18 de dezembro de 2014

A MELHOR PARTE DA FESTA...


         - Tais Luso
      Dizem, algumas línguas otimistas, que o melhor da festa é esperar por ela, pelos aprontes, pela reunião em si. Outras línguas, mais pessimistas, dizem que o melhor é quando ela acaba. Sempre existem os tititis pós-festa, ninguém escapa disso: fuçar para ter o que falar. Seja de bem, seja de mal.
E muito mais: esmiuçar pra depois baixar a lenha. Nas festinhas dos famosos o que há de pior vai direto para os espaços caríssimos da mídia. É farofa no ventilador quando pegam um Vip desprevenido. De surpresa.
Algumas pessoas são agradáveis; outras são destrutivas, avacalham com qualquer festa: falam da carne dura, do peixe cru, do peru anêmico, do Whisky vagabundo, do vestido da fulana, da gordura da sicrana e o tanto que ela quebrada. E não esquecendo, é lógico, da pintura do cabelo do dono da casa: aquela cor de pinhão! É assim ou estou vivendo noutro planeta?
É assim que terminam muitas das festas. Sempre aparece uma amiga pra contar o que a outra amiga falou, mas tudo no mais alto sigilo. O rolo passa de boca em boca. Toda a conversinha é dissimulada, mas altamente contagiante.
Para quem ofereceu a festa, para quem gastou um monte de dinheiro e ficou demolida de tanto trabalho e organização, ficar sabendo de um desmonte desses é pra nunca mais fazer nada. Mas nós, mulheres, somos muito tolas: fazer o bem não importa a quem. Bonita frase, mas é de efeito. Linda como certas roupas de desfiles de moda - impossível de usar.
Os homens são mais práticos, só fazem o que querem e não estão nem aí pros frufrus ou falatórios. Bem que, por outro lado, caem em cada uma... Muitas vezes levam uma eternidade para descobrirem que gato não é lebre. Mas cada um com suas diferenças.
Por essas e outras é que eu me aposentei das trabalhosas festinhas em minha casa. Tudo é muito cansativo. Aliás, hoje em dia se transfere muita coisa para restaurantes. Geralmente muitas pessoas optaram por almoçarem fora, o que é uma glória para as mulheres. Fiquei com a louça necessária para recebermos, apenas, os de casa e passamos a festejar algumas coisas por prazer e não para cumprir normas sociais.
Temos várias oportunidades para sermos felizes. E uma das coisas mais difíceis da vida é perceber o momento exato quando algo não funciona mais e tomar a decisão certa: o de mudar.
E isso serve pra tudo, não só para nossas festas. 


55 comentários:

  1. Oi Tais,

    Sempre coerentes seus textos! O importante é ser feliz! Tudo que fizermos para agradar, para cumprir protocolo não traz felicidade e então não há sentido em existir! Lindo texto.
    Abraços

    Leila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leila, exatamente isso. E quem gosta de frescuras, que vá à luta, que seja feliz rss. Amiga, um grande beijo, que você passe essas festas com muita alegria junto aos seus. Que 2015 seja um ano de muitas realizações pra você e que continuemos a nos encontrar e que eu possa desfrutar de seus textos que sempre adorei. Muito obrigada por essa troca tão saudável que foi 2014.
      Meu carinho.

      Excluir
  2. Taís, aqui em casa, festas só mesmo em família e pouco vou às outras, sou bicho do mato e não gosto de frescurites...

    Gosto de encontrar amigas, passear, mas onde se possa ser e estar com simplicidade!

    Aproveito pra desejar um Feliz Natal e tudo de bom em 2015 ,que possamos estar sempre ,com alegria, saúde, por aqui nos encontrando!

    bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Chica, a simplicidade é grife!. Esse texto me inspirou lendo uma revista no salão. 'Aquela' revista! rss Fiquei pensando o tanto que muitas festinhas dão mão de obra. Mesmo as simples - que nunca são tão simples para quem organiza. E tudo tem seu momento. Passam uns, e chegam outros de mais maturidade, de maior encanto.
      Boas festas junto aos seus e que 2015 continuemos nossos encontros, agradáveis como sempre. Você sempre foi muito especial.
      Meu carinho!

      Excluir
  3. Soneto-acróstico
    Às festas

    Outra vez as tais festas do final do ano
    Muita gente, alegria e confraternização
    Em cada lar, em cada canto um plano
    Livrar-se do ranço, à tristeza dizer não.

    Há contudo dessa história o lado chato
    Onde há festa haverá gente bebendo
    Rodando a baiana algum bebum gaiato
    Deixa mal estar a todos constrangendo.

    Assim o que era pra ser comemoração
    Faz a chatíssima saia justa acontecer
    E tudo acaba em falatório e chateação.

    Sendo assim quando a festa acontecer
    Tanto melhor não participar da reunião
    Achegar-se à cama até ao amanhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Jair, é bem assim (rs), muitas vezes o que é para ser confraternização vira chatice: ano após ano o centro da mesa é o pobre do peru que já nasce infeliz, parece que adivinha o seu destino. E nada muda além do trabalho e do cansaço. Tenho notado que ano após ano a fila dos insatisfeitos com essas festas cresceu bastante.
      Deixo aqui meu abraço a você e sua família e que em 2015 seja um ótimo ano de realizações e sempre com o desejo de ser melhor do que o ano que está se indo. Adorei o soneto personalizado!
      Grande abraço!.

      Excluir
  4. Minha querida amiga Tais, "fazer o bem não importa a quem. Bonita frase, mas é de efeito. Linda como certas roupas de desfiles de moda - impossível de usar.", além de me despertar o riso, filosoficamente perfeita esta teoria..."Temos várias oportunidades para sermos felizes. E uma das coisas mais difíceis da vida é perceber o momento exato quando algo não funciona mais e tomar a decisão certa: o de mudar." Natal para mim sempre foi família, diga-se, eu meu pai e minha mãe, e os outros claro; como bem sabes, este é meu primeiro Natal sem meu pai, então quero ficar grudado com minha mãe e repensar como vai ser daqui para frente. Obroagdo amiga por tua presença viva na minha vida este ano, obrigado pelos emails no momento mais doloridado de minha vida,obrigado por existir,e obrigadopornos brindar sempre com tuas crônicas, que alimentam meu cérebro, meu coração, me ajudando a ver nelhor o mundo.
    ps. Todo meu carinho meu respeito e meu abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Jair!! Sei o quanto esse ano foi difícil pra você; mas a vida segue seu rumo sem nos perguntar se vamos gostar ou não. E é uma luta constante, pois na medida que ela nos dá, também nos tira. E não tem solução. Desejo a você um Natal alegre, na medida do possível, junto à sua querida mãe. O bom é que você está sempre com a cabeça a mil, tentando arrumar, acertar e ser feliz. É o momento agora para esse exercício.
      Desejo a você um ano bem mais lindo e com mais paz.
      Grande abraço, amigo, muito obrigada pela sua presença sempre carinhosa nesse blog.

      Excluir
  5. Oi Taís!
    Caraca amiga, acho que nós devemos ter algum tipo de telepatia, pois fiz um post com tema bem semelhante a essas confraternizações as quais muitos creem ser obrigados a aturar certas chateações e comentários altamente desnecessários que nunca faltam.
    A maioria das frases de efeito e livrinhos de auto-ajuda são bem como roupas de desfile de modas, adorei a comparação.
    O que tenho feito quando não consigo fugir de "confratenizar" é usar do sarcasmo e, se possível, da mesma grosseria mesmo. Gentileza não atrai gentileza, atrai gente folgada, invasiva e até nojenta.
    E pessoas agradáveis: tenho medo, hahaha.
    Sou dessas Taís, desconfiada demais de tudo e todos. Dizem que é errado ser assim, que devemos confiar mais nas pessoas, mas olha... toda vez que eu confiei eu me ferrei bonito! Fui trouxa algumas vezes e não tenho vergonha de admitir.
    Acho que organizar festas só devem ter preocupação se vão falar mal ou bem são organizadores de eventos, que tiram grana com isso e precisam manter certo nível de reputação.
    Ficar "se matando" por nada, não vale a pena.
    Para quem gosta o negócio é focar em curtir, fazer o que gosta e ter muito realismo de que vai ter gente enchendo o saco, sempre tem.
    E claro, a mudança é imprescindível, principalmente de atitude perante essa época.
    Beijos querida e desejo um período de fim de ano tranquilo para ti. :))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MI, querida, segredinho aqui pra você: aqui em casa não aguentamos mais essas festas! Por mais que se faça, nunca se agrada. E eu parei de ser boazinha. Quanto a ser desconfiada... Você é? Eu adoro ser desconfiada, é uma proteção a mais, sabia disso? Não coloco minha mão em cumbuca qualquer. Ou a gente se fortalece ou 'dança' feio. Sou delicada, educada, solidária. Mas com quem merece. E geralmente essas festividades ficam a desejar.
      Olha, amiga, desejo a você o que desejaria fora das festas: uma vida cada vez mais feliz e tudo regado à paz. Vou aí te ler.
      Mil beijos! Meu carinho.

      Excluir
  6. Mais uma "bela" e realista crónica....Será que no mundo....é tudo igual...?? Acabou de contar a minha crónica de festas.......; mas eu consegui acabar com aquelas que mais nos agarram e que são chatas e dão trabalho a sério..Um segredo.....(O Natal cá em casa acabou..., há já uns quinze anos, que passo o Natal sempre fóra, mesmo quando vivi sózinho).
    Agora um SMS na hora, faz a festa...Até parece
    que a amizade fortalece.
    Não me julgue mal......foi um desabafo...
    Beijo grande e um Ótimo 2015 e um Santo Natal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrade, meu amigo além-mar: Comentei com Pedro que há quinze anos você acabou com as festas... Ele disse:
      - Esse é dos meus!
      Aqui também estamos terminando, esse ano uma 'coisinha', apenas. É uma exploração comercial, um trabalhão, um estresse sem fim. Não sei como é em Portugal, mas aqui chega a ser um acinte, as pessoas gastam e ficam devendo o ano inteiro, o apelo comercial é enorme. Parabéns por ter conseguido há 15 anos. Não é fácil.
      Desejo a você o que desejaria em outro dia qualquer do ano: paz, saúde e felicidade!
      beijo!

      Excluir
  7. Festas? Abomino-as... De repente, em um restaurante, de vez em quando, em dias comuns, onde nada e ninguém se aglomera... Então, celebro com aquela pessoa com quem me sinto bem. Mês passado mesmo, fomos a um excelente restaurante, e meu filho me pergunta: - o que comemoramos, mãe? Minha resposta: - Nossa vida, precisa de mais? Para se sentir bem com quem nos quer bem, pouco, muito pouco basta. Um olhar, uma cumplicidade, um afeto e tudo ficará arquivado na memória afetiva para sempre.
    Abraços natalinos, Tais,
    Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...E eu sempre aprendendo alguma coisa com você, Célia! Comemorar a vida!! Realmente não tem coisa mais linda, comemorar essa dádiva, o maior presente que recebemos. Deixei um comentário no blog da MI falando de sua postagem, o 'Decreto de Natal' que achei ótima! As coisas boas devem ser repassadas.
      Beijos, Célia. Felicidade para o ano inteiro!

      Excluir
  8. Tais, em casa, só família (rss). Não somos festeiros e nos reunimos em datas comemorativas especiais. Mas esse falatório pós festa é de todos conhecido. Comentários maldosos sempre são alimentados e, muitas vezes, injustamente. Quando ainda trabalhava, nem em festas da empresa eu costumava comparecer, tendo fama de antipática (rss). É que o pós só trazia aborrecimentos e não desejava passar por eles.
    Esse hábito moderno de se comemorar fora de casa é excelente. E até os jovens já aderiram, pois dificilmente festejam um aniversário nos condomínios (nem todos, claro).
    Natal sempre foi, para nós, um almoço no dia 25, para toda a família. Como precisávamos viajar, no dia 24 fazíamos uma rápida reunião para ver a alegria das crianças. Muito melhor assim. Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Natal é só família. Mas muitas são grandes, entram cunhadas (os) sobrinhos, pais, avós, netos que, vez que outra, trazem uns penetras amigos. Já vi. Isso acontece geralmente em famílias grandes do interior. Acho o tal almoço do dia 25 melhor. Mas a data que não tolero é o Ano Novo. E desde criança. Dia 2, tudo volta ao normal, a 'fantasia' desaparece na madrugada do 31 para 1º. E a vida continua como ela é - segundo Nelson Rodrigues.
      Beijão, Marilene!

      Excluir
  9. Oi, Tais!
    Como já diz o Roberto Carlos; o importante são as "emoções que vivemos". E vamos combinar que, boas ou ruins, essas festanças nos trazem grandes emoções.
    Ah, não pude deixar de rir muito, da cor do cabelo de pinhão...
    E falando em festas, desejo a você e todos os seus, muitas saúde e felicidades.
    Boas festas, e grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tito, é, posso dizer que os meus antigos Natais eram mais emocionantes, principalmente quando eu era criança. Agora, com tanta violência, com tantos apelos comerciais, com tamanha pobreza nas ruas de dezembro, confesso que não consigo tantas emoções. Talvez com o show do Roberto Carlos tenha essas emoções!
      Mas desejo a você e aos seus, muita paz e felicidade o ano inteiro!
      Grande abraço!

      Excluir
  10. Bom dia Tais.. pois é.. que eu me lembro foi apenas uma com toda a familia reunida.. nunca mais deu certo devido a brigas e uns que se alteram devido as bebidas..
    festas extras ou a que a maioria das pessoas querem estar metidas nunca vou pq é uma energia tão pesada de pessoas só querendo aparecer e quase sempre termina do mesmo jeito.. gente bebada sendo carregada por amigos.. o bom da festa é sermos alegres sem precisar tomar todas para abrir um sorriso... pessoas que precisam beber para ter coragem estão perdidinhas de si mesmas.. tenha um lindo dia até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Samuel, você disso tudo e tão bem.., sempre tem os 'salientes'. Vi um filme "Parente Serpente" em que todos os irmãos e cunhadas se reuniam todos os anos na noite de Natal na casa dos pais.As brigas sempre aconteciam, e do nada nasciam. O negócio descambava de um jeito tão intenso e dramático que a história terminou com um deles incendiando a casa dos pais para que nunca mais tivessem um ponto, um lugar obrigatório para se encontrarem. Interessante esse filme porque retrata as relações humanas e familiares, principalmente.
      Grande abraço, muito obrigada pela sua presença!

      Excluir
  11. Querida amiga, sei que a sua árvore já está montada, mas, para acrescentar algo mais na sua, trouxe uma parte da minha . Estou me antecipando nas visitas, festa, visitas e na chegada do ano novo, estarei mais ausente. Meu marido fará uma cirurgia, concluindo os exames e provavelmente nessas férias ele será cirurgiado. Cuidar da saúde dele é importante. Estou organizando as postagens para facilitar, quanto as visitas farei quando for possível.
    Pedirei a Deus que tudo de certo e que o ano novo seja abençoado para todos nós.
    Desejo-te neste natal e no ano vindouro:
    Paz
    União
    Alegrias
    Esperanças
    Amor. Sucesso
    Realizações Luz
    Respeito Harmonia
    Saúde Solidariedade
    Felicidade Humildade
    Confraternização Pureza
    Amizade Sabedoria Perdão
    Igualdade Liberdade. Boa - Sorte
    Sinceridade Estima.Fraternidade
    Equilíbrio Dignidade Benevolência
    Fé Bondade. Paciência. Gratidão Força
    Tenacidade Prosperidade Reconhecimento
    Um Natal iluminado
    pela luz do menino
    Jesus
    E que esta Luz se estenda iluminando a sua vida e da sua família
    Em 2015, para que a felicidade reine em seu lar.obrigada por ter estado comigo neste mundo virtual, alegrando o meu viver e que possamos continuar a nossa missão no ANO NOVO!
    FELIZ NATAL ! E UM ANO NOVO ABENÇOADO.
    São os votos da amiga Lourdes Duarte.
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    Prof Lourdes Duarte http://pensador.uol.com.br/colecao/lourdesduarte/
    https://www.youtube.com/channel/UCaYuH232flzuEJPUlAD2HvQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida Lourdes, Boas Festas para você e sua família.Que 2015 seja um ano de muitas realizações e que tudo corra bem na cirurgia de seu marido.
      Grande abraço!

      Excluir
  12. Bom dia Tais,
    Nossos textos acabam se completando, o que é bom demais, sinal que há mais gente em sintonia com nossas ideias, que não somos os únicos "mete-nojo" desta sociedade. Sinal de que há chances de mudança verdadeira, embora lenta que seja...
    Gostei imenso da sua "descrição" das festas e de seus "bastidores" - muito bom de ler.

    Tenha as suas festas com saúde e muita paz junto dos que você quer bem, que isso é o verdadeiramente importante na vida :)
    Bjo amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carmem, sabe, nos meus passeios pelos blogs amigos, tenho encontrado a mesma ideia de decepção, de desencanto. Eu faço parte dessa turminha, e como você disse muito bem, transformaram essa festa numa galhofa por 10 entre os 365 dias em que todos, depois, se matam por nada. Colocamos, aqui em casa, um ponto final nesse negócio que não sei mais o que é; um ponto de farra onde corre um monte de dinheiro e deixam muitos pendurados o ano inteiro, pagando... Não vejo mais sentido, a não ser algo simples com os filhos e os bem próximos.
      Desejo a você e ao seus felicidade para o ano inteiro!
      Beijo, amiga!

      Excluir
  13. É mesmo, Tais. Essas coisas acontecem. E o pior é que em vez de ser um grande encontro, geralmente é motivo de intriga: porque fulano provavelmente tava falando de mim, fulano falou demais, ficou bêbado, "bebo chato”, inconveniente. Fora uns munidos de seus irritantes Smartfones, alheios tudo, fazendo numero, colaborando com suas figuras decorativas, coisa e tal. Mais eu até que gosto dessas reuniões em família, a turma aqui até que é unida. A gente já tá preparado a Ceia de Natal, cada um vai trazer um pratinho, colaborou na cotinha. Um mimo. Rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fábio, quanto mais gente, maior são os desencontros. Isso virou uma festa pagã com gente tentando nos convencer que é uma festa cristã. E dê-lhe presentes pra um batalhão; dê-lhe gastos e com férias vindo por aí. É tudo comércio. Acho que está cansando, afinal são 1661 anos que comemoramos essa festa com presentes cada vez mais caros, você sabe como eles apelam, né?. Desde outubro já se começa a falar no Natal!! rssss benzadeus... Depois vem o Ano novo - que de novo não tem nada.
      Beijo!

      Excluir
  14. Tais: Lindo texto as coisas quando tem que ser acontecem. Desejo a ti e Família um Santo e Feliz Natal com tudo de bom.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Santa Cruz, pra você e sua família desejo o mesmo.
      Beijos além-mar, aí pra esse Portugal querido.

      Excluir
  15. Olá amiga, hoje quero agradecer a Deus pelo dom da sua vida, e desejar a você e sua família
    um feliz e santo Natal, cheio de saúde e alegria!!!
    Que seu coração esteja preparado para receber o Menino Deus!!!
    Um grande abraço, Marie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marie, muito obrigada pelos votos, desejo tudo de bom pra você e sua família, um ano de muita paz e felicidades.
      Com carinho.

      Excluir
  16. Olá Tais,

    Por essas e outras é que já 'afinei' para recepções em minha casa. Para mim, em se tratando de festas, não existe momento melhor, pois todos são estafantes, seja antes, durante ou depois. E, apesar de tudo, sempre haverá alguém que ainda poderá depreciá-las ou fazer críticas entre si, além das tradicionais fofocas. Gosto de receber minha família, pois são de casa e ainda dão uma forcinha. Festa, agora, somente na casa dos outros-rsrs. Recebo aqui somente quando inevitável. No Natal , sempre confraternizamos em família. Planejamos antes em qual casa vai ser o encontro e todos emprestam a sua colaboração.Já no ano novo, optamos sempre por um bom restaurante (quando não viajamos).

    Desejo-lhe um lindo e abençoado Natal e um 2015 pleno de saúde, paz e sucesso em suas aspirações.

    Felizes festas!

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Verinha, pois aqui também entrei nessa, to "cansadinha!". Foram muitos anos, apesar de cada um trazer algo, cansei. Parece que há quase 2000 anos festejo isso (rsss). E o tal de 1º do Ano, esse nem tomo conhecimento, já risquei há horas.
      Toda a felicidade pra você e sua família! Adorei nosso intercâmbio em 2014.
      Meu carinho, amiga!

      Excluir
  17. Beautiful blog dear! interesting posts! following you via gfc!! hope you can visit mine and follow me too! kisses!

    www.fashionizein.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello, I'm following you and come back to read your blog calmly.
      Big hug and check back often.

      Excluir
    2. Thank you Tais! sure!:) kisses!

      Excluir
  18. Olá Tais!
    Você tocou num ponto crítico: as festas de Fim de Ano.
    A ceia de Natal,etc.
    Parece que isso está meio "entediante" mesmo!
    Ficamos ansiosos pra começar e mais ainda para terminar, principalmente quando sabemos que vamos receber cumprimentos de parentes que ficaram o ano todo sem nem te ligar!
    Até aqui na Blogosfera, tem amigos que colaram o mesmo comentário em vários blogues!
    Boas Festas a você e à sua família!

    VitorNani/Hang Gliding Paradise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, VitorNani, pois é... olha, eu nem tinha pensado nisso!!! (rss) total verdade. Um negócio puramente social. Convenção. Quanto aos comentários iguais, é verdade, e o pior é que é sempre o mesmo por meses. (rsss) Mas nesses não apareço.
      Boas festas, um ano com muita inspiração!
      Até ! Abraços!!! Foi ótimo o intercâmbio.

      Excluir

  19. Olá amiga,vim retribuir sua carinhosa visita ao meu cantinho.
    Fiquei feliz por seguir-me!!!
    Obrigada,volte sempre e pegue o meu selinho de agradecimento!

    Beijos Marie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marie, foi um prazer conhecer seu blog, costumo retribuir o carinho aos amigos que sempre veem me conhecer meu blog. Foi um prazer.
      Beijos!

      Excluir
  20. Very beautiful!

    I wish you a Merry Christmas and a Happy New Year.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you, friend, for you also Merry Christmas and a beautiful year.
      Big hug.

      Excluir
  21. OLÁ TAIS
    Que neste Natal e em todos os dias do próximo ano, possamos fazer de Jesus nosso melhor amigo, pois Ele é o maior motivo do Natal e da nossa existência. Feliz Natal e um novo ano cheio de amor, paz, amizade, humildade e sabedoria.
    Um bj
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Biisa, muito obrigada pelos votos, Boas Festas e um lindo 2015 pra você e sua família!
      Beijo!

      Excluir
  22. Querida Tais:

    Que el 2015 nos traifa salud y paz para todos..

    ¡Feliz Navidad!

    Abrazos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amelia querida, muito obrigada pelos votos, desejo o mesmo pra você e sua família. Foi um ano de ótima convivência com você, muito obrigada.
      Grande abraço!

      Excluir
  23. Também concordo, que está é a melhor parte da festa.

    http://www.valdeirvieira.com/alfa-corporate/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela presença, Valdeir, Boas Festas.

      Excluir
  24. Felices Fiestas mi querida amiga junto a los tuyos.
    Bendiciones y mi abrazo grande, grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Soledad, Boas Festas pra você e sua família e um lindo 2015!
      Grande abraço, querida amiga. Muito obrigada pela sua presença tão simpática em meus blogs.

      Excluir
  25. Olá Tais, seu texto é muito interessante,pois eu vejo as festas de Natal, uma correria sem tamanho, troca de presentes e o fim da festa nos leva a solidão, mas já com a cabeça em outras festas.Pela hora você pode perceber que sai da ceia de Natal e vim aqui ver meus queridos amigos. A emoção toma conta de mim nestas datas , fico quase que fragilizada. Tais, desejo a você e família um feliz e santo Natal. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga!!! Sabe, estou igual a você, o almoço aqui é amanhã; Esse ano resolvemos passar normal, sem frufrus cansativos. Demos uma 'guinada', preparando as coisas para dia 25. Tudo se tornou muito cansativo. E pra lhe falar a verdade, estamos adorando essa paz do dia 24. Dois dias seguidos é dose.
      Olha, Marli, desejo a você um lindo ano e que seus sonhos aconteçam; muita saúde e paz para você e sua família!
      Meu carinho.

      Excluir
  26. Oi, Taisinha!!!! Curioso é que eu lendo essa sua maravilhosa crônica, me fez recordar de uma conversa que eu tive com uma amiga antes do Natal. Falei pra ela que muitas vezes é prático ser rico. Se eu fosse rica, nessas épocas do ano contrataria um grande bufê, e não faria absolutamente nada. Nossa, como é cansativo. A minha mãe ama cozinhar e não abre mão disso. 'Se eu parar, aí é que eu morro de vez, ' diz ela. Nós, as filhas, vamos pra cozinha auxiliá-la. E ainda assim, saímos de lá molhadas de suor(Salvador 30° com sensação térmica de 50) todos os anos é sempre assim. Faço o meu cabelo na véspera, mas o calor estraga a escova e tenho que dar o meu jeitinho. Se eu fosse rica, e caso tivesse que reunir a família em casa da matriarca, que é como ela gosta, ela não teria nenhum trabalho, contrataríamos pessoal especializado para cozinha, para limpar os excessos que caem no chão, etc. Ou, iríamos todos a um bom restaurante. Ser rico tem sua praticidade, eu dizia a ela. Por isso, muita gente hoje em dia, de classe média mesmo, preferem contratar bufês para aniversários de filhos, porque a trabalheira que dá...já passei dessa fase.
    Adorei a sua crônica, amiga. Inclusive, até certas compras eu deixei pra depois das festas. Tem sempre um vestido que ainda não usei, não me preocupei muito com frufrus de maquiagens. Iria derreter tudo.rsrs pus um brilho nos lábios e pronto. Estávamos entre família e resolvemos esse ano que seria bem informal. E foi. Estou com traumas de corre corre nos comércios, nos shoppings e dentro de casa. Aff!!!!
    Beijinhos, linda!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandrinha, eu estou traumatizada, também, com festas! Já constatei que a gente dá o melhor da gente, morre um pouco de tanta loucura de escolher, comprar, fazer, servir (mesmo com a empregadinha ajudando, deixando a casa mais ou menos...), na hora dos outros nos receberem é aquele caos. Não estão nem aí. Aí você nota que quase morre pra receber e se decepciona quando é recebido. Diferenças de sensibilidade e educação. Acho que tem de haver um equilíbrio nessas festas.
      Beijos, querida!

      Excluir
  27. Perfeito. Você está certíssima.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A dor ensina a gemer, Shirley! rs...
      Beijo!!

      Excluir

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso