que de melhor existe no mundo da poesia!

    Lindo!!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Tais!
    Lindo isso! Adoro este texto, sempre uma delícia lê-lo. Uma visão poética e linda do laço, do abraço, do unir extremos...
    Beijinhos e um super domingo!

    ResponderExcluir
  7. O laço, assim como o abraço têm o poder de acarinhar, de fazer o bem!Um abraço, Taís!!

    ResponderExcluir
  8. Taís,
    o grande mago nos enternece sempre e sempre, deixando-nos com um olhar sentimental a cada verso atado num abraço enlaçado e acolhedor.
    Doce Quintana,voz do lirismo.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  9. Lugar comum: Quintana, não morreu,
    Viva Quintana!

    Um beijo, Taís
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  10. Quintana é imortal.
    Quintana era o poeta,
    hoje ele é a poesia.

    Abraços quintanares!

    ResponderExcluir
  11. Tais...
    Que presentão presente em Quintana...
    Estou te desejando saúde e muita paz a ti e a todos os teus...
    Obrigada pelo presentão de tua amizade também,sempre tão presente!
    Beijos!
    Izildinha

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso