21 de agosto de 2019

UM ALMOÇO MUITO DIFERENTE...


                    - Taís Luso

                         
Pois domingo fomos almoçar num restaurante grande, muita gente alegre, ótima comida, um bufê que frequentamos bastante, muitas saladas, frutas, peixes, frango... uma festa gastronômica.
Um domingo lindo e tudo certinho por lá até que, de repente, um grito apavorante ecoa pelo restaurante. Todos se olharam indagando de onde teria vindo aquele monumental grito de guerra!! Cabeças virando em todas as direções e nada de ver onde estava o terrorista. Ficamos todos assustados e eu já me preparando para dar no pé, se necessário... É assalto!? Onde, onde??? E os gritos do homem se sucediam em intervalos de segundos; cadê o homem? Cada vez mais olhares se cruzavam  num lindo domingo de sol. Putz, que azar! 
Passaram-se 20 segundos, creio eu, e mais outro grito horroroso. E veio o terceiro grito que parecia mais uma alucinação. Porém, embaixo da mesa tinha um lugar... pensei rapidinho! 
Mas...
Avistamos o homem!!  Estava lá no canto o desgraçado que espirrava feito um retardado que em outras vidas devia ter sido um terrorista: um homem de cabelos brancos, na faixa dos 70 anos. E que pulmão forte tinha o infeliz!!  Não se escutava o espirro, somente o grito!
Estava se dirigindo ao bufê dos doces e lá deu mais um espirro de guerra. Muito gripado, não largava o lenço, aquele infeliz desprovido de vergonha, de consideração e de educação. Como se não bastassem nossos abalos naturais e evidentes por aqui, ainda temos de enfrentar gritos. Odeio gritos.
Saímos, deixando o bufê de doces para trás, o último recanto em que aquela criatura frequentou e contaminou.
Fica pra outra vez. 








39 comentários:

  1. Boa noite de paz, querida amiga Taís!
    Cada uma que nos acontece, não é mesmo?
    Uma falta de pudor do senhor septuagenário... nem precisaria sermos chamados atenção se tivéssesmos um pouco de simancol.
    Nestas ocasiões que nos limitam o almoço num restaurante, é só pedir comida por telefone para evitarmos contaminar outros.
    O ar livre tudo bem, faz bem e é salutar, mas onde tem aglomerado de pessoas é irresponsabilidade nossa.
    Taís, ficar sem o docinho de Domingo é triste... rs...
    Seus efeitos sinestésicos na crônica me fizeram imaginar bem a cena e, agora que sabemos que não é terrorista, podemos rir à vontade. Que cena!
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Boa noite querida amiga!
    Nossa, cada coisa que se vivencia, nem dá pra acreditar que tem gente assim, mas há, eu mesma recebi um espirro horrível atrás de mim uma vez ao descer as escadas rolantes no metrô, fiquei o resto do dia o tempo todo me lembrando disso para não passar as mãos em meus cabelos.
    Que nojo isso.
    Enfim...
    Abraços querida amiga.

    ResponderExcluir
  3. Um bom fim de noite amiga!
    Vendo a imagem lembrei da Festa de Babete,rsrs, que mesa linda e provocadora ao pecado capital.
    Mas com um elemento deste espalhando vírus como flechas de cupido, confesso que tinha arrumado logo uma saída pela tangente,rsrs.
    Chega de contaminação virulenta neste país.
    Agora Pedro faz um poema o Homem espirro tiro,rsrs.
    Bela foto da POA.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir
  4. Beckz, que nojo que dá! Melhor mesmo ficar sem o doce!!! Outra coisa que já fugi foi de homens com camisetas cavadas,circulando com os pêlos maxilares sobre as saladas e tudo mais.
    Pior as mulheres de b i quini,com outros pelinhos encostando no bufê.
    Claro,isso numa praia em SC!SÓ rindo e fu gindo...,bjs,chica

    ResponderExcluir
  5. Quer rir um bocado?
    A minha mulher é conhecida entre os familiares e amigos por ser a única pessoa que, quando se engasga, tem que espirrar três vezes para ficar mesmo bem.
    Só depois do terceiro espirro é fica em condições.
    Já contamos em voz alta, acredita?? :)))
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Al final fue tan solo un estornudo pero no obstante os fastidió los postres, hay gente que poco piensan con los demás.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  7. Lo que podría ser un domingo diferente y divertido por salir de la rutina e ir a comer fuera, se ha estropeado por la mala educación de una persona.
    Después de lo que nos has contado, yo me pregunto: ¿El hombre no habría perdido el dominio de sus facultades mentales? Un comportamiento así, en un restaurante, es más de un loco que de una persona mayor y maleducada.
    Seguro que, después del incidente, se te han sacado las ganas de comer.
    Cariños.
    Kasioles

    ResponderExcluir
  8. Maravilhosamente diferente!
    Amo este teu contar de factos do quotidiano.
    Venham mais, com ou sem espirros!
    Beijo, querida amadinha.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Taís
    Que susto vocês tomaram. Que bom que foi um espirro, não uma metralhadora rsrs. Uma bela mesa de bufê. Feliz fds. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Lo peor, amiga Tais, es que con razón en tu país y en el mío, estamos expuestos a constantes delitos terroristas, de modo que una escena de ese tipo alarma con justificación.

    Abrazo.

    ResponderExcluir
  11. Que horror amiga Taís!
    Tem pessoas que a educação foi perdida.
    Ainda bem que foi só um susto.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  12. Depois de ler a narrativa de um almoço que tinha tudo para acabar 'docemente', a única frase que me ocorra dizer querida Tais, é que um almoço nunca é de graça..., e este saiu um pouco caro! :))))

    Beijinhos e que no próximo almoço não haja ameaças de gripe. :)

    ( porém, dizem os médicos que faz mal reter o espirro)

    ResponderExcluir
  13. É sempre bem desagradável!!!
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Menos mal que todo se quedó en un susto. Siempre hay que estar alerta por lo que puede suceder.

    Besos

    ResponderExcluir
  15. Mulher!
    Tenho tanto cuidado perto
    dos balcões de restaurantes que
    as vezes saio da fila para
    não comprometer o ambiente.
    Adorei ler.
    Ami a citação do Pedro.
    Bjins de sábado
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde...

    Numa visita, para marcar apenas presença, esperando a vossa compreensão... devidos a compromissos inesperados:-Existem desejos que esperam - | Poetizando e Encantando |

    Bjos
    Votos de um óptimo Fim-de-semana

    ResponderExcluir
  17. Lo extraño es que no salieseis en todas direcciones si eran tan aterradores.
    De tu otro blog me gusto mucho la entrada de Diego Ribera.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite, Tais! Menina, isso já me aconteceu e confesso que também penso que a pessoa poderia ter o bom senso de se retirar para se cuidar, assim sendo cuidando dos outros...A vida é assim mesmo cheia de imprevistos, mas esse, com certeza é um dos menores. Estarei postando hoje ou amanhã. Que carga de trabalho estou tendo nesses dias! Dou graças a Deus por tudo. Grande beijo. Tenha uma feliz noite de sábado.

    ResponderExcluir
  19. Muito incômodo para quem está passando pelo desconforto e pelo 'atacado'. Gostei da maneira leve como você descreveu sobre o almoço, querida amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Minha querida Taís,
    Isso me remete ao soprar das velinhas dos aniversários dos tempos de criança, quando ao soprar as velinhas, vem aquele monte de cuspe e "babinha" do aniversariante!!!
    Mas, um adulto sem noção e sem educação (em local público) é dose pra mamute grávido!!! 😂😂😂
    Isso só nos comprova que os idiotas também envelhecem!
    Beijos (sem "babinha" e nem espirros) 😂😂😂
    bom final de semana para ti!!!

    ResponderExcluir
  21. Esse está com o nariz pior do que o meu!!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Fantástica a forma como você narra os episódios, minha Amiga Tais. Realmente há pessoas muito ruidosas a espirrar. Quando é assim vale mais a pessoa ir dar uma volta até passar a crise para não incomodar os outros…
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  23. Taís, lembrei-me de Bocage para um desafeto dele na Nova Arcádia: Nariz, nariz e nariz / Nariz que nunca se acaba / Nariz que se ele desaba, / Faria o mundo infeliz. / Nariz que Newton não quiz / Traçar-se a diagonal / Nariz, que massa infernal / Nariz que se o cálculo não erra / Posto entre o céu e a Terra, / Daria eclipse total.// Imaginei o chuveiro em cima da iguaria... É de preterir mesmo! Como diria uma amiga nossa carioca espirituosa e gozadora - são pessoas de muitos bons modos!... Bela crônica! Parabéns! Abraço! Laerte.

    ResponderExcluir
  24. possa amiga mas que susto mesmo se fosse eu saia logo ehhehe bjs tudo de bom

    ResponderExcluir
  25. Que falta de educação...

    ResponderExcluir
  26. Que desagradável situação.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  27. Ficou hilária esta sua crônica ao narrar a grosseria do dono espirro
    Bom te ler sempre amiga Taís
    Beijinhos e sorrisos

    ResponderExcluir
  28. O que sobrou no grito, faltou na educação. Esses doces devem ter ficado saborosos. Belo texto Taís! Parabéns!

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  29. Tais, minha amiga
    mais vale prevenir, tem razão!
    um "espirro" é uma autêntica de bomba de fragmentação
    que contamina tudo em quilómetros de distância

    há momentos assim, um simples espirro e o dia fica estragado
    sobretudo quando os nervos estão à flor da pele

    beijo, minha amiga

    gostei muito

    ResponderExcluir
  30. Una situazione non bella.
    Buon a giornata

    ResponderExcluir
  31. Gostei do escrito, Taís; todo ele percorrido por uma espécie de humor negro, ou tão-só cinzento, se quisermos, que isto de se ir almoçar fora ao Domingo - ou se marca com antecedência, para garantir lugar, ou quando pensamos que está tudo bem, algo se nos depara fora do lugar... e, no caso dos vírus e das bactérias eventuais, nunca se sabe onde as mesmas poderão ir parar.
    Uma boa semana.

    ResponderExcluir
  32. Que situação. Entre humor e terror nos deliciamos com sua crônica. Hoje há tantas contaminações pelo ar que vivemos no sobressalto Bjs

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde Tais,
    Que situação horrível!
    Gritos, sustos e contaminação. Credo!
    Apesar da seriedade da situação não pude deixar de rir com a sua forma de contar esta história bem verídica.
    Há pessoas sem o mínimo de educação exigido.
    Que fazer? Como neste caso bater em debandada;))!!
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderExcluir
  34. Olá, Taís

    A nossa condição de seres humanos conduz-nos, muitas vezes, a essas fraquezas
    e inconveniências. E, também, o medo dos vírus e bactérias tolhem-nos o gesto.

    Gostei muito da sua crónica, minha Amiga.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
  35. Debería haber alguna herramienta en el Código Penal para los individuos que nos privan de esos espacios tan gratos y escasos, en días que la familia o los amigos se reúnen con el sencillo proyecto de ser felices y... ¡Aparecen ellos!
    Los hay en el restaurante hablando en voz alta por teléfono o haciendo ruído en la mesa. Igual en el cine o en cualquier espectáculo, el tren, el avión, el parque... Una raza aparte que se da en cualquier país o ambiente.
    Y por desgracia, parece que inextinguibles, querida Tais.

    ResponderExcluir
  36. Olá, querida Vizinha/Escritora, Taís Luso !
    Nossa,que falta de compostura ! Assusta até
    os cachorros. Já presenciei coisa idêntica.
    É muito desagradável ! Parabéns pelo texto,
    Amiga. Uma ótima semana e um fraternal abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  37. Puxa, faço ideia do drama tão desagradável!... Fico admirada de que tenha ocorrido num restaurante grande... Coisa que acontece até nos melhores lugares!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  38. Que cena! E logo perto do bufê! Realmente a porta de saída é o lugar apropriado.

    Beijos, amiga.

    ResponderExcluir
  39. Gente assim é uma ameaça pública, porque espirra e não sabe respeitar os outros ficando em casa curtindo (curando) o muco...
    Coisa que me irrita é estenderem-me a mão para cumprimento quando acabaram de tossir ou espirrar para a mão ou lenço superlotado de víros ou bactérias.
    Terroristas, Taís. Nem mais nem menos. Terroristas!!!
    Beijo.

    ResponderExcluir

AOS AMIGOS

Muito obrigada por deixar seu comentário, se necessário for, deixarei resposta a alguma pergunta.
Abraços a todos
Taís