13 de outubro de 2017

POR QUE TANTOS FERIADOS NO BRASIL?



                        - Tais Luso

Não sei se somos os únicos, mas brasileiro ama feriado e adora emendar um feriado com o final de semana – feriadão. Se um feriado cair na sexta-feira, na verdade a debandada para o litoral já começa na quinta-feira à tarde! Os que ficam nas cidades fazem o mesmo programa: shoppings! Lugar bom para  torrar a minguada grana.

Não entendo por que se diz, por estas bandas, que feriado é bom para encurtar o ano. Fico a pensar o porquê dessa neura de encurtar o ano. Eu não tenho nenhuma pressa de encurtar coisa alguma.  Gostaria é de prolongar o ano, teria a sensação de viver por mais tempo, gostaria de dizer que daqui não saio, daqui ninguém me tira – tipo criança birrenta. E como tal, também não tenho essa pressa para dar adeus ao ano velho. Talvez esteja aí meu aborrecimento com festa de Ano-Novo: o adeus!

Tenho a plena convicção de que aqui está bom, mesmo entre escombros e tsunamis. Mesmo com os enfrentamentos de  maracutaias bandidas numa luta deveras inglória. Mas quero vida-longa. Mar, sol, futebol, samba, cerveja é tudo que brasileiro gosta. Por isso somos vistos como um povo alegreo que não quer dizer que sejamos felizes 24 horas por dia.

Trabalhar é bom, mas é sufocante para os que são mal remunerados. Muita notícia preocupante; muita conta para pagar, planos de saúde cobrando alto e oferecendo pouco. Milhões de Precatórios trancados - governo se fazendo de esquecido do que deve. E mesmo assim somos um povo sonhador, corajoso. Entendo a razão de tamanha alegria com tais feriados: o povo se alegra, esquece da dureza, da política,  fica bonzinho e não faz arruaça nas ruas.
         
Nero, o antigo imperador de Roma, entusiasmava o povo com uma boa combinação de pão e circo. Serão esses tantos feriados uma boa maneira para acalmar e levantar o ânimo dos brasileiros? Tenho visto o contrário, pessoas de saco cheio com tantas necessidades básicas e esses feriados que param o país. Não aliviam nada, ao contrário, uma batelada de lojas e restaurantes estão fechando suas portas diariamente neste Brasil!

No momento atual estamos com a paciência esgotada. Somos um povo alegre, mas não burro. Enquanto o povo trabalha pra valer e muitos ganham uma merreca e pagam impostos altíssimos, nossos representantes trabalham a metade e ganham dez vezes mais! Sem falar nos ladrões que roubam milhões e milhões de reais por mês.

Acho que está explicado por que o povo ainda gosta de tantos feriadões.
Pensem aí.


_____________________________________



51 comentários:

  1. Os feriadões servem como válvulas de escapes para o povo sofrido, humilhado e desrespeitados.. Pena! Adorei a imagem usada,rs,,, Lindo fds! Será volta o nosso SOL? Já estou verde...Quase sapo! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Está difícil mesmo "emendando feriadões", esquecermos dos compromissos e da realidade em que nos 'escravizaram' com chicotes doloridos na consciência sempre acordada para leis e aprovações na calada da noite que, só contemplam os mesmos com direito a ouro, dólares e euros depositados fora do nosso país... Enquanto para nós, tronco da escravidão... Chega, não é mesmo? Ficaram ricos às nossas custas, e seus feriados são celebrados bem longe do nosso país. O que pensar depois de ver que existem departamentos e tabelas para corruptos e corruptores?!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Por aqui passa_se quase a mesma coisa!
    Feriados servem para festejar ... aproveitar para passear ... e para se gastarem euris em comemorações!
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Daí porque vem a calhar a marchinha de carnaval. Daqui não saio /Daqui ninguém me tira /Daqui não saio /Daqui ninguém me tira. Onde é que eu vou morar? /O senhor tem paciência de esperar!/ Inda mais com quatro filhos /Onde é que vou parar?
    Haja pão e circo para esquecermos tantas agruras. São os próprios governantes que estendem os feriados. E com a justiça cedendo às pressões do legislativo, precisaremos de muitos feriadões para que as coisas não se degringolem de uma vez, Taís.
    A propósito, um bom final de semana...
    Beijo,


    ResponderExcluir
  5. Acróstico

    F estas e ócio é, neste país, o ideal
    E ncara-se feliz, um bom feriadão
    R ealmente descanso não é para o mal
    I sentar-se de trabalho, nossa paixão
    A penas estar na lida, pra que afinal?
    D ias parados, bem aproveitados são
    O que nos torna Patropi do carnaval
    S só cerveja, papo e bastante libação.

    ResponderExcluir
  6. Toda a gente gosta dos feriados, ainda que por motivos diversos.
    Salários altíssimos e injustificados há-os por todo o lado, não só aí... tal como ladrões, corruptos e demais bandidagem...
    Bom fim de semana, amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Tais, minha amiga

    espero não a escandalizar muito os seus leitores se disser que o "o direito à preguiça" deveria fazer parte da Carta dos Direitos Fundamentais do Homem".

    é no trabalho (e pelo trabalho) que somos explorados!

    trabalho é servidão - "tripalium", donde "trabalho", deriva significava para os romanos exactamente jugo e servidão.

    aprecio as suas crónicas, como sabe.
    de que sou leitor assíduo. sempre!

    abraço



    ResponderExcluir
  8. Eu também acho Taís,o brasileiro adora os feriados para dispersar seus pensamentos em alegrias,passeios etc.Quem sabe dessa forma esquece tantas contas que tem a pagar,plano de saúde se é que tem,hoje em dia muitos já deixaram de pagar por falta de dinheiro e por estarem desempregados.
    Como diz a amiga Chica:É uma válvula de escape".
    Adorei a crônica.
    Bjs e um ótimo final de feriadão.rs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde amiga Tais!
    Texto para se refletir, eu até me perco nos dias, rsrs, se fico em casa, faço sempre as mesmas coisas, mas não gosto de sair nos feriados prolongados, pois aqui em Sampa muitos descem a Serra, aí para voltar é o caos, cansa mais do que a rotina!
    Mas é mesmo como dizes, os feriados prolongados dão a sensação de que, por alguns dias se esquece os problemas, os dramas, enfim...
    Acho que é por isso que existe feriado, entre uns e outros, o povo vai esquecendo as tramoias desse governo que, acredito não mudará nunca!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do texto. Em portugal também nos queixamos do mesmo.
    Parabéns..

    Beijinhos e um excelente fim de semana

    ResponderExcluir
  11. Querida amiga Taís,
    feriados e folgas tornam os trabalhadores mais contentes e com mais vontade de trabalhar no regresso ao trabalho!
    Por cá a direita cortou feriados e a economia não melhorou nada com isso, nem os trabalhadores produziram mais. A esquerda repôs os feriados, o povo alegrou-se e a economia agora está a crescer acima da média europeia.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Claro, Taisinha, o brasileiro gosta de feriados, principalmente se caírem numa quinta ou terça-feira, para que o feriado fique espichado. Serve sim para esquecer algumas coisas. Nesses feriadões as praias ficam cheias, os hotéis e restaurantes aumentam seus rendimentos. Juntam-se o rendimento pecuniário e o lazer. Os comerciantes em geral e a indústria sofrem com tantos feriados. O comercio e a indústria perdem milhões de reais por ano, em razão dos feriados, curtos ou prolongados. Mas essa é a cultura do brasileiro que nem todos gostam, nada se pode fazer. Mais uma excelente crônica, parabéns.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  13. Acertou na mosca,querida amiga Taís.
    Com o salário de fome pago no Brasil (menos para os políticos),nem dá ânimo de trabalhar e emendam mesmo os feriados,o que não é nada bom para o país.
    Os abastados e políticos também emendam e nem trabalham 5 ou 6 dias por semana!

    O que fazer? Mudar tudo nesse Brasil.Utopia? Talvez.

    Beijos sabor carinho e lindo domingo

    Donetzka

    ResponderExcluir
  14. Feliz es el pueblo que no se deja amargar por las contrariedades y esa inmensa riqueza la compartimos todos los pueblos latinos. En todas partes cuecen habas, se dice por mi tierra. Nuestro último puente del día 12 al quince. Y todo a cuenta de un solo día, la fiesta de la Virgen del Pilar, Patrona de España. Las ocasiones son múltiples a lo largo de todo el año. Si te sirve de consuelo...es lo que hay y con relación a los abusos también los hay: algunos, incluso, van a parar a la cárcel pero la verdad, es que salen pronto.

    Quiero darle las gracias por esa nueva traducción de una estrofa de mis versos. Me encanta. Es el mejor regalo que he recibido. Se lo agradezco mucho.

    Un abrazo. Franziska

    ResponderExcluir
  15. Olá Taís, mais uma crônico para meu deleite, vc fez uma analogia perfeita do gosto do brasileiro, eu nunca gostei de feriado, até pq na minha profissão (saúde) não dá pra esperar feriado.
    Sabe Taís, muitos brasileiros com salário minguado, qdo sobra uma merrequinha vai gastar no shopping, , ai na geladeira dele só tem água, não concebo esse gasto como laser, e sim desperdício, eu não vou a Shopping com grana minguadinha, nem descubro minhas necessidades para gastar em Shopping o que irá me faltar amanhã.
    Podem até m chamar de careta, nesse caso sou mesmo!
    Bom domingo querida. Feliz dia do Professor.

    Bjks!

    ResponderExcluir
  16. Taís, vim responder...Não gosto também do horário de verão. Prefiro sempre as coisas naturais e normais. A manhã agora vooooooa e a tarde se arrasta! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde, Taís
    Ótima e muito verdadeira a sua crônica.
    Salário minguado e bota minguado nisso...rs
    Mas vamos que vamos.
    Fazer o quê?
    Quero parabenizá-la pelo dia dos professores.
    Um grande abraço neste domingo de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  18. Clivagens salariais... também estão muito em voga por aqui...
    Mas o sentimento em relação aos feriados prolongados... também é o mesmo por aqui... pelo menos, durante alguns dias... não se pensa tanto nas dificuldades da vida... e arranja-se um pouco mais de coragem, para enfrentá-las, nesses dias... que nos sabem pela vida...
    Beijinho! Bom resto de domingo, e uma feliz semana, Tais!
    Ana

    ResponderExcluir
  19. querida Taís, mais uma bela crônica e com um tema no mínimo polêmico. todos gostamos de feriado e alongar mais ainda. isto é inegável. Mas você tem toda razão, encurtar o ano isso não acontece. Amei, parabéns. Obrigada pela visita e felicitações. bjus

    ResponderExcluir
  20. amiga Taís, amo suas crônicas e essa ficou fenomenal! Realmente, tens toda razão, por que tantos feriados no brasil/ Não adianta dizer que não gosto e que ninguém gosta. Mas na verdade, encurtar o ano isso não acontece mas a economia do país sim. Mas com tanta roubalheira que tem no brasil, fazer os oprimidos sofrer mais, que venham os feriados.
    Abraços, fica na paz.

    ResponderExcluir
  21. Penso como vc. Não gosto de passar de tempo e chegada do final do ano. Cada ano que passa temos uma enxurrada de questões que aparecem pelas roubalheiras e irresponsabilidade dos governantes. Os feriados anestesiam e precisamos de ficar bravos e lutar por tempo melhores. bjs

    ResponderExcluir
  22. Olá Taís, fiquei feliz e orgulhosa em lhe ter como seguidora do meu humilde blog. Seja sempre bem vinda, obrigada e que Jesus continue lhe inspirando para você continue escrevendo lindamente.
    quando vim seguir o seu blog, comentei sobre a crônica que achei um tema muito pertinente e muito bem escrita, mas o comentário não publicou. desculpe, sou iniciante. Abraços tenha uma noite de paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Genilda, seja bem-vinda ao blog, amiga. É sempre ótimo quando fazemos novos amigos, muito obrigada pelas suas carinhosas palavras.
      Uma ótima semana!

      Excluir
  23. Amiga, Taís Luso !
    A resposta, a isto tudo, já está
    implícita no próprio texto:
    A falta de motivação do trabalhador,
    decorrente do desprezo a que é
    submetido. Um caloroso abraço e uma
    ótima semana !
    Sinval.


    ResponderExcluir
  24. Boa noite querida Tais
    Eu amo feriados, feriadão então eu amo ainda mais rsrs. Não como válvula de escape, porque nem os feriado nós tira a sensação de estamos em um navio furado com esses políticos corruptos e tanta maldade humana. Mas feriado para mim é uma oportunidade de descontrai a mente, o espirito com momentos e lazer, principalmente momentos em família. E voltamos ao batente com mas disposição. Uma linda semana amiga para vocês. Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Não são únicos, Tais Luso.
    Longe disso.
    Vê-se por todo o lado, acredite.
    Bjs, boa semana

    ResponderExcluir
  26. Sempre reflexiva, minha Amiga Tais. Por aqui também as pessoas aproveitam os feriados para relaxar e também os ligam aos dias de trabalho. Chamamos "fazer ponte". Claro que quem sente na pele a exploração, mais lhe apetece aproveitar tudo para não ir trabalhar. Entende-se...
    Uma boa semana.
    Uma beijo.

    ResponderExcluir
  27. Tais, como sempre uma excelente reflexão.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  28. Querida Taís, excelente crônica. Mas confesso a você, gosto dos feriados . Logo trabalho em horário integral, folgas nem pensar. Gostei. Abraçoss

    ResponderExcluir
  29. Aquí en Chile, estimada Tais, también tenemos muchos festivos en el calendario.

    Para evitar los días "sandwich" esto es que si un festivo cae en martes por ejemplo, la gente tomara el lunes como día "sandwich" y no fuera a trabajar saliendo de las ciudades desde el sábado anterior hasta el miércoles, se determinó que muchos de los festivos serían trasladados al viernes o lunes más cercano.

    Ello lleva a absurdos como que el Día del Descubrimiento de América que se celebraba siempre el 12 de octubre, este año se haya adelantado al lunes 9!!!!

    Un beso.

    ResponderExcluir
  30. E o que dizer do nosso Congresso que só trabalha 3 dias por semana, tem o maior salário do mundo e recebe 15 salários por ano? Pior ainda, a maioria está envolvida em corrupção!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. A mí me gustaría que los años no corriesen tan rápido, las fiestas sólo las valoro cuando estoy rodeada de la familia.
    Vuelvo a comentar porque mi ordenador ya funciona, agradezco las letras que has dejado en mi espacio y, para corresponder, te dejo mis cariños en un abrazo.
    Kasioles

    ResponderExcluir
  32. Oi querida,
    Como disse o Vítor Nani do congresso, agora completo: eles não trabalham nada ganham nosso dinheiro e ainda "tiram uma da nossa cara"
    Nós pagamos esses vagabundos, portanto eu gostava de feriado principalmente na quinta, emendava na sesta e curtia a vida até domingo e pegava uma abonada segunda. Gostou?
    E como trabalhava com os pequenos, era exigente demais, mas hoje formei: poeta, médico, psicólogo, outros professores do infantil e Fundamental, professor de física e muitos das áreas exatas e fazia monografia grátis a alguns que trabalhavam até tarde, chegar em casa tomar banho, comer alguma coisa, pegar o ônibus e estudar nas piores Faculdades da região e eu nunca quis fazer Faculdade. Trabalhei muitos anos Na autarquia da prefeitura, criei uma fórmula, meu chefe queria que eu fizesse aquela Faculdade de uma vez por semana perto de Santo André que só tinha maconheiro e p.... Para completar precisava ter um filho e como não conseguia engravidar,como sou teimosa, adotei. Hoje com 34 anos, alto, lindo, crioulo dos olhos verdes, bem empregado e ainda assim sempre tive que ensinar matemática e física para ele.
    Sou feliz nessa minha loucura toda.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  33. Nunca he hecho la comparativa de los días festivos que hay en mi país con respe to a otro , lo que sí tengo entendido es que los japoneses figuran como los más trabajadores.

    Besos

    ResponderExcluir
  34. Tal como por aí, também por aqui é assim!
    Lamentável tanto feriado.
    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Olá Tais,
    Nós, portugueses, também adorarmos feriados. E quando são à sexta ou segunda-feira, menina, nem te conto!
    Eu, quando trabalhava, no primeiro dia do ano assinalava no calendário todos os feriados; marcava a vermelhão os “encostados” a sábados e domingos; escolhia o período de férias sempre que possível colado a feriadões.
    Trabalhar é bom quando gostamos do que fazemos, onde fazemos, com quem fazemos, para quem fazemos. Mais gostamos quando não somos explorados e se necessário esquecemos feriados e férias. Quando tudo é mau, venham os feriadões para esquecer desilusões.
    Os brasileiros gostam de folia e feriadões; pagam impostos altíssimos; são explorados por patrões; são roubados por políticos incompetentes e corruptos. Pode parecer, mas não são os únicos, não!

    Essa coisa de querer encurtar o ano, desaparece do nosso pensamento com o avançar da idade.
    Vejo por mim: queria ter dezassete anos para poder ver todos os filmes que passavam no cinema; queria ter vinte e um para gritar SOU MAIOR; queria casar… queria ser mãe… queria ser avó… queria reformar-se para ter todo o tempo livre. Enfim, tanto queria que o tempo avançasse correndo, que ele corria. Mais, passava o ano a dizer e a ouvir dizer: nunca mais chega o carnaval, a Páscoa, as férias, o Natal… e os dias parecia passarem mais rápido, tal a força do meu querer.
    Hoje, menina, venha tudo muito devagar que eu não tenho pressa de chegar… ao fim da linha!

    Óptima crónica, amiga!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  36. Deve ser isso mesmo, cara amiga Tais. Falaste dos feriados nas sextas-feiras com muita gente debandando na direção do pretenso laser, mas pior quando os ferias acontecem nas quintas-feiras, porque muita gente que deveria trabalhar, falta ao serviço e põe o pé na estrada.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  37. Olá amiga, mais uma postagem que dá gosto de ler e reler, amiga! Sempre abordas temas importante e com muita convicção escreves suas lindas crônicas.

    Abraços com desejos de uma noite de paz e um amanhecer feliz.

    ResponderExcluir
  38. Olá! Boa noite.
    Hoje minha visita é só de gratidão pela visita e o lindo comentário que deixou. Obrigada, seja sempre bem vinda ao nosso blog. Abraços da amiga Elza.

    ResponderExcluir
  39. Amiga, esses dias ando atarefada com meus afazeres e com meu netinho que está muito sapeca, graças a Deus. Hoje passei para deixar um abraço e agradecer sua visita que para mim é um presente. Abraços, tenha uma linda noite.

    ResponderExcluir
  40. Tais,

    Reabertos os comentários no blog que edito, espero continuar a merecer a sua presença amiga

    Beijo, grato

    ResponderExcluir
  41. Ola Amiga com saudade de 'blogar'.
    Amei a cronica, acho que brasileiro mesmo quem não trabalha ama feriado, faz parte é nossa característica, mesmo que não faça nada de especial, tem se a sensação de liberdade, onde você só faz o que quiser, sem horários, sem patrão, sem compromissos. Acho que é isso, eu gosto de feriado, minha casa fica sempre com pessoas alegres que amo, vindo aqui para não fazermos nada chato :). Beijinhos Léah

    ResponderExcluir
  42. Conheço essa versão, mas com euros em vez de reais....
    Por isso somos países irmãos, como a Fáfá está ali a dizer na TV.
    Boa semana
    Beijo

    ResponderExcluir
  43. Chocantes as discrepâncias salariais. Feriado e fim de semana o povo merece. Aprecio as tuas crónicas provocadoras.
    Beijinho, Taís.

    ResponderExcluir
  44. Olá, amiga alegria!!!
    Saudade de ler seus posts. Fala franca e , apesar de toda a crítica ( inteligente e bem humorada), ainda enxerga esse dom de ser feliz do povo brasileiro.
    Sei não, querida Taís, acho que nosso povo ainda guarda raízes da escravidão e dança, canta, viaja num feriadão mesmo sabendo que perderá metade do tempo em engarrafamentos porque foge, gosta da ilusão que um momento de prazer traz.
    Minha amiga, acho que somos um bando de avestruzes rs .
    Ainda comemos a tal feijoada com os restos da Casa Grande do Sinhozinho.
    Adorei ler.
    Você faz bem prá gente. Ah, também não gosto do Ano Novo, pelos mesmos motivos seus.
    Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  45. Querida Taís, navegando com mais tempo em suas páginas me encantei com essa bela história Trapalhada do Tempo. Amei! E a foto não poderia ter escolhido melhor. Parabéns querida, você é uma grande escritora. Abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  46. Pois é Taís, o excesso de feriados prolongados para um povo miserável, vem como uma faca de dois gumes. Para que ele quer folga se não tem dinheiro para usufruir desta folga? Vejo muitos trabalhadores implorando por horas extras e não folgas. A Bahia tinha mais feriados que os atuais pois incluía os religiosos como São Pedro e outros. O São João permaneceu para fazer frente a grande festa junina Norte-Nordeste.
    Uma bel critica cronica amiga.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  47. Esta sua crônica dá o que pensar.
    É muito feriado pra um povo que não tem condições boas de vida.

    Bjs

    ResponderExcluir
  48. É mesmo. E ainda tem o "imprensado" que é quando o feriado cai numa quinta e só tem a sexta entre a quinta e o sábado ai arredondam, imendam. Imprensado, vê só pra isso... Coisa de quem não tem o que fazer, rs. Onde eu trabalho tão arretados com o feriado do dia dos funcionários públicos, dia 28, que vai cair no sábado esse ano. O governo devia negociar e botar pra segunda, vi uns dizendo. E não se fala noutra coisa aqui que no dia dez, feriado municipal, dia do Grito, grito?! Quem foi que gritou? Primeiro grito da independência, não sabia, ocorreu aqui, que invenção, é muita lezeira, bairrismo besta, vaidade boba, aqui ou acolá, tudo tá no Brasil. A grande maioria abomina a segunda-feira e comemora a sexta como se fosse uma tábua de salvação, é tanta lamuria quando chega o domingo a noite, é tanto eufemismo penoso pra falar do outro dia: "Pegar no batente", "Vou a luta", "Dia de branco", ai já é preconceito também, rs. Pra mim, particularmente, segunda-feira é um dia igual a qualquer outro, gosto de trabalhar, não sei se é porque trabalho apenas seis horas corridas... Mas, os meus colegas reclamam mesmo assim, há os que até no começo do ano saem marcando todos os feriados do ano, nacionais, municipais, ponto facultativo, etc.. no calendário de mesa. É isso ai, Tais, sempre com suas cronicas inteligente, instigante e bem humorada, rs. Beijos!

    ResponderExcluir
  49. Uma crónica impecável com a ironia justa e divertida habitual.
    Beijos.
    ~~~

    ResponderExcluir
  50. Taís:
    todo el que tiene la suerte de tener trabajo, quiero tener muchos días libres y festivos para poder hacer lo que a uno más le guste. Yo creo que si el trabajo estuviese mejor organizado, se podrían disfrutar de muchas más horas libres.
    También depende de qué trabajo.
    Abraços.

    ResponderExcluir

PARA OS MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre bem-vindos, um grande abraço a todos! Voltem sempre.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

Taís Luso