13 de agosto de 2007

PRA QUÊ?! / FLORBELA ESPANCA



          
                     PRA QUÊ?!

     Tudo é vaidade neste mundo vão...
     Tudo é tristeza, tudo é pó, é nada!
     E mal desponta em nós a madrugada,
     Vem logo a noite encher o coração!

     Até o amor nos mente, essa canção
     Que o nosso peito ri à gargalhada,
     Flor que nascida e logo desfolhada,
     Pétalas que se pisam pelo chão!...

     Beijos de amor! Pra quê?!...Tristes vaidades!
     Sonhos que logo são realidades,
     Que nos deixam a alma como morta!

     Só neles acredita quem é louca!
     Beijos de amor que vão de boca em boca,
     Como pobres que vão de porta em porta!...

_____________________________________________________
ESPANCA, Florbela – Sonetos ed.Martin Claret, pág 35 São Paulo 2004.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso