20 de outubro de 2017

A CIDADE - POEMA DE GRAÇA PIRES

Cidade do Porto / Portugal



                - Graça Pires
           
            Improvisamos a palavra adequada
            para dizer a cidade, alheia e imprevisível.
            Todas as histórias do dia-a-dia se precipitam,
            gradualmente, na estrangulada identidade
            dos habitantes urbanos.
            É por comodidade que saltamos por cima
            dos odores, do lixo, da multidão, da indiferença
            e contornamos a evasão de um tempo arruinado,
            onde nos dizemos ecológicos e solidários,
            e nos indignamos, e coleccionamos protestos
            com que nos agredimos nas horas de ponta.
            Somos, na cidade, os viciados
            de um pseudo-conforto que nos inibe de sonhar.

________________________________


      
Do livro POEMAS ESCOLHIDOS.
Graça Pires nasceu na Figueira da Foz/Portugal. Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Livros publicados: Poemas 1990/ Outono: lugar frágil -1993 / Ortografia do Olhar - 1996 / Conjugar Afectos - 1997 / Labirintos - 1997 / Reino da Lua - 2002 / Uma certa forma de errância - 2003 / Quando as estevas entraram no poema - 2005 / Não sabia que a noite podia incendiar-se nos meus olhos - 2007 / Uma extensa mancha de sonhos - 2008 / O silêncio: lugar habitado - 2009 / A incidência da luz - 2009 / Uma vara de medir o sol - 2012.

Com inúmeros prêmios recebidos, Graça Pires tem a sensibilidade fina e original, talvez a amargura de uma Sylvia-Plath, aliada a um rigor e contensão que dão à sua poesia o necessário equilíbrio. Pela beleza depurada da sua imagética, pela tonalidade melancólica, pelo tratamento profundo de grandes temas como o tempo e o amor, este livro vai decerto contribuir para a plena afirmação do seu talento.
        (Urbano Tavares Rodrigues).


________________________________

  Ortografia do olhar   / Blog de Graça Pires




65 comentários:

  1. Esse poema da amiga Graça Pires retrata um mundo não muito confortável de vivermos, retrata a realidade, o ser humano preocupado consigo, e por não querermos sair de nossa zona de conforto, atropelamos tudo. Nosso individualismo levou-me a sentir certa tristeza ao ler esse poema onde com muita sensibilidade Graça pinta as cidades com cores acinzentadas, mas reais. Li com emoção. Li um poema que fala dos nossos erros, das nossas transgressões, dos egoísmos e sentimentos que não cultivamos, portanto, não podemos reclamar muito de nossas quedas.
    Beijo, querida amiga! Com muito prazer que trago ‘A Cidade’ para nossos amigos.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, querida Tais,
    parabenizo você pela escolha e postagem do poema "A Cidade", da nossa querida Graça Pires.Realmente, ela pinta com palavras a realidade das cidades de como vivemos, sendo o lugar, onde for. Como seres humanos estamos sempre errando, pois é muito difícil deixar a nossa zona de conforto.Parabéns! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Escolha linda,adoro a Graça Pires! beijos praianos às duas,chica

    ResponderExcluir
  4. A escolha é perfeita!
    Uma abordagem interessante! Bj

    ResponderExcluir
  5. Pois é, cara amiga Tais, eis uma tomografia da cidade atual e de seus habitantes. Um convite à reflexão. Um abraço. Tenha um bom findi, quiça, sem chuva.

    ResponderExcluir
  6. Que linda homenagem você fez à Graça Pires hoje no dia do Poeta.
    Bjs Taís e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. A Graça Pires é das pessoas que melhor poesia faz na blogosfera.
    Uma homenagem bem merecida, por isso.
    Bom fim de semana, amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Conheço outros poemas de Graça Pires, de modo que não me surpreendo com a qualidade e o lirismo desse. Parabéns a ela pela composição e a você pela postagem.

    ResponderExcluir
  9. Amiga!
    Hoje é o dia do poeta. Vim parabenizar você que escreves com a alma e o coração lindas poesias!
    Parabéns pelo seu dia!
    Tem mimo lá no meu cantinho pra você, abraços
    Da amiga Genilda.

    ResponderExcluir
  10. 20 de outubro dia do Poeta.
    Querida Poetisa, que jesus te iluminando e que você continue nos encantando com suas lindas poesias.
    Já dizia os poetas:
    “Ser poeta é fazer de cada despedida uma saudade
    É ter nas mãos os sonhos, vivê-los de verdade
    Chorar, sorrir, sem medo de viver...”

    “Poeta para ter o dom...
    Das palavras...
    Palavras de ternura... de carinho...
    E poder encher...
    nossos coração com amor
    Escrevendo seus lindos versos e poesias”.

    Parabéns lindas poetisas!

    ResponderExcluir
  11. Hoje 20 de outubro, dia do poeta.
    Parabéns, querida poetiza pelo seu dia.
    Tem homenagem no blog e selinho.

    Parabéns!
    Que seus dias seja lindo e que cada vez mais
    você nos encante com suas poesias

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigada, minha Amiga Tais pela divulgação deste meu poema e pelo carinho com que o faz.
    Não sabia que 20 de Outubro era dia do poeta. A minha homenagem a todos os poetas.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Querida Taís, uma bela homenagem a essa grande poetisa a querida Graça Pires. Linda poesia cheia de encantos, como ela tão bem escreve. parabéns querida, homenageando a graça você homenageia os poetas neste seu dia. abraços

    ResponderExcluir
  14. E como Graça Pires sabe lidar com as palavras. Basta-lhe um leve toque e a realidade se transforma, ganha novos contornos aliciando os leitores. É sempre com renovado prazer que voltamos aos seus textos. Lê-los, relê-los. Ou ruminá-los é um trabalho que não nos cansa. O poema escolhido é um belo exemplo do que ela é capaz de fazer com as palavras.
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  15. Oi Taís,
    Bela homenagem.
    Parabéns a Graça Pires!!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Mas que fenomenal homenagem a nossa amiga! Acompanho o trabalho dela há anos! Graça Pires é um talento espantoso. Parabéns

    ResponderExcluir
  17. olá querida Taís, o poema é belíssimo, parabéns para a grade poetisa Graça e a você que abrilhantou essa linda postagem. Tenha um abençoado fim de semana. bjus

    ResponderExcluir
  18. Parabéns linda
    O povo brasileiro em sua totalidade são sujos, aliás menos sujo um país que morei do outro do mundo.
    Andando por aí vemos que há países piores que o nosso.É só verificar as nossas descendências e pessoas que vier Brasil em massa a procura da cana-de açúcar,
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa Taís errei feio:
      e pessoas que vieram ao Brasil
      Beijos
      Lua Singular

      Excluir
  19. Linda postagem e escolha para o Dia do poeta,querida amiga Tais.

    Criei uma nova categoria com o nome "Mimos para amigos e amigas do Blogspot".
    Fica à direita do meu blog em "Minhas Categorias".

    Visite sempre porque coloco lá nomes animados,imagens bonitas para postagens e outros.

    É minha forma de agradecer aos amigos que sempre prestigiam meu blog.

    Comecei com nomes animados e o seu está lá.

    Basta procurar,salvar e usar no final de posts como eu,como assinatura de emails,como quiser.

    Se colocar no seu blog ficarei muito feliz e avise-me nos comentários quando fizer,ok?

    Espero que goste.

    Beijos sabor carinho e feliz sábado

    Donetzka
    Blog Magia de Donetzka

    ResponderExcluir
  20. Quem reclama é porque não sente esta realidade e nada faz para mudar. Por enquanto aguenta-se pois não somos de ferro.
    Uma escolha acertada.
    Parabéns aos que juntam tão bem as letras.
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Olá, Taís.

    Conheço a poetisa e blogger Graça Pires, de me cruzar com ela por blogues que ambas seguimos, mas desconhecia a sua poesia.
    Muito bonito o poema que nos oferece e linda a aguarela da bela e Invicta Cidade do Porto, que há quarenta anos me acolheu e onde os meus filhos nasceram.
    Grata pela esta partilha tão bela.

    Beijinho, amiga.

    ResponderExcluir
  22. Graça Pires recebe merecida homenagem sua, Tais! Duplo parabéns! Uma riqueza literária!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Pois é, Taisinha, já havíamos comentado, nas nossas tertúlias familiares, não apenas este belíssimo poema, de nossa querida amiga portuguesa Graça Pires, mas todos os demais poemas que compõem o livro "Poemas Escolhidos". Parece-me que o livro ainda não está nas livrarias do Brasil, mas certamente poderá ser encomendado via Internet, com mais informações no blog da poetisa (Graça Pires). Os leitores apreciadores da poesia gostarão do livro POEMAS ESCOLHIDOS. Uma excelente postagem, com esse belíssimo poema, além dos dados biográficos da poetisa.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  24. Querida Tais vim no dia certo, olha que poema mais lindo, ler, reler e aplaudir, comentar o que de uma poetisa de tal quilate? Só agradecer tua partilha, grata bjos Luconi

    ResponderExcluir
  25. Olá Tais!
    Perfeita escolha do poema e da foto da cidade do Porto. Cidade que não me "inibe de sonhar". Outras há que... adiante...
    Linda e merecida homenagem à Graça.
    Parabéns à cronista e à poetisa. Meninas, vocês escrevem tão bem!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  26. Mis felicitación doble, un poema excelente, mi felicitación.
    Un fuerte abrazo.
    Muack!

    ResponderExcluir
  27. Bom dia, Tais.
    Um belo poema escolhido com a tristeza exata do que somos, fazemos ou deixamos de fazer quando vemos uma situação crítica.
    Muito mais fácil é ficar na zona de conforto.
    A Graça tem o poder de em poucas palavras, poetizar com maestria.
    Justa e merecida homenagem.
    Parabéns para ambas.
    Tenha um excelente domingo de paz e uma linda semana.
    Beijos na alna.

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde, Taís
    Obrigada por partilhar tão lindo poema.
    Parabéns para vocês duas.
    Um forte abraço neste domingo.
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  29. Querida Taís, hoje conheci seu blog das Artes. Sai encantada com o que apreciei. Parabéns! Abraços, com desejo de um domingo feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que você gostou, estou para trocar a matéria, o que acontecerá nesta semana! Dedico-me ao 'Das Artes' com muito carinho.
      Um beijo, querida! Obrigada!

      Excluir
  30. Gosto muito dos trabalhos da Graça Pires que acompanho com regularidade no seu blogue.
    Um abraço e bom Domingo.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  31. Quanta beleza tem o meu PORTO!
    E aqui que colorido!
    Bom trabalho.

    Quanto a Ronda:
    Existem muitas lendas sobre esta cidade mas nenhuma delas fala da origem da construção das suas casas: as primitivas são árabes. Pelo que pude ouvir ali, e pelo que pude ver e apreciar, tudo aquilo que pôde ser arrastado pelas águas do rio Guadalevin actualmente com pouco caudal, e desgaste do vento, que muitas vezes é tão forte que eleva gotas de água até ao cimo da ponte, que está a quase cem metros de altitude.
    A ponte é do século XVIII. Consta que o arquitecto suicidou-se para não poder chegar a ver algo tão belo como o que ele criou. Serve para unir os dois bairros mais importantes.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  32. Um belo poema com uma bela cidade como pano de fundo.
    Beijos, boa semana

    ResponderExcluir
  33. Linda homenagem fazes aqui à nossa amiga Graça! Ela merece, pois a sua poesia é encantadora. Frquento o blog dela há pouvo tempo e não conhecia este olhar sobre a cidade, cidade que cada vez se afasta mais das pessoas, substituindo o verde pelo cimento, entupindo as ruas de veiculos. Nos feriados, Tais, que aqui também são muitos , as cidades ficam vazias de gentes e veiculos pois sentem necessidade de lugares mais tranquilos , tentando assim esvaziar a mente do ruido perturbador sentido nos dias de trabalho. Uma boa semana, querida amiga e obrigada por me dares a conhecer tão belo poema. Beijinhos
    Emilia

    ResponderExcluir
  34. Cidade e poesia por onde caminho devagar. É verdade que morro de amores pela cidade do Porto e me fascina a poesia de Graça Pires. Em "Fui quase todas as mulheres de Modigliani" a autora pôde dar asas à imaginação. Gosto de abrir o livro à toa para me surpreender. Por tudo isto te felicito, amiga Taís, e te deixo um abraço imenso.

    ResponderExcluir
  35. Adoro ler os trabalhos da Graça, que tenho o privilégio de poder acompanhar no seu blogue... a sensibilidade e a profundidade, com que todos os temas são abordados, é algo, que nunca me canso de admirar...
    Gostei imenso, de encontrar as suas palavras por aqui, neste belíssimo destaque e homenagem...
    Beijinhos para ambas! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  36. Fiquei encantada de ver um poema da amiga Graça, é sempre um prazer imenso ler tudo o que esta brilhante poetisa escreve.
    Boa semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  37. Lindo poema.
    Definição de uma cidade que pode se estender a qualquer uma de nossas aqui no Brasil.
    Difere pela beleza dessa visão do Porto.
    Portugal é belo por suas relíquias arquitetônicas.
    E aqui no Brasil, no meu amado Rio de Janeiro ( já ficando feio por favelas) a beleza está nas nossas montanhas e mar.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  38. Tais,

    tão actual e verdadeiro o poema de Graça Pires,
    num registo poético de que a nossa amiga cultiva tão

    quando duas mulheres inteligentes e sensíveis se juntam no mesmo objectivo, só pode resultar excelência.

    gostei muito, minha amiga

    beijos para ambas

    ResponderExcluir
  39. Belo poema da Graça Pires. Ótima escolha! Parabéns!

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  40. Lindo poema ,é evidente que a cidade do Porto seja a fonte de inspiração de muitos .
    abraço

    ResponderExcluir
  41. Con las palabras sobre la ciudad de Lisboa, profundiza en las entrañas de la ciudad moderna. Desde hace poco tiempo estoy en contacto con la autora y de un blog que publica, ya conocía algunas de sus poesías aunque es verdad que ignoraba toda la información que nos has facilitado sobre su obra. Ha sido muy enriquecedor adquirir este conocimiento. Muchas gracias.

    Una vez más, le agradezco muchísimo las traducciones que hace de alguna estrofa de mis versos. Son para mí una joya en el recuerdo de las más gratas experiencias y una delicadeza enorme por su parte.

    Un abrazo. Franziska

    ResponderExcluir
  42. Que poema mais lindo, amei :D

    submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  43. Taisamiga

    Sou um fã da Gracinhamiga, a minha princesa como lhe chamo. Dotada de um imenso talento acho que é das maiores poetisas portuguesas. As suas palavras são pura Poesia, ou melhor sã a Poesia.

    Acho lindo, Taisamiga que publiques esta A Cidade que eu já conhecia (tenho tudo, mas tudo mesmo da Gracinhamiga) e delicio-me com o que ela escreve. Parece que não é difícil fazer Poesia. Mas é.

    Os portugueses são poetas, mas, em meu entender, são demasiados os que dizem ser poetas. Não enjeito o que acabo de escrever pelo contrário reforço-o. Pode não gostar de ler aquilo que escrevo, mas tenho os ombros sufientes para aguentar os que de mim discordam...

    Mal seria se assim não fosse, pois não conseguia chegar àquilo que sou e não renego. Pode ser que assim me chamem sobranceiro e convencido; pois que chamem - vivemos em Liberdade e Democracia.

    Porém já falei demais na minha pessoa. Por isso retorno à Gracinhamiga a quem me ajoelho e agradeço por ela ser a Poesia!

    Qjs de Henrique, o Leãozão e abç muito apertado ao Pedro embora ele nunca mais voltou à NOSSA TRAVESSA; nem sei se ele ali foi...

    ResponderExcluir
  44. Boa noite!
    Vim agradecer sua amável visita ao blog da biblioteca na qual sou moderadora. É muito bom iniciar um trabalho na blogsfera e sentir que estamos agradando. Os elogios dos seguidores, o seu tem motivado a continuar. Obrigada de coração.
    Desculpe hoje está com uma visitinha rápida, depois de um longo dia de trabalho, faço isso com carinho para lhe agradecer e dizer, muito obrigada!
    Abraços da amiga Elza e da colega Lourdes que juntas tentamos acertar com as postagens.

    ResponderExcluir
  45. Un bello poema y hermoso homenaje para gran poetisa
    Excelente post Tais
    Fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  46. Obrigada pela partilha deste poema sensível e melancólico desta realidade que vivenciamos.Não conhecia esta autora e estou motivada a seguir. bjs

    ResponderExcluir
  47. Tais
    gostei demais de ler aqui no seu espaço e do destaque à Graça Pires que admiro muito pela sua sensibilidade que passa para toda a sua obra.
    uma escolha muito acertada.
    beijinhos
    ;)

    ResponderExcluir
  48. TAIS LUSO,

    "Então não pude seguir/Valente em lugar tenente /E dono de gado e gente
    Porque gado a gente marca /Tange, ferra, engorda e mata /Mas com gente é diferente".

    Nesta estrofe da musica DISPARADA de Geraldo Vandré eu por muitas vezes me identifico quando, no centro da cidade do Rio de Janeiro me sinto ameaçado pelo entorno macabro desta e das maioria das megalópoles do mundo.

    Verdadeiro filme de terror!!!

    Um abração carioca e parabéns pela escolha tão atual deste poema maravilhosa desta competente poetisa Graça Pires.

    ResponderExcluir
  49. Hermosas palabras, como gesto de admiración y homenaje a una gran persona.
    Besos

    ResponderExcluir
  50. OI TAIS!
    ACHEI SUPER INTERESSANTE O QUE ACORREU AGORA.
    VENHO LÁ DO BLOG DA "GRAÇA PIRES" MAS, PARA TE FALAR SOBRE UM COMENTÁRIO QUE LÁ FIZESTE E ME DEPARO COM TUA HOMENAGEM JUSTAMENTE À ELA, QUE ALIÁS É MERECEDORA DESTA E MUITAS MAIS, DEVIDO A SEU INDISCUTÍVEL TALENTO, SÓ ME SURPREENDI COM A COINCIDÊNCIA.
    VOLTANDO AO QUE ME TROUXE AQUI HOJE, FOI LER DE TEU GOSTO POR CAMINHAR PELO TEU BAIRRO OBSERVANDO AS CASAS E PENSANDO NAS HISTÓRIAS QUE ESCONDEM EM SUAS PAREDES. É ALGO QUE FAÇO MUITO, VIAJO NESSA IMAGINAÇÃO, KKK PRINCIPALMENTE QUANDO VOU AO CENTRO, ACHO QUE POR UMA PARTE BEM ANTIGA DE NOSSA QUERIDA "PORTO ALEGRE!
    QUANTO AO POEMA DA GRAÇA, NOS FAZ VER DO QUANTO NÓS SERES HUMANOS, ESTAMOS NOS AFASTANDO DO QUE É VERDADEIRAMENTE HUMANO.
    ABRÇS AMIGA
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  51. Amiga, Escritora/Taís Luso !
    Creio que, inconscientemente, gostamos
    do desconforto. Trocamos toda a pureza
    do campo, para vida perigosa e aglomerada.
    Entendo as necessidades... mas o êxodo já
    está ocorrendo. Quanto a Graça Pires, ah...
    sou seu fã incondicional.
    Uma feliz semana, querida, e um carinhoso
    abraço !
    Sinval.

    ResponderExcluir
  52. Que bonito ler a Graça aqui Taís.
    Uma bela escolha de sua vasta arte,
    um olhar sobre a cidade com todas as suas mazelas,
    onde somos fantasmas de nós mesmos.
    Bela partilha da Graça.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  53. Que beleza de texto, um verdadeiro olhar que identifica as insuficiências de uma cidade grande e onde uma só abelha não constrói uma colmeia, e como dizemos no Brasil, é ver e empurrar com a barriga . Parabéns a Escritora pelo talento e a vc Taís pela escolha.
    Agradecida pelos votos de recuperação, ainda com uma rinite braba, mas estou bem.
    Desejo um dia azul como o manto de Maria.
    Bjss!

    ResponderExcluir
  54. Tais, estaba leyendo el poema que nos muestras y por encima de su verdad me han entrado ganas de reír por lo ridículo de la sinrazón.
    ¿O no es ridícula, la preocupación y el gasto de cualquier administración ciudadana por la parafernalia del reciclaje? Monstruosos camiones automáticos de basura: cristal en el contenedor blanco, papel en el azul, plástico en el amarillo, etc, etc.
    Mientras legiones de jóvenes destruyen sus vidas por falta de profesores, educación, cultura, valores…

    ResponderExcluir
  55. Tais,

    com renovado prazer que leio a poetisa Graça Pires aqui no seu espaço.
    quando duas mulheres inteligentes e sensíveis, que mutuamente se admiram, se encontram sob o signo da Poesia, o Mundo fica um pouco mais habitável (grão de areia que seja)

    acresce, para privilégio meu, que sou leitor assíduo de uma e outra e que ambas, cada uma no seu estilo literário, atingem um padrão de qualidade de excelência, como é reconhecido

    parabéns às duas,minhas amigas

    dois calorosos abraços (repartidos rss)

    ResponderExcluir
  56. Boa noite querida Tais
    Uma bela homenagem, muito bem merecida a querida Graça, uma excelente poeta e um ser humano especial. Bela partilha Tais. Duas maravilhosas escritoras, a Graça e você minha amiga, admiro as duas. Um feliz fds. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  57. Gosto muito da poesia da Graça.
    E este poema foi uma belíssima escolha.
    Merecida homenagem.
    Bom fim de semana, amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  58. Olá, admiro a poeta Graça Pires, seu poemas são profundos de enorme sensibilidade, a homenagem é merecida, parabéns.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  59. Olá Taís,
    é sempre um prazer renovado acessar o seu blog, onde o bom gosto tem conteúdo!
    A Graça Pires, que eu ainda não conhecia faz jus ao título de poeta(iza) na terra de Camões e Fernando Pessoa. Percebi por esse único poema uma influência, muito boa por sinal, do heterônimo Alberto da Campos.
    Maravilha! Agradeço a sua recente visita à minha página e ao seu comentário, sempre tão gentil e estimulante. Loyde ficou toda feliz pelos elogios à sua culinária, que por falar nisso anda cada vez melhor.
    Um grande abraço, Loyde manda beijos!

    ResponderExcluir
  60. Desculpe pelo poetiza ( com z ) a poetisa poetiza muito bem!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  61. Tais, mea culpa, mea maxima culpa! Hoje confesso a ti, extensivo aos demais, minha negligência na blogosfera com faltas a amigos tão estimados quanto a ti, ao Pedro e outros tantos. Jaime Portela, teve, inclusive, preocupação com meu estado de saúde pela ausência. Na verdade nunca estive tão "antenado" noutro foco que é a disputa à cadeira xis, cujo caminhamento está muito bom.

    Lindérrima imagem (de sonhos infantis meus) do Porto, cidade de onde vieram meus ancestrais paternos. Olho a imagem e me imagino no meio do Douro dentro de um barco à vela a transportar barris de vinho - eu ao leme.

    Graça Pires é uma deusa que devemos agradecer aos céus por tê-la em nosso convívio, neste meio eletrônico. É uma honra sempre, quando ela nos compartilha os seus belos poemas, e às vezes, gentilmente, os de outros. É dignificante receber seus comentários sempre muito equilibrados e de incentivos, principalmente a mim que sou um iniciante na arte literária. Ela me estimula bastante e a sou grato.

    Tais, lindérrima esta tua postagem, além de oportuna, justa e, para mim, de veneração ao anjo amigo Graça Pires. Parabéns Tais! E escusas por minhas faltas. Meu abraço de alma e coração. Laerte.

    ResponderExcluir
  62. Há muito que conheço a Graça Pires e já homenageei o seu talento no meu blogue...
    O seu tributo está excelente, querida amiga.
    Terno abraço, Taís
    ~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  63. Taís:
    me gustó mucho Oporto (Porto). Una ciudad maravillosa. O vinho, muito bueno també.
    Abraços.

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso