9 de dezembro de 2016

NÃO SERÁ O NATAL DOS SONHOS...

   

                 
                    - Taís Luso
Já estamos em dezembro de 2016. Estou no computador, e sinto que não tenho muito a escrever sobre essa data, não quero ser repetitiva. Se for para falar em festa, em bebidas, no peru, em presentes, em roupas novas, seria fácil, mas isso nada acrescenta. O coitado do peru é o mesmo, já nasce com os dias contados; o vinho é um vinho, as frutas são as mesmas, os presentes e o brinde seguem o ritual. Não resta dúvida que a ceia é bonita e será uma reunião de família agradável. Contudo, dizem por aí que o aniversariante não está mais presente. É verdade: o aniversariante há muito tempo virou comerciante. E esses são os donos da festa, fazem a alegria da criançada e também dos adultos que revivem sua infância, sua adolescência. É visível o contraste entre uma bonequinha de pano e um Smartfone top de linha. Sim, é isso. Raras são as crianças que sonham com uma bonequinha; um caminhãozinho!
Meu país atravessa uma crise profunda, e penso que bastante longa. Tudo à beira do colapso. Um país que está doente, todo entubado, e com inúmeros tratamentos com a esperança de sair dessa crise para uma vida normal. E haja ânimo!
Não será o Natal dos sonhos. Gostaria de ver um Natal como um novo ponto de partida. Portanto, sai aqui um texto nada festivo. Não há como ter um espírito festeiro, moldado. Até gostaria.
Natal não é uma festinha qualquer,  só será Natal se tiver algum sentido, se houver um basta, uma determinação. Só será Natal se houver a suspensão das hostilidades, das dores, dos incômodos, do egoísmo, do roubo, da miséria e da corrupção. Só será Natal se algo houver para unir desejos comuns. Se houver amor. Penso ser a única data capaz de conciliar e de tocar os corações. Mas não aconteceu. Passa rápido, nada fica. 
Então, para os que seguem os padrões cristãos - pois esta bela festa é cristã - penso que o melhor é esquecer alguns idealismos e lembrar que é o dia do nascimento do menino; do Menino Jesus.
Pela história, a festa é Dele.


Em clima de Natal - Emoção...





45 comentários:

  1. Oi Tais,
    Eu não comemoro festa alguma. Natal é oração e não panetone, vinho(não bebo), castanhas, enquanto muitos estão passando fome por causa da cúpula ladra que temos que conviver: não tem remédio no posto, nem entrando na justiça, o juiz lava suas mãos.
    Onde enfiaram o dinheiro dos contribuintes?
    No Natal eu vou almoçar na Cachoeira, comer frutos do mar. Tirar fotos e colocar no face, tomo sorvete até me lambuzar, já levo uma toalhinha para não passar vergonha.
    Se eu pudesse sozinha fazer um lindo Natal para os pobres, mas como, não sou política, não roubo.
    Taís, você não tem face?
    Chega, que já falei besteira demais.kkk
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. Taís querida sua cronica é de sentimentos verdadeiros e mostra a triste realidade atual, houve tempo de mais consciência e religiosidade, tínhamos na reunião deste dia na hora da ceia um agradecimento ao aniversariante pelas graças recebidas, e para as crianças era uma data lúdica, Hoje virou mais um dia de carnaval e comercial, o dinheiro para o presente mais caro é o deus.
    Amei sua crônica contundente e franca, tomara que com a crise as pessoas acordem para a realidade deste País pelo menos no Natal.
    beijos, Léah

    ResponderExcluir
  3. Taís, que o consumismo que hoje se verifica nesta época, que a frieza que se vai instalando nos corações dos homens e que a distância que se vai criando em relação às antigas tradições familiares, não consigam fazer desaparecer o verdadeiro espírito do Natal, de partilha, fraternidade, carinho, amor e amizade.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  4. É Natal!

    Porque nada de novo neste fronte, afinal
    Porquanto são sempre iguais nossos fins de ano
    Nós todos comemorando o velho natal
    Em seguida, aquele dia que desce o pano.

    Crianças a curtir os previstos presentes
    Família toda fingindo rara alegria
    Contudo, bem lá no fundo de nossas mentes
    Sabemos que é tudo mera alegoria.

    Mas consola-nos saber que tudo é festa
    E que talvez ano que entra melhor será
    Olhar para frente será só o que nos resta

    Queiramos ou não uma outra festa virá
    E tão verdade como nos veio esta
    E somente quem antes morrer não a verá.

    ResponderExcluir
  5. Gostei do tema da sua crónica que é um sentido e dorido desabafo pelas situações incongruentes da quadra natalícia.
    Penso que há que não cair na tristeza...
    O Natal pode está esquecido pelo mundo, o país pode estar a atravessar uma das maiores crises, mas se há saúde - pelos nossos amores, amigos, colegas, empregados - devemos viver o espírito de Natal e habituar os mais novos à valorizar os sentimentos e a sobriedade.
    Só o exemplo é capaz de criar valores éticos.
    Espero ver voltar o seu espírito alegre e jocoso, pois a vida não pode ser levada muito a sério...
    Terno abraço, Taís amiga.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  6. Taís ... disse tudo ... o Natal é Dele e sendo assim ... harmonia em nossos corações vão fazer desta festividade ... belos momentos de Amor!
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Realidade quando se trata do que há para se ver e perceber em questões materiais, Natal é e sempre será uma data para se reunir famílias, muitas vezes mesmo que seja só nesse dia do ano, nem todos se lembram do nascimento do menino Jesus, eu não sou religiosa, mas sinto o prazer de estar com os meus, em poder reafirmar que nos amamos, que poderemos de novo nos reunir em todos os anos, assim por diante!
    Amor é para se sentir sempre e não somente no Natal, mas as crianças, ah, essas esperam seus presentes e como dissestes, hoje não é mais a bonequinha simples, mas há, sim há, muitas que se alegram com uma assim, pena que nem todas poderão ter seus presentinhos deixados em um "sapatinho na janela"!
    Amei ler sua crônica e Natal sempre para mim será Natal de lembrar dos meus, dos que se aproximam, pois parece que é mais fácil conseguir isso nessa data mágica,abençoada e do aniversário de Jesus!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  8. Um Natal em que talvez não seja para muitos com grandes festas,pois não terão a mesa farta e tão pouco o dinheiro para comprar,mas acredito na bondade do Mestre que estará junto a eles em todos os momentos de suas vidas.
    E que não esqueçamos o grande significado da palavra Natal!
    Linda crônica Taís.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  9. Fazer de todos os dias um "Natal" que renasça em fé, esperança, dignidade e muito amor em doação sem nenhuma cobrança... é o que sempre planejo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. dizem-me velhos alfarrábios que Jesus expulsou, com fúria, os "vendilhões do Templo".

    a ser verdade, bem cedo os "vendilhões" regressaram, receando eu que, hoje em dia, o próprio J.C. seja objecto de licitação.

    por isso, se tudo se vende e tudo se compra, nada mais resta que procurar distinguir o oiro do pechisbeque.

    excelente crónica, Tais

    beijo

    ResponderExcluir
  11. Gostei imenso deste texto que é uma reflexão muito pertinente.
    Transformamos o Natal num negócio e somos todos culpados, porque entramos nisso.

    Mas a par do "negócio" esperemos que resista e persista algum espírito natalício e o amor esteja presente.

    Beijinhos e bom fim-de-semana:)

    ResponderExcluir
  12. Nada tenho a acrescentar à tua cronica, pois ela já diz tudo. Ha uma coisa em que tenho pensado muito, Tais, os meus netos ainda acreditam em papai noel, mas às vezes penso se não será um erro continuar a mante-los nessa ilusão, Como convencer o Lucas e a Eduarda a doar os brinquedos que já não usam às crianças que nada têm. Um dia será que não perguntarão, então vo papai noel só traz presentes para aluns meninos? Qual será a nossa resposta? E o que pensarão as crianças que não recebem nada? O que pensarão desse Menino Jesus que deixa presentes no sapatinho de alguns e eles nem sequer sapatos têm? Penso que deveriamos dizer às nossas criancas que sao os pais que compram e que devem repartir com outros meninos o montão de brinquedos que têm, pois os pais nao tem dinheiro para comprar. O meu neto é um rapazinho muito sensivel e pergunta tudo; estou sempre à espera que ele faça essa pergunta que será muito incomodativa. O Natal é um misto de alegrias e tristezas e para a maioria das crianças é muito doloroso, pois veem os amigos com brinquedos carissimos e eles, muitas vezes não recebem e quando recebem são usados, são aqueles que os meninos previlegiados já descartara, Bem, Tais, somos pequenos demais para mudarmos o mundo, mas podemos sempre fazer alguma coisa, pelo menos dar um brinquedo novo, bem embrulhado e com um laçarote a uma criança que não terá nenhum. Obrigada, amiga e que tenhas um Natal com harmonia familiar e muita alegria. Beijinho
    Emília

    ResponderExcluir
  13. Cara amiga Tais, segundo alguns estudiosos o natal já havia muito antes do nascimento de Cristo, era a data do solstício de inverno no hemisfério norte, quando comemoravam as colheitas. Dizem também que Jesus teria nascido em fevereiro, mas a igreja católica, sob o comando romano, manipulou a data. Seja como for, hoje Natal é praticamente uma festa comercial. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  14. Lo material nos hace perder la esencia de la fiesta muchas veces, por eso nunca hay que olvidar lo que representa la Navidad.
    Que tu país salga a flote y mis mejores deseos para vosotros.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  15. Muito verdadeiro seu texto,querida amiga Taís!

    Realmente o país está na penúria e também eu não me sinto tão feliz pensando,principalmente,nas crianças ao léu que gostariam,de presente, um teto,um afago,serem tratadas como seres humanos.

    Contudo, temos que comemorar o nascimento do Menino_Deus e nesse consumismo,muitos se esquecem do verdadeiro espírito do natal.

    Beijos sabor carinho e um Natal com muitas bênçãos

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderExcluir
  16. Boa noite querida Taís
    O momento que estamos vivendo não nos convida a festejar e espírito consumista já deveria ter sido desconstruído mas continua reinando porque infelizmente as pessoas vestem a roupa do avestruz e fingem nada perceber. Comemoram efusivamente com gastos faraônicos uma data que prima pela simplicidade. O menino que vai nascer só tem um desejo que sejamos mais justos e solidários com nossos semelhantes e para isto não é necessário comemoração abastada e sim uma mudança de hábitos e uma profunda e sincera oração
    Beijos com ternura e um domingo de paz e infinitas alegrias

    ResponderExcluir
  17. Taisinha,
    Eu sempre procurei ver as festividades do Natal, com todo os respeito que merece de todos, pelo lado cristão, por estar presente nessas festividades a fé, de que minha mãe é um dos exemplos; mas também vi um lado cultural, nascido em muitas famílias, que esperavam essa data para prepararem suas casas para receberem parentes e, muitas vezes, amigos mais íntimos; para estes, em que a cultura substituía a fé, o importante é a comemoração entre eles, com muita comida, os melhores vinhos, e, em homenagem ao “comércio”, presentes, muitos presentes. Eu que vivi depois de casado nessa comemoração “cultural”, sempre tive como maior prêmio a espera que o Natal passasse o mais rápido possível, para retornar à vida normal. Como sempre, uma excelente crônica.
    Beijinhos daqui do escritório.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rssss, eu sabia que viria um comentário assim de ti! Sempre muito verdadeiro, direto. Mas olha, sabes bem que fui criada numa família que cultivava exageradamente o Natal, e nossos filhos eram pequenos, mas hoje fechamos juntos, também espero pelos dias normais, também entrei para o time dos que cansaram dessas festas. Adoro a vida tranquila, nossas livrarias, passeios e sorvetes vendo a banda passar... e sem grandes badalações. Foste por mim durante muitos anos... hoje estou na tua!! tu sabes. Aguardemos, pois, nossas férias!
      Beijinho, querido.

      Excluir
  18. Boa tarde, querida amiga Tais!
    Voltei no tempo e lembrei de minha infância, como era lindo o dia de Natal, os preparativos eram grandes, os parentes vinham de longe, os avós se juntavam para fazer as bolachas....... Quanta alegria....e Jesus não era esquecido, pois ninguém comia nada, sem antes rezar e agradecer. Agora mais do que nunca, será mais um dia, mais um domingo igual aos demais, pois a tristeza, a falta de esperança está maior do que o clima natalino. Grande abraço, querida amiga!

    ResponderExcluir
  19. Adorei ler aqui
    no seu lindo blog.
    A aguardo la no meu
    humilde blog Espelhando.
    Bjins
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir
  20. Oi Tais,
    Que Deus olhe por vocês aí todos os dias. Natal é comercio. Talvez eu coloque uma postagem sobre o Natal,é muito forte. Vou pensar.
    Beijos no coração
    Minicontista2.

    ResponderExcluir
  21. E agora veja a sorte dos sem-abrigo, pelo Natal - https://vieiracalado-poesia.blogspot.pt/2016/12/natal-dos-sem-abrigo.html Saudações natalícias!.

    ResponderExcluir
  22. Querida, Taís Luso, boa noite !
    Acabas de libertar o grito de revolta dos brasileiros.
    Os inimigos, da nossa Nação, disfarçados de brasileiros,
    são poderosos, perigosos e cínicos...
    Resta-nos rezar, na noite de Natal, pedindo a proteção
    de Deus.
    Parabéns e um carinhoso abraço.
    Sinval.


    ResponderExcluir
  23. Boa noite querida Tais.
    Um texto muito realista amiga. Mas confesso que cultivo o meu lado crianca o qual enxerga só as coisas boas, que vive um pouco da ilusão, do encanto desse linda data. Que gosta de Natal, de receber meu irmão que espera essa data com ansiedade para nós encontrar, ver os olhinhos dos pequenos esperando os presentes, e o da minha filha então é o que mais me faz feliz, ela ama Natal, não tem acordo, ela sempre que ceia e não ver os presentes antes rsrs, que o prazer de abrir os presente só no Natal e ainda meia noite. E para ser sincera o sapatinho vermelho vai para janela no dia de Natal todos os anos e ainda com pedidos de toda a familia que está presente rsrs. Ultimamente a ceia é apenas a familia e os mais chegados. Sempre é um noite linda onde o amor está presente, onde existe amor, fraternidade e harmonia Jesus está presente. Algumas vezes bate um pouco de tristeza pelo os que não tem o que comer, as criancas carentes, mas logo procuro ver que devo aproveitar para ser feliz e fazer feliz os que estão ao meu lado, porque a vida é tão incerta que nunca saberemos se estaremos na proxima ceia ou quem não estará. Eu comemoro o aniversario de Jesus, se ele nasceu antes ou depois eu não sei, só sei que tenho certeza que estou agradando ao Senhor reunido a minha familia e recebendo a todos com muito amor. Mas entendo com certeza a sua insastifaçao, é uma triste realidade. Uma linda semana para voces. Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Mirtes, nós também faremos algo aqui, mas com mais paz, mais simplicidade, nada mais com exagero. Menos trabalho agora. Natal sempre foi algo muito trabalhoso, cansativo. Venho mudando a cada ano até chegar ao ideal. E acho que esse ano vai ser de bom tamanho. E com um país afundando, não há muito ânimo... Na verdade, todos nós estão esperando é as férias!
      Beijo, querida amiga!

      Excluir
    2. Boa noite linda Tais.
      Vim futucar o seu blog rsrs, como as vezes eu faço, vou em postagem que não li ainda,como sabe amo ler as suas cronicas. É um terapia Online rsrs. E fiquei surpresa por ver que respondeu, obrigada pela delicadeza. Concordo com voce amiga, quanto menos trabalho melhor, nem pensar em se cansar em pleno dia de Natal, e exagero também não me agrada nada. Vai passando os anos e vamos fazendo o que mais nos agrada. As vezes precisamos nós mimar, fazer o que gostamos, buscar as belezas das coisas pequenas e os momentos com quem amamos. Concordo plenamente com voce, faça o Natal de voces da maneira que desejam. Desejo a voces e familia muita paz e descanso, tem coisa melhor? Ainda estarei por aqui antes do Natal. Felizes dias para voce o Pedro e toda familia. Forte abraço.

      Excluir
    3. rsss, futuque! Me dá muita alegria quando vejo que vocês gostam das crônicas!
      Você e sua amada filha são muito queridas aqui em casa, sabia?
      Beijo, amadinha! Lindo Natal por aí...

      Excluir
  24. Mais do que as prendas e o comércio à volta do Natal, este serve para juntar as famílias num convívio que por vezes é difícil no resto do ano.
    É sempre um prazer ouvir este grande Senhor Luciano Pavarotti.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
  25. La Navidad nos hace recordar cada año que existen miles o millones de personas que no tienen una vida digna, y no por falta de dinero, que también, sino porque viven de forma subhumana. Quiero decir que son infelices porque no pueden comprar todo cuanto aparece ante sus ojos, todo lo que tiene el vecino y no se dan cuenta que la verdad la llevan dentro de sí. Sería un buen paso mirarse uno mismo y comenzar a caminar con nuestro propio bagaje.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  26. Bem real a sua crônica, bem que desejamos que este dia seja coroado de bons sentimento e esperanças. Mas que País é este que nos pune e desconcerta, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  27. É preciso que não perca a esperança, Taís. Junto à sua angústia a minha angústia. A crença no Menino não deixará vazio o Presépio que imaginamos...
    Gostei de ouvir o Pavarotti.
    Uma boa semana.
    Um beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  28. Tais:
    Espero que la Navidad sea tranquila y feliz y que 2017 traiga nuevas esperanzas y mejores realidades.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  29. O apelo comercial nunca me despertou e como você diz na sua
    crônica a realidade é de crise. A importância é o significado
    de um olhar gentil e generoso e que se prolongue para todos os
    dias...
    Quero deixar meu carinho e atenção com meus votos
    de um feliz natal em harmonia para você, Pedro e filhos (família)!
    Beijo, querida Taís.

    ResponderExcluir
  30. Minha querida amiga Tais, e cá estamos nós novamente a beira de um Natal, e o que sinto em mim é uma mutação do sentido desta data, o que resume é o aniversário de Cristo, mas os rumos aí estão ,,,passei por vários momentos, o do sonho do Natal perfeito, expectativa, e a realidade de um Natal que me cabia neste latifúndio...fase da negação, aceitação, enfim...por isso tua leitura me faz bem, pois como água cristalina me ajuda a refletir o Natal hoje, real, nós aqui, ainda...tudo que sei que quero atravessar as festividades abraço a minha mãe, este é meu presente e Cristo sabe, falo sempre com ele...Feliz Natal minha amiga, tudo de melhor pra ti o dr Pedro, toda a família...e muito obrigado pelos presentes que recebi de ti este ano todo. Feliz Natal pra nós.
    ps. Carinho respeito e abraço

    ResponderExcluir
  31. Muita paz e saúde no natal e em todos os dias do ano! Que o verdadeiro sentido do amor seja presente em todos os momentos, sempre! Felicidade. Ives Vietro

    ResponderExcluir
  32. Sublimes palavras as quais subscrevo!
    bj

    ResponderExcluir
  33. Sabia reflexión Tais, reflejada en tantos comentarios muy bien pensados.Me agrego a los deseos de felicidad para ti y familia.

    ResponderExcluir
  34. Ainda que se percam outras coisas ao longo dos anos, mantenhamos o otimismo como algo brilhante. Regressemos as nossas origens e contemplamos aquilo que se julga, veraz aos olhos que faça-nos feliz ao compartilharmos idéias e conversas sadias como estas. bj em seu coração minha grande amiga linda!

    ResponderExcluir
  35. Minha querida amiga, comungo das suas preocupações e sentires.
    O Natal há muito que virou comércio, perdeu-se o espírito de união e simplicidade próprios desta data.
    Não sou dada a consumismos e cada ano fico mais afastada dessa "onda".
    Desejo somente muita paz e luz para que possamos seguir o nosso caminho com alguma sabedoria.
    E é neste espírito que lhe desejo um Feliz Natal junto de quem ama.

    Um enorme abraço de amizade


    ResponderExcluir
  36. Um texto notável, que subscrevo, totalmente!
    O consumismo, tem vindo a consumir... o verdadeiro espírito de Natal e os valores, que deveriam ser celebrados... mas que ficam esquecidos, num canto qualquer... debaixo de uns quantos embrulhos de laçarote... na grande maioria dos lares...
    E havendo crise de valores... é fácil, começar a ver o mundo desmoronar... por conta da corrupção e falta de ética... em qualquer sector... em qualquer país...
    Essa crise, Tais... revela-se profunda, e transversal... ao mundo inteiro...
    E 2017... não se adivinha fácil... a começam-se já a sentir tensões... que terão efeito dominó pelo mundo inteiro... entre América e China... por exemplo...
    Furacão está surgindo, de onde antes soprava brisa... um pouco por todo o lado...
    Esperemos que melhores dias surjam... mas o que é facto... é que já todos vivemos dias melhores...
    Mas ainda que o mundo lá fora despenque... pelo menos que o Natal, passe por bons momentos, passados com os que nos são mais queridos... e que sempre nos dão força para encarar a loucura que vai pelo mundo...
    Beijos, Tais!
    Ana

    ResponderExcluir
  37. Sempre fui comedida com o consumismo nesta época e, a cada ano, ainda mais. Os presentes que se trocam são coisas úteis.
    Gosto do Natal, sobretudo do seu simbolismo e do espírito. Dói e muito, nesta altura, ser ainda mais evidente a fragilidade de tanta gente e saber que o horror das guerras não cessa. Vem até algum sentimento de culpa por ousar vivê-lo com alegria.
    Este ano, por estes dias, nascerá o meu primeiro neto. Este Natal será Natal a dobrar.
    BJo, amiga e parabéns pelo que escreves.
    Ainda quero voltar ao teu cantinho mas não sei se terei tempo. Pelo sim pelo não, desejo uma quadra natalícia harmoniosa.

    ResponderExcluir
  38. Boa noite, querida Taís!
    Que o Menino Deus lhe conceda Felizes Festas cheias de ricas bênçãos!
    Bjm muito fraterno e festivo

    ResponderExcluir
  39. Feliz Natal e um próspero ano novo,Thais.
    Que las fiestas estén llenas de luz.
    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Querida amiga Tais:

    Desde nuestro invierno europeo, en estas fiestas de Navidad, te deseo junto a tus seres queridos, salud, paz y una gran dosis de esperanza para el próximo año 2017.

    ¡Feliz Navidad!

    Un fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  41. Bom dia querida Tais e Pedro.
    Vim desejar a vocês um lindo Natal onde a alegria esteja presente e muita paz. Feliz Natal meus queridos amigos. Um grande abraço.

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso